História Recomeço - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Álvaro Morata, Daniel Alves, Francisco "Isco" Suárez, James Rodríguez, Marcelo Vieira, Neymar, Paulo Dybala, Philippe Coutinho
Personagens Álvaro Morata, Daniel Alves, Francisco Román Alarcón Suárez, James Rodríguez, Marcelo Vieira, Neymar, Paulo Dybala, Philippe Coutinho
Tags Álvaro Morata, Arthur Aguiar, Daniel Alves, Fluminense, Futebol!, George Clooney, Gianluigi Donnammura, Humor, Isco, Italia, James Rodriguez, Jessie J, Juventus, Maiara, Marcelo Vieira, Marília Mendonça, Musica, Neymar, Paulo Dybala, Philippe Coutinho, Romance, Wesley Safadao
Exibições 29
Palavras 1.475
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! 💖
Tem personagem novo chegando, outros "reaparecendo"... rs
Vestido da Carol no casamento de Vivi na foto.
Perdoem possíveis erros.

Capítulo 24 - Máquina de vacilo


Fanfic / Fanfiction Recomeço - Capítulo 24 - Máquina de vacilo

- Grávida, Álvaro! Grávida! Você vai ter um filho com uma biscate por aí! Você é uma máquina de vacilo! - Carolina falava aos prantos.

- Isso foi um deslize, antes da gente se acertar direito. Me perdoa, Carolina!

- Posso até te perdoar um dia, mas tá tudo acabado entre nós. Ela é conhecida, vai fazer escândalo se não casar com ela. Casar, você entende?

- O meu sonho era casar com uma mulher que amasse de verdade. E ela era você... - dizia Álvaro chorando.

- Mas agora acabou! É melhor assim!

Álvaro foi para sua casa chorando e Carol foi amparada por Maria. No dia seguinte, era o casamento de Lena e Pedro, e ela teria de encarar Álvaro novamente.

- Você está linda, minha amiga! - dizia Carol à Lena.

- É o melhor dia da minha vida!

- Vocês merecem essa felicidade!

Carol estava contente pela cerimônia mas era nítido o desapontamento com o ocorrido anteriormente. Mas ela disfarçava bem. Durante toda cerimônia ela e Álvaro mal trocaram olhares ou palavras. Na festa, a mesma coisa.

As revistas e portais já noticiavam a gravidez da modelo Nathalie e que o pai era Álvaro. Os colegas o parabenizavam mas ele não parecia muito animado com a novidade.

Álvaro P. O. V

O amor de Carol me tornou um homem melhor, mais correto. Era com ela que queria partilhar minha vida. Mas uma atitude inconseqüente minha estragou tudo mais uma vez. Parece uma sina! 

Agora terei que retornar ao Real Madrid pela cláusula do meu contrato, além de estar sendo pressionado por todos os lados à me casar com aquela oportunista. Minha vida não poderia estar pior!

- E a Carol, mano?

- Acabou tudo de vez, Paulo. Eu tô arrasado, amigo.

As pessoas estranhavam o fato de eu estar triste, mesmo com eles imaginando ser tudo perfeito aparentemente.

Eu via Carol séria no trabalho, mas seus olhos exalavam tristeza. Desde aquele dia não nos falamos mais. E meu retorno à Madrid era em poucos dias.

A Juve se sagrara campeã da Coppa Itália encerrando a temporada e dando início às férias. Álvaro acertou sua volta ao Real e Nathalie anunciou o noivado e o casamento no mesmo dia.

Agora, Vivi e Marcelo haviam planejado uma simples cerimônia de casamento e Carol e Neymar seriam padrinos.

No casamento, um número razoável de convidados, muitos sorrisos e emoção. Enzo, filho de Marcelo, e Guilherme, filho de Viviane, entraram com as alianças. A festa foi bem animada.

Carol estava sentada na mesa até que alguém se aproximou dela.

- Você por aqui? Que ótima surpresa! - disse Rafinha à Carol.

- Rafael! Como vai você?

- Muito bem, mas sem essa de Rafael né? Rafinha, por favor!

- Ok, Rafael, ok rs.

- E você, como tem passado?

- Devagar e sempre!

- Me concede a honra de uma dança?

Mesmo receosa, Carol aceitou.

- Claro!

Dessa vez, Rafinha abriu um lindo sorriso. Carol não foi "fria" como da última vez.

- Como é sua vida na Itália, bela?

- Olha, tem seu valor, viu? Amo esse país!

- Pelo que percebo, muito trabalho com um monte de marmanjo. Deve ser difícil né?

- No começo era mais complicado, mas conquistei meu espaço e respeito com meu trabalho sério.

- Olha... Desse jeito vou querer te roubar para meu clube hein? haha

- Acho bem complicado. O Barcelona não faz meu estilo haha

- Que pena! Iria adorar ter você por perto. Mas e quanto o amor, como tem ido?

- Amando meu trabalho. Apenas.

- Linda desse jeito e sozinha? O que tem os homens deste país? Só podem estar loucos!

- Agradeço o elogio, mas na vida fazemos escolhas né? Eu prefiro focar no trabalho à levar homens à sério.

- Uma coisa não impede a outra. Mas já vi que não é um bom assunto para se tocar.

- Realmente não. Fale sobre você então.

- Eu? Sigo na mesma. Faz tempo que não tenho algo sério. E as vezes nem esse "algo" tenho haha

- Jogador comportado? Tá pra nascer, hein? Devem existir uns 10 espalhados pelo mundo.

- Olha a generalização haha

- É... Foi mal aí...

A música lenta ia embalando a conversa entre eles, e em certo momento, Rafinha tomou a atitude e beijou Carol.

- Rafaeeeel!

- Carolina! - disse ele à beijando novamente.

- Chega! Parando por aqui!

- Mas porquê se foi tão bom?

- Pra mim não foi, me desculpa!

Carol se afastou e foi para longe de Rafinha. Ele, retornou à companhia de seus amigos.

- Aêeee Rafinha. Tomou toco da Carol - falou Neymar rindo.

- Ô mulher complicada, viu? Nunca sei o que ela quer!

- Ela é um docevde pessoa, Rafa. Mas se fechou pra qualquer tipo de relação. Uma pena. - disse Philippe.

- Tá sabendo bem, menino Couto! - disse Neymar.

- O pior é que ela é muito interessante, provocante. Mesmo com esse coração de pedra. E beija bem, como beija...

- Ihhh tá gamando, é? Que isso hein, Rafael!

- Tô nada, Neymar. Esquece isso!

- É bom mesmo, porque ela é minha amiga!

- Segurança Coutinho em ação haha. Ela é bem grandinha já, rapaz!

- Eu sei, Neymar! Mas conheço bem vocês.

Carol foi embora bem cedo da festa e logo retornou à Turim. Nas férias, reencontrou Gigio, que agora tinha uma namorada chamada Thalia. Passou um bom tempo viajando à passeio por alguns países. Entre eles, Alemanha, Portugal, Inglaterra, Estados Unidos, Grécia, França e Croácia. Era um tipo de distração, já que pouco tinha companhias.

No dia do casamento de Álvaro, ela resolveu se desligar totalmente do mundo, não se comunicou com ninguém. Foi como colocar uma pedra no passado com ele de uma vez.

Pouco tempo antes do início da temporada, Carol retornou à Turim e ao CT da Juve. Os novos contratados estavam fazendo exames e assinando contrato. Ela foi se reunir com os colegas de trabalho e planejar a temporada. Os reforços eram Dani Alves, Higuaín, Pjanic, Benatia e Pjaca.

Carol chegou ao CT, cumprimentou todos e se dirigiu à sala de reuniões. Depois de conversas e acertos, ela aproveitou para ir embora mais cedo, mas quando ia saindo, esbarrou em alguém no corredor.

- Me desculpe! Sou muito desastrada!

- Eu é que peço desculpas. Estou um pouco perdido aqui.

- Que falta de educação a minha, nem me apresentei! Muito prazer, Carolina, auxiliar técnica.

- Já ouvi falar muito de você. Muito prazer, Marko. Marko Pjaca.

- Também já ouvi muito sobre você. E assisti seus jogos haha. Mas bem, precisa de ajuda?

- Sim! Estava procurando o banheiro. Me perdi um pouco haha

- Realmente... Ele fica pra lá! Eu te acompanho.

- Ficarei muito grato!

Carol levou Marko até a porta do banheiro e em seguida se despediu.

E enfim chegou o do início da pré-temporada. Carol chegou super cedo e foi resolver alguns assuntos, em seguida, foi para o campo. Algum tempo depois, chegaram os jogadores e os outros profissionais. Houve a apresentação, os cumprimentos, e uma leve atividade.

Depois do treino, mais alguma conversa, pondo o papo em dia e depois, a volta pra casa.

- Vi suas fotos nas férias. Aproveitou muito, Carolina! - disse Dani Alves.

- Modéstia à parte, estava merecendo! haha

- Pois é. O Rafinha mandou lembranças haha

Carol corou na hora e fez uma cara de quem não estava entendendo. Logo se ouviu um coro de "hmmmm"

Carol pensou consigo mesma "Droga! O Daniel só veio pra estragar minha paz né? Já vi isso antes..."

- Não entendi o porquê disso. Mal o conheço. - respondeu séria.

- Tudo bem, tudo bem... Mas acho que ele te considera amiga íntima, viu?

- Aí já é um problema exclusivamente dele.

- Wowww

Carol tratou logo de encerrar a conversa e ir embora. No caminho até o estacionamento, uma pessoa chegou à seu lado.

- Desculpe incomodar mas novamente estou aqui precisando de ajuda.

- Você não incomoda, Marko. Pode falar.

- Estava querendo adquirir um imóvel por aqui, e querendo aprender italiano também. Tá bem complicado haha

- Olha, seu dia de sorte, hein? A casa ao lado da minha está à venda. E quanto ao italiano, posso indicar livros e ajudar também.

- Eu seria eternamente grato! Vi que é brasileira, e por sinal, aprendi o idioma.

- Sério? Então podemos conversar à moda brasileira, menino! Gosta de brigadeiro?

- Uma das melhores coisas que já experimentei na vida!

- Já subiu no meu conceito! haha

Depois de um tempo de conversa, Carol e Marko trocaram telefone para manter contato.

À noite, ela mandou uma mensagem pra ele informando sobre a casa.

"Conversei com o proprietário e se quiser, pode vir avaliar a casa amanhã. Beijo, Carol."


Notas Finais


Espero que tenham gostado! 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...