História Ravena e Mutano - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Heroes
Personagens Personagens Originais
Tags Mutano, Ravena, Romance, Teen Titans
Visualizações 89
Palavras 1.424
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem... E ame tanto quanto eu o casal mais fofo.

Capítulo 1 - O começo episódio 1


Fanfic / Fanfiction Ravena e Mutano - Capítulo 1 - O começo episódio 1

Ravena 

 

Me deparei pensando nele, um crianção, cheio de gracinha , tudo para ele era uma grande piada. Como eu poderia pensar nele com tanta ternura. Não devo e nem posso, meus poderes necessitam de total controle de meus sentimenros, não consigo imaginar tamanha tragédia que meu descontrole poderia vir a causar a terra.

Amanheceu, me levantei e fui em direção ao banheiro com meu babydoll, para me arrumar , porém o banheiro estava em uso. Quem poderia ter acordado tão cedo, normalmente sou a primeira a me arrumar.

De repente a porta se abre , interrompendo meus pensamentos, quando olho era ele em meio ao vapor que vinha do banheiro , ele vestindo somente a calça de seu uniforme e a parte superior de seu corpo estava úmida, o corpo dele era lindo naquele tom esverdeado, as coisas começaram a levitar em volta , meu coração estava pulsando rapidamente , eu estava perdendo o controle , olhei para ele e com um sorriso no rosto ele disse:

--- Bom dia Rave.

--- Bom dia Mutano. --- Respondi rapidamente , mesmo com raiva da forma que me chamou, odeio apelidos, comecei a tomar novamente o controle e desci as coisas que fiz levitar, quando reparei Mutano estava me olhando, meu rosto esquentou estava ficando corada, ele deu um sorriso de canto, dando a entender que sabia o que me causava, quando novamente sai de meus devaneios , reparei o aceno me dando tchau , respondi e entrei no banheiro.

 

Mutano 

 

Porque ela é sempre tão séria comigo? Ela é tão linda, fico me imaginando ao lado dela, mas acho que isso nunca irá acontecer, eu tento me aproximar, mas ela sempre parece distante, a chamo de Rave e ela demonstrar odiar RS, tenho que admitir adoro ver o rosto dela enrusgar com raiva da maneira que a chamo. Sinto que um dia ainda irei apanhar, mas tudo é válido para ganhar um pouco de atenção daquela demoninha linda.

Me levantei , fui vagarosamente para o banheiro, porque eu tinha acordado tão cedo? Nunca acordo, sou sempre o que chega atrasado nas reuniões matutinas do Robin, realmente não entendo para que tem que ser tão cedo e diária as reuniões. Robin é sempre tão sério, acho que vou pregar uma peça nele amanhã RS, sei que ele irá ficar bravo, mas ele precisa de um pouco de brincadeira na vida dele.

Enquanto estava no banho, a Ravena veio em meu pensamento, não queria pensar tanto nela, queria ao menos conseguir esquece-la, aquele visual misterioso me chamava atenção e prendia a minha atenção a ela. O chuveiro estava tão quente que ao me queimar perdi o foco dos pensamentos que estavam nela, fechei o chuveiro, coloquei minha calça sem me enxugar direito e fui em direção a porta sem vestir a camisa do restante do meu uniforme.

Ao abrir a porta me deparo com ela, de babydoll curto, o que me desconcentrou por alguns instantes ao recobrar o senso dei bom e ela rapidamente respondeu , ela parecia nervosa tentando se concentrar sorri tentando deixá-la calma e ela corou, entendi que eu era o motivo do nervosismo, entusiasmado sorri novamente com um pouco de malícia, fui em direção ao meu quarto e acenei deixando ela sozinha e tentando não causar mais desconforto a ela , um pouco depois ela respondeu o aceno e entrou no banheiro para seu banho.

 

Ravena

 

Ao entrar no banheiro, rapidamente molhei meu rosto, pois não tirava o sorriso dele dos meus pensamentos, eu não poderia perder o controle novamente, entrei embaixo da água fervendo, de onde eu vim o calos era algo normal, comecei a viajar lembrando dos momentos bons momentos que tive e notei que havia parado de pensar no mutano , realmente quais seriam os motivos pelos quais estou começando a gostar dele. Acho que vou listar enumerando os motivos pelos quais eu não devo gostar no espelho todo marcado pelo vapor.

1°motivo: ele é um total idiota;

2° ele é imaturo;

3° não possui um pingo de foco;

4° ele tem um sorriso lindo.

Não perca o foco Ravena, por favor não perca o foco.

4° motivo: ? 

Não tenho mais motivos, só me vem coisas boas sobre ele, não que seja perfeito para mim, somos totalmente diferentes, eu escuridão e ele a luz. Como poderíamos dar certo? Ele consegue me roubar pensamentos bons, as vezes tenho até vontade de sorrir, porém isso não é o jeito certo pra mim.

Me sequei e em seguida me vesti, quando sai do banheiro, decidi ir para o meu quarto meditar, respirar fundo, tentar não pensar. 

Não reparei no tempo até que escutei umas batidas na porta e disse:

--- Pode entrar.--- Me arrependi ao dizer as palavras, pois quem entrou no meu quarto ? Sim o Mutano.

--- Ravena, podemos conversar?

--- Mutano, eu estou ocupada.--- Falei gaguejando.

--- Desculpe, mas preciso falar com você! Rave estou gostando de você.--- Engoli em seco.

Me virei, não sabia o que falar, queria muito dizer que também gosto, mas isso indicaria a minha fraqueza, então decidi ficar quieta, não queria que ele me odiasse.

Ele estava parado ali me olhando, não resisti, cedo aos meus desejos o agarrei e beijei, ele correspondeu meu beijo. Aquilo me derreteu e falei...

--- Sim, eu gosto muito de você, porém tenho medo, você me deixa fora de controle e eu não posso deixar isso acontecer.

Respirei. Não deveria ter dito tudo aquilo, ele irá ficar com raiva. Olhei para ele e com um sorriso terno me abraçou e disse:

--- Iremos dar um jeito, te ajudo a se controlar e você me ajuda a amadurecer , sei que odeia algumas infantilidades minhas.

--- É!--- Concordei um tanto quanto  sem graça. --- Mas não sei se é o que devemos fazer.

---- Rave eu quero lutar e tentar por nós, você topa tentar comigo?

--- Sim, eu topo.--- E nos beijamos novamente .

Já na sala de reuniões chegamos separados, não queríamos alarde, ao menos eu não queria. O Mutano gritou em sala que estávamos juntos , todos pareciam estar felizes, porém com aquele olhar irônico de que já estavam esperando. Sorri meio sem graça e acento com a cabeça. 

Vieram nos abraçar, nos felicitando algo que eu sinceramente não era do meu agrado não gosto de holofotes e tão pouco aquele carinho todo, me retirei nervosa daquela sala.

 

Mutano

 

Voltando ao meu quarto, sentei em minha cama e vesti minha camisa, sorri pensando que ela possa gostar de mim, abri a porta do quarto e fui em direção a sala, onde estava sentando jogando o Cyborg, sentei e começamos a disputar como sempre.

Alguns jogos mais tarde, notei que a Ravena ainda não tinha aparecido na sala, me preocupei e fui a procura dela.

Procurei no banheiro , o local ao qual a tinha visto pela última vez , porém o mesmo estava vazio, fui em direção ao seu quarto, bati e poucos minutos escutei a voz dela dizendo para que eu entrasse , a cara dela mudou, será que fiz algo? Rapidamente notei que era o fato de eu estar ali, que a perturbava.

Perguntei a ela se poderíamos conversar, ela gaguejou e disse algo porém não entendi. Me desculpe mais preciso falar com você, disse tudo que precisava, que gostava dela e engoli em seco.

O rosto lindo dela corou e e vi que ela não sabia o que falar, ela me olhou eu estava a olhando com o olhar mais calmo que tinha e então ela me agarrou e me beijou, nunca imaginei isso ,eu estava tão feliz, queria muito que aquilo tivesse acontecido, quando ela parou ela falou, muita coisa que realmente me deixou triste, mais não iria desistir, disse com firmeza que faríamos um jeito, que poderíamos treinar o controle dela é sabendo que ela odeia o meu jeito infantil, ofertei que ela me ajudasse a mudar.

Ela concordou, fiquei feliz e sem saber ao certo o que estava acontecendo, mas meu coração estava batendo tão rápido eu estava nas nuvens , mesmo com as dúvidas da Rave, prometemos tentar. Fomos para sala de reunião ela não queria ir junto comigo, acho que tem vergonha não sei ao certo, mais eu estava tão feliz que ao chegar na sala gritei ....

--- ESTAMOS JUNTOS! RAVENA E EU ESTAMOS JUNTOS.

Todos muito felizes nos cumprimentaram e nos felicitaram.

A Ravena estranhamente saiu correndo da sala e eu fiquei sem entender o que aconteceu, era um momento tão feliz. Ou não ?


Notas Finais


Esperem pelo próximo capítulo... Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...