História Recomeço ... - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jikook, Namjin, Vhope
Exibições 24
Palavras 3.671
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoal :3 Tudo bem com vocês ? Espero que sim.

Peço desculpas pela demora, essas semanas foram muito corridas, muitas provas e trabalhos, enfim, minha férias ainda não chegaram ;-; mas vamos lá.

Boa leitura !!

Capítulo 11 - Capítulo 11 ...


oolegamos até a BigHit e eu paro o carro no estacionamento que ficava atrás do prédio. Ao meu lado, um carro preto e grande aonde esta J-Hope e V estaciona. Ambos descemos do carro e assim como J-Hope, Jimin deu a volta no carro ficando ao meu lado.

- Olá pessoal. - Jimin dizia sorrindo.

- Olá. - V responde com sorrindo.

- Bom, já que estão aqui, podem nos ajudar a descarregar o carro. - Digo e vou até o porta-mala eles me seguem.
Abro e começo a retirar as caixas e distribuindo para os três. Pego a minha caixa e fecho o porta-mala, começo a ir em direção a porta dos fundos e os outros me acompanham. Logo noto a presença de V ao meu lado e olho pra trás vendo Jimin e J-Hope conversando.

- Olá. - V diz.

- Oi V. Como foi a viajem? - Pergunto sorrindo.

- Ah, legal. Depois eu te conto. - Ele diz sorrindo e eu retribuo o sorriso.
Entramos na porta e dou de cara com um longo corredor.

- É por aqui. - Jimin diz tomando minha frente e começo a segui-lo.
Logo dei de cara com um elevador e todos entramos, Jimin fica ao meu lado e logo encosta a cabeça em meu braço e eu solto um risinho com o ato do menor.

Logo o elevador para no andar principal, e nós saímos. O local estava muito bonito, uma decoração de fitas, balões e estrelas douradas, junto a panos brilhantes azuis e uma longa mesa com várias comidas, uma pista de dança e espaço pra DJ. Envolta dela, havia diversas mesas para convidados, sofás e poltronas, cadeiras e almofadas. Era um ambiente muito agradável, e como auge do espaço, uma grande bola espelhada.

- Isso está tão lindo. - Dizia Jimin boquiaberto e todos nos concordamos movendo a cabeça positivamente.

- Aonde coloco isso? - V pergunta.

- Ah, tem um espaço aqui. - Respondo, indo em direção a uma parte sem nada na mesa.

- Vamos só empilhar as caixas e deixar aqui? - Jimin pergunta.

- Acho que sim. - Digo colocando minha caixa na mesa.

- Não. - Jimin diz. - Pega aquela cadeira pra mim? - Jimin dizia mostrando uma mesa e eu a pego, coloco a cadeira ao seu lado.

- Coloquem suas caixas aqui. - Ele diz colocando sua caixa na cadeira, então J-Hope e V fazem o mesmo. - Eu vou arrumar isso.

- Eu te ajudo. - V diz.

Começo a observar os dois e resolvo sentar em um sofá encostado na parede um pouco longe dos dois, e J-Hope me acompanha.

- Como foi a viajem? - Pergunto sorrindo para o J-Hope.

- Ah, legal. - J-Hope diz sorrindo.

- Você gosta dele?

- Eu não sei, ele é adorável. - Ele sorri. - E você?

- Eu o que ?

- Gosta do Jimin ?

- Bem, eu não sei. - Digo e logo vejo os dois vindo em nossa direção.

- Terminamos. - Jimin diz e se senta ao meu lado a minha direta, V senta ao lado de J-Hope a minha esquerda. Coloco meu braço em volta de seu pescoço e Jimin sorri.

Começamos a conversar sobre as festas do Namjoon e como o Suga ficava bêbado fácil. Em questão de minutos, Suga chega acompanhando meu pai e Jin.

- Oi gente. - Jin dizia ofegante e sorrindo, eu logo retiro meu braço do pescoço de Jimin que me olha sem entender nada.

- Olá. - Jimin diz sorrindo.

- O que acharam da decoração? - Jin pergunta. 

- Ficou muito bonita. - V diz sorrindo.

- Ah, muito obrigada. - Jin sorri.

Hoje é dia de beber. - Suga diz se sentando ao lado de Jimin.

- Não exagera, Yoongi. - Jimin da um leve tapa na cabeça de Yoongi e ri.

- Relaxa. - Yoongi sorri.

- Esta me dando uma fome ver toda essa comida. - V diz e J-Hope ri.

- Esperem um pouco, logo poderão comer. - Jin diz e logo vai até Namjoon pra cumprimentar um casal que havia chegado.

Pouco a pouco o local foi se enchendo, várias pessoas na pista de dança e sentadas nas cadeiras das mesas, em sofás e poltronas. Crianças corriam e brincavam, garções passando com pratos de comidas e pessoas em volta da grande mesa, se deliciando com doces e salgados. V e J-Hope haviam sumido, disseram que iriam comer mas logo os perdemos de vista, Yoongi bebendo no bar que se encontrava ao lado da pista de dança. Jin e meu pai conversavam com as visitas e Jimin e eu estávamos observado todos enquanto o silêncio dominava o local.

- Ah, Jungkook. - Ele diz se levantando e ficando em minha frente. - Vem. - Ele diz estendendo a mão e eu a seguro.

Jimin começa a me puxar em meio a multidão e logo para. Solta minha mão e fico ao seu lado. Vejo uma garota alta, de cabelos longos e escuros. Usava um vestido longo e sapatos, todos igualmente pretos.

- Oi Jimin. - Ela diz sorrindo.

- Oi. - Jimin diz sério.

- Quem é esse? - A garota diz olhando pra mim e mordendo os lábios vermelhos.

- Esse é o Jungkook.

- Ah, olá. Eu sou Sehan. - Ela diz

- É um prazer conhecê-la. - Digo sorrindo.

-  O prazer é meu.

- Temos que ir, Sehan.

- Tudo bem, Jungkook. - Ela diz chamando minha atenção. - A gente se vê mais tarde. - Ela diz mordendo o lábio e piscando. Jimin segura meu braço e me puxa. Entramos dentro do elevador em silencio.

- Quem é ela ?

- Filha de um amigo do seu pai. - Jimin diz sério.

- Ah... - Algum problema?

- Nenhum.

- Aonde vamos?

- Quero te mostrar um lugar.

- Por que essa cara? - Digo ficando em sua frente.

- Ela gostou de você.

- Gostou?

- Você sabe que sim.

- Ah...

- Você gostou dela?

- Não.

- Ela é bonita, Jungkook.

- Eu não achei. - Ok, eu achei, mas ele parecia incomodado. Sabia que se dizer que sim, iria piorar ainda mais a situação.

- Sério? - Jimin pergunta me encarando.

- Sim. - Respondo sorrindo e selando rapidamente nossos lábios e Jimin sorri.

A porta do elevador se abre e Jimin segura em meu braço, pegando minha frente.

- Bem vindo à cobertura. - Jimin diz soltando meu braço e começa a andar pro meio local e rodar com os braços abertos. Eu apenas dou risada do menor e começo a admirar o local, parecia abandonado mas mesmo assim era lindo. Um piso imitando madeira, vidros curtos fechando todo o espaço, dois sofás grandes encostados no vidro, não tinha teto, então aqueles sofás devem estar estragados devido a chuva, uma churrasqueira e poltronas.

- Aqui é bem legal. - Digo olhando pro céu.

- Sim. Sabe, eu sempre quis olhar naquele telescópio, mas tenho medo. - Jimin diz e eu reparo no telescópio preto havia preso no vidro.


- Vem. - Digo indo em direção ao telescópio.

- Jungkook, eu vou cair. - Ele dizia parado me olhando.

- Eu não vou deixar nada acontecer com você. - Digo o olhando e estendo minha mão. - Vem. - Falo e Jimin sorri segurando em minha mão. Ele fica de frente ao telescópio e começa a andar pra trás.

- Eu não consigo. - Ele diz recuando.

- Eu estou com você. - Digo o levando novamente pro telescópio, Jimin segura no mesmo, tremendo. Eu fico atrás do menor, coloco minhas mãos em sua cintura e ele respira fundo. - Olha lá. - Digo apontando pro telescópio, em seguida, Jimin começa a ver o céu através do telescópio.

- Olha, a lua esta tão grande! Olha, Jungkook, uma estrela cadente! - Jimin dizia animado e eu apenas ria do menor. - Obrigada. - Jimin diz sorrindo então eu resolvo selar nossos lábios em um beijo calmo. Minhas mãos em sua cintura e logo as mãos de Jimin envolta do meu pescoço. Sinto um aumento no tamanho do menor e percebo que ele esta na ponta dos pés, o que me faz soltar um sorriso em meio ao beijo, que logo se torna intenso devido a permissão de minha língua em sua boca. Uma guerra boa começou dentro de nossas bocas na tentativa de espaço. Apertava um pouco mais forte a cintura do menor, mas logo fui soltando devido a necessidade de ar. Nossos lábios se separam e eu encosto meu nariz no de Jimin, o mesmo solta um sorriso tímido e abaixa a cabeça, beijo sua testa e ele cora. Fomos nos soltando aos poucos e eu olho para o céu no exato momento que passa uma estrela cadente. Naquele momento, só consigo pensar no quanto tudo aquilo era perfeito e em como Jimin me fazia extremamente bem.

- Estou começando a ficar com fome. - Jimin diz sorrindo e fazendo minha atenção se votar para ele.

- Acho melhor descermos. - Respondo e retribuo o sorriso.

Retiro minha mão de sua cintura e Jimin toma a frente, me puxando pelo braço. Logo entramos no elevador e ambos começam a se olhar no espelho. Jimin começa a mexer em seu cabelo e eu o abraço por trás  dando um beijo em sua bochecha. Ele sorri corado.

- Eu quero uma foto disso. - Jimin dizia sorrindo e tirando o celular do bolso. Eu continuo abraçado com ele e a foto foi assim. Depois da mesma ser tirada, Jimin se vira pra mim sorrindo.

- Ficou bonita. - Ele diz me mostrando a foto em seu celular.

- Ficou sim. - Respondo sorrindo e deposito um selar em seus lábios. Logo o elevador se abre e nos saímos, o local ainda estava lotado e parecia ter chegado mais pessoas. Yoongi estava bebendo e não conseguimos avistar V e J-Hope.
Meu pai junto a Jin conversavam em uma roda de amigos, Jimin e eu fomos em direção a grande mesa e começamos a comer o que encontrávamos pela frente e que tinha uma boa aparência, diversos salgados e doces, alguns conhecidos por mim e outros não.

- Jimin, Jungkook. - Yoongi diz em forma de grito e começa a nos chamar com a mão. Fomos em direção ao mesmo que parecia normal, mas já deve ter bebido muito. - Sentem ai, vamos conversar. - Me sento ao lado de Yoongi e Jimin se senta ao meu lado.

- Você já bebeu muito né, Yoongi. - Jimin diz sorrindo.

- Ah, um pouco. - Yoongi diz e sorri. 

- Jimin. - Meu pai diz colocando a mão no ombro do menor. - Oi filho, está se divertido? 


- Ah, sim, é bem legal aqui.

- Que bom que esta gostando, mas agora preciso do Jimin emprestado. - Ele diz sorrindo e Jimin se levanta da cadeira. Meu pai o leva pra roda de amigos e eles começam a conversar.

- Você bebe, Jungkook? - Yoongi diz fazendo minha atenção se direcionar a ele.

- Não, nunca bebi.

- Bebe isso. - Ele diz me dando uma taça com um líquido verde e um cabinho com uma azeitona verde.

- O que é isso?


- Apenas beba. - Yoongi dizia bebendo a mesma coisa que tinha naquele drink que havia me dado. Logo eu começo a beber aquilo aos poucos, e era bom.

- É gostoso.

- Sim, eu adoro isso. - Yoogngi diz bebendo o último gole de seu drink e em seguida pedindo outro ao garção.

- Yoongi? - Uma garota diz colocando a mão em seu ombro. Ela tinha cabelos curtos e uma franjinha na testa, usava um vestido azul escuro e um colar dourado, longos brincos em forma de cristais e com os lábios bem vermelhos de batom.

- Ah, oi, que bom que veio. - Ele diz se virando e sorrindo.

- Nos podemos dar uma volta?

- Claro. - Yoongi diz se levantando. - Até já, Jungkook. - Yoongi diz e eu concordo com a cabeça.

- Garção. - Digo chamando a atenção do homem atrás da bancada.

- Diga.

- Você tem alguma bebida forte, mas doce?

- Claro. - Ele diz se virando e preparando um drink para mim. Depois de um minuto ele coloca um copo em minha frente, tinha a cor vermelha e parecia bom. - Experimente, é doce, mas não enjoativo. - Coloco o copo na boca e o liquido queimava um pouco a minha garganta, mas depois ficava bom.

- É ótimo, obrigado. - Digo sorrindo e o garção retribui o sorriso virando de costas para limpar o balcão. Eu não ligava pro nome do que bebia, contanto que fosse bom.

Alguns minutos se passavam e nenhum sinal de nenhum dos meninos. Estava no meu quinto copo daquela bebida e já estava começando a ficar tonto.

- Olá, Jungkook. - Uma voz feminina. Direciono minha atenção a uma garota se sentando ao meu lado.

- Oi, Sehan?

- Sim. - Ela responde e sorri. - Então, o que faz aqui sozinho?

- Ah, só bebendo um pouco disso.

- Entendi, você veio com quem? Sabe, eu nunca te vi nas festas do Namjoon antes. É claro que eu teria reparado em você. - Ela diz me olhando e mordendo os lábios vermelhos.

- Eu vim morar aqui a um tempo, com meu pai.

- Quem é seu pai?

- O Namjoon. - Digo e olho para ela.

- Nossa. - Ela parecia surpresa. - Eu sou filha do amigo de seu pai.

- Sim, o Jimin disse.

- Jimin? O que mais ele te disse?

- Só isso.

- Ah, vocês dois tem algo?

- Não. - Respondo dando uma última golada em meu drink. - Somos só amigos.

- Entendi. - Ela diz se levantando a cadeira. - Vem. - Ela estende a mão. - Quero te mostrar um lugar legal. - Ela diz e novamente morde os lábios.


Me levanto da cadeira e pego em sua mão que estava estendida, ela me segura e começa a me arrastar até sairmos da multidão e chegarmos até os banheiros. Havia um curto corredor passando pelo elevador, à direita, dois banheiros principais, ela encosta na parede e coloca seus braços em volta do meu pescoço, sem que eu percebesse, minhas mãos já estavam em sua fina cintura, logo ela ataca meu pescoço, o chupando e em seguida, mordendo. Começa a passar a mão em meu tronco e eu aperto sua cintura, ela solta um fino gemido em meu ouvido e o morde. Começa a distribuir selinhos em meus lábios e naquele momento eu comecei a pensar em Jimin e me dar conta de que não era ele que estava me agarrando, e sim uma desconhecida.

Retiro minhas mãos de sua cintura e a afasto de mim.

- Eu não posso, desculpa. - Digo me virando e indo em direção ao salão principal. Começo a procurar o Jimin mas não o via em lugar nenhum. Avistei Yoong beijando a garota que antes havia o chamado e meu pai ainda na roda de amigos. Resolvo sair da festa e vou para fora. Olho no local pra ver se acho o Jimin, e o avisto sentado na esquina.

- Jimin. - Digo correndo e me aproximando do menor. - Você sumiu. - Jimin me olha e se levanta secando o rosto. - O que aconteceu? - Começo a acariciar seu rosto.

- Nada. - Ele diz empurrando minha mão e virando o rosto.

- Hey, o que aconteceu?

- Eu estou cansado Jungkook, quero ir pra casa. - Ele dizia e deixava algumas lágrimas escaparem de seu rosto.

- Tudo bem, eu te levo. - Digo e o menor toma a frente dando a volta na empresa e indo em direção ao estacionamento em silêncio. Vai em direção ao meu carro e percebo que o de J-Hope não estava lá. Ambos entramos no carro e eu retiro meu celular do bolso.

- Eu vou ligar pro meu pai, pra avisá-lo. - Digo e Jimin vira o rosto olhando pra janela. Começo a discar o número do meu pai que logo atende.

- _ ? Jungkook?_

- Oi pai, eu só liguei pra avisar que estou indo embora e levando o Jimin

- Por que filho?

- Ah... Ele esta cansado e eu também.

- Tudo bem, se mudarem de ideia, voltem, não sei que hora volto pra casa, ainda tem muita gente aqui.

- Ok pai, pode deixar, tchau.

- Tchau filho


Desligo o celular e o coloco no bolso, ligo o carro e começo a dar ré pra tirá-lo da garagem.

- Não quer ligar uma música? - Digo olhando para Jimin que vira a cara sem dizer nada. - Ok. - Digo respirando fundo, a viajem de ida que antes tinha sido alegre, agora a volta se tornou quieta e fria.

Demorou, mas logo chegamos na casa de Jimin, que retirou o sinto e saiu do carro, eu faço o mesmo e tranco o carro. Corro atrás de Jimin antes que o mesmo me tranque pra fora da casa, entro e o menor fecha a porta, e em seguida acende a luz. Sua sala era grande, mas com poucas coisas, dois sofás e duas poltronas, um grande tapete e uma TV do tamanho da minha, seu sofá assim como a poltrona era marrom e o resto do cómodo branco. Jimin sobe a escada pequena que havia no canto esquerdo da sala e eu o sigo.

- Jimin, o que foi? - Digo indo atrás dele, que entra em seu quarto e se senta na cama virando o rosto pra mim. Fecho a porta, me abaixo a sua frente e ele começa a chorar.

- Por que está assim, Jimminie? - Digo e ele chora mais ainda, logo se levanta e faço o mesmo.


- Eu achei que gostava de mim, Jungkook. - Ele diz elevando o tom da voz.

- Mas eu gosto. - Digo e Jimin começa a andar pelo quarto.

- Não, você não gosta.

- Eu gosto sim, Jimin. - Digo o segurando e colocando minhas mãos em sua cintura.

- EU VI VOCÊ COM ELA, VI VOCÊ BEIJANDO A SEHAN. - Ele diz batendo em meu peito e gritando.

- Jimin, eu não beijei ela.

- TEM BATOM NO SEU PESCOÇO E TINHA NA SUA BOCA, JEON JUNGKOOK. - Ele dizia ainda me batendo e gritando, eu seguro seu braço e ele me olha assustado com os olhinhos inchados devido ao choro.

- Jimin, eu não beijei ela, ok? Essas marcas no meu pescoço não significam nada, porque eu nem estava com a cabeça nela, e o batom na minha boca, foi um selinho. Eu não fiquei com ela, tanto que eu não queria mas também porque tenho você. - Digo e Jimin para de chorar e começa a me olhar boquiaberto.

- Isso é verdade? - Jimin diz.

- Claro. - Digo e Jimin sorri, solto seus braços e ele os coloca em volta do meu pescoço. Vou em direção aos seus lábios e dou inicio a um beijo calmo, que logo se torna necessitado. Peço passagem com a língua e Jimin cede, coloco minhas mãos em volta de sua cintura e começo a passá-la nas costas do menor por baixo da blusa, uma mão em suas costas e a outra dentro de seu bolso de trása, a bunda de Jimin parecia ser grande e macia. Pensamentos maliciosos passavam pela minha cabeça e logo senti meu membro latejar. Retiro minhas mãos e começo a passá-las nas coxas do menor, Jimin passava seus dedos levemente pelos meus cabelos e a cada novo toque, ele puxava meus cabelos e sua respiração ficava ofegante. Pego-o no colo sem separar nossos lábios, o encurralo na parede, ele passa suas mãos em minhas costas por baixo da camisa e começa a arranhar de leve.
Começo a retirar seu blazer e apesar da dificuldade, eu consigo, começo a desabotoar sua blusa e vou em direção ao seu pescoço, deposito beijos que em seguida virão mordidas e chupões, Jimin começa a suar e arranhar com um pouco mais de forma as minhas costas, pego Jimin e o deito devagar na cama, começo a olhá-lo e ele sorri, retiro meu blazer e me deito ao seu lado ofegante.

- Ainda está bravinho, Senhor Jimin?

- Não. - Ele diz sorrindo. - Vou pegar uma roupa você. - Ele diz se levantando da cama e indo em direção ao guarda-roupa. Começa a procurar as roupas e eu apenas observava, " O que Jimin não tinha de altura, tem de bunda", penso enquanto mordia o lábio.

- Toma. - Ele diz jogando em cima de mim, uma bermuda azul e uma regata branca.

- Obrigado. - Digo sorrindo.

- Eu vou no banheiro, pode se trocar aqui.

- Ok. - Respondo sentando na cama e Jimin sai do quarto sorrindo enquanto fechava a porta. Retiro meu sapato e em seguida a blusa, coloco a regata e desabotoou a calça percebendo que meu membro ainda estava duro. "Droga" pensei e comecei a sorrir.
Coloco a bermuda e começo a dobrar minha roupa. Coloco-as em cima da poltrona que havia no quarto de Jimin, pego meu celular e me sento na cama. Começo a mexer nas minhas redes sociais e logo escuto alguém batendo na porta.

- Posso entrar ? - Jimin dizia.

- Claro. - Respondo.

- Ah, estou com sono. - Jimin dizia colocando sua roupa em cima da minha e em seguida se deita na cama.

- Também estou. - Desligo o celular e o coloco em cima do criado-mudo, em seguida me deito ao lado de Jimin. Apaga a luz que tinha um imterruptor ao lado da sua cama, que por sinal eu não havia visto. Ele vem até mim e me abraça.

- Boa noite, Kookie.

- Boa noite, Jimminie. - Digo e dou um beijo em sua testa.

Logo em seguida pego no sono.


Notas Finais


Espero que vocês tenham gostado, peço novamente desculpas pela demora.

Até o próximo capitulo :3

Beijos no kokoro ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...