História Real King - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 76
Palavras 821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que esteja bom, o primeiro capítulo está meio desinteressante mas vai melhorar.

Capítulo 1 - Garota com um cubo mágico na mão


Fanfic / Fanfiction Real King - Capítulo 1 - Garota com um cubo mágico na mão

Eu estava me preparando para partir, tinha feito as malas e estava de uniforme e com a mochila nas costas. Me olhei no espelho. Meus cabelos castanhos estavam por uma longa e larga trança, meus olhos verdes se destacavam em minha pele clara. Coloquei um elástico fino de borracha em meu pulso e desci para colocar a mala no carro, quando fechei o porta malas, ouvi minha mãe gritando.
- Arrume logo esta bagunça! Não vou levar aquela garota para a escola, estou atrasada!
Era sempre assim, toda manhã um motivo novo para brigarem. Puxei o elástico e depois soltei, senti a ardência em meu pulso direito. Vi ela saindo e entrei no carro de meu pai.
Coloquei os fones e coloquei o volume no último. Meu pai apareceu e me levou até a escola. Percorremos o caminho em silêncio.
Quando chego, falta uma hora para as aulas começarem, meu pai anotou a papelada e fui ao meu dormitório. Três garotas estavam lá. Uma tinha cabelos castanhos ondulados bem longos e olhos castanhos, outra tem os cabelos verdes e outra tinha um cabelo castanho curto com as pontas cor de rosa, elas olharam curiosas para mim.
- Oi, eu sou aluna nova e disseram que meu dormitório era esse. Meu nome é Carly.
A garota de cabelos verdes apontou para a parte de baixo de uma beliche.
- Aquela é sua cama, meu nome é Yooni.
Arrumei minhas coisas e saí do quarto, ainda com minha mochila nas costas, fui até o pátio e me sentei em um banco. Quem passava sempre me olhava, uns sorriam e outros faziam cara feia. Peguei meu cubo mágico e comecei a resolvê-lo. Eu terminava cada vez mais rápido, como eu sofria de ansiedade, eu não conseguia ficar com as mãos vazias, então eu sempre montava e desmontava várias vezes por dia.
Faltavam cinco minutos para as aulas começarem, fui em direção à sala de matemática e vi um homem, possivelmente um professor, na porta. Ele abriu passagem e me deixou entrar.
- Essa é Carly, não sejam grosseiros com ela. Eu sou o professor Piter, essa é uma sala de coreanos que viveram em outros países, você é a primeira pessoa realmente estrangeira a entrar na escola. Pode se sentar atrás de Kevin.
Um garoto de óculos e cabelos castanhos levantou a mão sem tirar os olhos de seu caderno. Fui ao meu lugar e tirei meu material da mochila. O professor colocou uma grande equação na lousa.
- Quando terminarem levantem a mão.
Eu fiz sem problema nenhum, era uma equação de 3°grau de dificuldade média. Quando terminei, levantei a mão ao mesmo tempo que o garoto a minha frente. O professor olhou e sorriu, Kevin é o número um do primeiro ano. A mesma garota de cabelos castanhos longos terminou depois e olhou em volta sorrindo, desfazendo o mesmo assim que olhou em nossa direção. Assim, a garota de cabelos verdes foi uma das últimas a terminar, o professor apontou para mim e para Kevin.
- Quero que os dois respondam no três. Um, dois, três.
- 117 ao cubo. - dissemos juntos. Todos olharam em nossa direção, até Kevin virou para trás.
O professor nos olhou e sorriu.
- Exato.
O garoto a minha frente deu um sorriso olhando para mim, tudo o que eu consegui fazer era voltar a resolver meu cubo. Eu fazia e desfazia bem rápido, muita gente estava falando de mim.
O meu nível de açúcar caiu e eu comecei a tremer, eu precisava de um doce. Peguei um da minha bolsa e fui em direção ao professor.
- Preciso sair... - disse mostrando a pequena barra de chocolate.
- Claro, seu pai me avisou pessoalmente, hipoglicemia não é?
Fiz que sim com a cabeça e saí da sala. Abri a barra e comecei a comer o chocolate, quando estava entrando alguém esbarra em mim, teria caído se essa pessoa não tivesse me segurado. Olhei para seu rosto e era Kevin.
- O professor me pediu para te acompanhar até a pequena loja de doces aqui da escola. Não tenho muita opção.
Olhei para ele, não parecia estar mentindo.
- Tudo bem. Sinto que também não tenho muita escolha.
Ele me acompanhou e tentou puxar assunto.
- Por que o cubo?
- Eu sou ansiosa, então eu mantenho minhas mãos ocupadas. Você é o número um?
- Sim, e sinto dizer, mas ninguém me passa. Não será hoje que isso vai acontecer. Minhas notas são muito boas.
- Sinto ter que dar essa triste notícia, mas acho que seu reinado acaba no período dos exames. Eu estou aqui.
- Não duvide de meu potencial, não sou muito fácil de ser vencido.
- Não seja convencido. Você nunca viu um boletim meu.
Ele era tão convencido, quando cheguei lá, comprei um leite com chocolate e voltamos para a sala, ele se calou. Pelo menos um momento de paz.


Notas Finais


Desculpe qualquer erro de ortografia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...