História "REAL" - Sterek - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Tags Derek Hale, Gay, Lemon, Sterek, Stiles Stilinski, Yaoi
Exibições 166
Palavras 1.211
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Ficção, Lemon, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sim, eu demorei, semana de provas...

Capítulo 10 - Dançando ao som da música - part. I


   

      Ethan me quer longe dos bastidores. Assim como o treinador e Liam.

-Ele precisa focar sua atenção, por isso vá pro seu lugar, você o está distraindo demais – Ethan diz. E embora ele seja aquele que considero o mais gentil entre os homens da equipe, Ethan realmente parece frustrado hoje. Talvez porque seja seu aniversário de 32 anos e ele preferisse estar em outro lugar. – Tome, tome este ingresso e vá conhecer as meninas perto de você. Elas são legais e estão aqui conosco. Mais tarde teremos uma festa.

      Minutos depois, descubro que as meninas se parece tanto com candidatas a Miss Universo como aquele tipo de mulher que anda de biquíni precisamente em eventos como este. Mas o sorriso delas à minha aproximação do assento parece genuíno, e não posso deitar de notar como seus olhares observam meu curto short preto com uma camisa cheia de pedrinhas brilhantes de manga curta com um ar de aprovação.

-Oi, eu sou Malia e essa aqui é a Allison – diz a castanha que estava dançando em cima da mesa de café de Derek recentemente, e então sinaliza para a morena a seu lado.

-Oi, sou Stiles.

-Oh!, Você é o cara que foi na suíte na outra noite – diz Malia.

-Não fui a lugar nenhum – responde, irritado com o fato de que elas sabiam o que eu tinha feito. Quer dizer que o Liam tinha contado que era eu?

     Que vergonha.
      Malia se inclina e cochicha em meu ouvido:

-Eu acho que o Der quer transar com você.

      Fiquei quase em ar e me ajustei em meu lugar, e então a outra garota, Allison, se inclina para mim também.

-Der quer mesmo transar com você. Ele ficou tão duro quando você veio pra sala e falou com Liam. Eu senti isso quando estava no colo dele, foi mal ele ouvir a sua voz e , ficou com força total.

-Sério? Eu não precisava saber disso – grito, balançando a cabeça com um riso nervoso. Estou completamente vermelho agora, lutando com mil e uma emoções, tudo ao mesmo tempo.

-Eu até me ofereci pra cuidar disso – acrescenta Allison -, mas ele me deu um “chega-pra-lá-que-estou-bem” e se mandou, dizendo que a gente podia ficar com os amigos dele. Foi pro quarto e se trancou lá dentro. Ethan quer se certificar de que isso não volte a acontecer hoje à noite.

      Olho para o meu colo e um enorme sentimento de posse que eu nunca soube que poderia experimentar me varre por completo.

-Por que ele tem que fazer sexo todas as noites? – pergunto, incapaz de esconder a minha indignação.

-Você está brincando? Ele é Der. Ele costumava fazer isso de montão, todos os dias!

      Com uma atitude de escárnio, agito minha mão e me viro para olhar o ringue vazio, realmente sem vontade de pensar no quanto “disso” Derek costumava fazer. Mas o visual e seu belo corpo entrelaçado com o de outra pessoa deixa o aperto no estômago muito desconfortável, e se eu tivesse comido alguma coisa recentemente, correria o risco de ter que colocar para fora.
      Dez minutos mais tarde, ouço o nome dele sendo berrado pelos alto-falantes:

-E agoraaaa, senhoras e senhores, digam alooouuu ao primeiro e único Derek Hale, o Arrebentadoooooooooooorrrrrr!

      Um fluxo de sensações sobe por meu corpo enquanto ele vem trotando, e sinto imediatamente minha ereção contra minha cueca. Deus, como eu odeio todas as vezes durante o dia em que olho para ele desejando que seja meu. Quero tocar nele, conhecer esse homem.
      Der sobe no ringue com aquele roupão brilhante que contrata completamente com sua masculinidade total, e no instante em que se despe diante da multidão, todo mundo grita. Assim como faz meu coração, quando o absorvo como se precisasse de minha dose. Seu cabeço negro está perfeitamente bagunçado hoje, os músculos bronzeados flexionando enquanto ele estende os braços e faz a sua voltinha. E aqui estou eu, minha respiração presa entre meu pulmões e meus lábios, quando ele se vira e dá uma olhara geral na multidão. Assim que me vê, seus olham ganham vida e ficam tão vivos quanto eu quando ele sorri para mim. Ele sustenta o meu olhar quando as covinhas se mexem, e juro que olha para mim de uma forma que me faz sentir que sou á única pessoa presente. Toda vez que ele está no ringue, está todo em seu personagem. E os seus olhos apenas... me tomam. Sei que não é verdade. Sei que estou vendo só o que eu quero ver.
     Mas apenas por um segundo, só quero fica sentado nesta cadeira idiota e acreditar que este tipo de magia entre duas pessoas e que eu poso ser o escolhido por esse homem sexy e primitivo que é tão forte, misterioso e divertido comigo. Ele me instiga como nada na minha vida jamais fez.
     Não posso deixar de pensar que ele não teve relações sexuais com as garotas que Ethan e Liam lhe trouxeram, e isso é tudo que penso quando o vejo detonar seu primeiro adversário, deleitando não só a mim, mas também às centenas de outras mulheres com o poder e a graça de seu corpo perfeitamente treinado.
     Ofegante, vejo derrota o segundo e o terceiro, e sinto uma onda de orgulho toda vez que a palavra “vencedor” é ligada a seu nome. Ele trabalha tão duro, treina tão intensamente, e agora conheço os termos do boxe e posso ver com exatidão o que ele faz. Eu vejo seus golpes um-dois. Seus jabs. Seus ganchos. E de repente, com o braço esquerdo, ele bloqueia um soco vindo da mão direita de seu adversário. Em seguida enterra um gancho de esquerda nas costelas do oponente e segue com um cruzado de direita no queixo que derruba completamente o homem. O homem tenta se levantar, e cai de novo, exausto e ensangüentado.
      O público ruge seu nome por todo o ginásio:

-O Arrebeeeeentadoooooorrrrrr!

     Meu Deus. Ele luta como um verdadeiro campeão, e merece ser o campeão no final de tudo isso. O coração bate com violência dentro de mim, e vejo quando o mestre de cerimônias se aproxima para levantar seu braço, e espero com uma estranha mistura de ansiedade e expectativa pelo momento em que ele é declarado o vencedor, pois sei que neste instante o olhar dele vai procurar o meu, como tem feito em todas as lutas desde a primeira.

-Nosso vencer, senhoras e senhores: o Arrebentadooooor!

     No momento em que aqueles olhos verdes elétricos me procuram nas arquibancadas, eu coração pulsa com força em minhas têmporas, e minhas entranhas borbulham de emoção quando ele me vê. Ele olha direto nos meus olhos, e seus olhos são só meus, e seu sorriso é só meu, e por esta fração de um instante, nada mais importa além de nós.
      Hoje à noite sinto muita falta da Lydia. Lydia, que teria gritado para ele ao meu lado e lhe contado tudo o que gostaria de dizer, mas sou covarde demais para falar em voz alta. Mas em minha mente eu a ouço, e queria que ela viesse me visitar, e então eu poderia gritar do jeito que ela faz, e contar a Derek Hale que ele é gostoso demais e que não posso mais suportar isso.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Bjus de Testosterona!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...