História Recaídas - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Juliano
Visualizações 42
Palavras 1.118
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um cap amores, espero que gostem

Capítulo 3 - Capitulo Três


Fanfic / Fanfiction Recaídas - Capítulo 3 - Capitulo Três

-Nim, to indo. Vou levar Vanessa pra casa- barbudo mal educado esse, disse nem um oi

- Já cara? Vou ficar mais

- Vanessa encrenca com tudo. O mulher difícil

- Henrique essa é a Bianca, Bia esse é o meu irmão- falou apontando pra ele. Então o mal educado é Henrique. Ele só deu um sorrisinho forçado e saiu. Eu hein, cara estranho

- Liga pra ele não Bia. Henrique é um cara muito legal, longe de Vanessa

- Relaxa Nim, não vou perder minha noite por pouca coisa- Logo Lucas voltou trazendo dois shots de tequila

- Toma linda- me entregou e virei de uma vez- Essa é das minhas- e me beijou.

A noite foi muito boa. Dancei muito com as meninas, apostei com Juliano quem bebia mais, beijei muito o Lucas. Caio me mandou uma mensagem me pedindo pra encontrar ele na porta da boate, já eram 03:00 horas da manhã. O tempo passou que eu nem percebi, fui me despedir do pessoal

- Já to indo galerinha- gritei chamando a atenção deles

- Mas já?- Lucas fez um biquinho

- Já, Caio ta me esperando

- Mais tarde vai rolar um churras la em casa, aparece la- Juliano disse enquanto me abraçava

- Ihhh, essa ai só levanta no outro dia- Dessa falou arrancando risadas

- Estarei la 13:00, só pra calar a boca dessa otária. Tchau meus amores- mandei beijos no ar e fui me encontrar com Caio, que estava sozinho, até estranhei

- Cadê a ruivinha?

- Já foi embora- me abraçou de lado me guiando no meio da multidão

- Já?- estávamos na porta da boate e tinha vários paparazzi

- Peguei uma morena e ela achou ruim

- Mas não vale nada esse menino- dei uma risada e ele abriu a porta do carro pra mim

 Caio me deixou em casa e folgado do jeito que era aproveitou pra dormir la mesmo. Tomei um banho e me deitei.

Acordei com o celular despertando, eram 11:00 horas, já levantei e fui tomar meu banho. Coloquei uma roupa e um bíquini por baixo, separei um macacão na bolsa com mais alguns artigos de higiene. O Ju tinha me mandado o endereço por mensagem, vou esfregar na cara da Dessa que consigo chegar no horário. Como Caio estava dormindo, deixei um bilhete falando onde estava, como ele tinha a chave podia ir embora quando quisesse. Peguei meu carro e durante o caminho fiquei pensando se veria aquele barbudo. Como era o nome dele mesmo? Henri... Iago... Rick... Ah, não vou lembrar, é exigir muito da minha memória de peixinho dourado. Demorei uns 30 minutos, a casa era linda, Dessa estava me esperando na porta.

- A princesa  chegou na hora, vai chover- me abraçou rindo

- Há há,tão engraçada

- Eu sei, anda,  os meninos estão esperando

Se a casa era bonita for fora, por dentro era mais ainda. Andressa me levou na área e tinha uma rodinha tocando umas modas e algumas meninas dançando.

- Pingo de gente- Teago gritou chamando a atenção de todos

- Ei pinguço- abracei ele

- Ei Bia- Mohana também me abraçou- Vem, vou te apresentar pro pessoal

- Calma ai, só fica na minha casa quem toma uma dose- Juliano falou com uma garrafa de Velho Barreiro

- Amor é muito forte- Mohana tava preocupada, tadinha

- Relaxa Moh, essa é minha favorita- falei e logo depois virei o copo

- Menina, vamos nos dar muito bem- uma loira chegou na roda- Marília, prazer

- Oi, Bianca- falei abraçando ela. Logo fui apresentada a todos.

- Ju, onde fica o banheiro?

- Terceira porta da esquerda, só seguir reto aqui- Juliano apontou pra um corredor- Henrique ta la dentro, qualquer coisa chama ele- Ah, Henrique, isso

- Ta bom, já volto

Me levantei e fui em direção a casa, ta terceira porta, não é difícil. Você consegue Bianca. Primeira, segunda, ouvi algo sendo quebrado. Corri pra ver o que é era, vai que alguém precisa de ajuda. O barulho veio de uma porta do lado direito, abri a porta e vi o barbudo

- Perdeu alguma coisa aqui garota? – Bela recepção, isso que dá ser curiosa

- Eu nada, você pelo visto foi a educação- falei cruzando os braços. Quem esse otário acha que é?

- Eu mal educado? Como você vai entrando no quarto dos outros sem ser convidada ?

- Eu ouvi um barulho e vim ver se alguém precisava de ajuda

- Eu to bem, já pode ir embora- apontou pra porta

- Cuzão- sai e bati a porta, ele resmungou mas não consegui entender. Que cara otário. E agora, qual porta era mesmo? Sério que vou ter que perguntar pro babacão la? Nem morta, vou ligar pra alguém. Ótimo, deixei la fora, o jeito vai ser perguntar pro idiota mesmo. Dei meia volta e abri a porta. Péssima ideia, ele estava sem camisa e se preparando pra tirar a bermuda.

- De novo? Não quebrei nada dessa vez- falou em um tom debochado

- Graças a você me perdi- respondi emburrada- quero ir ao banheiro

- Você não merece, mas vou te ajudar. Vem- e saiu andando- Pronto, esta entregue

Passei por ele e entrei no banheiro, dessa vez consegui ouvir um “De nada”. Abri a porta e falei pra ele me esperar

- Vai dizer que não sabe usar o banheiro. Olha, é simples. Primeiro você

- Não idiota. Não sei o caminho de volta- fechei a porta e escutei ele rindo. Babaca

Sai do banheiro e ele me acompanhou em silêncio, quando estávamos chegando na área ele me segurou. Percebi que em seu dedo anelar direito tinha a marca de uma aliança, ué, ele não namorava ontem? Será que terminou?

- Olha, desculpa. Fui grosso com você sem necessidade- falou passando a mão nos cabelos

- Ta- já ia sair quando ele me segurou de novo- Que foi ?- disse revirando os olhos

- Só isso que vai dizer? Nem um “desculpa por invadir seu quarto e sua privacidade”?- Falou afinando a voz em uma tentativa ridícula de imitar minha voz. Cara petulante

- EI, minha voz não é assim

- Tem razão, a sua é mais irritante

-  Vem cá, você não cansa de ser um babaca não?- falei me alterando

- Olha aqui...

- O que ta acontecendo aqui?- Juliano apareceu do nada e ficou olhando para nos dois

- Sua amiga é uma sem educação- Henrique falou apontando pra mim

- Seu irmão é um babaca- apontei pra ele

Juliano começou a rir

- Já vi que idiotice é  de família

- Ei- Juliano parou de rir na hora- Já vi que vocês se conheceram melhor


Notas Finais


Me contem o que acharam :)))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...