História Rebel Without a Cause-Temporada 2 - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Caitbeadles, Chazsommers, Chistianbeadles, Harrystyles, Justinbieber, Liampayne, Louistomlinson, Niallhoran, Ryanbutler, Selenagomez
Visualizações 13
Palavras 2.947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cap enorme pro6 kkkk. Perdoem eu não saber fazer capas... Notas finais por favor!!!!

Capítulo 7 - 7-We did it


Fanfic / Fanfiction Rebel Without a Cause-Temporada 2 - Capítulo 7 - 7-We did it

*2 meses depois*

Pov. Luana


—Tudo pronto gente? Vamos fazer isto uma última vez pra prepararem as malas e logo estaremos em Toronto. Serão todos pagos depois do trabalho feito-falei e todos assentiram.

 Voltamos a fazer o percurso que iriamos fazer pra invadir a casa de Liam. Agora eu mato aquele desgraçado de uma vez por todas. 

Jess estava participando disso também. Ela falou que queria me ajudar a acabar com aquele babaca. Eu e Jess seremos as últimas a entrar em casa de Liam. Eu consegui um mapa detalhado da casa dele através de um amigo meu e por isso sabemos exatamente por onde entrar. Nada pode dar errado. Depois de terminarmos o treino todos foram arrumar as malas e eu também. Duas horas depois já tinha tudo pronto


—JESS JÁ ESTÁ PRONTA?-falei 


—JÁ SIM-falou descendo as escadas


—Ótimo. Vamos logo que já estão nos esperando pra irmos todos até ao aeroporto-falei e logo saímos de casa com todos os meus homens em carros atrás de nós. Chegamos ao aeroporto e ficamos á espera um pouco


—Pronta pra viver em Toronto?-perguntei pra Jess risonha 


—Sempre. Até pk tu tem amigos gatos heim? Nunca me falou que eles eram tão gostosos-falou rindo 


—Larga o osso-falei rindo-Eles são todos meus


—Ah nem ver-falou fazendo bico


—Ta bom, eu deixo você pegar um deles. Menos Chaz que já está com Cait, Chris tu também não pode pegar porque ele é meu e só meu, Justin óbvio que não pk neh. Só sobra Ryan-falei maliciosa


—Não sei quem é mas se for gostoso me apresenta-falou e eu lhe mostrei uma foto dele-Opa querido. Vai ser esse-falou maliciosa e eu ri 


—Olha aqui se tu tratar mal o meu mozao eu te mato está me ouvindo?-falei rindo e ela riu também levantando as mãos em forma de rendimento. 

Logo ouvimos falar:


"ÚLTIMA CHAMADA PARA O VOO 359 COM DESTINO A TORONTO CANADÁ" 


—Está na hora de ir-falou e eu assenti. Entramos no avião e meu lugar era do lado dela. 

Nos sentamos e eu fiquei acariciando minha barriga. Estava de 4 meses por isso ela já era um pouco visível. O médico falou que daqui a um mês poderei saber se é menina ou menino e eu devo dizer que estou muito feliz. Meus pais vão me matar mas eu agora só quero pensar positivo. Não posso me estressar. Passado um tempo adormeci.

Pov. Justin 


—JUSTIN CHEGA DE BEBER MENINO. PORRA ANTES ERA DROGA E AGORA É BEBIDA. CHEGA DESSA PORRA AGORA-falou minha mãe atirando com a garrafa no chão e a vendo despedaçar se


—Me deixla e-eu to muyito bensm-falei embolado. É, eu realmente estou bem bêbado


—Olha isso. Nem falar uma frase direito consegue. CHEGA! TU VEM AGORA COMIGO ALI NO BANHEIRO QUE EU VOU TE DAR BANHO-falou e me puxou para o banheiro, tirou minha roupa e me deu banho. Do nada eu comecei a chorar


—Ela vai voltar não vai mãe? Ela não foi embora p-pra semple-falei embolado e soluçando 


—Oh meu filho-falou minha mãe agora em um tom mais calmo-Ela vai voltar sim. Agora esquece isso


Pattie me tirou de debaixo do chuveiro e me secou, me vestiu uma roupa qualquer e me deu um remédio para a dor de cabeça. Depois me deitou na cama e eu adormeci

Pov. Pattie


Eu não aguento mais ver meu filho assim. Todos os santos dias ele bebe que nem um louco.

 Antes era droga e bebida mas depois que ele foi para a clínica de reabilitação durante um mês ele nunca mais se envolveu com isso. Pelo menos eu acho.

 Eu sou mãe dele mas poxa, ele é grandinho já. Tem quase 18 anos, eu não posso cuidar dele pra sempre. Só deus sabe o quanto eu tenho sofrido pra cuidar dele. 

Tive que deixar meu trabalho e estou vivendo da pensão que o pai do Justin da pra ele e de um rendimento que me dão devido á minha doença. Sim, eu estou doente. Eu descobri faz 1 mês que tenho cancro da mama.

 Estou tentando me cuidar e ainda não contei nada para o Justin pois isso seria mais uma preocupação na sua vida e eu não quero isso.

Depois dele adormecer desci as escadas pra preparar algo para ele comer. São 16h e ele ainda não comeu nada, bem que eu estava estranhando ele estar dormindo até agora. Depois de esquentar um pouco de macarrão subi para o seu quarto e o vi dormindo. Sorri fraco e o deixei dormindo enquanto limpava a bagunça do seu quarto

Depois de limpar tudo me sentei um pouco na sua cama enquanto o via dormindo. Acariciei os seus cabelos e suspirei. 

Eu só peço pra deus cuidar do meu filho quando eu não tiver força pra isso. Jeremy, pai de Justin, está morando na Califórnia com sua mulher e seus outros dois filhos mais novos, Jazmyn e Jaxon. Luana se foi e eu ainda não entendi o porquê mas pra mim essa história está muito mal contada. Os amigos de Justin se afastaram pois Justin os afastou. E eu estou doente. Meu filho não merece ficar sozinho nesse mundo. Deixei esses pensamentos pra lá e o acordei. Agora tenho que fazer o papel de mãe durona de novo


—Acorda Justin-falei fria-Come alguma coisa. Você não pode ficar só com bebida no estômago-ele não respondeu, apenas comeu tudo o que eu coloquei lá-Eu vou ter que sair, chame alguém pra ficar com você. Eu vou esperar até essa pessoa vir e depois vou


—Vou ligar para a Sofia-falou e eu dei de ombros. Não gosto dessa garota, ela sempre foi muito educada comigo mas eu acho ela muito metida. Prefiro a Luana


—Ela está vindo-falou e eu assenti saindo do seu quarto e trazendo a loiça pra lavar. 

Hoje tenho que ir a uma consulta de novo. Logo logo terei de começar os tratamentos mas eles são muito caros, se eu quiser sobreviver terei de vender a casa para os pagar. Talvez eu venda a minha casa onde Justin costumava ficar com Luana. Logo ouço a campainha tocar, vou abrir a porta e vejo Sofia. 


—Oi dona Pattie-falou me cumprimentando-Eu vim pra ficar com o Justin. Pode ficar descansada que eu não deixo ele fazer nada de mal


—Obrigada-sorri-Bom estou indo. Se comportem-falei, ela riu e eu saí de casa a caminho do hospital...

Pov. Luana 


—Luana acorda-falou Jess-Chegamos-me levantei e saí do avião junto com todos os homens. 

Um arrepio percorreu meu corpo quando me senti voltando para Toronto. Saudade daqui. Não vejo a hora de ver todo o mundo. Liguei pra niall e ele nos veio buscar acompanhado de mais uns homens que levariam os meus homens. Fez sentido? Acho que sim. 


—Nos vamos para o meu galpão por isso nos sigam-falei através de uma escuta para todos que confirmaram. 

Dei as coordenadas para Niall e logo chegamos lá. Entramos lá dentro e fomos todos para a sala de estar que lá havia


—Bom gente hoje pra nossa sorte Liam está em casa por isso tudo vai acontecer hoje-falei sorrindo maldosa e eles sorriram também-Um dos seguranças dele é meu infiltrado. Quando lá chegarem vão saber qual é pois ele usa uma gravata vermelha. Diferente dos outros que usam preta. Bom, ele me informou que estão 5 seguranças na entrada principal e 3 na entrada dos fundos. Ele está na dos fundos que vai ser por onde eu e Jess vamos entrar. Lá dentro tem mais 5 seguranças, uma empregada e uma mulher jovem. Matem todos menos a mulher, eu acho que sei quem ela é. Depois disso mataremos Liam. Fim, vocês já sabem quem vai para a entrada principal e para a dos fundos por isso não preciso falar nada. Eles são menos por isso estamos em vantagem. A rua onde ele vive é muito pouco movimentada por isso vamos poder fazer o ataque agora de tarde. Andamos a treinar isto há meses. Vamos conseguir-falei animada e eles comemoraram. Depois disso os levei para pegarem algumas armas-Cada um de vocês vai ter 2 armas e 4 carregamentos para quando acabarem as balas. Entenderam?


—Sim-falaram e eu sorri. 

É hoje. Dei as armas e os carregamentos delas pra eles e depois peguei umas armas pra mim e pra Jess. Eu levarei um colete anti-bala por baixo da roupa para proteger a minha barriga e Jess levará um também. 

Meu deus que emoção, ando treinando tanto pra isto. Depois disso seguimos para casa de Liam 


—Todas as escutas estão funcionando?-perguntei recebendo uma confirmação de todos. Logo chegamos a casa de Liam. Estacionamos atrás de umas árvores que lá tem e nos dividimos nos devidos grupos. Todos botaram os silenciadores nas armas e seguimos. 

7 dos meus homens se aproximaram da porta principal e rapidamente abateram os seguranças que lá tinha. Olhei admirada e sorri. Nem eu esperava que correria tão bem. Depois disso eu, Jess e mais 5 homens fomos até á porta de trás

Lá estava meu amigo vulgo infiltrado que já tinha matado os outros dois seguranças e logo todos entramos por lá. Os restantes entraram pela porta principal. Invadirmos a casa e vimos os 5 seguranças apontando as armas e aí sim começou o tiroteio. Acertei no meio do peito de um que caiu morto no chão. A empregada já estava morta pois jess a matou. 

No meio daquele tiroteio eu subi até ao escritório de Liam. Arrombei a porta mas não o vi lá. Abri todos os quartos e nada. Até que parei pra pensar um pouco. É claro! Ele fugiu pela porra da janela do quarto. Abri a janela e o vi correndo


—Ah mas você não me escapa-falei e saltei da janela também. 

Ele estava correndo junto com aquela moça que veio falar comigo no outro dia. Ri por causa do seu desespero. Mal sabe ele que eu tenho 2 homens ainda na porta dos fundos o esperando. Quando ele lá chegou os viu e eu ri mais ainda


—MERDA-gritou e quando olhou pra trás arregalou os olhos-MCcann? Nossa está diferente heim?-falou debochada e eu sorri


—É neh. As pessoas mudam. E você? Como vai sua vida?


—Muito bem. Eu ia matar teu namorado mas como vocês terminaram estava pensando em matar o seu pai primeiro-falou e eu ri alto


—Querido você não vai nem sair daqui. Como pensa matar alguém?


—Isso é o que você pensa-falou sorrindo e tirou a sua arma e a garota também tirou as apontando pra mim. A garota piscou e eu entendi o seu recado


—Nossa, vai atirar é? Pois atira amor-falei debochada e ri 


—Não me provoca MCcann-falou-E essa barriga aí? É muito McDonald's ou será outra coisa?-falou malicioso


—Não te interessa. Já estou enrolando de mais-falei tirando minha arma


—Eu posso morrer mas você também morre-falou raivoso e disparou só que eu desviei


—Como? Você está sozinho. Não vai poder fazer nada


—Você se engana. Eu tenho Jennifer e ela sabe atirar muito bem-falou e eu e Jennifer nos olhamos rindo. Ele nos olhou confuso e logo Jennifer apontou a arma pra ele


—Meu querido ela tem razão. Você está sozinho-falou Jennifer e rimos 


—SUA...SUA TRAIDORA-gritou e nós rimos

 
—Eu te amava Liam-falou ela e eu fiz cara de nojo. Tudo bem que ele é gostoso mas não vale nada-Mas depois que eu soube dos teus planos de matar uma adolescente eu passei a ter nojo de você. 


—Jennifer qual é o teu nome todo?-perguntei e ela me olhou confusa


—Jennifer Williams Baker porque?


—Já verá. Voltando ao que interessa-falei maldosa. É agora-Diga um Olá meu ao diabo se ele te quiser lá porque nem o diabo gosta de pedaços de bosta que nem você-falei e, ao mesmo tempo, eu e Jennifer atiramos no peito de Liam o vendo cair no chão-NINGUEM SE METE COM LUANA MCCANN E JENNIFER BAKER ENTENDEU DEMONIO? Era por causa disso que eu queria saber teu nome-falei e rimos nos abraçando-Olha eu não te conheço bem mas acho que vamos ficar grandes amigas. 

Depois disso vejo todos os meus homens e Jess saindo de dentro da casa e sorri. Alguns tinham ferimentos mas eram leves. Sorri orgulhosa. Depois de tanto tempo eu posso voltar a ser feliz sem aquele encosto me fodendo a cabeça 


—CONSEGUIMOS GENTE-gritei animada e todos começaram a gritar-Espera só mais uma coisa-falei e me aproximei de Liam e dei mais uns 10 tiros nele, inclusive na sua cara-Esse daqui não vive mais não-rimos-NIALL CADÊ A GASOLINA?


—AQUI-gritou e me trouxe uns 100 baldes de gasolina. 

Começamos todos a botar gasolina na casa. Depois disso tudo saímos todos daquela casa e eu peguei em um fósforo o acendi e ri maldosa


—Adeus desgraçados-atirei o fósforo para o chão e logo uma chama se acendeu. 

Pouco depois a casa estava toda ardendo e nós saímos cantando pneu dali até ao galpão. Os homens me esperaram lá fora e eu fui no cofre buscar 5 mil dólares pra cada um


—Aqui está a grana. 5 mil dólares pra cada um. O vosso voo de volta para o Brasil é amanhã, o hotel está pago também. Bom e é isso, muito obrigado e foi muito bom trabalhar com vcs. Podem ir, estão dispensados-falei e eles pegaram na sua grana e saíram de lá ficando só eu, niall, Jess e Jennifer 


—Ai amiga nos conseguimos-falou Jess animada 


—Sim-falei animada também-não vejo a hora de encontrar Justin.

Mas agora Jennifer, nos fale um pouco de você 


—Bom, meu nome é Jennifer mas pode me chamar de jen, eu tenho 18 anos e vivo com meu pai. Minha mãe me abandonou...Bom ela é meu pai eram amantes e ela nunca quis largar a família por minha causa por isso decidiu me abandonar. Minha relação com meu pai é boa, mas ele trabalha muito então eu fico sempre sozinha em casa. Até encontrar Liam. Quando eu o conheci me apaixonei por ele e ele por mim mas depois que eu soube que ele queria te matar por vingança eu nunca mais consegui olhar pra ele da mesma forma


—Nossa-falei abismada-Que história heim?


—É-falou-Mas e você? Está grávida neh?


—Bom...é sim. Eu engravidei antes de ir para o Brasil. Estou de 4 meses


—E já sabe o que é?-perguntou niall se metendo na conversa


—Ainda não. Só daqui a um mês. Bom povo chega dessas coisas. Jen me fala onde é a sua casa que eu te levo lá e depois vou ver todos os meus amigos de novo-falei com os olhos brilhando. Levamos jen a casa e ela nos deu o seu número de celular pra depois nos encontrarmos.

 Depois disso fomos a casa de Cait e Chris. Bati na porta e logo Chris abriu


—NÃO PODE. MAMÃE-gritou chorando e me abraçou forte me pegando no colo 


—Nênê-falei chorando e o abracei mais ainda 


—Chris quem.....AAAAAA VIADA-gritou cait e começou a chorar. Eu me soltei de Chris e abracei Cait com toda a minha força 


—Viada meu deus que saudade. Será que podemos entrar?-perguntei 


—Claro. Oi Jess-falaram cumprimentando jess que sorriu


—Agora me conta tudo o que aconteceu com você. Tudo-falou cait e eu suspirei começando a contar. Depois de falar tudo eles me olharam abismados 


—E onde está Liam agora?-perguntou Chris 


—Queimado assim como a sua casa ué-falei e eles riram-Sério eu estava cheia de saudades.  Me perdoem por ter me afastado sem falar nada mas se eu falasse eu sabia que vocês iriam querer se envolver e eu não poderia suportar perder nenhum de vocês 


—Tudo bem Lu. Nos te entendemos-falou Cait-Isso que se chama de amor verdadeiro. Sair do país, apanhar de outras pessoas pra fingir não ser a MCcann, preparar todo um plano, entrar em casa de Liam e o matar tudo pra não ver o Justin morto. Nossa, eu te venero MCcann. E essa barriga aí? Não fala que...NÃO ACREDITO


—Pois é-falei-Eu estou grávida 


—AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA MEU DEUS VOU SER TIA-gritou Cait animada-É do Justin neh?


—Óbvio. Eu estou grávida de 4 meses, foi antes de eu ir para o Brasil 


—Meu deus mãe que emoção-falou Chris animado-Mas espera. Tu se sujeitou a tudo isso mesmo grávida? É LOKA? 


—Calma. Se tem coisa que eu fiz foi proteger meu filho


—Já contou para os seus pais?-perguntou Cait


—Ainda não e...-falei mas nisso entraram Ryan e Chaz na casa. Quando me viram me olharam admirados 


—I-irmã?-perguntou com lágrimas nos olhos e eu o olhei sorrindo


—Irmão-pulei no seu colo chorando-Que saudade que eu estava de você 


—Co-como?-perguntou 


—Cait te explica tudo depois. Mozão-falei abraçando Ryan que ainda me olhava abismado


—Mozona meu deus nem acredito que é você-me pegou no colo chorando e eu o abracei forte-Epa! Estou sentindo algo se mexendo contra mim 


—É. Ele está mexendo-falei


—Ele quem?-perguntaram Chaz e Ryan ao mesmo tempo e eu ri 


—Meu filho. Eu estou grávida de 4 meses 


—QUE?-perguntaram em uníssono e eu ri


—É. Agora com licença que eu vou ver o Justin. Ah e gente essa é Jess. Minha amiga-falei e todos a cumprimentaram mas um em especial ficou vidrado nela. Ri-Limpa a boca que está babando Ryan-ele corou e todos rimos-Bom gente vou indo visitar Justin. Fiquem com Jess que eu logo volto


—Irmã-falou Chaz e eu o olhei-Não sei se é boa ideia ir ver Justin. Ele não anda muito bem esses últimos tempos 


—Quando me vir ele melhora. Até-falei e fui andando até casa dele. Não estava ninguém por isso fui até casa de Pattie. Talvez ele esteja lá.

 Toquei na campainha quando de repente Justin me abre a porta. Quando me vê arregala os olhos e congela

 
—M-MCcann?-falou e eu sorri fraco


—Justin quem é?-perguntou Sofia descendo as escadas só com a camisa dele vestida. Não, não acredito nisso


—Sofia?
 



Notas Finais


Aksjdnejwj. Próximo cap vai ser bem tenso kkkkk. Vos amo povo. Beijos de luz da tia Lu xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...