História Red Soul - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Aventura, Comedia, Demonios, Sobrenatural, Vampiros Etc
Visualizações 7
Palavras 1.898
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Yo ! Desculpa a demora kkk

Esse capítulo é pequeno, mas é o começo da chegada na Saidai no Hawk !

Boa leitura e desculpa qualquer erro!

Capítulo 5 - Capitulo 4 - Em direção a Saidai no Hawk !


Fanfic / Fanfiction Red Soul - Capítulo 5 - Capitulo 4 - Em direção a Saidai no Hawk !

Red Soul cap 4

" Depois de Liwbert e Kazuto conversarem cada um foi para sua casa e Ribe não tinha mais energias, então não pensou duas vezes em dormir... "

De novo o jovem se encontrava naquele lugar já conhecido por ele a sua frente avia aquele mesmo homem em pé o encarando, só que dessa vez o mesmo acabou tirando um pequeno sorriso no canto de sua boca.

- Bem.... gostou de ajudar alguém pra variar ? - o homem fecha seus olhos e involuntariamente acaba rindo um pouco cruzando os braços.

Ele se assusta com a pergunta e de forma arredia levanta seus braços levando seus dedos para o rosto do homem - Eu podia ter morrido sabia ! P-por que ? O que foi aquilo ?!

Estreitando os olhos e colocando a mão direita em sua boa o Homen esconde uma pequena risada - achei que você fosse morrer com aquele soco.... - Kazuto levanta seus braços para cima e grita bem forte - para de tirar sarro de mim desgraçado!

Ele ri alto e aponta olhando de forma debochada para o jovem a sua frente - puts.... Era para você estar bravo ? Sério esse seu jeito de ser é hilario - Kazuto se rende e fazendo um rosto agoniado se deita apoiando seus braços no chão - S- Seu desgraçado.... -

O homem para de rir e se senta com suas pernas abertas se agachando e respirando fundo, leva suas mãos até seus joelhos e se volta para ele de forma séria - Garoto, eu não tenho muito tempo então vou logo te explicar como vai funcionar a sua vida de agora em diante ok ? -

- C- Como ? Minha vida não vai mudar.... - Ribe faz uma cara desentendida ficando parado a frente dele.

- Kazuto, sabe o por que eu te deixo falando sozinho as vezes?

- Ah! Sim eu sei... é por que você é um esquisito mal educado! - O garoto levanta seus braços para cima fazendo uma careta que franzia sua testa e detalhava seus dentes.

- Não é isso pirralho! Eu só não falo com você por segurança! -

- Segurança! ? -

- Sim, segurança - O homem aparentava estar estressado e acaba fechando seus olhos e respirando fundo, como toda a conversa que os mesmos tinham, essa também era uma disputa de gritos...

- O único que te escuta sou eu ! Então não tem por que você fazer isso ! - Kazuto fica com um ar irritado abaixando seu corpo o mesmo faz uma cara emburrada.

- Kazuto, sempre que eu tenho que falar com você eu deixo um rastro de energia ou seja, seres mais experientes sentem a minha presença... Então eles podem achar que isso vem de você... Bom, o melhor jeito é mostrando a você... -

O homem o olhava de uma forma diferente agora em seu semblante podia se notar sua força o mesmo da um grande sorriso e o ambiente se torna pesado, de suas costas começam a fluir uma névoa vermelha que saia de seu peito e fluía para cima de seu corpo, Ribe sentia que estava sendo esmagado era como se uma grande mão apertasse seu corpo a vontade de correr tomava seu coração, mas o jovem não conseguia nem mesmo sentir o seu corpo e um som esquisito parecendo com água corrente caindo só que mil vezes mais rápida tomava seus ouvidos.

- Percebe? - O homem volta ao seu normal e o jovem cai no chão se sentando a frente do mesmo ainda tomando fôlego.

- A- Ah.... Então não fui eu que fiz o demônio parar de atacar naquela hora né? - Ribe se enqueta ficando com um pouco de medo do homem, só agora Kazuto conseguia sentir o que todos já tinham sentido o ambiente mudou depois da verdadeira presença que aquele guerreiro mostrava.

- Não... Não foi.... Agora me deixe continuar ok? ! -

- Ok... -

Ele abaixa sua aura e o ambiente volta ao normal junto com as atividades comuns do homem.

- Kazuto, tem pessoas que gostam de caçar pessoas como nós e quando eu apareço é como se nós fossemos um grande ponto vermelho em um mapa, por isso não vou falar com você amanhã e nem mesmo nos próximos dias... -

Kazuto abaixa sua cabeça um pouco frustrado com o que o homem disse - por que você está fazendo isso justo comigo? Você não tem outras opções? -

Ribe olha com um ar agoniado para o homem a sua frente e o mesmo acaba coçando a cabeça e respirando fundo mais uma vez - Kazuto, você é a minha única opção... Sei que não te expliquei muita coisa, mas acho que não está na hora certa ainda.... - Parando de coçar sua cabeça ele fecha um de seus olhos com um sorriso o espadachim aponta para o jovem a sua frente - E eu sei que você quer algo lá na Saidai no Hawk -

O jovem se assusta e acaba virando seu rosto para o lado fechando um pouco seu rosto - Bem.... Sim - O homem se abaixa e vai até o jovem - Posso saber o que é? -

Kazuto sente uma bufada em seu pescoço com uma leve receio ele acaba se virando lentamente e a sua frente avia um grande rosto com um semblante meio robótico, ao encara - lo o homem bufa novamente e o garoto pula como um gato indo para longe no processo.

- Ahhhh ! Não é da sua contaaaaa! 

- Ahhh é assim que funciona? - O mesmo coloca as mãos em sua cintura e ri de forma debochada para o jovem agora no chão - então ok.... Quero lembrar a você que em sua primeira luta eu estava ajudando.... Não sei como seus poderes se apresentaram pra você amanhã -

O espadachim se vira de costas para Kazuto e levanta seu braço direito o olhando pela a última vez, por um momento seu rosto sério vai se moldando e suas sobrancelhas vão se encaixando para perto de seus olhos e um sorriso cínico sai de seu rosto, dando um estranho sinal de " adeus ".

- Puff.... Boa sorte amanhã.... 

- E- Ei ! Seu... Não me deixe sozinho! - Kazuto se levanta tropeçando um pouco e tentando manter o equilíbrio indo até o homem com o braço estendido até ele.

- Só uma dica procure sentir um pequeno formigamento na parte do corpo que você usará na luta e.... ah ! Não use mais de duas partes do corpo ok ? Bye - O mesmo vira seu rosto para o jovem fechando um pouco seus olhos e mantendo seu braço direito levantado.

- que ! ? -

Ribe corre até ele e sua visão começa a se apagar, com seus olhos meio abertos o garoto se vê em sua cama o seu braço estava levantado em direção ao teto ao encara - lo o garoto faz uma pequena indagação.

- Eu voltei... -

Quando se levanta, percebe algo em sua cabeceira a sua frente vendo uma mediana espada de madeira o jovem acaba percebendo o motivo de ter ido tão longe.

fechando seu rosto em sinal de raiva o garoto diz algo no final.

- Droga Nolan... -

                     ...

- Então você está pronto?

Os dois garotos se encontram novamente em frente ao beco, finalmente a hora de conhecer a Saidai no Hawk chegou, mas por incrível que pareça Liwbert diz que eles não precisaram dar nem mesmo um paço para chegar lá.

- Ei Kazuto segura uma - Liu joga um tipo de pedra em direção a ele e o mesmo a pega com uma mão de forma rápida - O- O que é isso exatamente?

- Nossa passagem de ida... - Com um sorriso pequeno o jovem estende seu braço direito e com ele avia um tipo de pedra arredondada, parecendo que foi talhada dos lados por alguém, tinha uma coloração laranja e possuía até um brilho próprio.

- Como assim? O que ela faz ?

- Bem ela é um passe para ir ao portão principal da Saidai no Hawk, a "S.H." fica no meio do Out e do nosso mundo normal... Essas pedras certificam que nós temos núcleos, assim podemos ir.

- E como iremos fazer isso ? - Kazuto acaba não entendendo muito, por nunca ter passado por tal evento em sua vida ele olha para o jovem a sua frente com uma ar desentendido apontando para pedra de forma curiosa.

- Ah ! Bom, claro... Você nunca passou por isso eu esqueci... - Ele coloca uma de suas mãos em sua cabeça e acaba rindo de seu descuido, Kazuto o olha irritadiço e faz uma espécie de careta para Liwbert - percebi....

- Olha tudo que você precisa fazer é ativar o seu poder, não importa qual seja, só é preciso ativa - lo a pedra vai ativar automaticamente ela está preparada para teleportar definitivamente qualquer um, com qualquer tipo de poder.

- O- Ok... -

Liwbert olha para pedra e fecha seus olhos, respirando um pouco começa a fazer a pedra brilhar um pouco mais, era visível o seu esforço para faze - la brilhar - K - Kazuto.... te vejo lá.... - Liwbert aperta a pedra com força e com muito esforço ela acaba brilhando bem forte, o brilho toma o lugar e Kazuto acaba colocando a mão em frente de a seus olhos então ele perde a ida de Liu o brilho para em estantes e um som parecido com uma grade ventania é ouvido em seu fim.

- L- Liwbert! ? - Olhando para os lados a procura do garoto que tinha sumido, Kazuto acaba ficando impressionado com o que tinha acabado de ver.

O garoto corre até o seu lugar e olha firme para pedra agora com uma cara de quem quer tentar pra valer, Liwbert tinha acabado de animar o garoto, Ribe fecha seus olhos e aperta a pedra fazendo o mesmo processo que Liu fez.

- Então.... Vamos lá Kazuto... - O jovem incentiva a si mesmo e lembra que o homem o avisou que sentir uma formigação em seu braço era um aviso para a chegada de seu poder.

- Ok! Ligar !!!!

Ele fala isso com uma sincera força de vontade, Ribe abre seus olhos e encara bem a pedra - Ahhhhh ! - com um grito de guerra seu braço começa a formigar e a sensação era de algo estranho correndo dentro de seu braço, com isso uma tímida faísca vermelha sai de seu cotovelo e corre pelo seu braço indo até seu punho fazendo a pedra brilhar forte, Ribe estava dando tudo de si naquele momento.

- Vamos logo com isso droga!!!!!!

O brilho bate forte em seu rosto fazendo o mesmo fechar seus olhos nesse momento o jovem sente seu corpo mais leve como se estivesse flutuando os barulhos das pessoas e dos pássaros param, dando lugar a vozes altas e frenéticas de pessoas o jovem abre seus olhos e não acredita no que vê.

- C - Caramba ! isso é tão legal !!!! - O mesmo tira um grande sorriso de orelha a orelha e rapidamente é tomado pela grande energia do lugar - isso é tão incrível! - levando seus braços assim como sua cabeça para cima e grita bem alto para todos ouvirem.

- K- Kazuto, não tão alto! Tá me fazendo passar vergonha ! - Liwbert grita junto com cara tímida e chateada.



Notas Finais


Obrigado por ler!

O próximo capítulo vai me dar trabalho ;-; Então não sei nem quando vou trazer. kkkkk

Brinks.... Ou será que não.... :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...