História Ratos de laboratório (INTERATIVA) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Anime, Casais, Drama, Interativa, Romance
Exibições 34
Palavras 960
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eaeeeeee pessoaaaal.
Não postei ontem pq tava esperando as respostas do povo, estão sorry.
Aqui a apresentação dos novos pimpolhos da fic.
Amu voceeeeix 💕

Capítulo 6 - A chegada de novas pessoas.


Fanfic / Fanfiction Ratos de laboratório (INTERATIVA) - Capítulo 6 - A chegada de novas pessoas.

 

Todos acordaram com um estrondo no meio da noite. Correram assustados para a sala, de onde viera o som e se espantaram ao ver três garotas e dois rapazes sentados no chão, com a mesma expressão de medo de quando chegaram ali.

- KEVIN? - gritou Darwin sem acreditar.

- DARWIN? - respondeu o menino estarrecido - QUE LUGAR É ESSE??

- Vocês se conhecem? - questionou Taiga.

- Somos amigos. - o ruivo se aproximou de Kevin para ajuda-lo a levantar - Como você veio parar aqui??

- Eu não sei! Acordei numa sala branca e de repente viemos para cá.

- Aconteceu o mesmo conosco. - Simon e os outros também se prontificaram a ajudar os recém chegados.

- E por que estamos todos aqui? - o albino era o que parecia mais calmo de todos ele.

- Alguém nos sequestrou e está observando a gente, não sei qual é o objetivo dele. Só sabemos que viemos parar aqui apenas com uma bolsa com nossos pertences essenciais. Faz alguns dias que chegamos e nada acontece. - respondeu Eric.

- Já tentaram sair daqui? - Mizuki parecia pensativo ao fazer as perguntas.

- Sim, mas não importa pra que direção andemos sempre voltamos para essa casa.

- Entendo..

- Mas como isso é possível? - Bianca era quem estava mais assustada. Não poderia ficar presa ali, tinha suas consultas, sua vida estava entrando nos eixos novamente, aquilo iria desregular tudo, ela não queria sentir aquelas coisas denovo.. - Temos que sair daqui!

- Não dá. - contrapoz Eric.

- Tem que dar! Eu preciso sair daqui! Preciso voltar pra casa! - as lágrimas começaram a surgir nos olhos azulados da garota.

Darwin podia não entender muito bem de pessoas, mas percebeu que aquele medo não era normal, havia algo a mais por trás daquelas lágrimas, viu aquelas lágrimas no rosto de sua mãe, lágrimas depressivas e desesperadas, de alguém que já se perdeu na tristeza e tem medo de voltar para ela. Ele sabia o que fazer, aquele rosto presisava de um pouco de esperança, de algo para acreditar.

- Ei..ei.. - o ruivo se ajoelhou segurando as mãos da garota e esperou que ela abrisse os olhos - Eu sou muito bom com computadores, logo logo vou encontrar uma maneira de sair daqui, não se preocupe.

Ela ouviu ainda chorando, mas sua respiração começou a ficar mais lenta. Darwin enchugou o rosto da garota e sorriu, fazendo-a sorrir de volta. Todos observavam aquela cena em silêncio. Kevin se orgulhou do amigo, o ruivo sabia como lidar com pessoas depressivas.

- Bom, então vamos nos conhecer melhor já que ficaremos juntos até encontrarmos uma saída - Kevin propôs - Eu sou Kevin.

As apresentações foram feitas e os veteranos explicaram a rotina aos novatos. Eric começou a pegar as bolsas para leva-las aos quartos. 

- Deixa que eu levo. - Taiga tentou pegas as bolsas quando o moreno lhe lançou um olhar reprovador, lembrou da conversa que tiveram na noite anterior, ele a fez prometer.

- Ta, desculpa. - disse se afastando.

- Você não me disse seu nome. - disse Kevin.

- L-Louise - respondeu encarando o chão.

- Que nome bonito.

- Obrigada...

- Você está bem?

- S-Sim! - Louise estava nervosa por conversar com aquele rapaz tão simpático, não imaginou que a notaria ali porém ele é mais atencioso do que pensava.

- Então..de onde você é? - o garoto tentou puxar assunto, percebeu a timidez da menina e queria que ela se sentisse mais confortável. Ela se esforçava para responder e conter o nervosismo.

 

Melanie estava sem sono, saiu e se deitou na grama para observar as estrelas, ainda não acreditava no que estava acontecendo. Pensou em sua vida e como superou tudo, depois de tudo aquilo ainda foi sequestrada por um louco com poderes, é muito azarada mesmo.

Estava tão imersa em seus pensamentos que não percebeu Sayuri chegando.

- Oi, posso me deitar aqui também?

- Ah, claro! - afastou seus cachos para que a colega deitasse ao seu lado. As duas ficaram um tempo em silêncio observando o céu.

- Que loucura isso tudo ne? - perguntou Sayuri.

- Verdade.. Estou bastante assustada pra ser sincera.

- Eu já me acostumei um pouco, almenos estamos com pessoas legais, odiaria estar passando por isso sozinha. 

- Eu também.. Aliás pode me chamar de Mel, todos me chamam assim.

- Prazer em conhecer Mel. 
As duas conversaram sobre vários assuntos, demoraram tanto que viram o nascer do Sol. Aqueles dias seriam um mistério, mas era bom ter a amizade de alguém.

 


~ Cenas extras ~

 

Algumas horas depois, enquanto os outros estavam dormindo, Mya chega sorrateiramente no quarto de Simon e começa a cutucar o loiro na intenção de acorda-lo.

- Simon. Simon acorda. - sussura ela.

- Hmmmm.

- Simon, eu acho que tem um escorpião no meu quarto.

- Você tem certeza que é um escorpião?.. - diz o garoto com uma voz sonolenta.

- Claro que não imbecil, eu sou cega!

- Então ta tudo bem...

- O quê?? - ela cutuca mais um pouco. - Simon, eu to com medo, fica acordado comigo.

- Claro que sim, pode dormir aqui.

- O quê?! Nao! Você não esta me ouvin-.

Ela é interrompida pelo garoto que a puxa para debaixo do lençol ainda de olhos fechados. Ela sabia que ele nem acordou direito, e agora estava deitada ao lado dele. Seu rosto estava queimando quando percebeu que o menino dormia sem blusa, como ele estava a abraçando como se ela fosse um urso de pelúcia, Mya podia sentir o calor que vinha do corpo de Simon. Ele dormia sorrindo tranquilamente, mas ela com certeza não iria dormir mais naquela noite.
 


Notas Finais


WEEEEE
Então, o que acharam?
Quem não apareceu tanto n se preocupe, eu compenso no prox.
Me digam se seus personagens vão ter algum tratamento diferente com alguem, se vai ser mais amigo de fulano ou n vai se dar bem com sicrano. U..u
Quero saber tudoo.
Bjs de glíter p vcs 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...