História Recovery - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, One Direction
Personagens Harry Styles, Justin Bieber, Niall Horan
Tags Colegial, Crossover, Harry Styles, Justin Bieber, Romance, Sexo
Exibições 16
Palavras 1.509
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cheguei trazendo mais um capítulo, espero que gostem hihi
Meu sincero agradecimento a quem se deu o trabalho de favoritar a fic, prometo não decepcioná-las. E leitores fantasmas: apareçam por favor rs

Sem mais delongas, boa leitura ;)

Capítulo 2 - Living a fairy tale


Fanfic / Fanfiction Recovery - Capítulo 2 - Living a fairy tale

A última folha acabara de cair anunciando a chegada da nova estação, o clima encontrava-se ameno, Amy sentira uma leve brisa tocar sua face á medida que caminhava em direção ao campus da universidade. Ainda ficava surpresa ao recordar o quanto as coisas mudaram em apenas dois meses, Justin pediu-lhe em namoro após dias de encontros matinais, o rapaz fizera questão de pegá-la em sua casa todos os dias decorrentes ao primeiro encontro do casal, o que acabara por render boas conversas e alguns amassos. Seu relacionamento não poderia ser definido de outra forma, ela vivia um conto de fadas na vida real, em meio à pensamentos cessou os passos dando de cara com o enorme portão de entrada. Diferentemente de todas as manhãs, seu namorado não esperava-lhe com um sorriso no rosto e poderia jurar que sentira uma pitada de ansiedade por parte do mesmo.

— Bom dia! — disse depositando um beijo em seus lábios.

— Está significativamente atrasada. — falou tentando disfarçar a tensão que percorria por cada centímetro de sua epiderme.

— Se sente bem? Creio que alguma coisa o incomoda. Por acaso fiz algo errado? Se sim diga-me, co toda certeza não foi por mal. — indagou um tanto quanto nervosa ao pensar na possibilidade de tê-lo magoado.

— Não, apenas estava pensando nos acontecimentos recentes. Ainda não acredito que aceitou meu pedido. — sorriu timidamente com os dizeres que acabara de ouvir e notou que Justin correspondeu-lhe o ato.

— Você é definitivamente o melhor namorado de todos! — tocou suas mãos gélidas e entrelaçou os dedos aos dele, adentrando em seguida no local.

O sinal ecoava por entre os corredores do imenso ambiente, Amy guardara seu material de maneira organizada em sua bolsa, Justin levantou-se indo em direção a moça que o olhava serenamente. Ambos deram as mãos e caminharam para fora da sala. Por todo lado se viam estudantes apressados, alguns corriam a fim de chegarem mais rapidamente nas aulas conseguintes, outros apenas desejavam imensamente retornarem as suas devidas residências. Justin pedira licença a namorada e se pôs em direção ao banheiro, enquanto isso a moça se mantinha em pé à frente de seu armário onde depositara alguns de livros, o fechando em seguida.

Amy não possuía amigos, classificava as poucas companhias como simples colegas de sala pois, jamais confiara quaisquer de seus segredos à alguém, no entanto há cerca de algumas semanas essa realidade mudara drasticamente. Niall Horan, era um garoto reservado e sempre encontrava-se sozinho, tinha olhos azuis como o céu em um dia de verão, cabelos loiros que se ajustavam perfeitamente em seu penteado, além de um rosto delicadamente desenhado, sem dúvidas, muito bonito.

Amy e o rapaz haviam sido escolhidos para formarem par em um de seus trabalhos de curso, a partir daí tornaram-se amigos inseparáveis e mais do que isso, compartilhavam de segredos que jamais contaram a qualquer outra pessoa. Justin por vez, tivera Alicia como parceira o que gerava certo desconforto por parte de sua namorada, a mesma tentava de todos os modos disfarçar o ciúme que julgava como algo bobo e sem importância. Sentira um braço rodear seu pescoço e logo o perfume amadeirado tão conhecido invadiu suas narinas, virou-se imediatamente depositando um beijo estalado na bochecha do amigo que sorriu em resposta.

— E então, chegaram atrasados mais uma vez. Mal tive tempo de falar contigo. — disse em tom dramático, o mesmo fingia estar triste com o ocorrido enquanto Amy gargalhava com a ação do rapaz.

— Não tenho mais caronas, acho que esqueceu desse pequeno detalhe e, meu melhor amigo fez a gentileza de vir diretamente para o campus hoje. — disse simples.

— Em minha defesa, tive alguns contratempos. — falou coçando a nuca indicando certo nervosismo.

— Eu estou brincando com você, não é sua obrigação. — disse finalmente revelando um tom de descontração em sua voz.

— Muito engraçado... Então onde o Bieber se meteu? — perguntou.

— Ele foi ao banheiro porém já deveria ter voltado. — lembrou-se imediatamente do rapaz.

— Ah, olha ele aí! — disse o cumprimentando com um breve toque de mãos.

— Sobre o que conversavam? — disse abraçando Amy pelas costas.

— Nada demais, Niall apenas questionou-me a respeito do atraso de hoje. — respondeu-lhe.

— Oh, sim! Por falar nisso, creio que seja melhor para ti que eu volte a pegá-la em casa. — indagou aparentemente preocupado com a situação da moça.

— Sabe que não é necessário, já conversamos à respeito. Gosto de caminhar todas as manhãs, a menos que esteja realmente atrasada. — disse acabando por tranquiliza-lo.

— Tem certeza? — refez a pergunta para certificar-se de sua resposta.

— Absoluta. — afirmou.

— Tudo bem senhorita independente. — ironizou com um sorrisinho nos lábios, obtendo em seguida um leve tapa em seu braço direito.

— É melhor irmos ou nos atrasaremos para a próxima aula. — alertou Niall aos amigos.

— A propósito... Depois da aula temos um seminário a elaborar. — disse Amy.

— Na sua casa. — murmurou o garoto a medida que se dirigiam à sala onde teriam a segunda aula.

— Ok!

Amy odiava profundamente a ideia de manterem as duplas do antigo trabalho, não por estar com Niall mas, sim pelo fato de Justin e Alicia estarem cada vez mais próximos. Algo não lhe parecia correto porém negava-se a dar ouvidos a sua mente, ele não seria capaz... Ou seria? Definitivamente não. Tratou de espantar tais pensamentos, aquele seminário valeria metade de sua nota final, ou seja, tentaria de todas as maneiras não distrair-se de seu foco.

Ao soar da sirene absurdamente alta, alunos arrumavam seus materiais e punham-se para o lado de fora do imenso espaço estudantil. Amy, o namorado e seu amigo andavam vagarosamente lado à lado, ambos conversavam sobre assuntos aleatórios que vez ou outra eram motivos de risada para os mesmos.

— Amor, você vem com a gente? — disse a garota ao saírem por dentre os portões de ferro da faculdade.

— Não, preciso resolver alguns problemas antes de encontrar Alicia no café. Não é nada grave, antes que pergunte. — Amy fechou a boca que a segundos atrás encontrava-se entre aberta, com toda certeza gostaria de perguntar-lhe algo mas a respeito de sua colega de turma, os problemas poderiam esperar.

— Tudo bem, depois conversamos. — deu um selinho no rapaz e se pôs a andar ao lado do loiro de origem irlandesa. Oh sim, Niall já havia contado-lhe a história de como viera parar em Los Angeles uma porção de vezes, aquilo era o máximo pra Amy.

— Me fale sobre a Irlanda. — disse não contendo sua curiosidade para com o país que julgava como maravilhoso.

— Outra vez? — gargalhou ao se deparar com a expressão apelativa da garota. — Tudo bem, só mais uma.

Passavam-se das três da tarde, Niall se encontrava completamente largado no sofá da amiga, que por sua vez queimava boa parte de seus neurônios com um problema de matemática aparentemente mais complexo do que os anteriores. Amy resolvera boa parte das questões para o trabalho escrito enquanto o garoto finalizara por completo a apresentação de slides que seria apresentada para a turma em alguns dias.

— Então, como anda o namoro? — interrogou.

— Ótimo, exceto pela proximidade de Justin e de nossa querida colega de curso. — esbravejou.

— Normalmente eu diria que está delirando mas, Alicia nunca teve boa fama e o Bieber não preciso falar-te. — disse a fim de alertar a garota.

— Acha que ele seria capaz? Quero dizer... Acha mesmo que ele faria algo do tipo? — perguntou esperando que o rapaz negasse sua questão.

— Se quer mesmo saber o que penso... Justin não é para você Amy, falo para o seu bem. Sabes que jamais desejaria vê-la magoada. — disse olhando em seus olhos.

— É, eu sei. — e o silêncio se fez.

A noite fora longa para Amy, mal conseguira pregar os olhos. Seus pensamentos sempre iam de encontro a ele, imaginou por diversas vezes cenas quentes entre seu namorado e sua companheira de trabalho. Lentamente levantou-se da cama ao ouvir o toque irritante de seu maldito despertador, caminhou até o banheiro imediatamente encarando seu reflexo diante do espelho, olheiras se faziam presentes, não seria nada fácil escondê-las.

As aulas haviam passado tão rapidamente que nem ao menos se deu conta. — Finalmente sexta-feira... pensou. — , teria o fim de semana para pôr seus pensamentos em ordem. Justin não aparecera naquela manhã, Amy não preocupou-se afinal recebera uma mensagem do mesmo onde explicava o motivo de sua falta. Niall oferecera-lhe uma carona, a moça apenas afirmou com a cabeça, sabia que uma de suas caminhadas matinais a fariam bem porém encontrava-se indisposta.

— Parece cansada, por acaso dormiu noite passada? — questionou ao parar o veículo à frente de sua residência.

— Mal preguei os olhos. — confessou.

— Não me diga que isso tem haver com a conversa que tivemos ontem... — disse observando a expressão da garota.

— De certa forma sim. — devolveu o olhar.

— Amy, desculpe-me. Não tive a intenção de deixá-la dessa forma. — falou cabisbaixo.

— Isso não tem nada haver contigo, já estou a desconfiar de algo há algum tempo. Só necessito de um tempo sozinha para organizar as ideias. — disse e despediu-se do garoto com um beijo estalado na bochecha. — Nos vemos depois e, obrigada pela carona.

— Por nada. — disse e em seguida Amy pôs-se para fora do automóvel.


Notas Finais


Capítulo fresquinho para vocês, peço desculpas pelo atraso mais uma vez. Espero que tenham gostado, Harry aparece um pouco mais na frente na cena da sinopse então, calma rs
Comentários e críticas construtivas são bem vindas!
É isso, beijos e até o próximo capítulo amores :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...