História Rainy Day - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Angst, Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Exo
Exibições 35
Palavras 767
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Uma fanfic curtinha apenas porque a ideia me veio... E veio enquanto eu ouvia uma musica sertaneja de sofrencia que estava tocando no radio kkk
Espero que gostem~~ (+18 só por estar como Yaoi e.e)
Go go ler~~

Capítulo 1 - Rainy Day


“É um dia chuvoso...”

Aquele foi o ultimo pensamento que passou pela cabeça de Chanyeol, momentos antes de se sentar no sofá, ao lado do telefone. Ficou em silencio por alguns segundos, absorvendo o som da chuva que acabara de iniciar, batendo em sua janela. Sorriu fraco consigo mesmo, começando a falar em um tom baixo.

- Você está bem? Tudo bem por ai? - Silêncio. – Aqui está tudo bem, mas está chovendo. Sei que não gosta de dias chuvosos, não é? Eu gosto, mas graças a você, talvez eu goste um pouquinho menos... – Suspirou, sentando – se direito no sofá, passando a mão de maneira rápida pelos cabelos negros. – Há alguma novidade? Nenhuma muito importante para lhe contar, mas lembra do Felix? Meu gato, aquele que você nunca gostou porque parecia bravo, mas se me lembro bem, você dava petiscos quando achava que eu não estava vendo. Sim, ele mesmo, eu o dei para minha vizinha... Bem, é mais frio aqui sem ele, mas será mais feliz com ela. – Chanyeol deixou que um sorriso se mostra-se em seus lábios ao que uma imagem se formou em sua mente. – Você se lembra de quando fomos a praia, Baekhyun? Que sem querer derrubamos uma banca inteira de cocos porque jogávamos frisbi e você simplesmente não viu o vendedor? Pensei que fossemos apanhar naquele dia... Sim, foi bem divertido. – Chanyeol riu baixinho, se levantando do sofá e caminhando lentamente até a cozinha, notando que os pratinhos de Felix ainda estavam próximos ao armário. Desviou dos mesmos e se sentou a mesa, voltando a narrar mais uma de suas memorias.

- Lembra quando você leu o mesmo livro por três vezes seguidas? Você me pediu tanto para lê-lo também, mas eu não sou tão fã de livros, certo? Mas eu li, e entendo porque você é tão apaixonado por aquela historia, ela é maravilhosa... – Inclinou seu corpo para frente, apoiando o queixo em uma das mãos. – Eu estava pensando em lhe levar flores, que tal rosas? Vermelhas, como aquelas que você ficou observando por um longo tempo, aqui perto de casa, em um quintal vizinho... Sei que não duraram muito após serem cortadas, então posso leva-las em um vaso, para durarem por mais tempo, já que estarão plantadas, melhor assim? ... Quer que leve mais alguma coisa? Bombons? Seus preferidos, os com recheio de coco, daqueles que a senhora do shopping vende, os que te fazem sorrir... – Nesse momento, a voz de Chanyeol falhou. Ele se lembrou do sorriso de Baekhyun e seu coração disparou. – Baek... Posso lhe ver? Faz tempo que não vejo seu sorriso... – Nesse momento, uma lagrima escorreu por seu rosto, sendo seguida por varias, em um choro lento e doloroso. – Baekhyun... Por que não me responde? Eu sinto tanta falta de sua voz, de sua risada, seu sorriso... De você... Me desculpe por termos brigado, me desculpe por ser tão idiota, me desculpe por não ter ido embora daquela festa com você... – Chanyeol passou a mão nos olhos, engolindo o choro que não cessava tão facilmente quanto ele queria. – Você vai me perdoar Baekhyun? – a voz de Chanyeol estava fraca, cada vez mais baixa. – Eu estava pensando em lhe fazer uma surpresa pela manha, fazer o café para você, lhe pedir desculpas... – As lagrimas voltaram mais fortes aos olhos do maior. – Mas não me foi permitido não é? Você não tem culpa, afinal, foi o motorista do caminhão que estava na contra mão... Mas era você que havia bebido, certo? Foi você que eles culparam... – Chanyeol ficou em silencio por longos minutos, a cabeça tombada por cima da mesa, as duas mãos emaranhadas nos fios negros, as lagrimas descendo por seus olhos, em uma dor que não podia ser amenizada, uma ferida que nunca seria curada. Uma perda...

- Baek... Você está bem? Esta tudo bem ai? Por que não me responde Baekhyun?! Eu... Sinto tanta falta da sua voz, do seu cheiro... – Chanyeol ergueu o rosto olhando pela janela, observando os pingos de chuva escorregarem pelo vidro. – Você deve estar ocupado, certo? Só pode está ai, falando demais, encantando os anjos com sua risada... – Chanyeol sorriu fraco, observando o clarão de um relâmpago refletir em todos os cômodos de sua casa. – Você não deve está com medo da chuva como tinha quando estava aqui comigo, certo? Ou não está chovendo ai? Acho que isso não importa... Não se preocupe Baekhyun, amanha lhe levarei flores, e os seus bombons preferidos, e não ira demorar muito, poderei lhe ver novamente, certo? Continue encantando a todos com seu sorriso, e me espere, Baekhyun...

....

“Está chovendo de novo, Chanyeol...”


Notas Finais


Alguem Chorou? kkk Espero que... Sim? Não?
Não me xinguem, em breve volto~~
~XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...