História Red lips of a killer - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bts, Jungkook, Red Lips Of A Killer
Visualizações 16
Palavras 1.677
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia)
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Sua princesinha esta segura?



                Luna on


Rick já esta se recuperando, ele esta muito preocupado com a S/n mesmo não sabendo das alucinações dela, eu evitei contar à ele para não preocupá-lo, ele ainda não me disse o que aconteceu no acidente, sempre que venho ele está dormindo, o medico disse que é normal que é por causa dos remédios fortes que ele está tomando. 

-Rick..?

Eu disse entrando no quarto e não me surpreendi em vê-lo dormindo como sempre.

Depois de alguns minutos ele se mexeu e abriu os olhos devagar. 

-Luna...

Ele disse se sentando na cama e eu fui até ele. 

-Você esta melhor? 

Ele assentiu e me olhou. 

-Eu preciso sair daqui. 

Ele disse tentando levantar.

-Não você não pode. 

Eu disse o impedindo. 

-Você não entende a S/n está em perigo. 

-O que? 

-O acidente não foi por acaso. 

Eu franzi o cenho totalmente confusa. 

-Como assim? 

-Alguém sabotou os freios do carro eu tenho certeza. 

Ele dizia com firmeza. 

-Mas os polícias disseram que foi o outro motorista que estava alcoolizado.

-Pode até ser, mas os freios falharam eu sei o que eu estou com falando Luna. 

-Com licença. 

Disse uma enfermeira entrando no quarto. 

-Eu vim fazer alguns exames diários. 

-Tudo bem eu estarei lá fora. 

Eu sai do quarto pensativa, será que alguém quis matar o Rick? Mas quem? Eu sei nós trabalhamos para a máfia e temos muitos inimigos mas no momento nenhum deles me vem na cabeça até porque estamos à pouco tempo na Coreia do Sul e poucos sabem que estamos aqui. Realmente é uma grande estratégia nos atacar enquanto a S/n está vulnerável. 

-Vamos?

Disse o Rick já vestido saindo do quarto. 

-O que? Como assim? 

-Relaxa a enfermeira me deu alta. 

-Mas que eu saiba é o médico que dá alta. 

Eu vi a enfermeira sair do quarto com a boca vermelha e pisca pro Rick, ah...agora faz sentido. 

-Você é inacreditável. 

Eu disse para ele que sorriu. 

-Eu vou levar isso como um elogio. 

Eu revirei os olhos e nós fomos para o carro. 

Assim que chegamos nós entramos e a S/n estava no sofá lendo um livro e o Rick correu até ela. 

-Como você esta?

Ele disse preocupado. 

-Bem, e você é. ..?

-Você realmente perdeu a memória? Não lembra de mim? Sou eu o Rick. 

Ela sorriu. 

-Onde esta o Jungkook? 

Eu perguntei. 

-Ele saiu. 

Ela respondeu guardando o livro. 

-Eu vou dormir um pouco. 

Disse o Rick subindo para o seu quarto. 

-Luna, eu preciso de um favor. 

-O que é? 

-Eu preciso que me leve em um lugar. 

-Eu não posso...

-Então me dê a chave do carro. 

-Eu não posso S/n, Jungkook me mataria. 

-Tudo bem...

Ela disse triste subindo as escadas.

O Jungkook chegou falando no celular.  

-Tudo bem. Sim. 

Ele desligou e me olhou. 

-Quem era?

Eu disse sendo um pouco intrometida. 

-Meu pai, ele vai chegar de viajei hoje à noite. 

-No meio dessa confusão já havia me esquecido que ele estava viajando. 

Eu disse me sentando no sofá. 

-Eu estou um pouco preocupado. 

-Com o que? 

-Ele disse que tem algo sério à nos falar.  

-O que será? 

-Eu não sei. 

Ele disse passando a mão nos cabelos. 

-Onde a S/n está? 

Ele perguntou. 

-Ela esta lá em cima. 

-Eu vou ver como ela está. 

Eu assenti vendo ele subir a escada, eu ainda preocupada com o que o Rick disse...


                 S/n on


Eu estava no quarto, eu lembro do acidente do Rick mas ainda não esta tudo claro é muito estranho a sensação de não saber do seu passado, eu lembro de algumas lembranças da minha mãe mas são poucas. 

Eu estava na cama e a porta abriu e o Jungkook entrou. 

-Você demorou. 

Eu disse cruzando os braços e ele riu. 

-Você é tão fofa sabia. 

Ele disse se deitando na cama. 

-Ah, o meu pai vai chegar hoje. 

-Que bom! Eu quero pergunta à ele sobre a minha mãe. 

-Você já conseguiu se lembrar de algo?

Ele perguntou. 

-Sim, eu conseguir lembrar de algumas coisas e do Rick. 

Ele se sentou e me olhou um pouco triste. 

-O que? 

Eu perguntei me aproximando dele. 

-Você lembrou dele mas não lembrou de mim da primeira vez que me viu. 

Ele disse fazendo um biquinho muito fofo e eu ri. 

-Kook não seja bobo. 

-Do que você me chamou? 

Ele perguntou me olhando intensamente e eu fiquei um pouco nervosa. 

-De Kook, por que? Você não gosta? 

Eu perguntei. 

-Pelo contrário. 

Ele sorriu e eu também. 

-Eu quero me chame assim. 

Ele disse e eu assenti, nós nos aproximámos e quando nossos lábios iam se tocar a campainha tocou. 

 

            Jungkook on


Ela me chamou de Kook, eu geralmente odeio que me chamem de apelidos mas quando ela me chamou foi diferente, eu ainda não estou acostumado a isso de amar alguém eu nunca senti isso antes, perto dela eu sinto que tenho cuidar dela, ela despertou em mim um lado que eu não conhecia. 

-Eu vou lá ver quem é. 

Eu disse saindo do quarto e indo até a sala e a Luna estava falando com os meninos. 

-Jungkook, nós viemos falar sobre o carregamento novo que chegou. 

Disse o Namjoom vindo até mim. 

-Vamos até o escritório. 

Nós fomos para o escritório e os meninos ficaram na sala com a Luna. 

-As novas mercadorias do Japão chegaram e nós estamos um pouco preocupados. 

Ele disse. 

-Com o que? 

-Eu acho que estamos sendo vigiados. 

-Como assim? 

-Nós estamos desconfiando que a Máfia Chinesa esta nos vigiando, nós não sabemos como mas temos que ficar espertos eles podem estar nos vigiando agora mesmo. 

-Por que eles estariam nos vigiando? 

-Contas com o seu pai. 

-Mas ele nunca me falou que tinha negócios com a Máfia chinesa. 

Eu disse pensativo. 

-Talvez fosse segredo. 

...

Já estava de noite e todos já estavam dormindo eram 01:30, eu estava esperando o meu pai. Ele entrou e me olhou. 

-Você estava me esperando? 

-Sim, eu preciso falar algumas coisas que não podem esperar. 

-O que? 

Ele disse se sentando no sofá à minha frente. 

-Por que não me disse que tinha negócios com a Máfia d china?

Ele me olhou um pouco assustado. 

-Por que esta perguntando isso? 

-Namjoom disse que eles podem estar nos vigiando. 

-Mas...onde esta a S/n? 

Ele disse a última parte preocupado. 

-Ela esta dormindo, também precisamos falar sobre ela, ultimamente ela estava tendo alucinações. 

-É até normal pelo choque que ela levou quando disseram à ela que ela era uma mafiosa. 

Ele disse. 

-Mas o que você queria dizer quando ligou?

-Ah sim, eu preciso que ligue para o galpão e chame todos pra virem até aqui. 

-Mas pra quê? 

Eu o questionei, ele respirou fundo. 

-Joe eu preciso falar com você. 

Disse a Luna descendo a escada. 

-Sobre o que? 

-É uma coisa que o Rick me disse. 

Ela disse vindo até nós. 

-O que ele disse? 

Eu perguntei. 

-Ele acha que alguém quis matar ele naquele acidente. 

Ela respondeu.  

-Como assim? 

-Ele disse que quando ele estava dirigindo o freio falhou. 

Ela disse nos olhando. 

-Tudo isso está muito estranho. 

Eu disse olhando para o meu pai. 

-Nós precisamos descansar, amanhã nós conversamos melhor. 

Ele disse subindo a escada. 

-Jungkook...

Ele me chamou e eu a olhei. 

-Não sai de perto da S/n. 

Ela disse um pouco preocupada. 

-Não se preocupe. 

-Ande vá ela precisa de você. 

Ela disse e eu assenti e fui para o quarto, eu fechei a janela e fui até a cama onde a S/n dormia, eu deitei e fiquei imaginando como nós estaríamos se ela não tivesse perdido a memória, entre os meus pensamentos senti ela me abraçar de lado, eu sorri e retribui ao abraço e fiquei fazendo carinho nos seus cabelos e logo dormi. 

Eu acordei de manhã e a S/n estava dormindo sobre o meu peito, eu a deitei na cama com cuidado e fui até o banheiro tomei um banho e vesti uma calça preta e uma camisa cinza, eu fui até a sala e a Luna estava lá conversando com o Rick. 

-Jungkook, o seu pai quer falar com você no escritório dele. 

Disse a Luna. 

-Tudo bem. 


                 Luna on


O Jungkook foi até o escritório e o Rick o seguiu com o olhar, Rick ficou com ciúmes depois que eu contei que a S/n estava muito mais próximas do Jungkook, eu até o entendo, foram anos junto com a S/n nessa máfia e eles sempre foram próximos e agora com o Jungkook as coisas mudaram. 

Depois de um tempo o Jungkook saiu junto com o Joe do escritório. 

-Luna, nós iremos sair para resolver algumas coisas no galpão. 

Disse o Joe. 

-Eu vou junto. 

Disse o Rick levantado. 

-Tudo bem, Luna fique para tomar conta da S/n.  

Disse o Jungkook e eu assenti vendo eles saírem. 

Estava de tarde e a S/n estava no quarto, eu estava no sofá lendo um livro quando ouvi um barulho vindo do jardim, eu peguei a minha arma e fui até a janela, não havia ninguém então voltei pro sofá mas alguém me agarrou e colocou um pano no meu rosto e eu desmaiei...


                  S/n on


Eu ouvi alguns barulhos na sala e fui ver se era o Jungkook, não tinha ninguém na sala eu estranhei e fui  a cozinha e nem a Sook estava, quando eu voltei pra sala vi a Luna desmaiada perto do sofá. 

-Luna!

Eu disse indo até ela desesperada e eu senti alguém me puxar e eu desmaiei quando alguém tapar o meu rosto com um pano. 


             Jungkook on

 

Nós estavamos no galpão junto com os meninos vendo o caminhão de armas que havia chegado. 

-Jungkook? 

Disse o Jimin. 

-Você parece estar viajando. 

Ele disse rindo. 

-Eu só estava pensando um pouco. 

-Em que? 

-Em algumas coisas que estão acontecendo, eu estou um pouco preocupado. 

-É a S/n não é ?

Eu respirei fundo e assenti. 

-Nunca pensei que Jeon Jungkook o Maior chefe da Máfia da Coreia iria se apaixonar. 

Eu ri e senti o meu celular vibrar, quando eu peguei era uma mensagem de um número desconhecido. 


Numero desconhecido: Sua princesinha esta segura?  




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...