História Red Huntress - Capítulo 12


Escrita por: ~ e ~onedmoon

Postado
Categorias Ariana Grande, Camila Cabello, Colleen Ballinger (Miranda Sings), Elizabeth Gillies, Fifth Harmony, Harry Styles, Justin Bieber, Kendall Jenner, Kylie Jenner, One Direction
Personagens Ally Brooke, Ariana Grande, Camila Cabello, Colleen Ballinger (Miranda Sings), Dinah Jane Hansen, Elizabeth Gillies, Harry Styles, Justin Bieber, Kendall Jenner, Kylie Jenner, Lauren Jauregui, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Normani Hamilton, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Ariana Grande, Camila Cabello, Fifth Harmony, Harry Styles, Jariana, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Louis Tomlinson, One Direction
Visualizações 47
Palavras 1.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOA LEITURA

Capítulo 12 - Selena


Fanfic / Fanfiction Red Huntress - Capítulo 12 - Selena

Quebrei minha troca de olhares -quem me dera fosse com um boy magia- com Lauren para meu celular que avisava que uma nova mensagem de um número desconhecido havia chegado, abri a mesma.

 

“Banheiro feminino, agora!”

 

Franzi o cenho e olhei ao redor notando Camila entrando dentro do banheiro feminino.

 

— Eu já volto. — avisei a todos.

— Onde vai? —Colleen gritou quando eu já estava no meio do corredor.

— Banheiro. — gritei de volta.

 

Continuei meu caminho e em instantes, arrastava um dos lixos de metal do banheiro para impedir que a porta abra e Camila terminava de abrir a última porta dos sanitários.

 

— Por que Lauren voltou? — perguntei, Camila focou seu olhar em mim.

— Eu não sei, mas achei estranho, digo, ela some por dias, e do nada volta? Nem seus pais sabiam onde a mesma estava.

—Você acha que tem haver com — diminui o tom de voz. — A sociedade negra?

— Eu não sei. — Camila passou a mão pelo rabo de cavalo. — Mas tem algo que eu queria lhe mostrar. — Camila retirou um papel dobrado de trás do bolso da calça e entregou-me, era um endereço. — Rastreei o celular de Lauren, e ao que tudo indica, no dia que ela sumiu, ela estava neste endereço. — Apontou para o papel, era do lado oposto ao do colégio, shopping e todo o lugar que eu conhecia, principalmente a sociedade vermelha.

— O que você acha que é?

— Sinceramente? Não sei, mas tenho minhas dúvidas de que esteja relacionado a Sociedade Negra. — sussurrou a última palavra. Arregalei os olhos.

— Você contou para Harry? Para os superiores?

— Não, eu não tenho muita proximidade com Harry e as garotas não são minhas maiores fãs. — suspirou. — E os superiores pediram para eu não os comunicar novamente por besteiras como da última vez. Então, sobrou você e neste momento, só confio em ti. — sorri.

— Quer que eu vá até lá?

— Sinceramente? Não, não sabemos o que pode ter e quem pode estar lá, não quero que você se arrisque por minha causa, mas… — a interrompi.

—Mas ou é eu ou nada. — Camila sorriu fraco. Respirei fundo, pensando nos prós e contras. Eu estava com medo, mas Camila já fazia muito por conviver com Lauren e aturar suas babaquices, enquanto eu, comparada a Camila, Harry, Liz e as meninas, não fazia porra nenhuma. — Aceito. — os olhos de Camila brilharam, com um misto de alegria e receio.

— Eu agradeço Ari, mas por favor, me prometa que tomará todo o cuidado possível, e que se ver algo de estranho, vai dar meia volta e ir embora no mesmo instante. — Camila pediu segurando meus ombros.

—Eu prometo, irei após o termino das aulas. — Camila ia falar algo mas alguém tentando abrir a porta a interrompeu.

— Boa sorte, meu número está atrás do papel, qualquer coisa me ligue. E não se esqueça que agora, você sabe quem realmente é e do que é capaz. — arrastou o lixo e saiu do banheiro enquanto eu ia em direção a um dos sanitários.

 

(...)

 

Esperei a sala e o colégio esvaziar após o sinal bater, dando uma desculpa a meus amigos de que teria que ficar para fazer um trabalho na biblioteca. Após vinte minutos esperando, levantei-me e encaminhei-me em direção a saída. De acordo do que vi no Google, o local não era do outro lado da cidade como eu achava, mas sim a trinta minutos da escola, uma hora e cinco minutos a pé. Sem ônibus naquele horário, respirei fundo e ajeitei minha mochila no ombro para a longa caminhada que terei.

Depois de quase meia hora andando, percebi que um carro estava me seguindo a mais de dez minutos. Franzi o cenho ao olhar a placa do carro, eu já havia a visto. Minhas suspeitas foram confirmadas ao ver o ser loiro abaixar o vidro e me encarar com uma sobrancelha arqueada.

 

— Olá docinho. — revirei os olhos.

— Que foi? Está planejando me atropelar novamente?

— Eu quase, lhe atropelei, e foi você que não olhou ao atravessar a rua. — revirei os olhos de novo.

— Tanto faz. — ignorei-o e voltei a andar.

— Onde está indo?

— Para a puta que pariu, é para onde eu estou indo.

— Que grosseria garota a menstruação está atrasada? — virei-me revoltada para ele que gargalhava. — Ok desculpe, quer uma carona?

— De você? Não valeu.

— Qual é, estou tentando ser legal.

— É melhor treinar mais.

— Na moral Ariana, quer carona ou não porra? — o encarei séria e bufei.

— Vai se fuder. — dei a volta no carro e entrei no mesmo fazendo Justin arrancar no mesmo instante.

 

(...)

 

— Pare aqui, por favor. — pedi e Justin parou com o maxilar travado, estava assim desde que lhe contei o bairro para onde eu precisava ir.

— Certeza que este é o lugar certo? — Justin perguntou quando eu já estava com um pé para fora do carro.

— Sim, obrigada pela carona. — fechei a porta e esperei o carro se afastar para começar a andar. Não quis que Justin parasse na rua que constava no papel, então, tive que andar um quarteirão para chegar em meu destino, um beco escuro e sem saída. Quando estava prestes a entrar no beco, gritos vindo de dentro do mesmo me pararam. Eu não conseguia entender bem o que se era dito, porém o barulho de um tiro e sangue sendo respingado sobre mim fez meus olhos arregalaram-se e um grito sair pela minha boca, abafado por uma mão sobre ela e meu corpo sendo jogado na parede.

 

— Que porra você veio fazer aqui? — Justin perguntou furioso, porém não consegui falar nada devido ao choque. — Merda, vem, vamos sair daqui. — Justin segura minha mão e me arrasta de volta para o carro que estava parado a poucos metros daqui, mas antes que pudéssemos entrar no mesmo, uma voz quebra o silêncio que havia se instalado após o tiro.

— Justin? — Justin virou-se rapidamente em direção a voz. Uma garota morena, alta e magra encontrava-se a poucos metros de nós. Mas não foi isso que chamou-me a atenção, e sim suas roupas pretas com respingos de sangue.

— Selena.

 


Notas Finais


Hey hey, mil desculpas pela demora, bateu um bloqueio de criatividade aqui!
Sorry por parar nesta parte também mas...EU AMO DEIXAR LEITORAS CURIOSAS.
SELENA NA PARADA GALERA, TÃM TÃM TÃM
QUASE 80 FAVORITOS SOCORRO
BEIJOS E ATÉ O PRÓXIMO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...