História Reconquistando o Ex -JiKook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 37
Palavras 1.105
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Antes de tudo, quero agradecer a @belzinhar por salvar minha vida com a capa maravilhosa que ela está fazendo!
Gente, eu fiz essa fanfic enquanto ouvia sertanejo akakkaskdkasd ಥ⌣ಥ
Boa leitura, espero que gostem!

Capítulo 1 - One


Finalmente, voltei para minha terra. Suspirei, entrando no taxi, indo até meu antigo apartamento. 
O taxista dirigia, e eu ouvia Havana, de Camila Cabello, enquanto reparava na paisagem, estávamos no outono. Eu amo o outono.  Não demora muito, já estou em frente ao meu prédio. Meu amado prédio cinza, sem vida, sem ânimo. Pelo menos meu apartamento é legal, um pouco colorido, nada muito extravagante. Pelo menos, dois anos atrás era assim. Será que Taehyung mudou muita coisa na minha casa? Espero que não, gostava dela do jeitinho que era. 

Saí do táxi, pegando minhas malas, indo até minha humilde residência. Bem humilde mesmo essa porra aqui, porque eu praticamente não paro em casa, não tenho motivos para pagar algo que custe meu rim todos os meses. Meu filho, meus pais pararam de me bancar, desde dia que eu saí de casa, então, eu tenho que me sustentar, sozinho. E estou vendo que não vai ser muito fácil, já que, agora estou sem trabalho. E com pouco dinheiro, já que gatava com o colégio, para conseguir terminar meus dois anos do colegial lá, mais meu apartamento, que eu dividia com um amigo, por sorte, não precisava pagar tudo sozinho. Isso me ajudava muito, já que não ganhava tão bem na cafeteria. 

Assim que o elevador abriu, indicando que cheguei ao meu andar, sai com as malas, indo até meu apartamento, abrindo com a chave que peguei em baixo do tapete, como Taehyung havia me dito, por mensagens.  Sorri, ao perceber que meu amigo não mudou quase nada, apenas o deixou limpo. Tudo estava no mesmo lugar. Deixei minha mala na entrada, caminhando pelo apartamento, passando minha destra pelos moveis, até que pego um porta retrato. Suspiro. Era uma foto minha, com meu ex, Park Jimin. Nós terminamos assim que meus pais resolveram que, deveria terminar o colegial no exterior, eles não aceitavam minha orientação sexual, e acharam que, eu me separando do Jimin iria resolver alguma coisa.

Tolos. 

Continuo amando aquele garoto, e imagino que o mesmo tenha certa raiva de mim, aliás, eu o deixei por medo. Fui covarde, joguei nossa felicidade, planos, e amor no lixo. Segundo meu hyung favorito, Min Yoongi, me dizia sempre cada passo do meu amado ex-namorado. Até sei que ele está, ou estava com outro. Segundo Yoongi, Jimin e o seu atual namorado não estavam se dando muito bem ultimamente. Ou seja, minha chance de conquistar Park Jimin novamente. Nesses anos que estive fora, confesso que fiquei com algumas pessoas, afinal, ficar dois anos na seca, ninguém merece! Não faz muito bem não, procurem no Google o que acontece!

Mentira. Não procurem. 

Eu quero meu Jiminnie de volta, e eu o terei de volta, ou não me chamo Jeon Jungkook. Deixei o porta-retratos no lugar, logo colocando Arebella, de Arctic Monkeys. Peguei minha mala, indo para o quarto, começando organizar o meu guarda-roupa. Meus pais não moravam mais aqui, graças a Deus. O quarto deles estava vazio, o que poderia fazer nele? Enfim, resolvo isso depois, agora preciso arrumar meu quarto, tomar um bom banho, e ir arrumar um emprego, como disse antes, meus pais não me sustentam, nem me ajudam! 

(...)

-Finalmente! –O esverdeado exclamou, me fazendo rir levemente, acelerando os passos até o mesmo. 

-Oi hyung! –Cumprimentei sorrindo, e o mesmo dá a ultima tragada no cigarro, logo o jogando no chão, pisando em cima, o apagando. 

-Tudo bem? –Indagou, começando caminhar, e eu fiz o mesmo, andando ao seu lado, pela calçada. A rua não estava tão deserta assim, havia alguns carros passando, e músicas altas, acompanhadas com risadas, e conversas não muito compreensivas.  Estávamos em uma rua cheia de restaurantes e barzinhos, um lugar bem legal para curtir o fim de semana, quando se tem dinheiro, ou se seu hyung está disposto pagar para você. O que não é o meu caso. 

-Sim... Quer dizer, um pouco ansioso, mas bem. -Respondi sem jeito, esfregando minhas mãos, querendo esquenta-las, sem sucesso, colocando-as no bolso. Odeio mãos geladas, porém, Jimin amava mãos geladas. Eu aceitava aquelas pequenas mãos geladinhas pelo meu corpo, e ele aceitava minhas mãos quentes pelo seu corpo. Ótimo acordo. 

-Acredite em mim Kookie! Você e Jimin vão voltar! –Disse sorrindo, passando seu braço envolta de meus ombros, me fazendo sorrir. Espero que meu hyung esteja certo. Continuamos caminhando, e conversando sobre o que aconteceu nesses anos, nos falávamos por mensagens, mas nem sempre dava para saber sobre tudo, por causa do fuso horário, e também, não tínhamos muito tempo.

-Hyung, um dia, me mostre um pouco de seu livro? –Perguntei, enquanto entravamos um barzinho, muito legal, fazendo Yoongi sorrir.

-Quem sabe um dia. –Respondeu, sentando-se em uma mesa, perto da janela, suspirando, enquanto olhava ao redor. –Ei, Jungkook. –Me chamou, fazendo-me tirar atenção do celular, e o encara-lo. 

-Diga hyung. –Disse, e o mesmo se aproximou, ficando próximo até demais de meu rosto.

-Aquele que está servindo uma cerveja para aquele casal, atrás de você. –Sussurrou próximo de mim, fazendo-me sentir seu hálito de menta, que era do chiclete que o mesmo estava mascando, e que não me deu. Vacilão.

Olho para aonde o mesmo disse, e vejo Park Jimin, com cabelos vermelhos chamativos, usando uma camiseta polo, preta, no lado direito no seu peito, o símbolo do bar, um avental cinza claro de cintura, curto, e calça jeans preta, com rasgos no joelho. Nossa.  Como ele está tão lindo, continua com seu rosto jovial, o tempo não passou mesmo para ele. Mudou o corte do cabelo, mas aqueles olhos quase sumindo quando sorri continua. Até que aparece um rapaz estranho, segurou sua mão quando estava indo voltando para trás do balcão, no lugar que era meu, eu deveria estar segurando aquela mão geladinha e pequena. Ele beijou a boca que era minha, foi ai que aconteceu, minha mão congelou, coração disparou, o beijo foi no canto da boca, mas valeu. Era o canto direito, o meu canto! Eu que deveria estar lá, não ele! E antes que eu percebesse, senti a mão de Yoongi na minha bochecha enxugando uma lágrima que escorria em meu rosto.  Logo, várias estavam saindo, e não conseguia mais ter controle delas. Estava como um bebê, que acabou de nascer e recebeu um tapa do médico, a diferença é que eu não berrava, chorava em silencio. 

Também, se eu berrasse nem eu me aguentaria! Odeio crianças birrentas e escandalosas! Se pudesse, esganaria um por um! E também, não posso passar vergonha na frente de meu ex. Eu quero reconquista-lo! Vergonha já basta minha vida, e atual situação: 

1-)Sem emprego

2-)Pobre 

3-)Apaixonado pelo ex que está com outro.
 


Notas Finais


Eai, espero que tenham gostado, eu realmente estou amando escrever essa fic kakkkaka Aqui está o link dá música que me deu a ideia para escrever :

- https://www.youtube.com/watch?v=ReHyj-ATKgc

Até a próxima! 。◕ ‿ ◕。


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...