História Real Play - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais
Tags Ação, Bangtan Boys, Beyond The Scenes, Bts, Drama, Ficção, Games, Hetero, Jogos, Jungkook, Maknae, Realidade Paralela, Romance
Visualizações 18
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - ° Olá, meu nome é Jungkook °


Chegou ao enorme apartamento, ainda tentava entender que porra tinha acontecido? Ele teve um sonho? Ainda estava sonhando? Não. Era real, pelo menos era o que parecia; mas essa opção era a que menos fazia sentido! 

Sua cabeça estava começando a doer. Se jogou no sofá da sala, tentando pensar em qualquer coisa que talvez fizesse mais sentido do que ter entrado em um jogo. Ele queria falar com seu pai, mas e se o mesmo o chamasse de doido? 

— Okey, vou esperar um pouco mais appa! Isso não vai voltar a acontecer. Apenas se for um sonho. Falou para si mesmo. 

Seu celular indicou a chegada de uma mensagem em seu KakaoTalk, era Taehyung. 

"Já leu o Web Toon?" 

"Vou ler agora!" - Enviou a mensagem

Logo pegando o notebook que estava na mesa de centro da sala, por sorte ainda restava um pouco de bateria. 

Começou a ler e tudo se encaixava perfeitamente com o que havia acontecido. Inclusive, ele acabava de descobrir o que aconteceu com Jade momentos antes da sua chegada. 

Jade estava esperando uma mulher desconhecida, que havia lhe dito que contaria o porquê de um sonho que ela sempre tinha. O mesmo sonho, com a vida de um garoto misterioso. Aquela mulher que a garota nem ao menos sabia o nome lhe disse que contaria tudo e diria quem era o garoto. 

Quando a mesma chegou ao local onde a protagonista esperava, logo foi atingida por uma facada, mas quando viu Jeon Jungkook se aproximando ela simplesmente fugiu, não terminando corretamente o seu trabalho. E depois disso nós sabemos o que aconteceu! Jungkook apareceu, a salvou. Save Me era um jogo tão complexo que estava deixando o quase criador maluco. 

Passou as mãos pelo cabelos negros, soltou um suspiro e fechou seu notebook o colocando no mesmo lugar onde estava minutos antes. 

JK: Terminei de ler.

TH: O que achou?

Jk: Só sei que preciso falar com você, pode vir em casa?

Jk: Agora! 

TH: Ok, já já estou aí 

TH: Deu sorte que estou perto! 

Apenas visualizou, jogando o celular no sofá, indo em direção a cozinha. Começou a preparar um café forte, teria que ter paciência para aguentar todas as perguntas de seu hyung, que provavelmente não acreditaria facilmente naquela história. 

Enquanto preparava o café, flashs do acontecimento ficam em sua mente, o perturbando. Estava tão concentrado que não viu a água fervendo, apenas escutou o barulho da água sendo derramada sobre o fogo. Os chapiscos que emitiu, fez Jeon acordar e desligar o fogão. 

— Droga - Resmungou - Agora vou ter que limpar tudo! 

Enquanto limpava o fogão, e deixava o café ser coado, escutou a campainha. Não se preocupou, pois já sabia quem era. Deixou o pano molhado na pia e foi atender a porta. 

Assim que abriu a porta viu um Taehyung completamente descabelado. 

— Foi atropelado por um caminhão?! 

— Ata... Bem melhor – Deu um sorriso cheio de malícia e Jungkook revirou os olhos 

— Quem foi a vítima dessa vez seu pervertido? – Perguntou rindo e fechando a porta 

— Oi pra você também... Foi a Kim SooYoung! 

— Cada vez você que fica com alguém, se supera ainda mais! Pegou ela?! Mesmo? Ela te quis? Que mal gosto... 

Foi a vez de Taehyung revirar os olhos e fazer uma careta. 

— Então, pra que me chamou? 

— Tô tentando entender uma coisa que aconteceu comigo mais cedo! 

— O que aconteceu com você mais cedo? 

— Tae, eu fui parar de alguma forma dentro daquele Web Toon! Meu pai não escreveu aquilo! 

— Tá doido? Acho que aquele tal Yixing tá andando muito com você, não tá usando as ervas dele não, né? 

— TAEHYUNG ESTOU SÓBRIO! 

— Ok, posso te levar pro manicômio. 

— Idiota. Eu vi a Jade na minha frente! – O mais velho colocou a mão na testa do garoto, verficando se ele não estava com febre e tendo delírios.

— Isso é tecnicamente impossível! Não tem como! Você tá gravando isso? Vai me dizer que resolveu virar YouTuber? – Arqueou a sobrancelha levemente 

— Claro que não seu idiota! Hyung, acredita em mim! Ou tenta pelo menos... 

— Tá me explica, talvez eu consiga acreditar, coisa que eu acho pouco provável. 

— Tá... Meu appa, está a quase três dias sem dar as caras, resolvi ir atrás dele no escritório. Quando cheguei no local e entrei na sala dele... Não tinha nada, ninguém. Então quando passei em frente a tela onde meu pai criava os jogos, senti minha blusa ser puxada [...] 

Jungkook contou detalhadamente o que passou a horas atrás, tentando não se esquecer de nada. 

— Então você acha que tudo isso aconteceu automaticamente? Depois de ter sido puxado, provavelmente pela Jade, você a salvou e quando abriu os olhos estava na cadeira do seu pai? 

— Isso. 

— Sua blusa estaria suja de sangue! 

Jungkook estava com uma jaqueta de moletom preta pelo frio que fazia; Ele não havia trocado de camiseta e essa seria sua prova. 

Assim que abriu a jaqueta, sua camiseta branca estava com muitas machas de sangue; Taehyung e Jungkook se entre olharam surpresos. Como era possível? Como aconteceu? 

— Guarda a camiseta. - Falou - Não lave, é como uma prova. 

— Tá! 

Quando Taehyung olhou para a TV desligada e voltou a olhar para Jungkook que estava do seu lado. O mesmo havia sumido. 

— Kookie?.. Jungkook?.. Jeon Jungkook! Cadê você?! 

O garoto que a poucos segundos estava em sua sala, foi misteriosamente transportado para o mundo do Web Toon, que tinha o nome de Real Play. 

Estava em uma paisagem quase que desconhecida, se não fosse por ele conhecer aquela rua. Com um nome diferente do nome  da vida real. Mas ele conhecia, era a rua onde morava há anos atrás, em um bairro nobre de Seoul. Deu mais uma olhada na placa para ver se não estava imaginando coisas, talvez ele estivesse com perda de memória recente. 

O nome da rua era exatamente como lia: Va Ni-la, isso o lembrou de Baunilha e sentiu o estômago 'roncar' de fome. 

Se era exatamente igual e talvez ele estivesse novamente no mundo de Real Play, ele saberia chegar aos lugares, a única coisa alterada seriam os nomes dos edifícios, ruas, lojas, etc... Seria fácil sobreviver ali. 

Começou a caminhar por um local que conhecia. 

Kevin! Eu preciso vê-lo de novo! Ele me salvou! Nós precisamos achar ele. 

— É quase impossível! Ele sumiu sem deixar rastros... Jade, aceite isso. 

Jungkook observava os irmãos. Resolveu entrar naquele jogo, fazer uma atuação como se fosse realmente um personagem daquele Web Toon, ou melhor, Real Play. 

Estão me procurando? – Cruzou os braços e se encostou no poste, dando um sorriso bastante sedutor. Jungkook era bonito, bonito o bastante para fazer qualquer pessoas se apaixonar com apenas aquele sorriso.

— M-mas... – Kevin tentou pronunciar, mas não conseguiu. 

— Meu nome é Jade, ele é o Kevin! 

— Eu sei... – Respondeu, deixando o sorriso permanecer 

— Mas... Deixa... Qual seu nome? – Indagou um pouco receosa de se aproximar 

— Jeon Jungkook, ou só Kook! 





Notas Finais


Para quem não sabe...

Web Toons > São tipo mangas, só que online e coloridos! Se não me engano, é de origem Coreana.

GENTEEEEEEEEEE ESSE CAPÍTULO VAI SER GUARDADO NO MEU KOKORO

COMENTA NO DASHI RUN RUN RUN

JEON CONHECEU A NOSSA PROTAGONISTA

JERUSALÉM, JESUÍTAS, JEOVÁ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...