História Red Garden - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Namjin, Taekook, Vkook
Exibições 72
Palavras 1.695
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


DESCULPA O SURTO, MAS ALGUÉM VIU O DEBUT DO PENTAGON?

Eu tava esperando isso há meeeses, finalmente meus bebês debutaram. Tô acompanhando cada processo de desenvolvimento deles e tô tão feliz por eles estarem sendo bem aceitos s2

Pequeno merchan aqui, até criei um tumblr pra eles, quem quiser acompanhar é o FYEAHPENTAGON ♡

Agora foco na fanfic!

Gente, me desculpa pela demora :( Não me senti muito bem escrevendo o lemon, mas ele era necessário para o desenvolvimento da história. Espero que esse capítulo não tenha ficado muito lixoso.

Se ainda estiverem acompanhando, deem um sinal de fumaça aí nos comentários, please ;(

Ah, e eu comecei uma fanfic colegial com TaeKook, High Skool Luv, caso queiram acompanhar. E em breve, quando o final desta estiver encaminhado, começarei outra fanfic TaeKook no universo ABO (alfas, ômegas e betas).

Boa leitura.

Capítulo 13 - Dope


Naquele momento, Taehyung sentia a ereção de Jungkook roçando em sua bunda e não ousava se mexer para não acabar com aquela sensação gostosa. Ele mesmo já se sentia animadinho e sabia que seu próprio membro já dava sinais. Era sempre daquela forma que ele ficava quando Jungkook começava a provocá-lo.

- Hyung... - Jungkook sussurrou em seu ouvido. - Eu não vou aguentar muito tempo aqui, então temos duas opções. A primeira é a mais chata, mas ainda assim prazerosa. Você vai colocar essa sua boca linda no meu pau e mostrar como gosta de beber leitinho...

Taehyung estremeceu com aquelas palavras, mas ainda conseguiu manter uma certa firmeza na voz.

- E a segunda opção, Kook?

- Você vai me deixar foder essa tua bundinha gostosa pela primeira vez e eu juro que você jamais vai esquecer desse dia.

- Caralho, Jeon! - Taehyung se remexeu por baixo do mais novo, visivelmente afetado pelo jeito direto como aquelas palavras foram pronunciadas.

- Você quer, hyung?

- Para de se fazer de santinho com essa voz fofa e "hyung" pra cá, "hyung" pra lá. - O mais velho enfim se remexeu de novo e Jungkook permitiu que ele se virasse. Agora estavam frente a frente, com Taehyung ainda por baixo.

Taehyung deslizou os dedos no emaranhado de fios negros do mais novo e o puxou para si, a fim de selar seus lábios. Beijaram-se com certa violência, pois tudo ali os levava a um profundo desejo um pelo outro, até que se afastaram com o lábio inferior de Jungkook sendo mordido de leve e Taehyung sussurrando.

- Só vem.

- Mesmo?

Taehyung riu baixo, fitando-o nos olhos.

- Agora a pouco você queria minha bundinha virgem... desistiu? - Jungkook acompanhou o riso.

- É porque eu sempre fico com uma vontade enorme de te foder, mas ao mesmo tempo não queria te assustar ou machucar. Eu nunca fiz isso com alguém virgem. Lembro bem que na minha primeira vez doeu pra caramba.

- Kook, você sabe que eu não me importo com dor... - Passou os dedos pela bochecha rosada de Jeon. - Sei que com você vai dar tudo certo.

Jungkook precisava apenas daquele voto de confiança para se sentir pronto para fazer o que viria a seguir. Precisava preparar o corpo de seu hyung para recebê-lo, então se afastou um pouco para alcançar a mesinha e retirou algo de sua gaveta. Deixou o objeto ao lado dos dois na cama, então voltou sua atenção para os lábios de Taehyung.

Iniciaram um beijo calmo, apenas os lábios se movimentando com direito a algumas mordidinhas. Então a língua de Jungkook pediu passagem e Taehyung concedeu, com ambas as mãos voltando a se perder nos fios negros do mais novo. Adorava mexer nos cabelos de Jeon desde quando reparara que aquilo era um ponto fraco do garoto. O beijo gradativamente foi se tornando mais intenso e só pararam para puxar o ar e retirar a blusa de Jungkook, já que Taehyung já estava sem o moletom desde a massagem.

Jungkook levou uma das mãos por dentro da calça de Taehyung e começou a massagear o membro já desperto e que ficava cada vez mais ereto entre seus dedos. Aproveitou o momento para se livrar das últimas roupas que cobriam seu hyung, deixando-o completamente nu em sua cama. Era uma visão deliciosa.

Voltou a acariciar o falo, passando o polegar diversas vezes pela glande, enquanto se deleitava com Taehyung grunhindo e de os olhos semicerrados. Ele tentava ver todas as ações de Jungkook, mas por vezes acabava se esquecendo de tudo e aproveitava apenas aquele calor que se alastrava por todo o seu corpo. Podia jurar que estava com febre no momento em que sentiu  a boca de Jungkook preencher seu membro e iniciar deliciosos movimentos de vai e vem.

Jungkook o chupava como se quisesse torturá-lo, era lento, às vezes até ia mais rápido quando notava Taehyung já impaciente, mas logo voltava à lentidão, sentindo a textura de cada centímetro daquele membro que desejava ter todos os dias.

Sem afastar-se do meio das pernas de Taehyung, Jungkook pegou o objeto que havia colocado ao lado de ambos instantes antes. Abriu-o e espalhou algo entre os dedos indicador e médio.

- O que é isso? - O mais velho questionou, curioso.

- Algo que vai te ajudar a não sentir tanta dor.

E dizendo isso, Jungkook afastou um pouco as pernas de Taehyung, deixando sua entrada agora visível. Ele voltou a dar atenção ao membro de Taehyung, dessa vez chupando uma de suas bolas, sugando-a completamente e segurando-a dentro de sua boca por alguns instantes. Quando viu seu hyung arqueando as costas e elevando minimamente o quadril, aproveitou para circular o dedo indicador pela entrada do mais velho.

Depois de chupar, sugar, lamber os testículos de Taehyung e levar embora um pouco de sua sanidade, Jungkook voltou a investir e praticamente engolir o membro dele. O pré gozo estava em todo lugar. Notando que o mais velho estava completamente entregue, pouco a pouco Jungkook foi introduzindo o dedo indicador em sua entrada. Forçava-o minimamente e depois o retirava, só para repetir o movimento várias e várias vezes, quase como se estivesse brincando.

Ele não era muito bom com preliminares, mas sabia que com Taehyung tinha que ser o tratamento completo. Portanto, parou brevemente só para espalhar mais lubrificante entre os dedos. Era hora de introduzir um segundo dedo minimamente e testar os limites do hyung.

O mais velho segurava firmemente o lençol com uma das mãos, enquanto a outra acariciava a nuca de seu dongsaeng, que estava cumprindo com honras ao mérito a missão de enlouquecê-lo. Já sentia dois dedos invadindo sua entrada. Seu corpo parecia querer rejeitar aquele contato, ao mesmo tempo em que sentia um prazer inexplicável. Podia ser a boca de Jungkook quando lambeu suas bolas ou agora mesmo testando também seu próprio limite ao praticamente engolir seu membro. Taehyung foi mais além e forçou seu quadril para a frente, fazendo sua ereção tocar fundo na garganta de Jungkook, que quase engasgou.

Com uma breve espiada, notou que Jungkook tinha lágrima dos olhos, mas ainda abocanhava seu pau como se sua sobrevivência dependesse daquilo. Forçou mais uma vez o quadril, com a visão do moreno novamente engasgando, e não parou, pois não viu resistência alheia, o outro parecia estar gostando tanto quanto ele próprio. Foi quando sentiu um terceiro dedo forçando sua entrada. Aquilo foi suficiente para dar uma leve puxada nos cabelos de Jungkook, pedindo para que ele se afastasse, pois iria gozar. Apesar de se afastar, o mais novo continuou brincando com os dedos em sua entrada, e mesmo depois de se liberar sujando os lençois da cama alheia, Taehyung ainda sentia prazer naqueles movimentos.

Jungkook ficou de joelhos na cama, por entre as pernas de Taehyung que continuava entregue na sua frente. Liberou-se então de suas próprias roupas, deixando visível agora a sua própria ereção. Enquanto este lambuzava seu membro com lubrificante, Taehyung se perguntou como aquilo tudo caberia dentro de si.

Sendo ainda mais carinhoso do que já era, Jungkook selou seus lábios nos de Taehyung e deixou os corpos bem próximos.

- Hyung, se doer muito você me avisa... - E sussurrou. - Embora eu esteja torcendo muito para que não doa nada, porque eu quero muito fazer isso contigo.

E dizendo isso, guiou seu membro até a entrada de Taehyung e começou a forçá-la devagar. Aquilo pareceu uma eternidade. E Jungkook não sabia se tinha acertado a sorte grande por ter alguém tão gostoso como aquele garoto ao seu lado ou se toda aquela tortura era algo realmente bom. Porque queria muito forçar de uma vez e foder Taehyung até o mesmo gemer seu nome e gozar de novo. Mas também queria protegê-lo e fazer ele gostar daquilo, para que pudessem repetir o ato infinitas vezes.

Para Taehyung, a dor começou sendo quase insuportável. Era diferente de todas as dores que estava acostumado a sentir e que lhe davam prazer. Mas então Jeon parou de forçar e ficou ali, parado. Começou a distribuir beijos e mordidas no pescoço de Taehyung e aquilo o distraiu um pouco de seus pensamentos. Devia pensar menos e sentir mais, era isso. Abraçou Jungkook, arranhando de leve suas costas com suas unhas curtas, e percebeu que estava ele próprio forçando sua entrada contra o moreno. Queria mais movimento, queria voltar a sentir aquela dor estranha.

Então Jungkook obedeceu o pedido mudo e começou a estocá-lo. Uma vez, duas vezes, três vezes. Cada vez deslizava mais, fosse pelo gozo, fosse pelo lubrificante ajudando, e a cada vez ia mais fundo. E já era possível escutar os gemidos abafados de ambos, o calor do momento fazendo com que sussurrassem seus nomes, além de palavras desconexas.

Taehyung era bastante apertado ainda, e involuntariamente seus músculos às vezes se contraíam, fazendo Jungkook fechar os olhos com força e praguejar mentalmente. Não queria ser um adolescente virjão e que goza nas primeiras investidas. Precisou se controlar ao máximo, pois queria dar mais prazer a Taehyung e mostrar o quanto ele era perfeito para si e o quanto precisava dele em sua vida.

Ao escutar Taehyung gemer alto e se contrair um pouco entre seus braços, sabia que havia encontrado sua próstata, então passou a dar investidas ali, e permitiu também se aproveitar dos rápidos movimentos que faziam para gozarem juntos. Suas bolas batiam ritmadas na bunda de Taehyung, toda aquela atividade começava a fazer seu corpo suar de tão quente ambos estavam, então Jungkook observou o mais velho dar um último gemido e sabia que ele havia gozado de novo. Sua entrada se contraiu violentamente, o suficiente para envolver firmemente o membro de Jungkook e ajudar o moreno a gozar também, preenchendo todo o interior de Taehyung com seu gozo.

Alguns segundos mais tarde, Jungkook retirou-se de dentro de seu hyung e deixou-se cair por sobre o corpo dele, a respiração de ambos acelerada e os corpos suados agora abraçados não queriam se afastar.

Em um ato fofo, o mais novo escondeu o rosto entre o pescoço de Taehyung e disse baixinho.

- Eu te amo, TaeTae.


Notas Finais


AEEEEE! Espero que tenham gostado ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...