História Recomeçar -Imagine Taehyung/V - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, Imagine Bts, Imagine V, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Kokkie, Min Yoongi, Park Jimin, Rap Monster, Suga, Tae, Yoongi
Visualizações 28
Palavras 1.925
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Universo Alternativo, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem do capítulo, tenham uma boa leitura 😘

Capítulo 3 - Uma Luz


Fanfic / Fanfiction Recomeçar -Imagine Taehyung/V - Capítulo 3 - Uma Luz

Coloquei tudo que cabia e que eu conseguia levar em uma mochila, eu não tinha muita roupa e muito o que levar comigo, peguei apenas as coisas que sabia que sentiria saudade e que precisava como necessidade.

 Quando sai do quarto vi a mulher que acaba de me expulsar de casa de pé na sala com os braços cruzados me encarando de cara feia, passo reto por ela e bato a porta com força ao sair e caminho para longe daquela maldita casa. Andei pelas ruas sem rumo nenhum já que não tinha pensado no que faria depois de sair da casa, as coisas aconteceram tão rápido que não consegui raciocinar. Nem um milagre poderia me ajudar agora, era apenas eu e eu. Agora eu estava sozinha. 

 O que eu faria agora? Não sabia a quem recorrer, não tinha amigos na escola, Sunny morava em outro estado, não tinha nenhum parente na cidade que me acolheria por causa dos problemas que teriam com minha mãe. Só um milagre para me ajudar agora, ainda se a mulher a qual eu chamava de mãe tivesse me mandado embora quando eu já tivesse as passagens para ir a Coréia nas mãos não ficaria tão sem chão como agora. Acho que consigo aguentar por mais alguns dias, poderia comer na escola o único problema séria onde ficar durante a noite, a única coisa na qual pensava e não conseguia encontrar alguma solução.

 -Ei s/n o que está fazendo na rua a essa hora? -uma voz familiar chama minha atenção.

 -Jackson? -o abracei assim que o vi, e assim que o vi um nó se formava em minha garganta, precisava de alguem para abraçar nesse momento- Estou tão feliz em te ver -era inevitável e falho tentar segurar qualquer tipo de choro que viesse sair de mim nesse momento tão delicado. 

 -Calma, por que está chorando? Foi assaltada? Não me diga que fizeram aquilo com você... -ele dizia preocupado.

 -Eu estou bem, não aconteceu nada comigo. E-eu.... Eeu... -não conseguia contar o que tinha acontecido, simplesmente não encontrava as palavras certas para me expressar. 

 -Calma, independente do que aconteceu vai ficar tudo bem agora -ele me abraçou forte. Depois de mais alguns minutos abraçada nele consegui parar de chorar.

 -(Nome da sua mãe), me expulsou de casa. Disse que eu não era mais filha dela... -eu dizia com dor no coração, apesar da forma que tudo acontecia em casa ela ainda era minha mãe.

 -O quê? Que tipo de mãe faz isso com uma filha? -conseguia perceber a indignação de Jackson em seu tom de voz.- Mas de repente ela disse isso? -neguei com a cabeça.

 -Eu consegui passar no teste, recebi um e-mail da empresa em questão. Eles irão me dar uma passagem de ida para o país da empresa. Mas, como não é nenhuma surpresa minha mãe não aceitou e discutiu comigo e depois me mandou embora, e agora nem sei para onde ir... -ri fraco tentando esconder minha frustração.

 -Então é por isso... S/n sabe que sou seu amigo, estou aqui para te dar todo o apoio que precisar. -concordei com suas palavras.- Não quero ser inconveniente, mas pode ficar na minha casa se quiser. O tempo necessário para você se ajeitar com isso tudo... -não esperava aquilo de Jackson. 

-Jackson... Não quero atrapalhar você e sua família com meus problemas. Sei que todos de sua casa são bem ocupados e me ter por perto com certeza é um stress adicional

 -Você não é de incômodo algum s/n. Não aceito um não como resposta. Pode negar o quanto quiser meu convite, mesmo que tenha que te levar a força você virá comigo. Como disse, ainda não encontrou nenhum lugar e a uma hora dessas sei que não vai encontrar nada agora. Tem duas opções: Jackson eu aceito, ou, Jackson é claro que aceito. -ele disse me fazendo rir da maneira que dizia tudo simples.

 -Tudo bem, você tem razão. Como não tenho outra opção eu aceito sim. Mas, se eu for um fardo para você quero que me diga imediatamente, entendido? 

 -Sim senhora -ele fez continência e sorriu.-Venha... -ele me puxou pelo pulso até o carro dele que estava estacionado a uns metros a frente. 

 ( . . . )

 -Então passou no teste, quando vai para viajar? -ele me olhou rapidamente e voltou a prestar atenção na rua. 

 -Ainda não tem um dia definido, estão esperando uma resposta minha. Quero fazer tudo o que tenho que fazer aqui para depois ir. Mas também não posso demorar muito para retorna-los. 

-Mas, você pode sair do país sem uma autorização da sua mãe? Essa burocracia toda é complicada e pode estragar seu plano de ir para lá

 -Tenho que pensar melhor sobre isso 

 -No que precisar o advogado da familia pode te ajudar, as vezes é bem difícil de entender sem uma ajuda proficional. 

 -Obrigada, mas sabe que não quero incomodar... 

 -Tudo bem -ele suspirou- Me prometa que se passar por dificuldades vai me falar -ele parava o carro em frente a sua casa.

 -Eu prometo -sorri sem mostrar os dentes. 

 -Chegamos... -ele disse saindo do carro e depois abriu a porta para mim.

 -Tem certeza de que sua familia não vai se incomodar comigo aqui? -perguntei receosa.

 -Tenho, digamos que as vezes falo muito de você -Jackson disse me fazendo ficar surpresa e ao mesmo tempo curiosa. Ele abriu a porta de casa e entrou, entrei logo atrás dele arrumando minha mochila nas costas. 

A casa de Jackson parecia ser inacabável, possuía paredes brancas em quase todo o seu interior e o piso era tão brilhoso que acho que conseguia ver meu reflexo nele. Era tudo tão bem decorado e organizado. Parecia uma casa de drama, diria que era como a casa do Gu Jun-Pyo de Boys Over Flowers, era maravilhosa. Logo que entramos ouço vozes vindo em nossa direção.

 -É você Jackson? -uma mulher veio em nossa direção. -Quem é essa menina linda? -ela perguntava sorrindo me fazendo ficar com uma certa vergonha. 

 -Omoni, essa é a s/n

 -S/n? A famosa s/n que você vive falando Jackson? 

 -É, pode parar de falar isso? -disse Jackson parecendo desconfortável com a situação.

 -É um prazer te conhecer -ela me abraçou e eu retribui seu abraço caloroso.

  -O prazer é todo meu -sorri para ela que me devolveu um sorriso gentil.

 -S/n vai passar uns dias aqui em casa, ela teve uns problemas com a mãe dela. Melhor não falar disso agora. Vou mostrar o quarto para ela.

-Nada disso, eu mostro para ela. Vou pedir para a SooHa fazer um jantar maravilhoso para nossa convidada 

 -Não. Por favor, não se incomode comigo 

 -Faz tempo que não temos uma visitante aqui em casa, faço questão -ela dizia sorridente até que me puxou pela mão para a grande escada que havia mais logo a frente. 

-Omoni!! -Jackson chamava por ela mas ela o ignorou e continuou me levando com ela. 

 -Se você se perder pela casa, não se preocupe. É uma coisa normal, eu até hoje as vezes me perco. Disse ao appa de Jackson que a casa não precisava ser tão grande, mas ele é tão teimoso que não me deu ouvidos. -ela me contava rindo o que me fez rir com ela.

 -Sua casa é muito bonita, a decoração é incrível 

 -Obrigada, eu mesma decorei tudo -ela dizia orgulhosa. 

 -A senhora tem ótimo bom gosto 

-Gosto de você s/n, espero que meu filho se case com uma mulher como você

 -Tenho certeza que Jackson conseguira uma mulher muito melhor que eu -ela sorria enquanto abria uma das tantas portas em meio ao longo corredor. 

 -Esse é o seu quarto -ela dizia sorridente.- O que precisar é só me avisar que providencio no mesmo instante -eu entrei logo atrás dela e o quarto era ainda mais bonito do que eu poderia imaginar. 

-O quarto é incrível -sorri sem palavras, cada detalhe o fazia ser perfeito.

 -Que bom que gostou. Tem toalhas no banheiro, tome um banho e relaxe. Quando o jantar estiver pronto avisarei, ok? 

 -Tudo bem, obrigada mais uma vez -ela sorriu e saiu fechando a porta me deixando sozinha no grande quarto. Tirei a mochila das costas e coloquei ao meu lado enquanto me sentava na cama. 

Sem brincadeira nenhuma, aquele quarto sozinho conseguia ser maior que a minha casa inteira. Eu tinha muita sorte de ter conhecido Jackson e ele ter sido esse amigo incrível que é para mim. Sinto como que ele tirasse todas as coisas ruins que eu sentia e as devolvesse como os sentimentos mais bons que existissem. Peguei uma muda de roupa na mochila e fui tomar um banho, abri a porta que suspeitava ser o banheiro do quarto e entrei confirmando minha suspeita. Me despi e entrei no box, liguei o chuveiro no morno e fui pra debaixo do chuveiro. A água batia contra meu corpo de uma maneira que fazia me sentir relaxada, estava tão bom que poderia ficar alí para sempre. Enquanto a água caia sobre meu corpo comecei a pensar. Minha vida iria mudar a partir de agora, mas a seguinte questão me chega, eu estou pronta para tudo isso? Eu consigo levar isso até que ponto? As palavras de minha mãe rondavam minha cabeça: Vai viver de que em outro país, acha que vão te dar casa e comida pro resto da vida? Tu tem muito o que aprender ainda, nessa vida nada é de graça ou fácil de conseguir. Só passa por problema atrás de outro, acha que vai dar conta? E se ela tivesse razão? Se eu não conseguisse o que iria acontecer com um sonho de uma vida, o que iria acontecer comigo e como isso iria afetar as pessoas ao meu redor? Balancei a cabeça para parar de pensar nisso por enquanto e terminei meu banho, peguei uma das toalhas e me sequei. Me vesti no banheiro mesmo com as roupas que tinha pego da mochila e voltei para o quarto, me sentei na cama e ouço um bater na porta. 

 -S/n? Posso entrar?

 -Claro Jackson -disse e ele abriu a porta devagar e entrou. 

 -Bom vim avisar que o jantar já está pronto. Espero que omma não tenha falado de mais... Está se sentindo bem? Precisa de algo? 

 -Não, eu estou bem. Graças a você eu estou bem agora, obrigada de verdade. Prometo que irei compensar toda a sua generosidade algum dia -sorri .

 -Não precisa, só de saber que agora você está bem eu fico grato -ele sorriu. -Bem, vamos jantar então... -eu ri e desci com Jackson já que não sabia para que lado ficava a cozinha. 

 ( . . . )

 -Comi de mais, acho que vou explodir -Jackson disse fazendo eu e a mãe dele rir. 

 -O jantar estava ótimo

 -Agradeça a SooHa, ela é uma cozinheira de mão cheia. Desculpem mas agora irei dormir, com o appa de Jackson viajando tenho me atarefado muito e estou exausta 

-Boa noite -Jackson e eu dissemos em uníssono e ela foi para seu quarto.

-Bem também vou descansar... Boa noite e obrigada Jackson -sorri levantando. 

 -Até quando vai ficar me agradecendo?

 -É o mínimo que posso fazer agora 

 -Boa noite s/n -ele disse e então segui pelas escadas um pouco confusa com o caminho que agora teria que fazer sozinha. Por sorte consigo encontrar o quarto de novo sem nenhum problema, estava realmente cansada, talvez pelo stress que tinha sofrido mais cedo. Só queria deitar e dormir e assim fiz, a cama era tão quentinha e aconchegante que adormeci de forma rápida. 


Notas Finais


Sei que a fic está parecendo mais uma do Jackson do que do Tae mas é só até a s/n viajar. Vou tentar agilizar mais rápido a viagem.

Desculpem o capitulo pequeno, enquanto escrevia ele parecia realmente muito maior, vou fazer um maior no próximo capitulo.

Comentem suas opiniões, criticas positivas ou negativas sempre são bem vindas 🌈

Link da Fanfic com o Suga/Min Yoongi:
https://spiritfanfics.com/historia/virtual-friend-imagine-min-yoongisuga-9373890


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...