História Overdose {Taejikook} - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jimin, Jungkook, Taehyung, Taejikook, Vkook, Vmin
Exibições 338
Palavras 934
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo.


Casa dos meus avós.

Essa palavra nunca me arrepiou tanto como agora.

Bom, não que eu nao queira morar com eles mas a questão é.... Eu não quero morar com meu primo gostoso por quem eu tenho uma queda a 4 anos.

Então aqui estou eu de mala e cuia na porta da casa dos meus avós, me olhei e eu estava apresentável pra um garoto de 16 anos que acabou de perder os pais... ainda não consigo falar sobre isso.

Na verdade não consigo entender direito mas é a vida.

Chequei meus pulsos e as marcas estavam sumindo graças a Deus.

Toquei a campainha.

Um calafrio percorreu meu corpo.

Casa nova, vida nova Taehyung.

Ou pelo menos era isso que eu achava até meu ex namorado abrir a porta da casa dos meus avós.

- o que você ta fazendo aqui?! - perguntamos em coro

- Taehyung! - Minha avó pareceu atrás dele - meu neto estava tão ansiosa pra sua chegada - ela me abraçou sorrindo.

Ela ainda não aceitava a morte da filha, ela preferia acreditar que mamãe fez uma viajem e logo ela vai voltar pra nós.

Mas isso não é verdade.

Mamãe nunca vai voltar graças ao homem que um dia eu chamei de pai.

- senti sua falta vovó - segurei o choro ela lembrava tanto a minha mãe.

Seus olhos, sua voz, seu cabelo, sorriso... tudo... tudo me lembrava ela.

- Entra meu amor, Jungkook te ajudará com as malas - esse nome me estremeceu.

Ele era meu primo gostoso.

- Eu... posso fazer isso sozinho vovó não se preocupe, não quero encomodar o Jungkook - disse entrando e passando por Hobi meu ex.

- Não será encomodo - a voz grave de Jungkook atrás de mim me arrepiou

- Kook to indo até mais cara - ouvi a voz de Hoseok - Tchau noona - ele beijou a testa da minha avó - Tchau Tae - ele ficou em dúvida se me abraçava e eu assenti, apesar de tudo eu ainda gosto dele, e seu abraço me trás calma.

- Tchau Hobi - sorri fraco e ele beijou minha testa saindo de la.

- Olha eu vou passar no médico seu avô está me esperando lá - antes que eu perguntasse ela me respondeu - Não, não é nada grave. Só exames de rotina, temos que ter cuidado afinal já estamos velhos não é mesmo? - ela riu anasalado - Tchau amores se comportem - ela beijou a mim e o Jungkook e saiu.

Eu sei que eles estão velhos e um dia vão me deixar, eu sei que isso é um pensamento muito negativo mas é a verdade.

Eu não quero acreditar que um dia vou chegar em casa e o Jungkook ou alguém vai me dizer "Tae, seus avós morreram" mas é preciso por que somos assim.

Todo ser humano um dia vai morrer, e os que me rodeiam ja começaram a fazer isso.

Eu não tenho ninguém a não ser meus avós e de um jeito ou de outro o kook.

Eu queria recomeçar mas já to começando a aceitar que isso não vai ser possível pelos meus pensamentos negativos.

- Taehyung ta tudo bem? - Jungkook me despertou me virei pra encara-lo e ele estava mudado.

Seus olhos estavam mais negros, se possível.
Ele agora tinha músculos pelo que vi de sua regata, seu cabelo Preto estava bagunçado e ele estava mais Branco, seus dentes de Coelho continuam o deixando fofo porém seus músculos os deixam sexy.

Resumindo: Essa porra fica mais gostoso a cada dia.

- N-não - Minha voz saiu fraca e ele me abraçou.

Seu ato inesperado fez com que eu me encolhesse mesmo assim ele continuou.

Seu abraço de algum jeito me deu paz, e alguns arrepios. Tomei coragem e abracei sua cintura fazendo com que as lágrimas caíam.

- Eu to aqui - ele beijou o topo da minha cabeça já que era maior que eu - Eu nunca vou te deixar.

[...]

Já tinha arrumado minhas malas junto com a ajuda de Jungkook o que foi divertido ja que ele fazia de tudo pra me alegrar, podemos dizer que ele conseguiu... pelo menos por essa tarde.

E também iriamos dormir no mesmo quarto.

- Tae vem comer - Jungkook me chamou.

Levantei e fui em direção a cozinha onde meus avós já estavam sentados a mesa junto com kook.

Me sentei ao lado dele e começamos a nós servir.

- gostou querido? - meu avô perguntou sorrindo

- Sim, está divino - respondi comendo a última porção do meu Japchae

- Eu fiz pois sabia que era sua comida favorita - ele sorriu

- o Senhor é Realmente um ótimo cozinheiro - sorri levantando e indo em direção a pia.

- deixe que eu lavo, está tarde E amanhã vocês tem aula cedo - Minha avó disse comendo

- Okay, Boa noite - beijei a testa do meu avô e da minha avó e subi.

Tomei um banho relaxante, vesti uma calça moletom cinza, uma blusa polo Preta e me joguei na cama soltando um longo suspiro.

- Dia cansativo? - Jungkook perguntou entrando no quarto

- Uhum - respondi de olhos fechados.

- Boa noite - senti seus lábios macios contra minha testa e soltei um gemido sem querer

- Boa noite - respondi abrindo os olhos e vendo o rosto de Jungkook quase colado ao meu.

Me inclinei e beijei sua bochecha o fazendo sorri, ele se afastou e desligou a luz do quarto e assim eu dormir com um sorriso bobo nos lábios.


Notas Finais


Espero do fundo do Kokoro que tenham gostado.
Deem a opinião de voces.
Amanhã ChimChim aparece (ou mais tarde)
Até o próximo 💜🌚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...