História Red Blood - Interativa - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~YukineYamashita

Exibições 18
Palavras 882
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Magia, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


É, eu voltei! Desculpa ter excluído a fic, mas eu voltei e pretendo continuar :3

Capítulo 4 - The girls


                      "Quem são elas?"

Elisabeth olhou em volta, observando cada detalhe do quarto em que fora deixada. Era branco e azul, porém, um detalhe lhe chamou atenção.

Cada móvel presente no quarto possuia seu sobrenome escrito no tom prata, como se soubessem que ela estaria alí. Elisabeth engoliu em seco, sentindo um pouco de medo. O quarto tinha cheiro de madeira vitoriana e molhada, mas nada era velho e muito menos úmido. Olhou para a cama, e se deparou com um lindo vestido branco com detalhes dourados, aparentemente feito de um tecido caro. Duas sapatilhas brancas, novas, como se ninguém tivesse tocado nelas, eram um número a mais que o seu pé, mas de alguma maneira coube perfeitamente. 

Elisabeth se assustou, o vestido não estava alí antes, nem aa sapatilhas. Entrou no banheiro, que tinha o chão de madeira e um aroma de rosas, vermelhas. Viu uma toalha, e se lembrou que a mulher - Mirana - tinha mando-a se arrumar para conhecer os outros moradores, que no momento, estavam na escola.

Tomou um banho frio e não muito demorado, se enrolou na toalha e saiu do banheiro, olhando novamente para o vestido.

"Eles usam esses tipos de vestes para ficar em casa? Algo tão... Curioso." Pensou balançando a cabeça negativamente.

Vestiu o vestido, sorrindo ao saber que o mesmo coube perfeitamente em sí, entretanto, ainda era um pouco estranho. Colocou as sapatilhas e fez uma arco de tranças no cabelo azul, que batia um pouco mais abaixo dos seios, quase na cintura.

Ouviu batidas leves na porta, e quando ela foi aberta, Mirana estava lá, sorrindo ao ver a moça.

- Sim, o vestido coube em você. Não está esquecendo de nada? - Mirana mostrou a mão, que segurava o colar de Elisabeth. - Vire-se. Colocarei em você.

Ouviram a porta do hall de entrada, e um lindo sorriso formou-se nos lábios de Mirana, que fez sinal com a cabeça para que Elisabeth a seguisse. No começo, sentiu enorme receio, mas acompanhou a mulher até o hall de entrada. 

- Lee! Já falei para devolver-me o batom! - Uma voz gritou, e passos rápidos eram ouvidos, indicando que alguém estava correndo. Uma risada divertida e assustadora ecoou no local. 

- Crianças...? - A voz de Mirana, no começo da escada, como se pedisse a atenção de todos. Tinha um leve toque de superioridade, ordem. Feito, todos os olhos voltaram-se para ela. - Chae rin, meu anjo, entregue o que pertençe à Yumi. 

- Uou. - Disse uma garota, desviando a atenção para a moça de cabelos azuis que descia calmamente as escadas forradas por um tapete vinho. 

- Esta é Elisabeth, a nova moradora da casa, então....? 

- Tratem-na com respeito. - Continuaram. 

- Esta é Lee Chae Rin. - Disse olhando para uma moça que acenou com a mão, mas sem expressão.

- Maya Miura. - Olhou para outra garota, que aparentava ter 17 para 18 anos.

- Yumi. 

- Olá. - Sorriu uma garota de cabelos róseos e olhos amarelos.

- Kimi Takashima Suzuya. - Olhou para outra moça que não estava sorrindo, estava sentada ao lado de um garoto com cabelos liláses. Ambos tinham uma expressão que dava um calafrio na espinha.

- Espere... Onde está.... - Mirana foi interrompida.

- Buya! - Gritou uma garota que surgiu atrás de Elisabeth, rindo assustadoramente. - Que cabelo maneiro. De que época você é? Aya Matsuda, prazer em te conhecer, vim de 2015, e você?

- Matsuda, isso é jeito de se comportar? - Perguntou Mirana cruzando os braços, com uma expressão assustadoramente séria. - Sente-se. Por conta da senhorita Aya Matsuda, ficarão sem jantar por 1 hora. E só irão comer quando a janta estiver FRIA. 

- Que droga, Aya! - Rangeu um garoto de cabelos vermelhos e olhos verdes. 

- Qual é, gente! Eu quis me apresentar para a moça de branco aí, dá um desconto senhorita Mirana, por favor! - Implorou irônicamente Aya, rindo histericamente logo em seguida. Parou, e começou a falar sozinha. - Espere, eu deveria machucar Elisabeth e fugir? 

- Oque? - Murmurou Elisabeth.

- Ah, desculpa.... As vozes. - Bateu de leve em sua cabeça. Riu novamente. - É brincadeira, não é isso que elas estão dizendo.

Elisabeth notou uma coisa, todas as garotas usavam o mesmo vestido e acessórios que ela, exceto por uma espécie de coleira preta que elas usavam. 

- Perdão, Elisabeth. Aya é a que dá mais trabalho. - Desculpou-se Mirana.

- Não, tudo bem. - Sorriu Elisabeth, como se achasse tudo aquilo estranho e ao mesmo tempo normal.

- Esses são meus filhos: Subaru, o mais novo, Reiji, o segundo mais velho e Shuu, o mais velho. - Disse a mulher sem muita cerimônia. - E esses são os filhos de Iracebeth, minha irmã: Ayato, o mais velho, Laito, o segundo mais velho e Kanato, o mais novo.

Elisabeth olhou para o relógio, e se surpreendeu ao ver que era exatamente 00:00.

- Meia-noite? - Murmurou.

- Aqui o tempo voa. Meia-noite aqui em baixo é o mesmo que 21:00 lá em cima. - Explicou Lee, pacientemente.

- Onde está a mamãe? - Perguntou Kanato, suspirando pesadamente.

- Deve estar pintando as rosas. - Respondeu Kimi, pausadamente, sem interesse algum.

 

             "As melhores pessoas são loucas, as melhores pessoas são."


Notas Finais


Um pequeno trecho da música Mad Hatter, Melanie Martinez no final ^^
Espero que tenham gostadoooo!

~ Cookie 💕🕐💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...