História Rebelde - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Harry Potter
Tags Harry, Harry Potter, Novo Harry, Sirius
Visualizações 32
Palavras 1.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oie ^^'

Atrasada eu sei, mas eu já estou aqui com um bônus, amores :3

Sentiram saudades dos bônus, uhm? <3

Espero que gostem.

PS: Não me matem depois desse capítulo, grata ;u;

Capítulo 24 - (Bônus) Ele não vai se machucar de novo...


Fanfic / Fanfiction Rebelde - Capítulo 24 - (Bônus) Ele não vai se machucar de novo...

 -Papai...?

 

 Ignoro a vozinha fina vindo da porta, estava ocupado e essa criança idiota não me deixava quieto:

 

 -Papai...

 

 -O que é, Harry?!- Exclamei alto e raivoso

 

 Eu o vi se assustar, e dar passos para trás, vestia um moletom de ursinho com uma calça de pijama, e usava meias:

 

 -É-é quê...v-você prometeu que ia b-brincar comigo antes deu ir pra cama- Ele diz e eu pude perceber que ele começou a tremer

 

 Era sempre assim quando eu gritava com ele:

 

 -A Linda não está aí?- Bufei e o encarei

 

 -Você deu o dia de folga pra ela- Ele murmurou 

 

 -Foi assim que eu te ensinei a falar com um mais velho? Usando "você"?

 

 -Desculpe- Ele choramingou e eu bufei

 

 -Pare de chorar, merda!- Exclamou e ele se encolhe apertando os braços ao redor de si

 

 -D-desculpe, senhor- Ele fungou com a cabeça baixa, os cabelos gigantes e cacheados estavam em seu rosto

 

 Suspiro, as vezes é difícil controlar a calma com um garoto chorão como filho:

 

 -Vem aqui- Digo abrindo os braços 

 

 Ele olha temeroso por alguns segundos, e logo ele vem...ele sempre veio...

 

 Abraço-o com carinho e mesmo me mostrando carinhoso ele ainda tremia, eu não deveria tratar uma criança de 4 anos assim, mais a minha raiva era mais forte que eu:

 

 -Não chore, Harry- Digo sério, o barulho do seu choro me irritava 

 

 Ele voltou a tremer e eu sinto minha blusa molhar, era sempre isso, sempre essa palhaçada, lhe dou um tapa forte no braço e seu grito é abafado pela minha camiseta, seu braço estalou, e o choro dele aumentou:

 

 -Para de chorar- Digo e sua tremedeira aumenta, então eu o ouço tentando abafar os soluços

 

 Se acalme, Sirius...1...2...3...

 

 -Isso...já passou...papai nem te bateu tão forte- Minto e o acaricio aonde bati, estava inchado...e roxo, com a marca dos meus 5 dedos

 

 Ele ainda chorava, e eu tentei distraí-lo:

 

 -Do que você quer brincar?- Pergunto e ele olha

 

 Seus olhinhos brilhavam em lágrimas, eu toco seu rosto, limpando as lágrimas que caíam, e acaricio suas covinhas:

 

 -E-eu n-não s-sei- Ele diz murmurando e se encolhe com o meu toque

 

 Franzi o senho e o toquei novamente, ele nunca fez isso, geralmente ele sempre cedia aos meus toques:

 

 -Por quê tá tentando se afastar de mim?- Pergunto sério e ele me olha novamente deixando correr lágrimas por seu rosto- Não é pra chorar!

 

 -V-você m-me m-machucou- Ele diz soluçando

 

 -Mesmo assim- Digo e o encaro de uma maneira que o fez quase sumir de tanto se encolher- Eu sou seu pai, posso te tocar a hora que eu quiser, você não pode ficar me privando

 

 -E-eu n-não e-estou t-te p-privando...

 

 -Eu não quero mais brincar, Harry- Digo- Saia

 

 -P-papai...d-desculpa...e-eu não f-faço m-mais

 

 "Você não tem culpa, meu anjinho...tudo isso sou eu...somente eu..."

 

 -EU NÃO QUERO MAIS BRINCAR- Grito e o empurro do meu colo 

 

 Então com um baque surdo ele cai no chão...

 

 Apenas o fito, ele iria se levantar e chorar como sempre faz, eu iria abraçá-lo e forçá-lo a ficar no meu colo até que ele parasse com aquele som irritante que era seu choro...mas isso não aconteceu

 

 -Harry- Chamo e ele continuou no mesmo lugar, bufo, não era hora pra jogos- Harry

 

 Então algo se mistura aos seus cabelos...

 

 Sangue...

 

 -Harry?- Me levanto e vou até ele, o pegando nos braços, sua cabeça sangrava e estava com um corte horrível, e seu braço já por estar torto eu identifiquei que estava quebrado- Harry, responde

 

 Nada...

 

 -Harry, Harry pelo amor de Merlin- O bato fraco no rosto e entro em desespero quando ele não responde- Harry! Harry!- Comecei a praticamente gritar seu nome

 

 E novamente nada...

 

 -Eu iria ligar pra ver se estava tudo bem mais acabei voltando mesmo assim- Eu ouço a voz de Linda e a luz é acesa- HARRY!

 

 Ela vem até mim e acaricia o rosto de Harry:

 

 -Harry, acorde- Ela pediu- Harry! Harry!

 

 Sem resposta, eu me sentei e coloquei as mãos no rosto, senti algo quente escorrendo por minha bochecha...

 

 Eu não podia me mostrar fraco, não agora...

 

 Por quê eu não consigo ser um pai normal? Por quê eu tenho que bater? Ignorar? Machucar?

 

 -O que você fez com ele?- Eu ouço um rosnado e levanto o olhar, Linda o acariciava

 

 -O quê?

 

 -O QUE VOCÊ FEZ COM ELE?!- ela gritou e eu me encolhi 

 

 Eu fico em silêncio, eu estava errado, e discutir com Linda era uma guerra na qual ela ganhava:

 

 -Dante!- Linda gritou e Dante apareceu aqui correndo

 

 -Sr.Potter?- Ele olhou para Harry e tentou acordá-lo- Eu vou pegar o carro, estanque o sangue

 

 Ele sai e Linda tira seu próprio casaco para amarrar na cabeça de Harry:

 

 -Vamos- Dante diz e ambos se levantam

 

 Ele pega Harry no colo e o leva, me levantei mas Linda me empurra de volta pro chão:

 

 -Você não vai- Ela rosna- ISSO JÁ PASSOU DOS LIMITES!

 

 Ela sai e eu fico ali...realmente...eu passei dos limites...

 

 ~*~

 

 Eu cheguei no hospital, ignorando completamente o "Você não vai" de Linda, durante a viajem lágrimas caíam, mais eu as limpava com orgulho, não podia me mostrar fraco

 

 E eu não me mostraria...

 

 Procuro o quarto após perguntar, e abro a porta quando o acho, Linda me olha mortalmente, mais não me impede de entrar, Dante suspira brevemente e fica em seu lugar, me aproximo da cama, eu nunca pensei que por minha causa Harry viria para o hospital, eu sei que dava tapas pesados nele, que só o faziam chorar um pouco, mais nunca...

 

 Fico de joelhos ao lado da cama, eu era alto o suficiente para alcançar a cama, me encosto com a cabeça na cama, perto da sua mão, e então deixo lágrimas correndo por meu rosto.

 

 Linda iria se aproximar, mas Dante a impediu, eu somente fiquei ali, eu e minhas lágrimas...mesmo sabendo que arrependimento não fazia voltar no tempo, eu sentia...

 

 Uma mão me acaricia nos cabelos, era pequena e macia...

 

 Harry...

 

 Eu o abraço, em raros momentos eu o abraçava, ele se encosta em mim, buscando mais toque, eu suspiro, nunca mais machucaria ele, nunca mais.

 

~*~

 

 -Papai?...

 

 Fiquei em silêncio, apenas o ouvindo me chamar do outro lado da porta trancada:

 

 -P-Papai...?

 

 A voz dele estava novamente fraca, ele estava chorando, o ouço bater na porta, porém não respondo, e logo o ouço se afastar...eu sinto então um vazio...

 

 Mais se fosse pra machucar e humilhar, eu preferia assim, tudo em silêncio, ele em seu canto e eu no meu, não queria mais causar problemas a ninguém, principalmente a ele...

 

 Ele não deveria se machucar por minha causa...e ele não vai...

 

Grupo do Face: https://www.facebook.com/groups/885558714833290/edit/

 

 


Notas Finais


Foi triste eu sei ;u;

Não me matem ;u;

Espero que tenham gostado, Kissus com Shads <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...