História RealFic - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~chenxue

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, D.O, Lay, Lu Han, Sehun
Tags Comedia, Hanhun, Hunhan, Realidadevsficção, Shortfic
Visualizações 217
Palavras 2.712
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


~isthismi: a demora é da samara sim! mas aqui está o último capítulo... aproveitem!
~samayou: 🌻olar! o capítulo final da fic (aaaah!😢), desculpem a demora, a culpa foi minha! fiquei doente e não pude continuar, mas assim que melhorei já fui fazendo o derere (?!) bem... tenham uma boa leitura e TENHAM A CERTEZA QUE HUNHAN ESTARÁ SEMPRE VIVO EM NOSSOS CORAÇÕES! ❤❤❤ AMO VCS

Capítulo 5 - Se você me ama, me deixe partir


Enquanto Sehun dormiu a noite toda ao meu lado, sem acordar uma única vez, como se sonhasse com um mundo de paz e amor, eu só consegui cochilar e passar metade da madrugada acordado pensando naquele traidor chamando Zhang Yixing.

Por que diabos ele sabia das fanfics e não me contou nada?

Certo, não tinha necessidade de comentar sobre esse tipo de coisa comigo, mas por que ele simplesmente não falou abertamente sobre o assunto quando eu falei da caixa no meu apartamento?

Ele não seria o culpado da caixa, seria? Muita falta de respeito e consideração, e uma brincadeira sem graça.

Posso estar sendo sério e rude demais, porém estou chateado. Não vou descansar enquanto não falar com ele.

Já estava amanhecendo quando Sehun começou a se mexer. Ainda estávamos sem roupas e a sala uma bagunça. Roupas espalhadas, colchão torto, lençóis espalhados e os nossos perfumes misturados no ar.

Seu corpo quente me abraçava e eu alisava seus cabelos loiros que precisava de um retoque. O olhei e ele tinha um sorrisinho de lado.

Não posso deixar de admitir que ter minha primeira relação com um homem foi estranha e nova. Mas foi ótima. Foi tão boa que eu gostaria de repetir... Com Sehun, é claro. Demorei muito tempo para perceber que amava aquele garoto.

A única coisa que me perturba no momento é: Agora que eu e Sehun nos resolvemos – pelo menos, eu acho – como ele vai ficar depois que eu voltar para a China, já que ele mesmo disse que não se sentia bem quando fui embora?

- Bom dia, Lu.

Suspirei desanimado antes de responder. A vida nunca é fácil.

- Bom dia, Sehun.

Ele me olhou com sua carinha linda de sono e sorri involuntariamente.

- Dormiu bem? – ele perguntou.

- Sehun, precisamos conversar.

Logo ele se sentou, como se eu tivesse falado algo assustador. Tentei não olhar para o seu peitoral, afinal, ele tinha crescido, Sehun estava malhando provavelmente. 

- Não.

- O que? – não tinha entendido.

- Você não vai embora, Luhan.

Ah, não... Eu sabia que aquela hora ia chegar.

- Não é sobre isso. – ainda, quis acrescentar – É sobre o Yixing e os seus amigos traidores. Por que você mesmo não me contou que eles sabiam sobre as fanfics?

- Essa história de novo, Luhan? Eu já te falei, eu só sei o que eles me falaram.

- Então quer dizer que eles sabem sobre todo o assunto?

- É, mas desde quando isso importa?

- Desde sempre! – quase gritei, mas não dava para ficar irritado com Sehun – Você sabe como esse assunto mexe comigo.

Sehun ficou em silêncio, me encarando sério, como se estivesse decepcionado.

- Você se arrependeu do que fez ontem?

- Hã? – nem pensei – Claro que não! Foi ótimo.

- Eu sei que você não retribui o que eu sinto por você, Lu, então eu andei pensando... Se você ficar alguns dias na Coreia, podemos ter a chance de fazer você gostar de mim de verdade.

Que merda ele estava falando?

- Para de falar essas baboseiras, Sehun! Eu gosto de você, fiz sexo com você, eu te amo... Posso não demonstrar, mas eu realmente sinto algo especial por você.

- Mas e em relação a ficar aqui na Coreia? Você fica, certo? Comigo? Podemos sair! Eu, você, o Lay, Baek...

- Sehun, para. – pedi com calma e lá estava a carinha de decepcionado – Eu tenho uma vida em outro país, você sabe... Se eu ficar aqui é muito arriscado pra mídia.

- Eu não me importo com essas coisas, Lu! – droga, ele estava implorando.

- Me desculpe, ontem foi bom, mas eu só vim para resolver o lance das fanfics com você, não vou ficar pra sempre.

- Não quero que fique pra sempre, mas por alguns dias, até você descobrir quem é o culpado pela caixa!

- Como posso resolver o lance da caixa se isso nem aconteceu aqui na Coreia, Sehun?

O garoto abriu a boca para falar, mas desistiu. Ele sabia de alguma coisa?

- Sehun... Tem algo que você queria me contar?

O garoto me olhava fixamente sem saber o que dizer. Ele com certeza escondia algo.

- Lu... Vamos deixar isso para depois e vamos focar em nós!

Seu olhar pesava sobre meu coração. Achei melhor deixar os questionamentos para depois e pensar sobre o “nós”, afinal.

- Eu não quero que volte para a China. Não agora... Fique mais uma semana! Apenas mais uma semana! – Sehun tinha esperança de que eu cedesse ao pedido dele, droga.

- Não posso, já prolonguei demais essa viagem... – ele mal tinha me deixado terminar de falar, Sehun simplesmente tinha se jogado em direção aos meus braços e me apertou com força.

Caramba, ele realmente ficou forte.

- P-Por favor... Não vá. Não me deixe só de novo! Eu o quero perto de mim, só sendo meu! Pare de brincadeira.

“Pare de brincadeira”. Sehun disse essas mesmas palavras no dia em que fui embora.

Eu tinha deixado o meu tudo para trás. Tinha deixado Sehun, chorando que nem uma criança.

Mas diferente do passado, eu o sinto. Eu sinto que se eu não cedesse essa uma semana, diria que poderia morrer só de pensar em Sehun sofrendo novamente.

- Uma semana! Essas coisas podem ser resolvidas depois, e minha agenda dessa semana pode ser adiada.

Sorridente e pulando era como Sehun se encontrava. Ele debruçou-se sobre mim e começou a beijar todo o meu rosto, chegando aos meus lábios dando leves selinhos e aprofundando seus beijos cada vez mais.

E eu sorria também, era inevitável.

 

✎❤

 

Encostado em um balcão da cozinha e olhando diretamente nos olhos daquele chingling que chamava de “amigo” e com um clima tenso pairando sobre nós, era como me encontrava desde o momento em que Yixing entrou no meu apartamento.

- Pode começar a falar e nem me venha com história de que não sabe de nada! Por que se mentir, eu te castro agora mesmo, seu traidor!

Lay me olhava assustado como se eu fosse o próprio unicórnio negro, tenho certeza que deve estar saindo fogo pelos meus olhos nesse momento.

- Eu não sei sobre o que você está falando! Aliás, acabei de lembrar que tenho um compromisso urgente agora, ok? Até logo!

Corri em sua frente e fechei a porta que a fez fazer um som estrondoso por todo o cômodo.

- Nem pense que sairá dessa fácil, quero saber tudo e com todos os detalhes.

Lay olhava para o chão e esfregava seu sapato sem cadarço pelo chão de madeira de maneira infantil, como uma criança que fez algo muito errado e esperava pelo carão de seus pais enquanto confessava suas travessuras.

- Nem pense que seus biquinhos irão lhe safar dessa, seu engraçadinho.

Ele parou, me encarou e depois revirou os olhos.

- Ok, eu irei falar o que eu sei sobre as fanfics. Mas quero que entenda que fui forçado a isso, Lulu... Perdoe-me por mentir. Mas era por algo bem maior!

Luhan, prepare o seu coração.

O puxei pelo braço e fomos nos sentar no sofá.

- Conte logo e pare de enrolação.

Lay passava as mãos pelo rosto e pelos cabelos, deixando-os bagunçados, mas ainda assim, lindos.

- Fui eu quem deixei as fanfics na porta do seu apartamento.

Caralho, não estava acreditando que Yixing tinha feito tal coisa assim, fingindo ainda que não sabia de nada.

- Como você pôde?! Viu que eu fiquei o tempo todo aflito com todas as coisas que li, corri o mais rápido que pude para vim de última hora e correndo o risco da mídia sair falando merda sobre eu estar de volta na Coreia. Viu que estava me esforçando para achar a tal pessoa que me enviou essas coisas bizarras sobre eu e Sehun!

Lay me olhou com raiva e decepção no momento que se levantou.

- Não me culpe dessa forma. Eu nem sabia o que realmente havia naquela caixa. Eu só fiz deixá-la na sua porta e sair correndo. Ah, nem venha dizer que essa caixa mudou sua vida completamente, se não fosse por ela, você não teria nem me ligado depois de três meses sem nenhuma mensagem sua, sem falar do Sehun... O que estava mais machucado com toda essa situação. Não tente bancar o durão, essas coisas “bizarras” que se refere é totalmente o contrário. Sehun sempre amou você... E você o ama também, só que sempre foi uma cabeça dura que nunca deixou ouvir seu coração, fazendo Sehun se machucar daquela forma, foi algo muito errado. Se fosse para mentir e entregar essa caixa novamente eu o faria, mesmo com as consequências.

Ele era mesmo um traidor... Mas tinha razão.

- Certo, desculpe. – disse mais calmo.

Lay voltou a sentar do meu lado, massageando meu ombro.

- Me desculpe também, Luhan, eu posso te explicar tudo com calma, só não jogue tudo nas minhas costas e nem fique tão irritado com o que houve. Quer dizer, se não fosse por isso tudo, o Sehun ainda estaria sofrendo e vocês não teriam se acertado.

- Então o Sehun já gostava de mim desde a época em que eu...

- Sim, Lu, desde quando você estava trabalhando conosco.

- Certo. – me recuperei do transe e sorrisos bobos e me concentrei – Yixing, pode começar.

- Ok, é uma longa história. – respirou fundo e me olhou; fiz o mesmo – Eu e Baekhyun estávamos sem fazer nada um dia desses...

Zhang Yixing

- Lay, que tédio! Vamos jogar algum jogo.

- Está muito quente, Baekhyun! Eu não consigo me mexer.

Estávamos esparramados no sofá.

- Tem razão, eu até estou sem blusa... E você sabe que eu não gosto disso.

Ri baixinho. Baekhyun consegue ser adorável às vezes.

- Vou procurar algo estranho na internet sobre nós. – disse com um sorriso sacana – Um dia eu li algo muito estranho e engraçado, já ouviu falar sobre fanfics?

- Já e quero manter distância.

- Me ajudou muito com o Chanyeol, você deveria ler alguma coisa pra ver se consegue conquistar o nosso líder.

Ah, como ele ousa? Ninguém nunca deve tocar nesse assunto, eu não quero que Suho se afaste de mim mais do que ele já é, mas Baekhyun é sempre teimoso.

- Cala a boca, Baekhyun.

Ele riu, é claro.

- Ok, vamos ver... Tem falado com o Luhan? Acabei de ter uma ideia.

- Sim, falo com ele às vezes... Que ideia? Algo que parta de você nunca é bom.

É claro que ele vai fazer chantagem emocional. Lá estava o bico nos lábios e a carinha de cachorro abandonado me olhando.

- O Sehun anda muito quieto ultimamente, Lay, você não gosta de ver o nosso bebê triste porque seu amor foi embora, certo? E se de repente a gente fizesse algo para que os dois se encontrassem?

- Não. – disse logo – Eu não quero confusão.

- Não é confusão! – ele veio se sentar perto de mim, animado demais com o assunto – Se você não me ajudar, eu vou ser obrigado a chamar o Kyungsoo.

Tive que rir com ironia.

- O Kyungsoo nunca entraria nisso, Baekhyun. Ele é todo certinho, você sabe.

- Não quando se trata do Sehun. Ele ama o Sehun e quer proteger o garoto sempre. Se eu explicar a situação, ele vai me ajudar.

Eu não tinha escolha, afinal. Baekhyun quando coloca algo na cabeça, nunca tira de lá.

- Tá bom. – Baek falou e voltou ao seu lugar, o que foi muito estranho – Se não quer participar da minha operação cupido, não estou nem aí.

- É sério? – ele tinha desistido?

Baek fez que sim com a cabeça e bom, eu deixei para lá.

*

- Luhan, eu juro que quando o Kyungsoo me entregou aquela caixa, não imaginava o que tinha dentro. Ele apenas disse que era um presente pra você, como um pedido de amizade.

Certo que Lay sempre foi lento, mas caramba, ele sabia da história e não desconfiou de nada. Realmente, ele é muito lerdo.

- Tudo bem, Lay, tudo bem. – me rendi – Mas eu preciso falar com o Baekhyun e o Kyungsoo. Quero olhar nos olhos deles e...

- E o que? Não tem o que fazer, Lu, eu já te contei a história toda, você já se resolveu com o Sehun, pronto, assunto acabado.

Bom, era verdade...

- Só peça para que eles não façam mais nada parecido. Eu quase enlouqueci, sabia, Yixing?

Ele sorriu.

- Eu sei... Peço desculpas por mim e por eles.

- Está tudo bem.

 

✎❤

 

E pela primeira vez, estava realmente tudo bem.

Tinha ficado uma semana e dois dias na Coreia porque Sehun fez a gentileza de me prender no apartamento. Fiquei realmente muito puto, até ele começar a me beijar e bem, acabarmos na cama. Ou no colchão da sala, que era mais divertido.

Foi realmente doloroso ter que me despedir do garoto, mas então, ele me mandou uma mensagem no dia seguinte, dizendo que estava a caminho da China.

Meu coração parou por alguns segundos e logo voltou a bater rapidamente. É esse tipo de coisa que Sehun me causa. Suor, nervosismo, ansiedade, coração acelerado, paixão, prazer...

Como eu sabia que ele estava confuso sobre como nossa relação iria ficar, acabei dando uma volta nas lojas do aeroporto antes de voltar para minha casa e comprei um presente para nós dois.

 

✎❤

 

- Mas eu falei que ia resolver isso!

O garoto estava bem irritado pelo motivo de eu mesmo ter comprado o presente. Vai ver ele estava se sentindo uma criança e não queria ficar tão vulnerável a mim, apesar de que ele realmente gosta de ser vulnerável comigo na cama...

- Não importa, eu comprei e espero que goste. Se quiser contar para os meninos, tudo bem, por tanto que a notícia não se espalhe... Eu não quero nenhuma mídia batendo na minha porta me perguntando se estamos tendo um caso, ok, Sehun?

Ele sorriu. Sorriu todo tímido e sem graça.

- Não se preocupe, eu também não desejo isso. Agora deixa eu ver o que você comprou! 

No momento em que Sehun começou a abrir a embalagem do presente, meus dedos ficaram trêmulos. Tinha passado horas para escolher algo que eu realmente gostasse, queria que Sehun se sentisse especial e único.

- Luhan... – encarei Sehun. Seus olhos estavam lacrimejados e ele se segurava para não chorar.

-  V-Você gostou? Seja sincero! Eu realmente pensei que seria algo especial, algo nosso...

- Eu amei... É lindo. Eu te amo!

Sehun retirava o colar discreto que eu tinha zelado para que o seu embrulho chegasse sem nenhum amasso. De nada valeu, já que Sehun rasgou tudo em menos de quinze segundos. O colar em si era simples, mas o que o dava elegância era o seu cordão de puro ouro branco e a sua sigla H incrustado de Cullinan Heritage.

Fui para Hong Kong, me encontrar com um velho amigo. Chow fez as peças exclusivamente para mim. 

- Vem cá, vou te ajudar!

Ajudei Sehun a encaixar o feixe do cordão e como tinha imaginado...

-  Ficou perfeito.

- Ficou perfeito, Lu!

Sehun em um salto me abraçou forte.

- O que significa esse H? É por causa dos nossos nomes terem o H ou tem algo a mais?

Vamos lá, Luhan, não se envergonhe e conte para ele.

- Hm... Eu mandei fazer duas peças iguais...

Mostrava a Sehun a outra copia em meu pescoço, e seus olhos no mesmo instante brilharam com tamanha surpresa.

- Nas fanfics... Sempre tinham um tipo de tag com os nomes dos couples... E o nosso era bem legal na verdade. – continue... – Chama-se HunHan. Achei que as siglas com H fariam um sentindo para nós dois. Meu e seu sem que as pessoas desconfiem tanto, mas com uma dose de desconfiança para as “FBI”. Achei que iria gosta disso.

Quando me dei conta, eu e Sehun estávamos esparramados no chão. Ele tinha pulado em cima de mim e perdi o equilíbrio. Ríamos alto.

Sehun parou e me olhou profundamente. Era incrível o efeito que ele tinha sobre mim, com apenas um olhar me fazia sentir mil emoções todas de uma só vez. Era ele e sempre foi... A única coisa que preenchia meu vazio.


Notas Finais


~samayou: AAAH QUE DOR!! Bom... chegamos no final e já estou com o coração partido, essa é uma fic especial, pq é a primeira que eu e a Milena fazemos juntas, a ideia veio de uma forma totalmente espontânea e foi o que decidimos fazer. deu tudo super certo, eu e ela parece que estávamos com a fic como uma só (nossa que emoção!) ahduheushu espero que vocês tenham gostado da fic e obrigado por todo amor! ❤❤❤❤❤
~isthismi: escrever com a samara foi muito legal e simples, ao contrário do que pensei: algo complicado ajaksjksj enfim, terminar uma fic é sempre muito triste, mas espero que tenham curtido e não esqueçam jamais de hunhan! obrigada, beijinhos! ^.^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...