História Red - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais, Saga Crepúsculo
Tags Romancevampiro
Visualizações 56
Palavras 619
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Sacrifício


Capítulo 5- Sacrifício

Parece que quanto mais eu corro, mais extenso o caminho fica. Mesmo que seja perto da minha casa, alguma coisa o faz parecer muito distante. Finalmente consigo chegar e só o que eu penso é em tirar meu irmão de lá o mais rápido possível, eu sei muito bem o perigo que corro, mas não me importo, eu só quero o Arthur a salvo. Entro imediatamente pela “passagem secreta" seguindo de acordo com o que li nos textos que ensinavam como entrar na maldita espelunca.

Entro e continuo correndo até chegar em uma  sala vazia.

--- Arthur!!!!? - grito seu nome, desesperada.- Arthur!!!?- continuo gritando com lágrimas abafadas.

De repente só o que sinto é uma mão envolvendo minha cintura, e em menos de um segundo estou à uns três metros do chão. Não consigo respirar, pois aquele braço me aperta com força, não consigo ver o rosto de quem me carrega, mas a essa altura estou alimentando falsas esperanças de que me leve até meu irmão, ou talvez só me mate, eu não sei... Meus pensamentos estão me consumindo até que sinto o chão sobre meus pés e quem estava me segurando, me solta.

Me vejo em frente a Arthur e corro para abraça-lo, ele está chorando provavelmente traumatizado.Aperto ele em meus braços, para protegê-lo. Até que uma voz nos interrompe.

--- Sabe que essa será a última vez que o vê, não?

Estou relutante em olhar, mas é preciso. Levanto minha cabeça e olho na direção de onde a voz vinha, não posso acreditar nisso, fico paralisada, Vincent... É Vincent, não posso acreditar, mas uma onda de fúria toma conta de mim, puxo Arthur contra meu corpo e tomo uma postura ereta. Pode ser impressão minha mas parece que Vincent também ficou surpreso.

Vincent

Quando vejo que é ela, estremeço, eu não queria lhe causar mal algum, ela é tão bela, tão perfeita... Mas eu preciso fazer isso. Estou imerso em meus pensamentos, até que ela começa a falar.

--- Agora você pode me dizer o porque dessa palhaçada toda?- diz ela rude, parece que me reconheceu.

--- Do que você está falando?- digo rindo, mas posso ver ódio em seus olhos o que me faz tomar uma postura mais firme.

--- Pode me dizer o porque de ter trazido meu irmão pra cá?- ela parece não ter medo.

--- Se você quer saber mesmo, serei direto. Nós precisamos de mais um membro.

--- Mais um membro? Esses já não suficientes? Porque o meu irmão? Porque uma criança?...

--- Crianças são mais fáceis de ser manipuladas minha cara- digo pegando em seu queixo, e imediatamente ela tira minha mão bruscamente, é intrigante, não exita em me enfrentar, mas não consigo sentir raiva

Charllote

Estou morrendo de medo, mas não vou me deixar abalar, não agora. Eu já estou com raiva dele.

--- Bom, o meu irmão não, com ele você não fica, nem que pra isso eu tenha que morrer.

--- Você aceitaria morrer por ele? - ele parecia surpreso.

--- Ele é minha família, sangue do meu sangue. Sim, ao contrário de você, eu sei o que é amor.

--- Você acha que eu não sei o que é amor?

--- Isso mesmo- digo com um sorrisinho no rosto.

--- Então vamos propor um acordo, e aí seu irmãozinho fica livre.

--- Tudo bem- digo impassível, agora eu realmente estou com muito medo, mas eu preciso fazer isso pela minha família, só espero que meus pais ainda não tenham chegado em casa.

--- Você fica aqui, esquece de todos que ama, de todos que já conheceu, e eu deixo seu irmão viver- diz ele com um tom firme e ameaçador.

--- Eu aceito- digo, e uma lágrima rola em meu rosto. Eu realmente preciso fazer isso, essa ideia me machuca, mas eu não tenho escolha....




Notas Finais


Bjs ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...