História Rayzil - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Animais, Fantasia, Mortes, Novela, Original, Poderes, Romance, Sangue, Sexo, Suspense, Terror
Visualizações 8
Palavras 1.141
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse capítulo eu demorei para postar, pois eu estava tomando mais cuidado com as palavras.
Próximo capítulo do Joshua será grande e pesado.
Lembrando que os capítulos do Josh ( para quem é mais intimo) estão no passado.

Capítulo 8 - Capítulo 8 - Joshua - Sangue Inocente


Fanfic / Fanfiction Rayzil - Capítulo 8 - Capítulo 8 - Joshua - Sangue Inocente

Joshua estava sentado do lado de fora do pequeno bar do vilarejo Penntis, ouvia as altas gargalhadas de seu irmão enquanto observava o balançar das árvores a sua frente, não sentia frio ou calor, desejou por breves momentos apenas a voltar para casa e ver o rosto de sua mãe, já havia uma semana desde sua partida, desde estão nenhum mensageiro havia aparecido para dar informações sobre Torre do Rei.

- Ei, entre venha beber conosco - Kahlléu deu um leve tapa nos ombros pesados de Joshua e pode notar o mal humor do jovem.

- Não estou no clima, fica lá com eles - Joshua se levantou e caminhou até a pequena cabana que faltava um pedaço do teto deixando seu irmão parado na porta a observar. O jovem pegou dois machado e outras ferramentas, foi até uma árvore próxima e começou a corta-la, Kahlléu não entendia seu comportamento e o porquê de Joshua estar fazendo aquilo.

- Ficar aqui parado não irá ajuda-lo, eu entendi irmãozinho - Kahlléu foi até seu irmão e pegou um dos machados e o ajudou a cortar a árvore.

Já era dia, Joshua observava o amanhecer, logo sendo distraído pelos roncos de Kahlléu, Joshua não conteu em rir ao ouvir o ronco de seu irmão.

- Ei porco, levanta, temos coisas a fazer - Joshua começou a chutar seu irmão para ele acordar.

- O único porco aqui é você que gosta de dormir ao lado dos cavalos - Kahlléu levantou e como brincadeira empurrou seu irmão, mas logo sentiu uma dor em seu braço devido ao esforço feito na noite passada ao cortar a enorme árvore.

Joshua ao lado de seus cavaleiros ajudaram a cortar a árvore em pedaços, os aldeões daquele pequeno lugar não entendiam o por que daquilo, Joshua então foi até a casa do senhor que não havia um pedaço de teto em sua pequena e simples cabana, com ajuda de claus subiu na cabana e pregou o pedaço que faltava, aquilo o fazia se sentir melhor, sentir que o que estava fazendo era algo bom, mas nada iria mudar que ele estava indo atrás de uma garota na qual provavelmente iria ser usada por seu pai. Após um longo dia ajudando a consertar várias das cabanas do vilarejo Kahlléu surgeriu que partissem logo, pois havia a frente uma longa caminhada até Ponte Tenebrosa.

- Aqui meu rapaz, por ter nos ajudado - o senhor de bengalas deu a Joshua uma pequena porção de ervas medicinais caso o jovem precisasse em sua jornada.

- Muito obrigado, se precisarem de algo mais, sabe de onde venho e sabem quem eu sou - Joshua subiu em seu cavalo e junto a seu irmão e cavaleiros seguiu rumo ao seu destino.

- Você acha que a mamãe está bem? - perguntou Joshua enquanto tomava um gole de sua água naquela densa noite.

- Não sei maninho, espero que sim, não to fazendo isso atoa, sair de Torre do Rei para Ponte Tenebrosa, são semanas de caminhada, eu poderia estar em casa, várias vadias ao meu lado e comida farta, mas não, eu estou aqui no frio com um bando de homens e você - Kahlléu soltou um risada que até mesmo Joshua que havia achado que o que ele disse fora algo muito idiota acabou não se contendo e riu junto.

- Você é um grande babaca, essa garota nem deve existir,mas fico preocupado com a mamãe, e por incrível que pareça com o papai e o Anthony, queria saber como estã.. - Joshua e Kahlléu escutaram um ruído vindo das árvores, rapidamente apagaram a pequena fogueira a sua frente e pegando suas espadas ao lado, o silêncio era cruel e agonizante, um homem que estava escondido atrás de umas das árvores acabou tropeçando e caindo, Kahlléu rapidamente levantou sua espada, porém Joshua o parou.

- Ash! É o Ash! - gritou Joshua segurando o braço de seu irmão que olhava de forma mais detalhada o homem, percebeu que era mesmo Ash, o homem de cabelos castanhos e de pele morena, estava sujo e parecia desesperado suas vestes verdes musgo já aparentavam desgastadas.

- Finalmente achei vocês! Vocês não podem voltar para Torre do Rei! - as palavras do homem tremiam ao sair de sua boca.

- Ei! Calma! Por que o que houve? - perguntou Kahlléu desesperado.

- O Rei, ele foi morto, assassinado, por seu irmão, os dois entraram em uma discussão na sala de debate, seu irmão perdeu o controle de suas palavras, eu estava de guarda na porta, ninguém mais do reino a não ser eu sabe disso - Ash então pegou um pergaminho e deu na mão de Kahlléu.

- O que é isso? - perguntou Joshua a Ash.

- Isso é as ordens de Anthony, ele quer vocês dois lá,mas no pergaminho diz que o seu pai foi brutalmente assassina por um homem desconhecido, mas é mentira! Eu vi! Esse pergaminho estava com um dos seus homens que já estava a partida,mas eu pude interceptar-los e pegar o pergaminho - exclamou Ash limpando o suor de sua testa.

- Como posso saber se você não é o que está mentindo - Kahlléu novamente ergueu sua espada e pôs no pescoço do homem.

- Kahlléu, Ash é um bom homem, sempre foi, por que mentiria? - comentou Joshua.

- Cuido de vocês e de seu pai a anos, sempre me trataram como membro da família e priorizaram a minha família, são como filhos para mim, quando vi Anthony enfiar uma espada em seu pai, não consegui acreditar, mas agora ele mandou seus homens até vocês, de um jeito bom ou ruim - disse o homem com lágrimas em seus olhos. Joshua e Kahlléu estavam divididos e perdidos, seus homens acordaram com a discussão e foram até os dois irmãos.

- Escutamos tudo, o que faremos? - perguntou Kalazar.

- Não adianta, seus homens já devem estar perto, estão passando por cada vilarejo que estiveram nessas duas semanas - comentou Ash.

Joshua tremeu, sabia que cidades grandes não eram atormentadas pelos soldados, entretanto os vilarejos eram apedrejados pelos mesmos, o rapaz lembrou do último vilarejo que haviam passado, lembrou do rosto do senhor de bengala que ele havia ajudado.

- Kahlléu temos que voltar para o vilarejo Penntis, pessoas inocentes irão se machucar se não os ajudarmos - Joshua começou a guarda suas coisas e a preparar seu cavalo, subiu em blu e cavalgou rapidamente pela densa floresta em direção a Penntis, mesmo sabendo que demoraria a chegar ao local.

- Droga! Joshua!, Todo mundo vamos partir! Você também Ash!.

 Joshua suava mesmo com o forte e frio vento batendo em seu rosto, seu coração estava tão acelerando quanto o seu cavalo, não queria ver sangue inocente sendo derramado por qualquer motivo fútil que Anthony poderia ter, brevemente se lembrou de seu sonho o que o fez ficar com mais medo que já estava.


Notas Finais


As vezes a estrutura do capítulo fica diferente,me perdoem por isso, eu ainda tô pegando o jeito.

Esse capítulo serve como o ponta pé de tudo que aconteceu com o Joshua antes de encontrar com a Ray.

Em breve eu colocarei o Mapa de Azanur e das cidades.

Eu escrevi esse capítulo ouvindo a música Beauty of Dawn - Malukah , tem uma pegada triste com épico medieval, linda! É de um jogo ( tem no spotify) eu tenho uma playlist no spotify escruto Rayzil só para escrever os capítulos.

Não esqueça de deixar seu comentário, se está gostando, ou não, é muito importante para mim e para o desenvolvimento da história.
( Em breve muitas mortes e sangue por que eu amo Game of Thrones e The Shannara Chronicles então morte é comigo mesmo porém odeio filme de terror vai entender né)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...