História Reencontros - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Dajan, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Personagens Originais, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Thomas, Willi
Tags Amor Doce, Castiel
Visualizações 58
Palavras 1.987
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


chegamos ao final *snif* bom eu sei que eu tinha a promessa de 60 favoritos eu corto meu cabelo e pinto de azul bom estou mantendo a promessa, bom eu quero agradecer a todos que acompanharam a fic desdo começo teve muitas mudança nos texto mas mudamos pra melhor, todos os comentários sempre me fizeram sorrir eu amo vcs todos vcs tem um espaço no meu coração S2

bom vamos começar essa bagaça

P.S: Musica do capitulo thousand years da Cristina Perri

P.S.S: A filha da Angel é a foto de capitulo

Capítulo 23 - Reencontros (final)


Fanfic / Fanfiction Reencontros - Capítulo 23 - Reencontros (final)

**Seis anos depois**

 

**Seis anos se passaram, estou com 24 anos, Castiel com 25, e Tess (minha filha) com 6 anos, ela tem cabelos escuros e lindo olhos azuis uma criança amável gentil com todos, a Rosa também teve um filho o Miguel ele tem cabelos escuros e olhos da mesma cor, eu e Castiel casamos? Vocês devem estar se perguntado, sim casamos, foi uma cerimonia fechada só com amigos e familiares mas foi muito linda, Alexy e Kentin também casaram e estão pensando em adotar uma criança a Luna uma menininha muita fofa loira dos olhos castanhos**

 

 

-- Mamãe? (Escutei a Tess me chamar)

 

-- Oi amor. (Me virei para ela)

 

-- Posso na casa da tia Rosa. (Ela perguntou tímida)

 

-- Já falou com a tia Rosa se pode ir lá? (Eu perguntei e ela assentiu) Então pode. (Ela sorriu abertamente)

 

-- Quem vai na casa de quem? (Perguntou o Castiel)

 

-- A Tess vai na casa da Rosa. (Eu comentei)

 

-- Não vai não. (Disse ele com o cenho franzido e eu ri)

 

-- Vai sim porque nos vamos estar ocupado né Castiel. (Eu disse e ele pareceu pensar um pouco)

 

-- Tá bom pode ir. (Ele disse rindo e me abraçado por traz)

 

-- Eba. (Ela saiu correndo pela casa)

 

-- Você me manipulou. (Ele disse me virando para ele)

 

-- Mas você gostou da manipulação. (Eu ri)

 

-- Gostei. (Ele riu também)

 

-- Agora eu tenho que levar a Tess para a escola... (Eu disse antes de lhe dar um selinho) Vamos Tess. (Eu a chamei)

 

-- Tchau papai. (Ela lhe deu um beijo na bochecha)

 

-- Vamos. (Eu disse vendo ela pegar a sua mochilinha)

 

-- Vamos. (Ela saiu correndo para fora e eu ri indo atrás e abrindo o carro)

 

-- Mamãe. (Eu a olhei)

 

-- Sim querida. (Eu me virei para ela)

 

-- Você e o papai vão ter mais filhos? (Ela perguntou inocentemente)

 

-- Não sei filha, por que? (Eu a ejetei na cadeirinha)

 

-- Porque eu quero um irmãozinho. (Ela disse e eu ri)

 

-- Quem sabe um dia. (Eu ri e beijei sua testa)

 

-- Que bom. (Ela sorriu minimamente)

 

**Eu sorri e entrei no carro e comecei a dirigir conversando com ela, mas logo chegamos na escola dela e a ajudei a sair do carro**

 

-- Olha quem temos aqui. (Eu escutei uma voz masculina e revirei os olhos)

 

-- Não me enche não Nathaniel. (Eu disse sem paciência, ele é um pai de um garoto que estuda na mesma sala de Tess)

 

-- Que isso princesa. (Ele disse rindo o cara insuportável)

 

-- Nathaniel eu sou casada e não sou sua princesa. (Eu entreguei a mochila da Tess pra ela)

 

-- Você sabe que eu não gosto do seu marido. (Ele fechou a cara)

 

-- E você sabe que eu não ligo se você gosta do meu marido ou não. (Eu o olhei com desdém) Tchau Tess te amo. (Dei um beijo na bochecha da Tess)

 

-- Tchau mamãe. (Ela sorriu e entrou na escola)

 

-- Eu não entendo o porque desse nome. (Ele esta me irritando)

 

-- Era o nome da minha mãe. (Eu disse sem dar importância)

 

-- Tá e sua mãe não se importa com isso? (Ele perguntou)

 

-- Ela morreu quando eu tinha 16 anos. (Eu disse e ele pareceu pensar)

 

-- Entendi agora o porque de ter um marido ruim. (Ele disse ainda pensativo)

 

-- Bom você não tem nada com a minha vida mas eu sou bem casada e ate estamos pensando em ter outro filho, tchau Nathaniel. (Eu entrei no carro e sai sem esperar sua resposta)

 

**Ai que raiva o que ele tem a ver com a minha vida que ridículo, suspirei percebendo que já tinha chegado em casa, sai do carro e entrei em casa**

 

-- Oi amor. (Castiel me cumprimentou)

 

-- Oi. (Disse sorrindo sem mostrar os dentes)

 

-- O que foi? (Ele me perguntou)

 

-- Muitas coisas... (Suspirei) Mas tá tudo bem. (Sorri fraco)

 

-- Quer falar que coisas? (Ele passou a mão em meu rosto)

 

-- Bom a Tess quer um irmãozinho. (Ele sorriu malicioso) E o Nathaniel me enchendo o saco. (Ele fechou a cara)

 

-- Eu não gosto daquele cara. (Ele disse bravo e eu ri)

 

-- Quem gosta? (Ele riu)

 

-- E ai quer realizar o desejo da Tess de ter um irmão. (Ele me puxou pela cintura)

 

-- Claro. (Eu ri)

 

**Bom vocês já devem saber o que aconteceu né (Aquela carinha) fizemos uma 4 vezes ou sei lá quantas vezes**

 

-- Eu te amo. (Ele disse passando os dedos pelo meu rosto)

 

-- Eu também te amo. (Lhe dei um selinho)

 

**duas semana depois**

 

**Eu acordei indisposta hoje estava passando mal**

 

 

-- Castiel. (Eu o chamei)

 

-- Oi amor. (Ele se aproximou de mim)

 

-- Eu não estou bem você pode levar a Tess para a escola pra mim? (Perguntei)

 

**P.O.V Castiel**

 

-- Eu não estou bem você pode levar a Tess para a escola pra mim? (Perguntou)

 

-- Claro. (Dei um beijo na testa dela)

 

-- Obriga meu amor. (Ela sorriu minimamente)

 

-- Dorme um pouco. (Eu disse e ela assentiu e eu desci)

 

-- Papai cadê a mamãe? (Perguntou a Tess)

 

-- Ela não esta bem então eu vou te levar para a escola já esta pronta? (Ela assentiu)

 

-- Sim papai. (Ela disse)

 

-- Então vamos. (Eu abri a porta de casa)

 

-- Vamos. (Ela correu ate o carro)

 

**Dirigi ate a escola da Tess conversando com a mesma**

 

 

-- Chegamos. (Eu disse saindo do carro)

 

-- me ajuda a sair papai. (Ela pediu e eu a ajudei sair do carro)

 

-- Tchau filha. (Dei um beijo no topo da sua cabeça)

 

-- Tchau papai. (Ela entrou na escola)

 

-- Cadê a Angel? (Perguntou uma voz masculina eu me virei para ver que era)

 

-- Nathaniel. (Falei estressado)

 

-- Você não me respondeu. (Ele fechou a cara)

 

-- Não é da sua conta onde ela esta ou deixa de estar. (Cruzei os braços)

 

-- Me responda. (Ele disse bravo)

 

-- Me obrigue. (Nem esperei ele responder e entrei no carro e sai com o mesmo)

 

**Dirigi pensando estava tão concentrado no que estava pensando que nem percebi que já tinha chegado em casa, suspirei coloquei o carro na garagem e entrei em casa**

 

**P.O.V Autora**

 

**Enquanto o moreno entra em casa a sua esposa estava no banheiro, ela não sabia se sorria ou se chorava de emoção, ela sai do banheiro em passos leves parando no começo da escada, ela respirou fundo e o chamou**

 

 

-- Castiel. (A morena chamou)

 

-- Fala amor. (Ele a respondeu)
 

-- Bom... (Ela respirou fundo) Eu estou gravida. (Ela o olho e ele estava suspreso)

 

-- Serio? (Ele perguntou e ela assentiu ele deu um sorriso largo e foi abraçá-la)

 

-- Você esta feliz com a noticia? (Ela perguntou já sabendo a resposta)

 

-- Por que eu não eu não estaria meu amor? (Ele sorriu) Essa noticia é ótima. (Ele afagou o rosto de sua esposa)

 

-- Temos que contar para a Tess. (Ela disse sorrindo boba)

 

-- Temos mesmo. (Ele sorria da mesma forma)

 

**P.O.V Angel**

 

 

 

**Conversamos sobre o bebe que esta por vir ate dar a hora de buscar a Tess na escola, saímos de casa entramos no carro conversando ainda que nem percebi que já tínhamos chegado eu desci do carro e vi a minha menininha dos olhos azuis vir correndo pra nos abraçar**

 

-- Oi mamãe oi papai. (Ela disse sorrindo)

 

-- Oi meu amor. (Dissemos eu e o Castiel juntos)

 

-- Angel. (Escutei o Nathaniel me chamar e eu bufei com desanimo)

 

-- Que Nathaniel? (Eu o olhei com tedio)

 

-- Por que não na hora da entrada pra trazer a Tess? (Ele perguntou)

 

-- Eu não te devo satisfação! Isso é um assunto meu, vamos Tess. (Eu a peguei no colo e a coloquei na cadeirinha)

 

-- Vamos amor. (O Castiel colocou a sua mão em minha cintura e me conduziu ate a porta do carro)

 

-- Vamos! (Ele entrou no carro e deu a partida) 

 

**Logo chegamos em casa descemos do carro e a Tess foi correndo para dentro de casa**

 

-- Tess venha aqui filha. (Eu a chamei sentando no sofá)

 

-- Eu fiz algo de errado mamãe? (Ela perguntou receosa e eu neguei rindo fraco)

 

-- Não filha só temos que te contar uma coisa. (Disse Castiel pegando em minha mão)

 

-- E o que é? (Ela perguntou desentendida)

 

-- Bom é que a sua mãe... (Ele parecia nervoso então eu o interrompi)

 

-- Você vai ter um irmãozinho ou uma irmãzinha. (Eu disse e vi seu rosto se iluminar)

 

-- EBA. (Ela gritou pulando em cima do sofá eu e o Castiel rimos)

 

-- Tão fofa. (Eu disse deitando minha cabeça no ombro de Castiel)

 

-- Concordo. (Ele riu)

 

**9 Meses depois**

 

**Eu olhava pela janela enquanto acariciava minha barriga que já estava muito grande, eu e o Castiel decidimos saber o sexo só na hora do parto. Meus pensamentos são interrompidos por uma dor aguda**

 

-- Merda. (Disse com dor e escutando minha bolsa estorar) CASTIEL. (Gritei)

 

-- O que foi. (Ele disse desesperado)

 

-- A bolsa estourou. (Disse com muita dor)

 

-- Vamos para o hospital. (Ele me ajudou a descer as escadas para ir ao carro)

 

-- Merda. (Eu xingava de tanta dor)

 

**Logo o Castiel chegou com a bolsa e dirigiu ate o hospital por sorte a Tess estava na casa da Rosa hoje pois iria dormir lá, chegamos rápido ao hospital ele não era tão longe de casa era ate que perto, Castiel me ajudou a descer do carro e me colocou em uma cadeira de roda e foi me levando ate a recepção**

 

-- Moça a minha mulher esta tendo bebe me ajuda. (Ele estava desesperado)

 

-- Calma senhor, quanto de dilatação ela esta. (Perguntou a enfermeira)

 

-- Eu vou lá saber não olhei. (Ele respondeu)

 

-- Vou leva-la ate a sala de parto. (A mulher veio e começou a me empurrar ate a sala de parto)

 

-- Eu vou poder ficar com ela? (Perguntou Castiel)

 

-- Sim pode. (Ela entrou comigo em uma sala e me ajudou a deitar)

 

-- Ai merda. (Eu estava com muita dor só sabia xingar)

 

-- Olá Angel vamos fazer este parto? (Perguntou o medico com humor e eu o repreendi com o olhar) Desculpe. (Ele coçou a nuca)

 

-- Vamos logo fazer isso. (Eu disse com dificuldade por causa da dor estrema)

 

-- Calma amor. (Castiel disse segurando a minha mão)

 

-- Angel eu preciso que você faça força. (Disse o medico)

 

-- Tá. (Eu comecei a fazer força)

 

-- Vamos lá já estou vendo a cabeça. (Disse o medico e eu olhei para o Castiel)

 

-- Vamos você consegue meu amor. (Ele deu um sorriso encorajador e eu fiz mais força e logo escutei um choro fino inundar a sala e meu corpo  relaxou)

 

-- É um menino. (Falou o medico e eu sorri para o Castiel)

 

-- Noah? (Perguntei para Castiel e ele sorriu para mim)

 

-- Noah. (Ele confirmou sorrindo bobo)

 

-- Aqui seu bebe. (A enfermeira me entregou um pacotinho amarelo)

 

-- Oi Noah. (Eu disse sorrindo para o meu bebe que sorriu banguelinha)

 

-- Oi filho. (Disse Castiel e o Noah abriu os olhos e eu pude ver seus olhos azuis claros)

 

-- Muito lindo. (Eu acariciei seus poucos cabelos negros como a noite)

 

**Um mês depois**

 

**Eu estava com o Noah no colo enquanto olhava pela janela seus cabelos já estavam grandes para a idade dele**

 

-- Oi amor. (Disse Castiel me abraçando por traz e falando baixo pois Noah estava dormindo)

 

-- Oi. (Respondi na mesma altura)

 

** Muitas pessoas podem achar clichê mas minha vida estava ótima, eu estava feliz com uma família linda, um marido maravilhoso, uma vida maravilhosa e eu fico feliz por esses REENCONTROS**

 


Notas Finais


Ai que lindo bom esse foi o final gente eu sei tbm vou sentir saudades dessa fic bom eu não tenho nada para falar aqui mas comentem o que acharam da fic amor vcs e tchau ah não se esqueçam de ler garota imperfeita ta bjs

Noah:

https://i.ytimg.com/vi/pB963NPYxrE/hqdefault.jpg

Luna:

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/85/92/21/8592212bb5be64aff1c586c727251363.jpg

Miguel:

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/736x/b7/99/a6/b799a63ac80fa6e60dd49facbf6624d3.jpg

Garota imperfeita:

https://spiritfanfics.com/historia/garota-imperfeita-7308895

Beijos de glitter e tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...