História Rebel? Yes! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charli, Charlotte, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Giles, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Letícia, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Viktor Chavalier, Violette
Tags Amor Doce, Colegial, Comedia, Crossover, Mistério, Romance, Violencia
Exibições 19
Palavras 934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente! Esse é a minha segunda fic, espero que gostem e comentem o que acharam.
Boa leitura.


Conheçam a Lia Na Foto do Capítulo ^·^

Capítulo 1 - Começo


Fanfic / Fanfiction Rebel? Yes! - Capítulo 1 - Começo

               Quase madrugada, escuro,  frio, sombrio,  a lua ainda estava ali, sozinha no céu, a única que brilha nessa noite,me fazendo esquecer do que passou.

     Despertador apita...ainda com sono, com o travesseiro na cara, levanto minha mão e tento pelo menos desativar,  ainda apitando,  isso que deixa irritante,  puxo a tomada do despertador e murmuro pra min mesma : ''Droga de vida! ''

       Me levanto,  vou para o banheiro, fico na ponta do pé para me ver melhor no espelho...Olha pra ela, cabelo completamente desarrumado,   de tanta tristeza, fios grudados no seu rosto,  escondendo uma horrível marca roxa na face, sabendo que nem as melhores maquiagens poderiam esconder tamanho sofrimento, mostrando como eu sou infeliz, olho pro meus pulsos, marcas que sempre ficarão em min para sempre, mesmo se melhorar, vai ter outra por cima. Uma garota  com cabelo preto com mistura de roxo escuro,  isso que confunde várias pessoas, olhos cinzas, um corpo que muitos homens olham pra min com facilidade, mesmo que eu tente ser invisível,  não funciona. Triste, traída... sou eu. O que aconteceu ontem, o que aconteceu comigo, o que ele me fez passar...*Trac*...Ouço o som de minha mão se encontrando com o vidro que se parte em mil pedaços no chão, me encosto na porta do banheiro e deslizo, fazendo com que eu ficasse sentada no chão.

     Porque? Porque? Será que eu sou a única que sofre nessa história? Confiei nele o tempo todo!....Olho pra minha mão direita, vejo o sangue percorrer pelo braço, tento me acalmar,  mas não consigo,  melhor ir pro banho então, tiro a roupa com um pouco de dificuldade na mão direita, após de um murro no espelho, não queria que meu irmão descobra que ainda penso no que ocorreu alguns dias atrás só de olhar na minha blusa com sangue.

       Entro no box,  ligo o chuveiro na água quente,  lavo meu cabelo somente com a mão esquerda, faço minha higiene bem longa, quando acabo, saio do box,  pego um roupão macia e fofa e visto ela. Vou pro closet do meu quarto, coloco uma blusa preta, calça leg preta com rasgos nos joelhos,  all star preto cano médio,  saio do closet,  vou para a cama me agacho, olho minha maleta de maquiagem,  olho pro lado dela vejo outra maleta de metal,  e uma caixa verde, pego a maleta de maquiagem e jogo na cama, pego pincéis passo no pó e aplico na marca roxa do meu olho esquerdo,  passo base,  capricho no disfarce, depois pego meu lápis de olho, sombra,  batom mate e passo, fecho a maleta e ponho devolta debaixo da cama.

      Pego minha mochila, saio da quarto, desço as escadas de mármore fazendo com que cada descida fosse ouvida, tentei ser invisível, mas o meu xodó : minha sobrinha,  Luna, 5 anos. A única que me faz esquecer dos meus problemas, veio correndo e me chamando de ''Tata'' com um desenho na mão.

     Luna   - Tata, Tata!  Olha meu desenho!   - diz com um enorme sorriso, seus olhos brilhavam diante de sua alegria de me mostrar seu desenho com rabiscos de giz roxo, lembrava uma borboleta mas na verdade era uma guitarra minha, ela me guiou para a cozinha mas não esta afim de tomar café, disse para ela que precisava ir,  ela deixou, só com uma condição: ensinar a ela andar no meu skate.

      Peguei meu skate e fui para escola.

         ~Quebra de Tempo~

     Sweet Amoris, nome enjoativo, ainda no skate,  empinei, peguei e segurei. Passando do portão vi um porteiro muito sinistro,  olhando pra min, entrei e tentei ir para a sala soque eu não sei onde é.

       Ao passar pelos corredores, senti 14 pares de olhos de garotos olhando para min, alguns estavam ate sorrindo para min, mas nem olhei pra eles. No meio do caminho, sinto alguém atrás de min,  estava tão perto de min que pude ate ouvir sua respiração. No meu bolso tinha um estilete,  peguei o estilete,  me virei,  sem mais nada,  peguei o garoto pelo pescoço e apontei a lâmina  em sua pele,  quando vi era meu amigo Bruno.

       - Bruno?! PORRA,
POR QUE VOCÊ FEZ ISSO? - Escondi o estile e me afastei.

      - Nossa, só tentei te dar um abraço! Calma! - pois a mão na nuca.

      - Nunca mais faça isso!

      - Ta bom! Desculpa! Não quiz te assustar, agora me lembrei que ele fez isso com voc.... - interrompido pelo meu abraço.

       - Shhh....Eu sei!

      Bruno é um cara legal,  mas um pouco feminado com as garotas, kkkkk.

         - Olha,  vem cá!  - me pega pelo pulso,  onde ele tava me levando?
     Estava indo em direção em um grupinho de pessoas, acho que eu conheço eles. Não acredito!

        - Rosalya! Olha quem veio! - Bruno disse me guiando com uma mão nas minhas costas.

      - Então essa é a novata? - perguntou um garoto com cabelo azul do lado de uma garota de olhos amarelo e cabelo branco.

        - Lia!  Essa é o Alexy e a Rosalya. Acho que vocês já se conhecem....- Bruno disse.

       - JÚLIA!  QUE SAUDADE DE VOCÊ, VOCÊ MUDOU TANTO! - Diz
Rosalya me abraçando extra forte.

        - Agora está mais voluptousa!  - Alexy sussurrou no meu ouvido. Porra!  Tu não é gay?
       ~~~~~~Triiiiiii ~~~~~~~~~~

     - Acho que é melhor irmos pra sala! - disse Bruno me guiando para ir pra sala.

            Passamos por vários corredores e entramos na sala. Todos foram pro seus lugares, muitos na frente,  além de enxergar melhor são os bons,  mas eu sempre fico no fundão,  na última carteira, sou invisível na sala pois todos nem sentiram minha presença,  ''pois mudei tanto''


Notas Finais


Então...Espero que tenham gostado, comentem o que acharam.ou não, ate o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...