História Red Roses. - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Maryam000

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Diabolik Lovers, Drama, Mistério, Mutilação, Sangue
Visualizações 19
Palavras 2.409
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieee!!!
Eu sei, eu sei... Demorou muito para postar esse cap!
Não briguem comigo! briguem com a escola!okk?

Boa Leitura!!!

Capítulo 4 - Noivas?


♥Capítulo IV

 " I fight with you, bit deep inside i love you. "


P.V.O Narrador


Asuna e Sakura estavam andando, ou melhor, rodeando a mansão inteira para tentar achar alguma empregada, mordomo ou o próprio homem com quem Sakura fez a aposta.


Elas novamente se encontravam no corredor principal. 


— Essa merda de mansão não tem uma barata para dizer que está viva — Diz Asuna chutando um dos pilares que tinha no corredor.


— Mas é lógico, com você completamente parada nunca acharemos ninguém — Fala Sakura se virando subindo as escadas como fez da primeira vez.


— Grr! Que ódio! -- Falou Asuna estressada,  dava passos fortes a cada degrau.


-- Ódio é uma palavra muito forte -- Murmura Sakura.


-- Problema é seu! Você acha isso! 


-- Isso mesmo o problema é meu! E eu nem me importo com oque VOCÊ acha!


As duas começão a brigar no meio da enorme escada, quando as duas param e olham para a porta principal que estava sendo aberta.


-- Ótimo! Finalmente um ser existente nessa casa. -- Asuna diz sarcástica ainda olhando a porta.


P.V.O Tougo


Eu estou indo ver meus filhos e suas duas novas noivas, eu ainda não acredito que a outra só foi só para salvar sua amiguinha. 
Quando cheguei, comecei a ouvir gritos, será que elas estão com medo?


A limousine já se foi, e já fui entrando e os gritos aumentado.


-- Ótimo! Finalmente um ser existente nessa casa -- Fala uma voz sarcástica quando abro a porta, era aquela amiguinha histérica da apostadora, se não me engano Asuna.


-- Imagino que já tenham falado com meus filhos não? -- Disse


-- ... Você tem filhos? Eu com certeza já tenho muita dó de você ser o pai deles...-- Diz Asuna cochichando a última fala, mas deu para mim escutar muito bem. E não me sinto nem um pouco ofendido vindo de uma humana imunda.


-- Mas o que está acontencendo aqui? -- Reiji aparece atraz das meninas que se assustaram um pouco Asuna.

P.V.O Asuna


Depois daquele cara estranhamente ter aparecido atrás de mim e Sakura e também parecer muito com ela, ele começa a conversar com o pedofilo. Depois de algum tempo ele nos levou para uma sala e nos pediu para sentar. Ele fez algumas perguntas como nossos nomes, de onde viemos, etc... Mas, como eu estava estranhando muito ele decidi não responder. Sakura notou e respondeu por mim sem que percebe-se que eu não estava bem se importando com oque ele dizia. Ela era boa nisso, isso já me ajudou em muita coisa.


No meio de uma das perguntas, um menino de mais ou menos 17 anos de cabelos ruivos. Ele apareceu completamente do nada sentado na poltrona da sala.


-- De onde caral... -- Sou interrompida por outro garoto, um albino.


-- Então era vocês que interrompiam meu precioso sono -- Grita o garoto que, soca a parede fazendo um buraco.


O Harry Potter do Paraguai foi brigar com o menino, enquanto o ruivo tretava com o pai dele. Eles são normais? Me pergunto. Sakura não parece se importar muito, então faço o mesmo, até um cara de chapéu aparecer no topo da escada com uma cara maliciosa.


--Fufu~ Parece que estava certo, teremos novas bich-chans agora-- O de chapéu diz com malícia olhando para mim e Sakura... Espera, ele nos chamou de cadelas?


-- Cadela é sua mãe seu arrombado!-- Retruco


Antes dele responder um menino com um ursinho apareceu também do nada.


-- Quem são vocês? Vocês tem um cheiro forte...-- Fala o de ursinho. Até que ele e fofinho.


-- Ah, me chamo Asuna... E você...?


-- Kanato.-- Kanato diz, e depois murmura algo para seu urso, Teddy pelo que ouvi.


 Quando logo percebi que também tinha um loiro deitado no sofá, quantos filhos esse pedofilo tem?


-- O que pensa... que está fazendo aqui?-- o loiro fala com preguiça para seu pai.


-- Eu só vim até aqui para apresentar aos meus queridos suas novas noivas! -- diz sarcástico quando ele se refere aos seus filhos, como havia pensado, um péssimo pai.-- Estas são Asuna e Sakura.


-- Nós não fizemos nenhum acordo sobre noiva Tougo! -- Sakura diz sendo direta, mesmo com os filhos dele olhando.-- Só falamos que nós iriamos morar nessa mansão, pelo que estou lembrada.


-- Ah, não disse?-- Ele continua-- Que pena, agora já sabem.
Eu e Sakura cerramos os punhos, até que não somos tão diferentes assim...


Tougo dá uma piscadela e sai da sala, eu e Sakura encaramos os garotos e eles nos encaram de volta, até que o Harry Potter do Paraguai decide abrir a sua boca:

-- Desculpe nossos modos, esse é Shu, sou Reiji, esses são os trigêmeos Ayato, Kanato e Laito, e o último filho Subaru.-- Depois das apresentações dos irmãos, não escutei mais nada além de que iram nos monstrar nossos quartos, e assim foi feito um mordomo apareceu e levou eu e Sakura para nossos quartos.


Chegando no quarto vi que não era tão ruim assim, era até que muito bonito e fo meu gosto. Era tudo preto, branco e dourado, um tapete felpudo branco no meio do quarto para decoração encima um banco quadrado preto, um guarda roupa preto e branco, uma penteadeira preta com detalhes dourados, a cama preta com decorações douradas, com leçois e traveseiros brancos e um lençol dourado,três abajures um encima da penteradeira e 2 ao lado de dois criados mudos ao lado da cama, duas janelas com cortinas douradas, uns quadros para decorar,  e um banheiro.


Pelo menos eles dão tudo do meu gosto, tirando o estilo mais antigo eu gostei. As minhas malas estavam do lado da cama, organizei tudo no guarda roupa (Do meu jeito, claro), e uma ou outra coisa guardei nas gavetas do criado mudo e penteadeira.


Depois de arrumar tudo, vou para a cama e durmo.


Depois de pelo menos meia hora dormindo, fui acordada pela Sakura, que estava sentada so lado da cama.


-- Tsc, o que foi? -- disse sonolenta, rolando por toda a cama.


-- Só vim ver como estava, e te falar algumas coisas que Reiji-san pediu 


-- Eu to bem-- eu continuo -- E o que o Harry Potter do Paraguai quer? -- Ouso uma risadinha vindo da Sakura pela minha brincadeira.


-- Ele só falou que tem escola hoje à noite, e já virá nos nossos quartos levar o uniforme.


-- Ahhhhhhhh!!! Escola é chato, pensei que ficando nesse fim do mundo não teria essa merda que chamamos de escola-- Reclamo, até aqui nesse c* do mundo tem escola!


-- É, em algumas ocasiões eu tenho que concordar com você.


-- Pelo menos uma coisa você concorda comigo.-- disse brincalhona.


-- Engraçadinha, será que o Jessico que vai nos levar para a escola? -- fala Sakura.


-- Se for ele... Hmm... Eu vou pedir para ele nos levar na lojinha de doces!!!-- falo animada, já que eu tenho bastante intimidade com Jessico ele concerteza vai deixar!


-- Ai minha nossa senhora-- Fala Sakura colocando a mão em sua testa e abaixando a cabeça, dando uma risadinhas.


Depois de um tempo conversando com a Sakura um ser demoníaco chamado Reiji apareceu no meu quarto, realmente do Paraguai....

-- Os uniformes já estão nos guarda roupas do seus quarto, não se atrasem ou serão punidas entendeu?-- Disse sério e frio. Depois disso saiu do quarto.


-- Ahh! Harry Potter do Paraguai é muito chato! -- disse reclamando.


-- Haha, bem, eu vou lá me trocar, tchau Asuna até! -- Sakura se despede e sai do quarto, eu olho para o uniforme, nossa, que bosta.


-- Nossa que merda de uniforme, não poderia pelo menos a saia ser uma calça? -- Pego o uniforme -- Acho que vou colocar, pelo menos, um short por baixo da saia.


E assim faço, pego um short e visto debaixo da saia, deixo meu cabelo de qualquer jeito, coloco um colar e uma meia calça que vai até as coxas.


-- Tudo pronto! -- Falo e olho para o relógio para ver quanto tempo falta -- Ah! Ainda falta 15 minutinhos, eu acho que um cochiladinha não faz mal!


P.V.O Sakura


Estava na sala com todos esperando Asuna, onde ela foi se meter? Aviso Reiji que irei procurar Asuna e ele concorda, sai do hall e vou direto para o quarto de minha amiga, que estava dormindo que nem uma porca.


-- Asuna! Acorda, estamos esperando você faz tempo! -- chamo ela, e com um pulo ela levanta.


-- Oque!? Quem morreu?


-- Ninguém morreu Asuna! Agora vamos logo antes que você atrase todos para ir a escola! -- Disse pegando a mão dela e saindo correndo para o hall de entrada, chegando perto parei e andei corretamente, e Asuna correu para lá.


Reiji brigou com Asuna, dizendo que quando chegarmos ia puni-la, nem imagino e nem quero imaginar como vai ser.
Saímos em direção a limousine, entramos, sentei ao lado de Subaru e Reiji, enquanto Asuna sentava atraz da janela do motorista na ponta do banco, ao lado de Kanato.


Asuna cochicha algo no ouvindo de Kanato e ele concorda e os dois começam a conversar, até que Asuna abre o vidro do motorista, Jessico estava lá suando frio, até que Asuna e Kanato perguntam em uníssono:


-- Dá para passar na lojinha de doces?


Minha barriga doí de tanto esconder a risada, como eles fazem isso na frente de todos? Reiji fecha o livro brutamente e olha para onde o conflito está ocorrendo, então diz friamente:


-- Quando voltarmos iremos nos temos coisas a fazer na escola, tem-de se os dois serem mais responsáveis e pensarem nisso.


Os dois fecham o vidro e sentam novamente com as cara emburradas, isso me faz lembrar de quando ganhava nas apostas, as pessoas sempre ficavam com essa cara, hihi.


Chegamos finalmente na escola, Reiji falou algumas regras para mim e pediu, ou melhor, mandou eu falar para Asuna. Ela estuda na sala 2-B pelo que Reiji disse, e eu estudo na 3-B junto de Shu, ele me avisou isso.


Espero um pouco e vou para a aula faltando 1 minuto e 12 segundos, Shu estava dormindo na mesa, que idiota, penso.
O professor começa a explicar sobre física e anoto tudo no caderno, começa a explicar história, gramática, sociologia, e outros.


O sinal toca, falando que é o intervalo, ando pelos corredores até que alguém tropeça em mim e caio, olho para cima para ver quem foi e vejo uma garota loira de cabelos curtos com roupas de esportes, dando a mão para eu me levantar.


-- Me desculpa, eu estava resolvendo algo para o clube de esportes!-- Fala ela coçando sua cabeça -- Err, e o seu nome qual é?


-- Sakura Konno, é um prazer....


-- Asu! Asu Rito! A líder do clube de esportes da escola! (Nota: Entendedores entenderão!)-- Asu se apresenta a mim, até ela é legal -- Aí já que se tá aí parada se quer comer comigo?


-- Mas é claro, por que não?


P.V.O Asuna


Saí daquela merda de aula e logo fui para a cantina pegar algo, eu to morrendo de fome. Passava perto do clibe de drama para chegar mais rápido, até que alguém me chama:


-- Ei! Agora albina! Olha aqui no clube de drama! -- Olho e vejo uma garota de cabelos roxos com o penteado igualzinho de Sakura só que mais curto-- Vem cá eu quero te falar algo!


Vou até a menina, só estva eu e ela naquela sala.


-- Quero te falar uma coisa sobre sua amiga. -- Ela fala de um jeito snob e metido, já não gostei dela.


-- O que você quer com ela? 


-- Parece que ela, a nossa mais nova integrante não sabe como às coisas funcionam por aqui. Ela realmente acha que pode roubar o MEU penteado! Não importa se ela tinha esse penteado antes de mim! Agora que eu estou usando é, oficialmente MEU! Só há espaço suficiente para um par de cachos nessa escola! Eu não vou discutir isso diretamente com ela; Isso está abaixo de meus padrões. Seja útil e vá ter uma palavra com ela. Diga a ela que precisa fazer algo ORIGINAL com o cabelo dela... Ou algo do tipo. -- Arg! Que ódio, além de falar assim de Sakura me chama de inútil. Viu ver no que isso vai dar.


-- E oque eu ganho com isso? Claro né, não vou criar estardalhaço para nada. -- Vou fazer do jeito dela então.


-- Bem tudo que quiser. E se desejar, pode até ser minha ajudante no clube!


-- Entendi... Vou pensar na proposta...


P.V.O Sakura


Eu e Asu estavamos comendo a pouco tempo atrás, e agora estamos conversando um pouco, se conhecendo  melhor. Asu precisava cuidar uma coisa no clube dela, ela se despediu e se foi. Ela é uma boa pessoa.
Asuna vem correndo até mim, desesperada. Ela vem e fala rápido:


-- Sakura! A garota do clube de drama, uma que tem o penteado quase igualzinho ao seu só que roxo, me falou que você estava roubando o penteado dela, ela falou para eu ser útil e falar para você fazer algo "original" no seu cabelo! E elanão quis falar diretamente pois ela não tinha "padrões" para isso! Que vadi* né?


Ela fala tudo que tinha de falar, e o que tem se o penteado é igual? E ela está fora dos padrões para falar comigo? Quem ela pensa que é para falar essa merdas de mim?! Eu irei pensar em algo referente isso! Eu nunca vou deixar barato para aquela vaca.


Quando ia falar algo o sinal toca, aí falo para Asuna:


-- Calma... Em "casa" nós resolvemos esse problema okk?-- falo tentando me acalmar -- Tenha uma boa aula!


A aula começou e começo a anotar tudo que o professor fala, como sempre faço.


*Quebra de Tempo*


A aula acabou, fomos para a limousine. E como Reiji tinha falado, passamos pela loja de doces. Esperei com Shu e Reiji dentro da limousine, os dois se olhavam com um olhar de ódio, bem, não vou me intrometer em briguinha de irmão, não tenho nada a ver com isso.


Todos voltam, Asuna e Kanato carregam mais de 10 sacolas. Quantos doces eles compraram?
Bem depois disso, chegamos a mansão, vou para meu quarto, o que aquela criatura faz aqui no meu quarto?

Continua...


Notas Finais


Sabe, só para falar que a Co-Autora faz algo, ela me ajuda (às vezes) a ter ideias para o futuro da fic...
Só isso mesmo*^*

Espero que tenham curtido, curtidinho!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...