História Rascunhos Perdidos de Kishimoto - Capítulo 81


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Jiraiya, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju, Yamato
Tags Ação, Naruhina, Revelaçoes, Romance, Sasusaku
Exibições 64
Palavras 2.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa noite, minna!!!

Segue nosso capítulo da semana..

Espero que gostem, e, boa leitura!!

Capítulo 81 - Somos um time!


Fanfic / Fanfiction Rascunhos Perdidos de Kishimoto - Capítulo 81 - Somos um time!

- Não pode ser! - exclamou Karin.
- O que houve? - pergunta Suigetsu.
- Sim, eu já percebi! - disse Orochimaru indiferente.
Os três estavam reunidos num grande salão quando, finalmente, o vêem se aproximar pelo corredor que dá acesso a entrada.
- Sasuke-kun! - fala em voz alta a Uzumaki confirmando suas expectativas.
- O que faz aqui? - indaga o Hozuki não entendendo nada.
- Seja bem-vindo, Sasuke-kun, mas a que devo a honra? - recebeu o vilão com seu sorriso cínico.
- Konoha estava me sufocando, decidi voltar. - explicou o Uchiha muito sério, motivo suficiente para que Orochimaru já se desse por satisfeito com a resposta, ao menos no momento, o aceitando de braços abertos:
- Sabia que iria se cansar, aquela vila é muito pequena para seus anseios. - comentou e continuou - venha comigo... - saiu na frente e Sasuke o seguiu.
- Não estou entendendo nada! - falou Suigetsu em voz baixa pra Karin e percebeu o olhar meloso que a garota o observava - ei, tá me ouvindo?
- Sasuke-kun fez sua escolha, ele quer ficar ao meu lado, e seu chakra está muito mais atraente do que era antes...
- Tsc... vai começar tudo de novo! - o Hozuki cruza os braços irritado, virando para o lado oposto.
- Quem veio? - pergunta a Akiyama, aparecendo de um local escuro.
- Ayumi-san, não deveria... - fala Karin preocupada com a protegida de Orochimaru.
- Shiii... responda minha pergunta! - pede a seiji fazendo sinal de silêncio na boca da Uzumaki e a encarando.
- S-Sasuke-kun. - respondeu Karin com voz trêmula.
- Obrigada! - ela sorriu de lado e depois mordeu a Uzumaki um pouco antes de retornar a seu quarto.
- Aí, aí, aí... - caí de joelhos no chão, sentindo-se enfraquecida.
- Já deveria ter se acostumado com ela. - comentou o ninja da névoa.
- Nunca vou me acostumar com pessoas me mordendo, ainda mais ela... por menos tempo que dure, queima toda minha pele, veja! - ao redor de onde a garota tinha sido mordida estava vermelho e descamando.
Imediatamente, o Hozuki envolve o braço da kunoichi com água que agiliza a cicatrização.
- Quem diria que um dia teria que depender de você... - admite inchando o rosto, aborrecida.
- Hehe... - ele sorri contente.
******************************************
- Para onde está me levando? - indaga Sasuke.
- Aos seus aposentos, meu caro. - responde Orochimaru, que continua logo depois - a propósito, como nos encontrou?
- É fácil saber onde se esconde.
- Tem certeza que não foi por informação destes inúteis ANBUS? - pergunta sarcasticamente mostrando-lhe vários ninjas ANBUS da vila, mortos numa cela.
O Uchiha vê e não consegue acreditar, mas em nenhum momento deixa transparecer qualquer sentimento.
- Conhecendo-lhe bem, dá pra imaginar onde se esconde. - respondeu apenas, virando-se e saindo.
- Não quer mais minha companhia? - pergunta o vilão.
- Estou cansado, preciso descansar.
- O seu quarto não está nesse caminho...
- Eu escolherei um sozinho.
Orochimaru sorri e volta a seu laboratório, de onde observa o encapuzado se aproximar.
- Ora, ora, já faz um tempo que não aparece por aqui...
- Cheguei há alguns instantes, e vi aquele garoto que havia decidido ser julgado em sua vila entrando, o que está acontecendo, Orochimaru-sama?
- Agradeço sua preocupação, mas Sasuke-kun é um velho amigo, o trate com respeito.
- Não sei se pode confiar nele...
- Sasuke-kun faz parte da família, você é apenas um novato, então apenas obedeça. - o vilão encarou com um olhar ameaçador.
- Entendi. - o encapuzado o reverencia e saí.
"Logo logo Juugo-kun também virá! Haha...", pensava enquanto mexia em alguns tubos.
******************************************
Sasuke percorria os corredores e abria as portas uma a uma, parecia procurar algo, quando o encapuzado o alcançou.
- Precisa de algo?
- Quem é você? - o Uchiha vira e pergunta indiferente.
- Faço parte do time de Orochimaru-sama, é a única informação que precisa sobre mim.
- Interessante, então o velho formou mesmo uma equipe...
- Ainda não respondeu minha pergunta. - interrompeu o encapuzado.
- Um quarto.
- Então encontrará dobrando a direita, no corredor leste!
- Obrigado, facilitou minha busca! - respondeu sarcástico.
- Ainda não confio em você, então, cuidado! - alerta o encapuzado antes de sumir.
"Estou aqui novamente, porém me parece tudo muito estranho!", pensa o Uchiha seguindo a direção indicada pelo misterioso ninja encapuzado.
*****************************************
Sakura on:
"Já amanheceu em Konoha, e eu só quero saber o porquê do Sasuke não ter comparecido ontem a noite como combinamos, ah, ele vai ter muito o que explicar...", pensava furiosa enquanto me levantava, ainda me recuperava da noite em que mal consegui pregar o olho.
Fiz minha higiene matinal e me direcionei rapidamente para o apartamento de Sasuke.
Chegando lá, chamei e não obtive nenhuma resposta, então forcei a janela a abrir, em outras palavras, invadi.
A cama estava muito bem arrumada, assim como tudo no ap dele, ne? Fui até o banheiro e algo ali me chamou atenção: a escova de dentes não estava lá, meu coração palpitou, uma angústia tomou conta de mim, em desespero corri para os armários e nenhuma roupa se encontrava, ele tinha quebrado a promessa? Ele havia fugido? Mas, por que?
Chorei um tempo até que minha mente clareou, lembrei-me da última vez que estive com Sasuke, Kakashi-sensei havia o chamado na sala Hokage, sequei minhas lágrimas e de imediato fui para o prédio, se algo tivesse acontecido com o Uchiha, o Hatake saberia.
Perdi a noção de respeito no momento e invadi a sala.
- Kakashi-sensei, onde está o Sasuke?
- Sakura, não pode entrar desse jeito na sala do Hokage! - Shizune me repreendeu, eu ignorei e o sensei não se incomodou muito, de modo que falou em seguida:
- Não tem problema, Shizune, deixe-me a sós com Sakura.
- Hai. - ela assentiu e saiu.
- Sente-se, Sakura! - pediu gentilmente, mas eu neguei:
- Estou bem em pé, só quero respostas.
- Está bem, você saberia mais cedo ou mais tarde mesmo. - ele se endireitou na cadeira e continuou - O julgamento aconteceu, ele foi condenado a prisão perpétua, então fugiu.
- O quê? - não é possível, Sasuke não faria isso, ele estava disposto a pagar por seus pecados.
- E foi só isso que aconteceu!
- Mentira, como tudo isso aconteceu e ninguém soube de nada? Está errado! - protestei, mesmo sabendo que não me levaria a lugar algum e que essa atitude era muito imatura para mim.
- Eu entendo como se sente, Sakura...
- Sairei a procura de Sasuke, não tente me impedir, Kakashi-sensei!
- Não, você não irá...
- Hã? - o tom de voz do sensei havia ficado mais sério, mesmo assim retruquei - Pensa que o Naruto também vai deixar essa história absurda ir mais além?
- Ninguém irá atrás do Sasuke, é uma ordem absoluta do Hokage, já foi determinado e a única coisa a se fazer é esperar que os ninjas de Ibiki o encontre.
- Mas...
- Sem "mas", Sakura!
- Tsc... - reclamei e saí, essa história não estava bem contada e não ia ficar assim.
Ainda tinha tempo ate meu horário no hospital, então fui até ao apartamento de Naruto, ele iria me ajudar, com certeza.
(Toc toc), bati na porta incessantemente até ouvir alguma resposta daquele idiota.
- Só um instante! - foi o que ele respondeu.
Fiquei ansiosa até que finalmente apareceu diante de mim, abrindo passagem.
- Sakura-chan...
- Naruto, preciso falar com você, é muito importante.
A expressão despreocupada do Uzumaki ficou séria, sentei no sofá, contei-lhe tudo o que estava acontecendo, e sua atitude não foi muito diferente da minha, a não ser pela brilhante idéia que teve:
- Muito simples Sakura-chan, irei fazer um clone para procurá-lo, assim, não irão desconfiar das nossas ações, tente fazer sua rotina diária como se nada tivesse acontecendo, e não conte isso a ninguém.
- Naruto, é você? - uma solução repentina e rápida do cabeça oca número 1 de Konoha, isso sim foi inesperado.
- Que engraçada, eu irei te ajudar, não se esqueça. - parece que ficou um pouco chateado, tratei logo de me desculpar:
- Tá, parei, gomen e obrigada por me ajudar! 
- Também estou curioso para saber a verdade, Sasuke desgraçado, não precisava ter ido embora! - ele bateu os punhos fortemente no centro de mesa e fiz mais algumas perguntas em como ele iria fazê-lo.
- Simples, meu clone sairá por uma passagem secreta que dá pra fora da vila, assim não serei visto, do resto, cuido eu.
- Legal, Naruto, e, mais uma vez devo agradecer-lhe.
- Somos um time, Sakura-chan! - ele sorriu confiante, e me alegrou, sabia que podia confiar no Naruto, sim, meu melhor amigo.
Nos despedimos, e como combinado, fui ao hospital, ele agiria a noite, nos comunicaríamos poucas vezes depois daquela, tudo para não levantar suspeitas.
Sakura off.
- Hinata? - o Uzumaki chamou.
- Sim, Naruto-kun?
- Escutou tudo, num foi?
- Hai. - ela falou envergonhada.
- Não tem problema, precisarei da sua ajuda.
- Pode falar.
******************************************
Pela manhã, Sasuke fez sua higiene matinal e se reuniu com os demais na copa do esconderijo.
- Quer dizer que é verdade, que vocês traíram Konoha... - comentou o Uchiha, tomando uma xícara de chá em seguida.
- N-Não foi bem assim, Sasuke-kun! - respondeu nervosa, Karin.
- Foi isso mesmo, sim, o que tem a ver com isso, Sasuke? - provocou Suigetsu.
- Na verdade, só queria confirmar minhas suspeitas.
- Não acredite nesse idiota, Sasuke-kun...
- JÁ CHEGA, KARIN! - interrompeu o Hozuki aborrecido com a kunoichi.
- O que pensa que está fazendo gritando comigo, hein? - a Uzumaki revidou.
- Tsc... - reclamou o Uchiha.
- O que foi? - indagou o ninja da névoa esquentado.
- Vocês não cansam, ne? - criticou a relação dos ex-companheiros de time.
- Fica fora disso.. - falou Suigetsu com um olhar desafiador.
- Não provoque o Sasuke-kun, seu idiota! - Karin soca o "amigo", que se desfaz em água.
- Ora, ora, quanta bagunça logo cedo, toda essa euforia apenas por estarem juntos ao Sasuke-kun? - aproxima-se Orochimaru, bocejando em seguida.
- Até parece! - Suigetsu levanta-se e sai.
- Ei, idiota, pra onde está indo? - Karin o segue.
- O que pretende fazer hoje, Sasuke-kun?
- Se houver algum campo de treinamento, poderia treinar um pouco, estou fora de forma desde a guerra.
- Ah, que ótimo! Há um campo subterrâneo neste esconderijo.
- Hã?
- Venha comigo, te levarei até lá! 
- Hai.
O campo era subterrâneo, mas era claro, havia cachoeira, uma cerejeira que o fazia lembrar Sakura, e algumas montanhas, tudo num pequeno espaço, para o espanto do Uchiha.
- Não faça essa cara, meu caro, isso foi construído após anos de pesquisa.
- Incrível! - foi a única palavra expelida pelo garoto.
- Então fique a vontade, tenho que voltar ao trabalho! Ja ne...
Sasuke observou o vilão se afastar e após alguns passos a frente pode ver mais alguém naquele espaço.
- Ei, quem é você? - se tratava de alguém que parecia ser do sexo feminino, estava de costas e só enxergava uma pele branca e longos cabelos azuis.
A princípio a quem o Uchiha intimidou se assustou, mas depois manteve a calma, não se mexeu um centímetro sequer, a não ser para dizer:
- Eu não confio em você! - em seguida, desapareceu.
"Genjutsu?", se perguntou o Uchiha, concluindo que não e depois uma resposta surgiu em sua mente:
"Sim, um genjutsu que nem você pode liberar!"
******************************************
Anoiteceu, e Naruto junto ao time 8 encontraram-se na saída secreta do Inuzuka.
- Kate bushin no jutsu! - fez o Uzumaki e o Aburame simultaneamente, sim, um clone de Shino iria acompanhá-lo a fim de agilizar a busca.
- Vamos nessa! - sorriu Naruto, ou melhor, seu clone, ao passar na frente.
"Boa sorte", desejava Hinata em pensamento.
 


Notas Finais


É isso aí galera, esse foi nosso capítulo de hoje, gostaram?
Há muitos mistérios acontecendo, mas logo logo tudo irá se encaixar, portanto, não deixem de acompanhar a fic, ne?
~Mata ne~
Bjs, :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...