História Reconstruindo O Amor! - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Alluka Zoldyck, Gon Freecss, Hisoka, Illumi Zoldyck, Killua Zoldyck, Machi, Personagens Originais
Tags Alluka, Bisky, Gon, Hisoka, Illumi, Killua, Killugon, Kirugon, Lembranças, Yaoi
Exibições 171
Palavras 927
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Não, eu não sai definitivamente do Hiatus.
Mas, minhas ideias para essa Fanfics estão voltando e eu não posso deixar vocês esperando muito tempo por um capitulo.
MUITO OBRIGADA, VOCÊS SÃO INCRÍVEIS.
Eu li todos os comentários do capitulo anterior e vocês foram incríveis
EU AMO VOCÊS!!!!
E estou muito animada para voltar com essa fanfic
Boa leitura.

Capítulo 4 - Capitulo 4


Depois de termos saído da casa da Bisky, fomos pegar o trem para irmos até a ilha da baleia. Eu estava muito feliz pelo Gon, o moreno estava muito animado por ir visitar a Mito-san. Fazia muito tempo que ela e nem ele se viam, seria muito bom esse reencontro.

Gon acabou dormindo a viagem toda, era uma cena muito fofa. Quando chegamos tive que o acordar, e fomos andando até a casa de Mito. Estava muito curioso de como seria a reação dela, já que eu não tinha avisado que o Gon acordou.

Estávamos na frente da porta, Gon estava ansioso pela reação da Mito. Estava suando, segurei sua mão para amostra-lo que estava ali com ele.

Bati na porta chamando o nome da mais velha que apareceu rapidamente, seu sorriso era enorme e antes que eu falasse algo ela já tinha nos agarrado, abraçando fortemente.

Podia ver a sua felicidade, acabei sorrindo também.

— Meu menino, você acordou! — Disse dando um beijo na bochecha de Gon. — Ah, Gon, como eu estava com saudades de você. — Parou de o abraçar e olhou para mim. — E você Killua, cuidou do meu menino? — Assenti sorrindo. — Ótimo, venham entrem.

Entramos na casa, que estava do mesmo jeito da última vez que eu vim. Esse cheiro caseiro me deixava muito bem. Era muito diferente quando eu ia na casa dos meus pais. Sentamos no sofá, enquanto Mito-san preparava o chá.

— Estou tão feliz Killua. — Gon sorriu para mim, se acomodando mais no sofá. Me lembro, quando nós ficávamos nos abraçando nesse sofá, fazendo caricias um ao outro. — Tudo bem Killua? Você ficou com uma cara estranha.

— Não e nada Gon. — Sorri.

— Peguem garotos, está bem quentinho. — Disse Mito entregando as xicaras e sentando na poltrona que estava no lado do sofá.

— Obrigada, Mito-san. O Gon acordou nesses dias... — me aproximei da mais velha para que Gon não escutasse, já que o mesmo estava distraído com o gato. — Preciso falar com você a sós. — Digo e ela me olhou preocupada.

— Oh, Gon, você achou o Lee. — Apontou para o gato. — Querido eu vou amostrar algo ao Killua, cuide do Lee. — Gon assentiu e pegou o gatinho colocando-o em seu colo, e segui Mito até a cozinha.

— Gon perdeu boa parte da memória. Ele não se lembra de nada que aconteceu depois do acidente, nem do nosso namoro. — Digo a última parte baixinho, soltando um suspiro. Mito me abraçou forte.

— Meu Deus, Killua. Quer que eu fale algo do namoro de vocês para ele? — Neguei. — Tudo bem, ele irá se lembrar de tudo, não se preocupe.

— Sim, ele vai. Às vezes eu queria que você fosse minha mãe. — Digo a abraçando mais ainda.

— Obrigada, pelo carinho, querido. Eu adoraria ser sua mãe. — Disse dando um beijo em minha testa.

Voltamos para a sala, Gon continuava brincando com o gato. Era uma cena muito fofa, dois gatinhos brincando. Ficamos por mais algumas horas e Gon acabou dormindo no sofá. O peguei no colo e o levei para o seu antigo quarto volto para a cozinha encontrando Mito que estava preparando o jantar.

— Você sabe quem provocou esse acidente? — Perguntou.

— Desconfio de alguém...

— Quem?

— Meu irmão. — Respondi. Ela virou para mim olhando surpresa.

— Como...

— Não me faça perguntas Mito-san. Mas, se foi ele mesmo que fez isso com o meu Gon, eu... Ele irá ter o que merece.

— Eu confio em você. — Ela disse voltando a cortar as verduras. — O que você vai fazer com ela? Não pode deixar ela lá.

— Não se preocupe, pegarei ela de volta. Não posso deixar ela na casa dos meus pais. Não posso deixar a Naomi.

— Por que não deixou ela aqui, eu cuidaria dela enquanto você ficava no hospital com o Gon.

— Eu sei, mas ela continua sendo a filha da minha mãe. Mas, eu vou tirar ela de lá, não vou deixar ela se tornar um de nós. Depois direi a ele novamente que tenho uma outra irmã, já que ele perdeu as lembranças com ela também.

 

~~~// ~~~

 

O dia estava lindo, o parque estava cheio de crianças e várias pessoas. Era primavera o que fazia o parque estar cheiro de flores.

Os três brincavam divertidos. Gon ficava com a pequena bebê que aprendia falar novas palavras.

— Você continua o mesmo Killu, você é assim com Alluka e Nanika. — Riu Gon.

— Apenas amo as minhas irmãs mais novas. Né Naomi. — Olhou a menininha que apenas fez um “YEH” Quando percebeu que seu irmão disse seu nome.

A bebezinha já era bastante esperta, falava e não parava quieta. Era uma fofa. Desde que Killua voltou para a casa dos pais para pegar as gêmeas, tinha visto sua irmãzinha que tinha apenas um ano de vida.

Ele sabia que não deveria deixa-la lá aos cuidados de seus pais e irmãos. Então prometeu que voltaria para levar a sua irmã junto. Depois de ter ajeitado tudo para levar a bebê para sua casa, foi encontrar seus pais novamente.

Não foi fácil, mas conseguiu sair com a sua irmã em seus braços.

— Gon! Gon! Blu! Blu! — Dizia a bebê que estava no colo do moreno e apontava para seu ursinho de pelúcia.

— Aqui o Blu, maninha. — Killua pegou a pelúcia e a entregou, desde que a bebezinha aprendeu a falar chamava o ursinho de Blu, era uma coisa muito adorável.

— Voltamos com os sorvetes. — Disse Alluka que estava acompanhada com a irmã. O resto do dia foi apenas alegria e risadas.

 

~~~//~~~

Eu vou fazer você se lembrar de tudo Gon. E prometo que vou trazer a Naomi de volta.


Notas Finais


SIM! O Killua vai ter uma outra irmã na historia.
No próximo capitulo talvez o Hisoka irá aparecer hehehe.
Eu amo o Hisoka<3
E novamente muito obrigada pelos comentários positivos, vocês me ajudaram muito.
E obrigada pelos favoritos.
Sinceramente, eu não sei quando eu vou postar outro novamente.
Mas, vou tentar o mais rápido possível.
Beijos da Diva.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...