História Recaídas - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Henrique & Juliano
Personagens Henrique, Juliano
Visualizações 68
Palavras 706
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa a demora gente. Conclusão de módulo é um inferno de tantas provas. Prometo compensar vocês

Capítulo 4 - Capitulo Quatro


Fanfic / Fanfiction Recaídas - Capítulo 4 - Capitulo Quatro

- Bom, to dando linha- sai da sala e fui pra área, as meninas estavam na piscina, não seria uma má ideia me juntar a elas. Tirei minha blusa e  shorts e me sentei na borda com Marilia

P.O.V HENRIQUE

- Eai manim, Vanessa já foi?

 - Terminamos Nim

-Aham, sei- Juliano não levava fé em mim mesmo, mas não tiro a razão dele. Já terminei várias vezes com Vanessa mas no final sempre voltamos

-É sério, algo mudou- olhei pela janela e vi a Bianca tirando o short, rapaz que que é isso

-Henrique,o Henrique- Juliano estalou os dedos- quer um babador?

-Pode ir tirando esse sorrizin da cara. A mina é gostosa, pena que é insuportável

- Dou uma semana pra você mudar de ideia

-Ai irmãozinho, faça-me rir- sai de la e fui buscar uma cerveja. Juliano fala coisa com coisa, até parece que eu ficaria com aquela sem educação, se bem que... Se bem nada, para com isso doido. Você só ta carente, terminar com Vanessa mexeu com você, nada que um rabo de saia não resolva. Passou uma ruivinha do meu lado, acho que é amiga da Mohana, Ana..., Alana, Layana, ahhhh. Vai ser essa ai pai

 

P.O.V BIANCA

Esse Henrique é autista, só pode. Ficou parado conversando sozinho e fazendo gestos, cada uma viu. Ana passou e ele foi atrás, sem vergonha, deve ter terminado com aquela garota mesmo

- Eles terminaram- Marília disse rindo

- Que? Quem?- do que essa maluca ta falando?

- Henrique e Vanessa

- Oxi, que que tem?

- Você que tava resmungando sobre isso maluca

- QUE?-eu e essa capacidade de falar asneira sem perceber

- Ai bia, você é uma figura. Sabia que vocês dois combinam?- e já foi levantando

- Ei! Volta aqui, você não pode soltar uma merda dessas e sair- a cretina só deu um tchauzinho e caiu na piscina- VOCÊ ME PAGA MARÍLIA

-Ta nervosinha xuxu?- Pronto só faltava essa

- Conhece espaço pessoal querido?- empurrei seu rosto, que estava bem perto por sinal- vamo praticar vamo?

- Você se amarra que eu sei- sussurrou no meu ouvido. Okay, me arrepiei, confesso. Mas quem não se arrepia com essa voz e essa barba roçando no cangote?

- Ai Henrique. Se poupe, me poupe, nos poupe

-Calma ai linda- já estava saindo quando ele puxou meu braço

- Ai garoto- tentei puxar meu braço mas o desgraçado me abraçou- Ta carente é?

- Um pouquinho. Você bem que podia acabar com ela né?- ele ficou bem perto do meu rosto. Aqueles olhinhos, aquela boca, aquele sorriso

- Posso sim. Que tal dia de são nunca, no mês nem pensar, no ano de jamais vai acontecer?- ele começou a rir na minha cara, que afonta!

- Ai Bia, você é demais- e saiu rindo. Não acredito que esse palhaço me largou sozinha. Que idiota. Preciso de uma dose de álcool se vou ter que aguentar Henrique e suas provações. E desde quando ele acha que pode dar em cima de mim? Não era ele que me detestava? Eu hein, cara louco. Peguei uma cerveja, que por ironia do destino o freezer ficava perto de onde Henrique estava, tive que aguentar as piadinhas e os sorrisinhos. Ah ele me paga

- Falou alguma coisa?

- Falei sim- ele ficou me olhando com cara de peixe morto. Esse menino é autista, certeza

- E..?

- Que você ficou muito gost..é... linda com esse biquíni, até te daria uns beijos

-UUUh que isso hein Bia- um amigo dele, que não lembro o nome e nem vou fazer esforço pra lembrar gritou

- Ai Henrique. É difícil ficar perto de uma pessoa tão maravilhosa quanto eu e não conseguir triscar o dedo- disse fazendo um biquinho no final, tenho que parar com essa mania.

- Isso foi um desafio?- estreitou os olhos

- Entenda como quiser.

Sai de la com minha cerveja e deitei na cadeira pra tomar um sol. Mohana estava la com Andressa e Marília. Estavamos conversando quando alguém fez sombra no meu rosto

- Coopera ai né querido- não deu tempo nem de abrir os olhos, só senti alguém me levantando e logo em seguida algo gelado. É, alguém vai morrer hoje 


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...