História Realmente mal? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Tags Billdip Dipper Pines Bill
Visualizações 11
Palavras 957
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Segunda fic q faço, quero começar leve, então provavelmente será bem fofa....talvez demore pra postar o próximo, espero q gostem ><

Capítulo 1 - Capítulo 1 - em casa?


Fanfic / Fanfiction Realmente mal? - Capítulo 1 - Capítulo 1 - em casa?

A luz do sol e a delicadeza do motorista, quase me jogando no teto quando passou por um buraco, me acordou; percebi que devia ter dormido bastante….era o último dentro do ônibus, mais não o suficiente para perder o ponto, pois quando ia perguntar ouvi ele dizer.

_ última parada garoto, gravity falls, vai descer ou vai morar no ônibus?

Não respondi, apenas peguei minha mochila e o boné que tinha caído e desci do ônibus; ninguém foi me receber, eu já esperava, afinal meus tivôs estão fora da cidade viajando, sus foi visitar a namorada e Wendy….é, ela saiu daqui, provavelmente não vai voltar. Enquanto eu andava observei o sol, que horas são? Droga, esqueci o relógio. Mais pelo sol já deve ser umas 17:00 pm. A caminhada ia ser bem longa, então preferi seguir pela floresta, caminhando lentamente, ouvindo o som dos pássaros e vendo escurecer lentamente.

Quando tive a idéia de ir pra gravity nas férias meus pais não ligaram, mais não ficaram muito contentes quando disse q ficaria sozinho na cabana, já que Mabel se recusou a ir comigo, mais, depois de um bom tempo eles deixaram; tivô Ford não se importou, na verdade ele deu uma boa risada no telefone e disse " sabia que ia querer ir lá novamente algum dia garoto " depois disso meus pais me deram as chaves que ele tinha deixado com eles ( estranho) e fui.

Enquanto eu andava ouvi sons atrás das árvores, tá confesso que fiquei com medo, afinal meus últimos passeios nesta floresta resultam em : ataques de anões problemáticos, o dinossauro, o laboratório subterrânea com aquele mostro metamorfo sinistro, sem contar quando as meninas foram caçar o unicórnio, mais nessa eu não participei; enfim, não tem boas lembranças, e senti muito medo quando o barulho aumentou, senti algo próximo, puxei um canivete da minha mochila, apontei pro nada e assumo que fiquei aliviado e envergonhado quando vi um cervo sair de lá e saltar pro outro lado, estou medroso demais esses dias, é que eu não estou com medo das criaturas, nem da floresta a noite, eu estou com medo dele….de encontrá-lo pra ser mais exato.

Antes do verão acabar nós fizemos uma festa de despedida com o pessoal da loja e alguns amigos, eu estava caminhando pra fora da cabana, pela noite e acabei na floresta…cada vez mais distante da festa vi a árvore onde Mabel quebrou a fenda e, por um momento imaginei onde bill estaria, se poderia estar selado em pedra novamente, se estaria vagando por aí se divertindo ou talvez…se teria desistido, não, provavelmente estaria buscando um novo fantoche pra brincar.

Foi quando sentei em uma clareira que ouvi, um riso leve ecoando pelas árvores, aquela voz irritante e de certo modo persuasiva…

_ olha se não é o pinheirinho brincando na floresta! _ bill…senti meu corpo gelar mais não senti medo, já tinha aprendido a lidar com ele _ como vai dipper pines?!

_ O que você quer aqui bill? já não foi humilhado demais? _ ele saiu das sombras em uma forma humana, mais os mesmos olhos dourados como uma serpente, usando um terno Preto e amarelo levemente ridículo, a cara dele _ por que não some de uma vez?

_ calma jovem impertinente, não precisa ficar irritado! _ ele se aproximou e fez uma leve reverência _ gostou do meu novo visual? Pretendo ficar assim agora…gosto desta forma….humana haha! Mais como você sabe isso é temporário.

_ não vou cair no seu papo, já fui bem treinado contra você, não sou mais um brinquedo e você já não é tão forte, e que corpo é esse? Um novo fantoche?_ ele sorriu e se aproximou, ergueu meu queixo com o indicador, eu estava paralisado demais para recuar.

_ na verdade este corpo é autenticamente meu! Posso mudar minha forma e quis essa, sabe dipper….eu sinceramente queria você como aliado, você seria bem útil….nossas mentes brilhantes juntas…poderíamos fazer um bom estrago _ não me orgulho do que veio a seguir…ele me puxou e…dançou comigo…mais não foi o pior…ele me puxou e me deu um beijo antes que pudesse fazer algo. _ e não precisa ter ciúmes, VOCÊ é meu fantoche favorito.

_ Ei! O que pensa que está fazendo? Eu NÃO sou mais seu fantoche! _ eu coloquei a mao na boca e senti que parecia um tomate, ele sorriu , achando graça da minha reação.

_ o que foi? Nunca recebeu um beijo? os humanos não fazem isso em sinal de afeto? Vocês são estranhos. Hahahaha _ foi um beijo, o que ja era bem ruim! mais vindo do bill? poderia ser até um anúncio de morte! Como ele consegue ser tão estranho assim o tempo todo?

_ tudo bem..haha…mais reconsidere minhas palavras dipper pines…ainda podemos nos entender, é o que eu espero. nos veremos novamente pinheirinho. Até logo.

Em seguida ele sumiu na escuridão novamente….triângulo idiota. Eu e Mabel voltamos pra casa alguns dias depois. Eu não consegui dormir direito durante um bom tempo depois disso….às vezes sonhava com ele…mais isso é besteira, afinal ele não pode sair da cidade não é mesmo?….Eu acho.

Agora estava caminhando novamente para a cabana depois de 4 anos, quem sabe às coisas mudaram, e quem sabe ele sumiu de vez. Pude ver a cabana de longe…já estava escuro, destranquei as portas e abri as janelas, lá estaria seguro; as luzes ainda funcionavam depois de tanto tempo…meu quarto que dividi com Mabel ainda estava intocado….as coisas dela coladas na parede…a janela em forma de triângulo, por um momento achei ter visto algo nela…bobagem. Coloquei as coisas na cama e decidi que na manhã seguinte limparia este lugar. Deitei na cama e deixei minha mente descansar um pouco, dipper pines de volta a gravity falls, depois de tanto tempo…quem diria.


Notas Finais


Bom primeiro capitulo feito, vai ser bem curta só pra avisar :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...