História Realidade - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 7
Palavras 728
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


é inesquecivel

Capítulo 3 - O inesquecível


Pegamos um Spuber até o topo da montanha no norte da cidade (ele se ofereceu pra pagar). No caminho conversamos sobre o que nos levou a uma festa, mesmo odiando festas.

-Bem - eu estava nervoso - Meus amigos gostam muito de festa, mas sempre que saem sozinhos são confudidos como um casal e não arranjam ninguém -Rio-Então eu meio que fui quebrar um galho.

- Uau! Que prova de amizade, já estou vendo que você é uma pessoa leal.

- É, eu mereço um prêmio. - ambos rimos

- Bem, eu sou novo na cidade, então não conheço ninguém. Então pensei: "Que lugar melhor para fazer amigos se não a festa mais diversificada da cidade". E então te encontrei.

-  O que te trouxe a Smalt City? - perguntei curioso - com certeza não foram as pessoas -Rio

- Eu recebi uma proposta de emprego irrecusável.

- Chegamos - disse o motorista do Spuber.

Ao descer, me deparei com uma vista linda da cidade inteira. A praça dos centauros, o lago antigo, etc.

- Lindo, não é? - disse ele chegando atrás de mim.

- Você não era novo na cidade? - questionei

- Ai está, eu sou fotógrafo e ontem encontrei esse lugar. - disse ele sentando no chão - sente -se comigo.

Ele era lindo. Sob a luz do luar seus olhos azuis  brilhavam na minha direção. Seu cabelo moreno liso com corte militar era cedoso, minhas pernas ainda estavam bambas, e o frio na barriga era mais intenço.

- Eu te acho estremamente bonito - disse ele - quer dizer, não uma beleza artifisial como a dos unicórnios, ou uma beleza hipnotizante como a de uma sereia, você é lindo naturalmente Alex.

Eu estava prestes a explodir, quando de repente ele me beijou. Começou com um selinho, passando para um beijo suave. O que ele era...? Não importa... eu o queria... ele me deitou na grama, tirou a jaqueta e a camisa espondo um tanquinho sedutor. Quando eu tirei a minha, ele começou a descer os beijos até o peito... depois até o abdomem... até chegar nas minhas calças. Abriu meu botão e puxou o zipper com a boca. Abaixou minhas calças, expondo minha cueca e meu membro que na hora estava extremamente exitado. Ao vê-lo, ele expressou um leve sorriso e disse:

- Hoje vai ser inesquecível.

Então o abocanhou sobre a cueca e começou massagea-lo  com movimentos leves. Eu gemia alto, das minhas poucas experiências com sexo oral, essa estava sendo a melhor. Então ele abaixou minha cueca, fazendo meu membro saltar para fora. Então ele desceu a boca até meu anus, iniciando um beijo grego. Sua língua era longa e quente, eu estava latejando de excitação.

- Oh Scot... - eu me segurava para não gemer muito alto - por favor... fassa!

Ao dizer isso, Scot com uma mão abriu a calça e depois a tirou. Só de  ver por baixo cueca fiquei um pouco assustado. deveria ter uns 22 cms e era grosso como um microfone. Fiquei de joelhos, abaixei a cueca e me deparei com o maior pênis que eu já havia visto. Começei a chupa-lo, mas chegava no máximo até a metade. Seu gosto era viciante, me fazia querer mais e mais, porém, eu estava tão excitado que não aguentei mais e disse:

- Por favor... entre em mim...

Deitei-me no chão com as pernas abertas olhando em seus olhos... seus olhos... os mesmos olhos que me encaravam a pouco na festa... me viam com uma voracidade. Ele me puxou para ele, posicionou seu penis na entrada do meu orifício e o penetrou. Senti uma dor extrondosa que me fez gritar. Ele começou a movimentar lentamente até eu me acostumar, o que funcionou. Senti seu membro se mover dentro de mim me deixava muito excitado. Então ele começou a acelerar, até que de repente ele me acertou em um ponto que me fez sentir um prazer inexplicável.

- Eu vou... AH! - era tarde demais, eu tinha tido um orgasmo.

Então ele retirou seu membro de mim e começou a masturba-lo, então me pus de joelho e comecei a chupar, com vontade, o estimulando ate que...

-AAAAAH  - Disse gozando na minha boca, me fazendo engolir todo seu leite.

Nos deitamos e nos beijamos por um tempo... até que meu celular toca. Era a Steph! DROGA!EU ESQUECI DELES.


Notas Finais


gostaram do sexu? skksksk costinuem lendu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...