História Rebelde 4 temporada. Especial Mia e Miguel - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Rebelde
Personagens Diego Bustamante, Guadalupe "Lupita" Fernández, João "Giovanni" Méndez López, Mia Colucci Cárceres, Miguel Arango Cervera, Roberta Alexandra Maria Pardo Rey
Tags Mia, Miguel, Mym, Rbd, Rebelde 4 Temporada, Rebelde Mexicano
Visualizações 20
Palavras 2.329
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Muitas propostas


Fanfic / Fanfiction Rebelde 4 temporada. Especial Mia e Miguel - Capítulo 2 - Muitas propostas


_ Ai daddy! O que houve? Por que você nos encara assim? Ta me assustando!!_ Reclamou Mia. Provocando risos em seu pai, deixando ambos confusos.
_ Não se preocupe meu bem. Eu somente queria falar à sos com os dois, e essa é uma boa hora para isso. Eu também gostaria de dar uns presentes à todos vocês, mas isso pode esperar até amanhã._ Disse Franco sorrindo para os dois. _ Tenho algo para te propor Miguel e isso é realmente importante e também implica à você querida._ Continuou Franco alternando o olhar entre os dois. _ Você Miguel já sabe que é como um filho para mim e o que vou te propor agora não é só por que gosto muito de você ou por namorar minha filha, mas sim por ser uma questão de justiça. Conversei com meu irmão Marcelo, e chegamos a um consenso. Devido ao que te aconteceu no passado, o que Carlo fez foi algo realmente horrivel e assim como eu, Marcelo, sente que te devemos algo, sei que não podemos te trazer seu pai de volta, mas podemos te recompesar. Decidimos te passar toda a parte da empresa que pertencia ao Carlo._ prosseguiu Franco. _ E antes que você negue, deixe-me te falar que não precisa responder agora, sei que você já possui muitos à fazeres com a banda e a escola. Só demorei te fazer essa proposta por que a sentença de Carlo demorou para sair. E por causa de tantos golpes, ele não tem mais direito algum sobre a empresa, e como você sofreu muito por causa das iresponsabilidades de Carlo. Você herdou toda a parte dele, se quiser, é claro._ disse Franco ao perceber que Miguel iria negar sua oferta. Mia e Miguel estavam boquiabertos e completamente pasmos com o que Franco lhes dizia.
_ Franco eu não sei, não acho isso muito certo, e mesmo quando terminarmos a escola não sei se teria tempo. As coisas estão finalmente começando a dar certo com a RBD._ Disse Miguel um pouco desconcertado.
_ Eu compreendo Miguel, e você está certo, tem que dar o máximo de sí independente do que fizer. E eu não posso dar essa parte para a Alma por exemplo, ja que ela é casada comigo, nem para a Josy ou Roberta, por elas serem de menor e nossas filhas. Tem sua Mãe, claro, mas ela ja me negou, dizendo que não poderia aceitar por que não seria justo com você e por que ela não faz ideia de como prosseguir com a parte do Carlo. E como vê, você é o único de minha confiança que pode herdar. E mesmo que um dia quem sabe vocês dois resolvam se casar, não seria problemas, mesmo que um dia Mia herde minha parte da empresa, ela seria dividida entre as três, se Roberta e Josy quiserem. Se sua resposta final for negar minha proposta, saiba que um dia se quiser, a parte de Carlo será sua._ Respondeu Franco ao Miguel, fazendo com que ambos arregalassem os olhos com sua proposta.
_ Hã.. Daddy. C-Como assim o Miguel e eu nos casarmos? Por que está dizendo isso?_ perguntou Mia nervosa.
_ Ora Mia. Vocês estão juntos a quase três anos. Eu vejo como se olham, ainda mais depois do coma de Miguel, todos vimos como você ficou. E agora que finalmente reataram com o namoro, vocês estãos mais grudados um no outro do que nunca._ disse Franco rindo da cara deles. _ Então Miguel? O que me diz?_ Perguntou Franco. Miguel olhou para Mia por um tempo, e ambos estavam bem sincronizados, era notavel o quanto estavam conectados, pois conversavam através  de olhares.
_ Então Franco, ambos sabemos qual é minha resposta, mas quem sabe um dia quando a RBD aposentar eu possa dar continuidade no seu trabalho._ Respondeu Miguel após uma longa conversa de olhares com Mia._ Mas se um dia eu assumir a empresa, vou precisar dos seus conselhos, principalmente quando houver viajens e negociações._ Continuou Miguel.
_ Não se preocupe com as viagens Miguel, eu mesmo te ensinarei tudo o que precisa saber enquanto ainda é meu ajudante. Já conversei com Marcelo e falei que seria muita coisa para você, e ele concordou com minha ideia de dar a parte de Carlo quando você estiver pronto e disposto a assumi-la. Todos sabemos que você possui além da escola, responsabiliades com a RBD. Por isso, não se preocupe. E quando resolver que é hora de assumir essa parte da empresa, Mia poderá ajuda-lo com os detalhes a cerca da moda. Só quero que saiba que independente do tempo que leve, a parte do Carlo será sua, só não oficialmente por enquanto._ Respondeu Franco, arrancando sorrisos de ambos. Mia deu um gritinho baixo, para não acordar ninguém da casa, e pulou no abraço do pai sorrindo. _ Agora que ja resolvemos isso e antes de vocês irem para seus quartos. Tenho algo à lhe dar Miguel, me acompanhem._ Disse Franco saindo do escritorio e indo para fora da casa, em direção à garagem, pelo jardim.
A garagem ficava no subsolo da mansão, e possuia duas passagens, além da entrada e saída dos carros, uma que dava acesso à sala de entrada, e outra pelo jardim perto do escritorio de Franco Colucci. O lugar era enorme e cabia dezenas de carros, Franco possuia alí a limosine de Alma, sua ferrari preta, seu sedan preto, a ferrari vermelha de Mia e mais três carros escondidos em capas de variadas cores. Quando chegaram, Franco dirigiu-se à parede esquerda ligando as luzes, e, tirando uma chave de carro de dentro do bolso interior no peito direito de seu palitó.
_ Eu sei que não gosta de ganhar presentes Miguel, mas como membro da família você tem esse direito, assim como as meninas, todos vão ganhar algo pela formatura e por que merecem._ disse Franco virando-se para os dois e chegando perto do carro que estava coberto por uma capa azul ao lado da ferrari de Mia. _ Mia, meu amor. Já fique ciente que à você só darei uma coisa e será amanhã, junto com as meninas. Você sabe, já possui um carro._ continuou Franco olhando diretamente à Mia. _ Agora, vamos ao que interessa._ Prosseguiu Franco _ Pegue a chave Miguel_ Falou Franco estendendo a chave. Para em seguida puxar a capa do carro, e finalmente, mostra-lo aos dois que não se aguentavam de curiosidade. O presente de Miguel era um Jaguar F-Type RAWD na cor azul marinho último modelo.
_ UAU!!! Franco... e-e-esse carro é absolutamente incrivel. Não sei o que dizer. Muito Obrigado._ Disse Miguel que ficara sem palavras.
_ Daddy.. é realmente muito lindo. E é sua cara meu gatinho._ disse Mia sorrindo e abraçando seu namorado, claramente feliz com o presente que seu pai dera à Miguel.
_ Que bom que gostaram meninos._ Disse Franco sorrindo. _ Mas agora é melhor irmos para cama, já está bem tarde, e amanhã temos muito o que fazer._ continuou Franco sorrindo e abraçando os dois. _ Boa noite. Não demorem muito para irem dormir._ Finalizou. Se despedindo e se retirando.
_ Bye daddy!! Boa noite, já já iremos._ Disse Mia acenando para seu pai e puxando Miguel para fora da garagem e indo em direção ao jardim.
_ Tchau Franco. Boa noite._ Se despediu Miguel sendo puxado por Mia e apagando as luzes em seguida.
Assim que sairam da garagem Mia entrelaçou sua mão esquerda com a direita de Miguel, caminhando lentamente com ele sob as luzes das estrelas e da lua. O jardim era quase tão grande quanto a mansão, era bem decorado com algumas árvores, uma piscina com vários guarda-sois, uma mesa de café da manhã na varanda, uma quadra poliesportiva e um pequeno espaço com pilastras de madeiras cobertos de trepadeiras, com vários sofás, no centro entre os estofados tinha um fogo de chão que naquele momento estava apagado, esse pequeno espaço ficava ao lado da entrada da garagem, na esquina da mansão. Dando uma vista completa do jardim e uma sensação romântica, principalmente durante a noite. Eles se sentaram no sofá, e, Mia apoiou sua cabeça no ombro de Miguel, suspirando e rindo.
_ Está rindo do que meu amor?_ perguntou Miguel beijando a testa de mia.
_ É que eu tive um pequeno dejavú._ Explicou Mia. _ Esse momento não te lembra nada?_ Perguntou ela. Fazendo com que ele ficasse pensativo por um momento.
_ Está falando daquela vez no balanço da escola em que você me levou uma montanha de lanches depois do sequestro?_ perguntou Miguel fazendo uma pequena careta com a lembrança. Enquanto Mia assentia.
_ Sabe, aquele momento foi realmente lindo, eu estava aliviada por que você estava de volta para mim, completamente inteiro e o mais importante, vivo._ disse ela tirando a cabeça do ombro dele e inclinando sua cabeça em direção à dele, para iniciar um beijo cálido. _ Eu tenho que te dizer uma coisa importante, na verdade são duas._ Disse Mia corando quando se separaram para respirar. Miguel assentiu para que ela prosseguisse. _ Lembra quando eu disse ao Santos que tinha feito com o Lucca tudo o que você tinha feito com aquela bruxa adolescente?_ perguntou ela enquanto ele assentia sério. _ Então.. A v-verdade é que eu nunca cheguei a fazer absolutamente nada com ele, eramos só amigos. Eu mentí por que eu tava chateada e queria que você sentisse na pele o que eu estava sentindo._ admitiu ela sem conseguir encara-lo nos olhos. 
_ Mia!_ disse Miguel erguendo a cabeça dela para que o olhasse nos olhos. _ Isso é incrível!! Eu te amo!_ disse Miguel sorrindo e a beijando fervorosamente.
_ E a outra, é que eu estive pensando no que a Alma me disse certa vez, sobre nos apressarmos em fazer sexo, ela disse que o momento chegaria por sí só. E desde a formatura eu venho pensando, e, acho que está na hora de darmos mais um passo na nossa relação Miguel._ Disse Mia, completamente segura do que dizia a ele, deixando seu noivo surpreso.
_ Tem certeza meu amor?_ Perguntou Miguel inseguro.
_ Tenho Miguel._ Disse Mia com firmeza. _ Olha. Para você ver o quanto que eu tô segura quanto a isso, desde que a Roberta e eu fomos ao ginecologista venho tomando anticoncepcional. O doutor disse que é bom tomarmos as pilulas antes de ter relações para que o organimo possa se adaptar e ter a certeza que não fará mal._ Concluiu ela.
_ Sério? E nem quando nós terminamos você parou?_ perguntou Miguel supreso com o que Mia disse. Ela negou com a cabeça.
_Não. A verdade é que eu me dei muito bem com o rémedio. Então, achei melhor não parar._ Disse Mia hesitante. Fazendo Miguel abrir um sorriso gigante, e puxa-la para seus braços, lhe dando um beijo caliente.
_ Eu te amo!!! E se não estivesse tão tarde, eu gritaria para o mundo inteiro ouvir._ disse ele lhe dando outro beijo. _ Meu amor. Acho melhor irmos dormir. Lembra-se do que Franco nos disse. Vamos acordar cedo. E eu tenho uma linda noite de amor para planejar._ concluiu Miguel se levantando e puxando Mia em direção à mansão.
Ao chegarem  no interior da mansão, passaram pela sala de visitas que tinha uma porta imensa de vidro para o jardim, e foram para a copa, onde ficava a escada que levava ao primeiro andar, onde ficava os quartos das meninas, de Miguel e os de hóspedes. O segundo andar tinha um salão de dança, um salão de jogos, uma biblioteca e um quarto de cinema. O terceiro andar inteiro era o quarto de Alma e Franco. Mia e Miguel pararam em frente ao quarto de Mia que ficava ao lado de Roberta que ficava ao lado de Josy, em frente ao seu quarto ficava o de Miguel e os dois quartos de hóspedes onde Helena e Lolly dormiam.  
_ Boa noite meu amor. Durma bem, até amanhã._ Despediu-se Miguel dando um beijinho casto em Mia.
_ Boa noite gatinho bebe. Até amanhã._respondeu Mia com um sorriso sapeca nos lábios. Entrando no quarto.
O quarto de Mia era o maior do primeiro andar. Ao lado da porta ficava sua cama que era king, mais a frente estava a varanda, e perto dela estava a porta de seu closet, que era quase tão grande quanto seu quarto e a do banheiro, onde tinha uma enorme pia com varios armarios e guardava seus cremes e maquiagens, com uma banheira que caberia duas dela, de um lado, e, do outro ficava o box com um mega chuveiro. No quarto, além da cama tinha uma escrivaninha onde se encontrava varias fotos dela, de Miguel, sua familia e amigos. Ainda no quarto, perto da varanda, estavam duas poltronas na cor rosa bebe e um tapete de mesma cor no formato de coração, combinando com as cortinas. Ao entrar no quarto, mia foi direto para o banheiro, retirando seu uniforme da escola e indo tomar um longo banho relaxante em sua banheira.
Já o quarto de Miguel, era bem mais simples e não era tão grande quanto o das meninas, principalmente da Mia. Possuía uma cama king, assim como o da maioria dos quartos da casa, com exceção dos de hóspedes. Também tinha um closet, que não tinha muita coisa, até por que Miguel não ligava muito para roupas, um banheiro com armários e uma banheira e um box. Tudo era decorado em preto e branco. Miguel entrou em seu quarto meio atordoado com tudo o que acontecera, o pedido, a formatura, a proposta de Franco, o carro e as noticias que Mia acabara de lhe dar. Com esse pensamento, ele se dirigiu ao banheiro para tomar uma ducha rápida e cair na cama. Depois que ambos terminaram suas higienes, se dirigiram à suas camas para finalmente descansar de um dia bem agitado, e se preparar para o próximo que prometia ser igualmente agitado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...