História Really Good For Me - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts
Visualizações 5
Palavras 535
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oiii

Capítulo 22 - Cap 22


> Sook <

- Você vai mesmo ficar bravo comigo?

Ele apenas continua me encarando de braços cruzados, com sua expressão engraçadinho de raiva.

- Hobi... eu não tenhi culpa de estar ocupada!

Ele não me responde. Na verdade finge que não ouviu. Ele está bravo porque não nos vimos a semana toda, e hoje é sábado, mas continuo sem dar atenção a ele, pois preciso arrunar as malas.

- Se você não vai falar comigo, ótimo. Fique sozinho e desperdice nossos últimos momentos.

Amarro meus cabelos em um coque e volto a dobrar as roupas e colocá-las na mala. Noto uma presença do meu lado e duas mãos começam a dobrar mais roupas.

- Não são nossos últimos momentos. Que droga jagi... não vou te abandonar.

- Eu sei que não... - murmuro.

Agora quem está brava sou eu. Como esse menino é infantil! Começo a jogar as roupas com raiva dentro da mala, e elas acabam virando um bolo amassado. Suspiro irritada e as tiro de lá para dobrar de novo.

- Deixa que eu faço isso. - Coloco as mãos na cintura e ele me encara por um tempo, incapaz de conter uma risada.

- O que é engraçado? 

- Você... - ele solta meu cabelo.

- Eu vou bater na sua cara. - Ameaço com a expressão mais séria que consigo.

Ele sorri e me dá um beijo rápido. Apenas um selinho.

- Sei... - ele me abraça ainda sorrindo e beija a pontinha do meu nariz.

- Eu detesto o fato de que você nunca discute comigo. Assim não é justo... não posso expressar minha raiva.

- Não quero sua raiva... - ele junta nossas testas. Ele é tão lindo assim de pertinho. Beijo o canto da sua boca. Tem uma pintinha fofa ali.

- Eu amo tanto você seu idiota... - lhe dou um soquinho no peito. E mais alguns.

- Ei... vai mesmo me agredir? 

- Sim. Vou. Você está me deixando ir embora.

Ele apenas me abraça mais forte e junta nossos lábios em um beijo mais profundo. Coloco as mãos em sua nuca, o trazendo mais para mim.

Ele aperta minha cintura, e posso ouvir meu coração batendo acelerado. Tenho certeza que o seu também está assim.

Deslizo as mãos para sua blusa, e tento puxá-la para cima, mas ele me para. O fito irritada.

- Não se pode dar as coisas as pessoas uma vez, que elas querem sempre! - ele ri de um jeito safado.

- Mas é claro que sim. - Mordo seu lábio inferior e ele arfa. Volto a tentar tirar sua camiseta mas ele me impede de novo. Fala sério!

- Você tem uma mala para fazer. Eu vou sair.

Ele me solta e ruma até a porta. Ele está de vingança ridícula para cima de mim. Eu não acredito!

- Você ainda está bravo? - questiono.

- Digamos que sim... é só uma... leve isso como um troco. Volto mais tarde. Amo você.

Ele joga um beijo no ar, e fecha a porta bem no momento em que lanço um travesseiro em sua direção. Mesmo idiota desse jeito, eu o amo tanto...

Como é que eu vou ficar sem ele?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...