História Real Play - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais
Tags Ação, Bangtan Boys, Beyond The Scenes, Bts, Drama, Ficção, Games, Hetero, Jogos, Jungkook, Maknae, Realidade Paralela, Romance
Visualizações 21
Palavras 676
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - ° Save Me °


Ele correu o mais rápido que conseguiu a procura de ajuda. Duas ruas depous e tudo parecia deserto. Ele precisava ser rápido para salvar aquela garota! Encontrou um homem alto, que parecia muito com o irmão da personagem. Por algum motivo resolveu pedir ajuda a ele mesmo! 

— Kevin! – Acabou gritando pelo nome do personagem, o homem o encarou.

— Me conhece? – O homem estranhou; Jeon estranhou ainda mais. O nome do homem alto, de cabelos castanhos realmente se chamava Kevin? Quanta coincidência. 

— Jade está ferida! Precisa de ajuda! 

— Minha irmã?! – Okey, coincidência de mais. 

— Não sei... - Disse confuso - Acho que sim! 

Então os dois correram até atrás daquele clube abandonado. Jade permanecia acordada, mas seus olhos estavam quase se fechando; talvez fosse tarde demais. 

— Preciso de um pano, para fazer pressão! Toma, pegue meu celular e ligue para a emergência. Diga que é a irmã do Dr. Kevin! 

Jungkook não exitou em ligar, enquanto pedia a ajuda e passava as informações, Kevin ia fazendo os atendimentos de primeiros socorros. 

Após alguns minutos de espera, deu para se ouvir a sirene da ambulância se aproximando. 

Logo o local estava cheio, com pessoas vestindo roupas brancas; médicos. Estava esperando os mesmos a colocarem dentro da ambulância. 

Ao lançar o olhar sobre o nada, ou melhor, sobre uma parede. Letras começaram a surgir. 

Não eram qualquer letra. Formavam uma pequena frase. 

Fim do capítulo 1.

Jeon Jungkook, em um piscar de olhos, se encontrava dentro do escritório de seu pai, sentado em sua cadeira. 

Óbvio, havia sido apenas um sonho estranho. Talvez estivesse passando tempo de mais jogando Save Me. 

"Estenda a sua mão e me salve

Eu preciso da sua ajuda. 

Antes que eu caia" 

Se lembrou de uma canção, com mesmo nome do jogo que ele foi o responsável pela criação, quando tinha apenas 07 anos. 

Se levantou da cadeira, lançando o olhar para a tela que dava vida aos personagens inventados por seu pai. 

O surpreendente aconteceu. 

Naquela tela, tinha algo ainda mais estranho do que o que havia ou não acontecido. Jungkook em forma de desenho, segurando o celular; ao lado dos irmãos Jade e Kevin. 

Deu um paço para trás, estava com os olhos arregalados. Saiu da sala o mais rápido possível. 

Recebeu uma ligação. Era TaeHyung, um de seus melhores amigos e também fã do jogo. 

— Fala Taehyung. – Falou um pouco ofegante 

— Nossa cara, que voz é essa? 

— Não foi nada. O que queria! 

— Desde quando seu pai escreve e desenha Web Toons? 

— Ele não... - Pausou ao lembrar do que havia na tela - Era um hobbie, por que? 

— Ele não te contou que começou a publicar Web Toons? Que estranho! Inclusive é a versão de Save Me! Como se os personagens estivessem no século 21! E tem um personagem idêntico a você! 

Jeon parou de andar. 

— Tem? 

— Sim, cara seu pai é o melhor!.. Preciso desligar! Tchau Kookie! 

— Tchau... 

Estava chocado de mais. Como um sonho simplesmente foi publicado sem ao menos seu pai ter a consciência disso? Como seu pai conseguiu escrever algo tão idêntico com o sonho que teve? Sendo que o garoto sequer o encontrou para poder contar sobre todas aquelas coisas malucas! 

"Ninguém pode me tocar,

 na fantasia que eu escrevi.

Essa batida é satisfatória o bastante, 

o que mais eu tenho que fazer?" 

Quem iria acreditar nele? Ele precisava tirar tudo a limpo com seu appa. Precisava entender o que estava acontecendo. 

Ah, aquele dia estava sendo longo de mais... Parecia não ter um fim. Sua cabeça estava a milhão. Nada do que ele pensava conseguia fazer sentido! Nada estava de fato fazendo sentido naquele dia longo. 

"Como se as luzes caídas estivessem quebradas

O sol que brilha em nós distante

Monta nas ondas e vai

O som que pode ser ouvido e comparado a um sonho

A ilha mais deslumbrante

Pisando nele com os dois pés

Um por um, o céu que espreguiça acima

Está chamando por nós oh

Comparada ao mar, linda 

Segurando em suas pequenas mãos

Sonhando o mesmo sonho"


Notas Finais


Estou pensando em criar um trailer para a fanfic! Hahah, daria um ótimo filme! Parei de me achar.

Estão gostando?

Coloquei a continuação do capítulo anterior, para não ficar vago.

Estão entendendo?

Não será uma long fic, já vou avisando, pretendo que no máximo chegue a 20 capítulos!

COMENTEM BB'S


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...