História Recomeço - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Álvaro Morata, Daniel Alves, Francisco "Isco" Suárez, James Rodríguez, Marcelo Vieira, Neymar, Paulo Dybala, Philippe Coutinho
Personagens Álvaro Morata, Daniel Alves, Francisco Román Alarcón Suárez, James Rodríguez, Marcelo Vieira, Neymar, Paulo Dybala, Philippe Coutinho
Tags Álvaro Morata, Arthur Aguiar, Daniel Alves, Fluminense, Futebol!, George Clooney, Gianluigi Donnammura, Humor, Isco, Italia, James Rodriguez, Jessie J, Juventus, Maiara, Marcelo Vieira, Marília Mendonça, Musica, Neymar, Paulo Dybala, Philippe Coutinho, Romance, Wesley Safadao
Exibições 31
Palavras 1.117
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! 💖
Capítulo novo e com bomba chegando! 😱
Look da Carol na premiação na foto.
Perdoem possíveis erros.

Capítulo 21 - Como é que a gente fica?


Fanfic / Fanfiction Recomeço - Capítulo 21 - Como é que a gente fica?

Acordei depois de um sonho totalmente louco. Me afastei de Gigio imediatamente. Era Miguel, como se estivesse me avisando que iria voltar. Além de me ver com Álvaro e ficar decepcionado.

- O que foi?

- Nada! Apenas um pesadelo. Mas preciso ser clara contigo. Não dá. Talvez um dia...

- Eu vou respeitar sua decisão...

Gigio ficou triste mas me entendia perfeitamente. Esse era o lado bom de nossa amizade.

Os dias foram passando e estava mais habituada ao meu trabalho e à convivência com todos no clube. Decidi comprar minha própria casa em Turim. As coisas com Gigio não estavam como antes, infelizmente. Eu não conseguia vê-lo como nada além de um amigo, apesar de ter tentado.

Álvaro sempre chegava nos treinos com risadinhas para os amigos e cara fechada pra mim. Via que andava sempre com várias mulheres. Paulo continuava sendo um bom amigo. Lena e Pedro estavam com data de casamento marcada e Vivi decidiu continuar na Espanha com Guilherme mesmo após o término com Dani.

Carol era vista na imprensa como a mulher de gelo. Centrada no trabalho, séria, com respostas curtas e diretas nas coletivas, não se envolvia em polêmicas.

Comprou uma casa num condomínio de Turim que era bem próximo do CT da Juventus e se mudou para lá. A sua vida era trabalho quase 24h por dia.

E finalmente chegou o dia da premiação da FIFA. Carolina receberia um prêmio por todo seu trabalho realizado no Brasil e a revolução que causou no futebol. Também participaria de uma homenagem à Miguel, por seus serviços prestados. Foi o goleiro do título da conquista da primeira medalha de ouro olímpica da Seleção Brasileira. Seus pais e familiares também estariam lá.

- Tá linda, Carol! Boa sorte na premiação. - disse Lena por mensagem.

- Obrigada, amiga!

Carol usava um vestido longo, bem bonito. Ela saiu do hotel em direção ao local da premiação e foi cercada de flashes. Ela chegou sozinha e despertou muitos olhares. Para a imprensa, ela estava só desde a morte de Miguel.

Carol P. O. V

Entrei naquele salão lotado de gente que gosta de glamour, status. Não tinha ninguém que conhecia bem ali. Me sentei sozinha.
Dei uma breve olhada no celular e vi que estava lotado de mensagens, mas não poderia olhar ali agora. Fiquei um pouco preocupada mas naquele momento realmente não dava. Só achei estranho não ver os familiares de Miguel ali.

Dentro de algum tempo, algumas pessoas se sentaram perto de mim. Tá certo que fiquei bem admirada de quem foram, mas até que era bom porque já estava me sentindo um et por ninguém querer chegar perto. Minha fama estava péssima pelo jeito.

Álvaro e uma biscate qualquer, Paulo e Antonella, sua namorada, além de outros jogadores do elenco da Juventus e suas namoradas e esposas. Me cumprimentaram e retornaram à suas conversas.

Logo começou a premiação e fiquei atenta à tudo. Em seguida, recebi o prêmio de melhor técnica da temporada. Não era muito boa em discursos mas até que me saí bem. Depois, fui ao banheiro e andando até lá tive a impressão de ter visto um rosto conhecido e gelei na hora. Não era possível ser Miguel. Só se fosse Rafael, seu irmão gêmeo que vivia na Alemanha. Tomei uma água e voltei para meu para meu lugar.

Ouvi meu nome ser anunciado na homenagem à Miguel e quando vi as imagens dele as lembranças foram inevitáveis. Ele fazia muita falta.

Mas o mais inacreditável estava por vir. Quando estava no palco, de repente vi aquele ser parecido com Miguel. Ele apareceu no meio de todos falando em alto e bom som.

- Eu estou vivo! Quem morreu foi meu irmão!

Eu tremia e comecei à ver tudo girando até finalmente cair no chão desacordada.

Depois de alguns minutos acordei e estava uma loucura só aquele lugar. Sim, era mesmo Miguel. Eu não conseguia acreditar. O vi morrendo diante de meus olhos.

Ouvi as pessoas me explicarem o que ele havia dito. Já era notícia em todo mundo e eu também era.

Miguel foi ameaçado por seu próprio irmão. Eles não tinham uma boa relação e Rafael sempre teve inveja de sua carreira, por isso foi para longe. Num dia qualquer, ele sequestrou Miguel e o manteve em cativeiro para pegar seu lugar e carreira. Ele planejava matar Miguel. Mas no meio desse caminho aconteceu essa fatalidade durante o jogo e Rafael acabou falecendo. A cúmplice e namorada de Rafael, Alexia, resolveu largar Miguel totalmente machucado num local sem nenhuma casa ou estrutura para morrer ali. Mas por obra divina ele foi socorrido por uma senhorinha e foi cuidado por ela até se recuperar. Por medo, ele resolveu ficar lá até as coisas se acertarem, e depois de vários meses ele descobriu a morte do irmão e conseguiu comunicar à polícia e tudo mais. Os exames confirmaram que realmente ele estava falando a verdade e então ele encontrou sua família e acertou tudo e resolveu ele mesmo falar à imprensa toda verdade.

Eu estava totalmente confusa. Vê-lo depois de todo esse tempo era muito louco.

- Carol, minha vida!

- Miguel!

Dei um abraço nele e não contive as lágrimas. Sofri tanto com sua falsa partida! Ele não lembrava tanto aquele garoto que namorava. Parecia mais maduro, vivido. Mas sua alma tinha a mesma essência doce que me encantava.

- Eu pensava em você todos os dias, minha princesa!

- Também nunca te esqueci, meu goleiro!

Eu não fazia ideia do que viria pela frente, mas me perdi naquele abraço que tão bem conhecia.

Muitos jornalistas queriam nos cercar mas resolvi sair pelos fundos e Miguel foi comigo. A premiação seguia enquanto estávamos conversando.

Foi muito complicado o trajeto e meu celular não parava. Na porta do condomínio haviam vários fotógrafos. Mas conseguimos entrar rápido.

- O que vai ser daqui pra frente?

- Eu não faço a mínima ideia, Miguel. Aconteceu tanta coisa... rs

- Quero saber de você e desse tempo longe.

Contei tudo para Miguel e ele estava feliz por mim. Mas aí veio a pergunta...

- Não namorei ninguém, mas não posso negar que vivi algo com outra pessoa. Me desculpa! Me sentia como se estivesse te traindo. - falei aos prantos.

- Carol, você achava que eu tinha partido pra sempre. Não vejo mal algum nisso. Não era pra sentir culpa alguma. Você não ia ficar só pra sempre por minha causa!

- Eu sei, mas eu sentia! Passei por muita coisa difícil nesse tempo. O cara foi um babaca comigo. Mas deixa pra lá...

- Mas e agora, como é que a gente fica?

- Eu realmente não sei responder essa pergunta...


Notas Finais


Acho que por essa ninguém esperava. Miguel vivinho da Silva! rs como será que ficam ele e Carol? E Álvaro? Gigio? Aguardem!
Espero que tenham gostado! 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...