História Receios de um futuro conturbado. INTERATIVA!! - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Monster147

Postado
Categorias Another, As Vantagens de Ser Invisível, Jeff The Killer, Slender
Exibições 52
Palavras 1.075
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu decidi começar a história antes de todas as fichas estarem preenchidas pois assim eu poderei ir adicionando os personagens aos poucos.

Aproveitem a história <3

Beijinhos da tia Lucy.

Capítulo 2 - Novos Companheiros.


Fanfic / Fanfiction Receios de um futuro conturbado. INTERATIVA!! - Capítulo 2 - Novos Companheiros.

Ando pelos corredores colando os anúncios de quartos para alugar, no caso de alguém do campus estar precisando, quando esbarro em alguém e meus panfletos voam por todo o chão.

_Ei, olha por onde anda._Digo passando a mão pela cabeça onde tinha batido.Olho pra cima e vejo um rosto conhecido, mas não consigo me lembrar de onde conheço.

-Por favor me desculpa, eu juro que não te vi_Disse o homem de estatura mediana parado na minha frente._ Você não me é estranha, já nos vimos em algum lugar?

_Sinceramente eu não consigo me lembrar, meu nome é Sara, e o seu?_ Pergunto enquanto tento pegar a papelada no chão.

_Eu sou o Garry, Garry Hastwoods. Prazer em conhece-la_Diz ele enquanto me ajuda com os papeis.Ah, agora me lembro dele.Ele estudou comigo no ultimo ano do colegial, nunca falei com ele pois ele sempre foi muito quieto e eu também.

_Ah sim,espera, você sempre fala seu nome todo quando conhece alguém?

_Não,só quando tenho o pressentimento de que conheço a pessoa, como no seu caso_Ele me entrega os papeis e me ajuda a levantar.

_Eu acabei de me lembrar, estudamos juntos no colegial._Disse enquanto apertava sua mão.

_Ah, você era aquela menina que todos chamavam de louca né? Nunca entendi o porque de te chamarem assim.

_Isso é uma longa história.O que faz por aqui?_ Começamos a andar, ele me ajudando com os cartazes.

_Eu estou cursando veterinária, mas vou ter que trancar a faculdade pois não tenho emprego e estou prestes a ser despejado.

_Você não parou pra ler os panfletos que me ajudou a pegar?_O coitado fez uma cara de desatento quando perguntei *risos*Ele parou, se encostou em um armário azul que estava ao seu lado e leu em voz alta.

_"Vagas para quartos,se estiver interessado favor ligar para o número (555-***-****)Obrigada".Nossa, eu realmente não tinha visto *risadinha tímida*_Caramba que risada fofa, vou botar um lacinho nele e por na minha estante para olhar para aquela fofura toda manhã._Mas isso só resolveria metade dos meus problemas, eu ainda não tenho emprego e nem dinheiro pro quarto.

_Não se preocupe com o quarto, quando você conseguir um emprego você paga, eu até te ajudo com o emprego.Tem uma rede de cafeterias la perto da minha casa e eu vi uma placa de "precisa-se de ajudante", eu não sei quantas vagas estão disponíveis mas eu ia lá hoje depois dos curso. Se quiser você pode ir comigo, assim já conhece a casa também _Ele me estrega os panfletos e voltamos a andar.

_Seria uma boa ideia, mas agora eu tenho aula então depois eu passo na sua sala e nós vamos, ok?

_Claro, nos vemos depois então_Ele vira de costas e vai em direção a sua sala.

Vou em direção a minha sala, entro, e espero as aulas começarem.

A primeira aula se passou bem devagar, mas como as pessoas aqui não são um bando de crianças, tudo se passou em silêncio e sem bagunças alheias, só algumas poucas conversas e o barulho de pessoas digitando em seus computadores. Quando chegou a segunda aula o reitor apareceu na porta e ficou um tempo conversando com o professor que logo depois entrou na sala com uma pessoa um tanto quanto pequena. Cabelos pretos parcialmente cobertos pelo capuz, um moletom roxo maior que seus pequenos braços, e uma bolsa de lado escrito "Daddy's little Monster" o que me deixou um pouco empolgada para conhece-la.

_Pessoal, esta é Nina, ela estará nos acompanhando pelo resto do semestre, vamos la Nina, se apresente para a turma_Disse o professor parcialmente carece empurrando de leve a pequena  garota em uma tentativa falha de encoraja-la.

_Bom... Meu nome é Nina, tenho 20 anos e acabei de me mudar pra cá._Depois de dizer isso ela olhou para baixo e assim ficou até o professor se pronunciar.

_Vá para a mesa ao lado da garota com a blusa cinza( que no caso era eu)_A pequena começou a andar na minha direção me deixando cada vez mais intrigada.Ela nada disse durante o restante das aulas e quando elas acabaram ela simplesmente se levantou e saiu.Eu queria ter ido atrás dela mas senti alguém me puxar, era Garry.

_Então, vamos?_Perguntou ele puxando de leve o meu braço.

_Você viu a garota que passou correndo na minha frente?

_Não tinha ninguém na sua frente_ Quando eu olhei para onde ela estava da ultima vez, ela já não estava mais lá.

_Não era ninguém, deixa quieto._Noz então saímos do prédio e fomos para a casa, eu ainda estava pensando naquela garota, mas resolvi esquecer e aproveitar o dia com Garry.Fomos ver a casa e ele adorou o quarto, era um quarto simples, mas que poderia ser decorado facilmente. Depois fomos até a cafeteria e descobrimos que eles estavam precisando de um balconista e um garçom, então fizemos a entrevista e como eu tinha levado meu computador nós pudemos enviar nossos currículos por e-mail. Tomamos um café lá mesmo e acertamos a papelada do aluguel, ele se mudaria dali a três dias, o que me deixou bem feliz, eu não teria mais que morar sozinha.

Depois de acertarmos tudo noz fomos embora, mas quando eu fui pagar o café ele entrou na minha frente e pagou os dois, aquilo me deixou com um pouco de raiva pois eu não gosto que paguem as coisas pra mim, mas ele disse que era o mínimo que ele podia fazer depois de eu lhe arranjar um quarto e uma entrevista de emprego.

Cheguei em casa, destranquei a porta, entrei e tirei os sapatos, eu não suportava que entrassem na minha casa de sapatos, me dava agonia. Deixei as coisas da faculdade no sofá e fui para a cozinha preparar algo para comer.Fiz um copo de leite com mel que é bom para acalmar, tomei meus remédios e fui para a cama.

Pois é,eu não consegui esquecer aquela garota. Parecia que eu já tinha visto ela em algum lugar mas ao mesmo tempo parecia que eu a conhecia.Isso ficou na minha cabeça durante algumas horas até eu pegar no sono, mas finalmente consegui dormir, isso até chegarem os pesadelos. Acordei ás 3:00 da manhã meio assustada, olhei para minha janela e vi uma coisa lá, não era bem uma pessoa pois não possuía rosto, de repente me veio um chiado horrível na cabeça fazendo meus ouvidos doerem, me deitei debaixo do travesseiro na tentativa de abafar o som.Até quando será que isso vai durar?


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...