História Red Eyes, The Soul On Fire - Capítulo 70


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Aventura, Drama, Magia, Romance
Exibições 6
Palavras 998
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Saga
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


OIE AMORES, TUDO BOM COM VOCÊS?
Então, esse realmente é o último capítulo desta fic... MAAAS
Irei começar uma segunda temporada!!!
Enfim, curtam bastante esse epílogo, ele será bem importante para entender o que virá a seguir.
Bjão e até as notas finais.

Capítulo 70 - Epílogo; Será o fim?


As estações foram se passando e tudo estava indo em plena felicidade para Kyllie e Magnus, que agora eram oficialmente casados. A algum tempo, Dominique havia descoberto a relação entre Judith e Theon. Porém, ao contrário do que todos pensavam, ela aceitou muito bem e até apoiou o casal.

E, para deixar as coisas ainda melhores, Kyllie e Magnus receberam a bela notícia de que seriam pais. O ruivo não conteve a felicidade no dia e Dominique teve de acalmá-lo diversas vezes. Como todo pai coruja, Magnus se preocupava com qualquer passo em falso que Kyllie dava durante a gravidez e a mesma apenas ria da preocupação do mesmo. Achava até fofo o jeito com que estava dando atenção a ela.

Toda Meridsh, que agora era composta por todos os quatro reinos (Volky, Albícia, Genon e a própria Meridsh), comemorava a chegada do herdeiro dos dois líderes. Tudo, de fato, estava maravilhosamente bem.

Kyllie neste exato momento, segurava firmemente a mão de Magnus enquanto toda a sua força era usada. A enfermeira olhava para ela com um olhar encorajador.

-- Vamos, majestade. Só mais um pouco. – Ela insistiu e Kyllie forçou ainda mais.

Logo sentiu seu corpo relaxar instantaneamente e um choro infantil foi ouvido por toda a sala.

-- Parabéns! É um menino! – A enfermeira se aproxima dos dois com um pequeno ser enrolado em uma toalha, entregando o mesmo nos braços de sua mãe, que no momento deixava as lágrimas de alegria caírem livremente.

-- Esse é meu garoto... – O ruivo diz com um sorriso de canto a ver sua mais nova preciosidade nos braços de Kyllie. – Como vamos chama-lo?

-- Aaron. – A morena o olha sorrindo. – O que acha?

-- É perfeito, minha rainha. – Magnus abraça os dois com carinho e dá um beijo na testa de cada um. – Eu amo cada um de vocês...

*

(Anos depois)

-- Mamãe, me conta uma história! – O pequeno Aaron, já com 5 anos, dizia eufórico enquanto se deitava em sua igualmente pequena cama cor azul claro.

-- Claro, meu amor. – Kyllie se sentou ao seu lado e acariciou seus cabelos negros iguais aos da mãe. – Que história quer que eu conte?

Com o passar dos anos, Kyllie e Magnus perceberam as semelhanças deles que foram herdadas por Klaus. O garoto nasceu com os cabelos e a personalidade forte da mãe, enquanto os olhos e o porte físico eram todos do pai.

-- Pode ser qualquer uma mamãe. – O garoto se cobriu enquanto olhava a mãe esperando a mesma contar sua história.

-- Tudo bem... Deixe-me ver... – Kyllie ficou pensativa por um instante. –Ah já sei. Era uma vez...

A morena mal começou a contar, o garoto já havia pegado no sono arrancando uma risadinha baixa de sua mãe. Kyllie lhe dá um beijo na testa e se levanta indo até a porta e saindo do quarto, assim fechando a porta atrás de si.

-- Ele já dormiu? – Kyllie não pode evitar de sorrir ao sentir os braços se seu amado envolverem sua cintura.

-- Já... – A mesma se vira ficando de frente com aquele par de olhos azuis profundos de Magnus.

-- Que bom, mas agora... – Magnus puxa Kyllie para mais perto e encosta suas testas. – ...é hora da minha atenção.

-- Tudo pelo amor da minha vida.

Assim eles selam seus lábios em um beijo carinhoso e cheio de amor. Kyllie sentia seu coração pular de felicidade, sua vida não poderia estar mais perfeita. Ela estava ali com seu amado e agora, eles tinham Aaron, o fruto do seu amor. Magnus se sentia da mesma maneira, pois depois de anos a procura, ele a havia encontrado.

Agora, olhando para trás, tudo aquilo tinha valido a pena. Cada lágrima, sorriso, risada, dor... Tudo isso valeu a pena, pois agora os dois tinham sido recompensados com aquele presente que era o pequeno Aaron.

Porém, será que aquilo era o fim? Será que de fato tudo aquilo tinha acabado? Isso era algo realmente duvidoso, pois enquanto todos estavam felizes e celebrando, pessoas ainda queriam se vingar de Kyllie e Magnus.

-- Vamos, Adam. – A loira dizia impaciente enquanto era seguida pelo garoto de pelo menos 7 anos.

-- Já vou mãe... – O garoto suspira e levanta a espada novamente. – Afinal, mãe, porque tenho que treinar tanto?

-- Para nos vingar, meu querido filho. – A loira deixa escapar um sorriso maldoso dos lábios. – Você e Eve serão nossa salvação, irão nos dar de volta tudo que perdemos.

-- E como nós vamos fazer isso? – O garoto arqueia a sobrancelha.

-- Matando Kyllie Damora e Magnus Flame. – Uma risada maligna ecoa por todo o lugar. – Você, meu filho, é o começo de uma nova era.

Enquanto isso, em um lugar isolado e desconhecido do oceano, uma pequena pedra viajava pelas correntes marinhas. A pedra, agora azul e sem brilho, abrigava uma tímida aura que queria mais que tudo sair da escuridão e da frieza daquele mar.

-- Eu só quero sair daqui... Socorro...

A voz sussurrava todos os dias, porém seu pedido nunca era ouvido... Pelo menos não até aquele momento.

A pequena pedra viajou por dias, meses, anos... Até finalmente encalhar em terra firme. Era uma terra distante, muito longe de Meridsh e dos antigos reinos de Genon e Albícia. A areia fora cobrindo lentamente a pedra até não sobrar nada mais que uma reluzente ponta que não havia sido coberta.

Um homem que passava ali, precisamente um mago, sentiu a presença distante dentro da pedra e, curioso, a pegou e a encarou pensativo. Rapidamente colocou a mesma no bolso de sua camisa e voltou para casa com a curiosidade de saber o que havia ali.

Quatro joias, quatro histórias e quatro destinos. Tudo pode mudar a partir de deste momento.

Agora, ficava a dúvida sobre o que viria no futuro... Será que esses quatro jovens cumprirão seus destinos? Será que suas histórias se cruzarão em breve? O mundo está preparado para tal acontecimento...?

Será que esse é o fim?


Notas Finais


Beeem, espero que tenham entendido a treta que virá pela frente, certo?
Desconfiam de quem sejam Adam e Eve?
E essa pedra? O que acontecerá com ela depois que esse mago a achou?
Todas essas perguntas serão respondidas mais pra frente.

Obrigada por ler essa fic, saiba que me ajudou muito
Beijos e abraços da Juuh. Nos vemos na próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...