História Reflection (Imagine Rap Monster) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster
Tags Imagine Rap Monster
Exibições 54
Palavras 1.493
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Hentai, Lemon
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Hate


Fanfic / Fanfiction Reflection (Imagine Rap Monster) - Capítulo 2 - Hate

Namjoom pov

Ela estava completamente cega pelo ódio, andou o mercado inteiro, e cada zumbi que ela via, era morto com uma facada na cabeça.

-Agora que ta tudo limpo, as princesas já podem pegar tudo que precisam -disse irônica

-Qual é seu problema garota -embora estivesse acostumado com o apelido de princesa Jin só aturava isso de nós e não era de levar desaforo para casa.

-Olha para trás, o problema está ali, morto com a barriga aberta, se não fossem vocês ele estaria vivo. -disse e eu arregalei os olhos -É pode arregalar os olhos, se eu tivesse te deixado morrer meu Appa estaria bem.

Embora ela tivesse achado que o lugar tava limpo, um zumbi apareceu de algum lugar e foi pra cima dela, eu não hesitei apenas peguei a arma e atirei no bicho

-Parece que agora estamos quites, princesa -disse irônico assim como ela.

Pude perceber um sorriso saindo da cara do Jin, ele estava com pena dela no começo, mas depois de toda a grosseria ele pegou uma pequena raiva dela.

S/N pov

Princesa, princesa é o caralho, a princesa que salvou ele duas vezes, a princesa que acabou de perder o pai e não pode chorar, a princesa, que só que chegar logo "em casa" e desabar.

Comecei a pegar coisas que precisaríamos, era tudo muito calmo, acho que nós somos os únicos que vamos ate esse mercado, e aos outros lugares aqui perto.

Digo isso porque, tudo parece estar sempre igual, tudo parece estar sempre no mesmo lugar, tudo parece sempre estar do mesmo jeito que estava quando nós saímos.

-Vocês tem um lugar para ficar? -ouvi minha eomma perguntar com sua voz suave, apenas continuei andando

-Na verdade não, nós estávamos procurando um lu... -ele foi interrompido pela minha eomma

-Vocês podem vir com a gente, nós temos um lugar seguro. -disse e suspirou

-Não seriamos um incômodo? -ele perguntou preocupado

-Magina, nós, quer dizer S/N, o pai dela e um garoto que também vocês vão conhecer isolaram uma parte de um condomínio. Ainda temos várias casas sobrando

-Se não for encomodo de mais nós aceitamos -vi minha mãe sorrir.

Eles não seriam encomodo, Namjoon não tem culpa por nada que aconteceu com meu pai, eu sei disso agora, eu só estava muito nervosa na hora, mas ele não precisa saber que eu me sinto mal por ter dito aquilo para ele, sabe existe uma coisa maior do que todo esse arrependimento, Orgulho.

-Acho que já peguei tudo, vocês vão querer pegar alguma coisa a mais -perguntei e eles negaram com a cabeça

Infelizmente tive que voltar ao meu pai morto no chão, dei um suspiro forte antes de olhar para ele, senti uma mão em meus ombros deduzi que fosse minha mãe.

-Desculpa, por fazer você perder seu pai -disse com a voz mais rouca do que o normal

-A-a culpa não é sua, eu estava com raiva, descontei em você, desculpa -sorriu sem mostrar os dentes

-Quer que eu faça isso para você? -perguntou sorrindo

-Você faria? -pergunto insegura

-Claro -sorriu -Princesa -olhei para ele e levantei a sobrancelha, mas logo ri.

Ele pegou a chave do carro estava cheia de sangue, limpou na sua blusa e me entregou, coloquei a mão e o mesmo me olhou confuso

-Ah, nós todos não vamos entrar no carro, então como é aqui perto, vou andando vocês podem ir no carro -disse olhando para todos.

Percebi Jimin que era um tanto menor que Jungkook abraçar o braço do mais alto, eu acho que eles namoram, ver isso foi muito fofo, acabei sorrindo vendo aquela cena, o menor percebeu e vi suas bochechas ficarem vermelhinhas.

-Não precisa, olha, o Jimin vai no colo do Jeon -Jimim arregalou

-Ah, eu vou é -perguntou, foi a primeira coisa que ouvi ele dizer desde que se apresentou

-Vai mozão, você sempre senta no meu colo -sorriu malicioso para o menor

-Para kookie -acabo rindo -São em situações diferentes -falou baixinho

-Tudo bem então -pego a chave e caminhamos todos para fora

Pego o arco coloco uma flexa e posiciono, fazendo corda marcar meus lábios, por incrível que pareça isso me ajuda com a mira.

Eu vou na frente com o arco posicionado, os Namjoon vem atrás de mim com a arma e atrás dele minha mãe com os outros meninos, assim que saímos e vejo um zumbi, antes que eu possa soltar a flexa Nam atira nele.

-Assim você não tem que ir buscar a flexa -sorriu para mim, que sorri de volta.

Entramos no carro, eu no banco do motorista e minha mãe ao lado, Namjoon na janela atrás de mim, ao lado e Jin e o na janela do outro lado o casal JiKook, que estava quase se comendo por sinal.

Quando chegamos na frente do condomínio, vi o portão caido, e vários zumbis lá dentro, nos isolamos uma rua somente, nela deviam haver cerca de 100 casas (N/A:sorry to usando meu condomínio como base, mas imaginem assim, uma rua bem longa com casas de cada lado da rua, as casas não são coladas, são como as casas dos estados unidos)

-Merda, Omma dirige rápido, e trás o João aqui, nós temos que arrumar antes que fique escuro -disse parando o carro

-Eu ajudo você -Nam disse tocando meu ombro

-Sua ajuda é bem vinda Nam -sorriu com o apelido -Mas ainda assim precisamos que o João traga as coisas, mãe vai rápido tá -assentiu

Voltamos um pouco, bem devagar por conta dos zumbis que estavam ali, minha omma já se arrumou para passar para o banco de motorista sem sair do carro.

-Usa só faca -disse e me olhou -Não temos muita munição, as balas podem fazer falta depois -apenas me olhou assustado.

Eu tinha o arco mas ele teria que se aproximar das coisas para mata las, então apenas passei o arco o colocando como uma bolsa nas minhas costas e peguei a faca.

Matamos vários zumbis juntos e o João chegou, ele desceu com varias ferramentas, correu ate nós

-Você deve ser Namjoon né -concordou com a cabeça -Bom eu sou João, João Vítor .

-Kim, Namjoon -disse sorrindo

-Ta anda logo -disse e fomos em direção ao portão -Namjoon quantos anos você tem? -perguntei e ele me fitou com uma cara de "porque caralhos isso importa"

-20 -disse e sorriu -E você ?

-17, mas meu calendário biológico me diz que me aniversário está chegando, isso se ele já não tiver passado, então tecnicamente 18 -sorri

-Acho que seu aniversário é semana que vem -disse João e sorri

-Só perguntei, porque isso significa, que o João é o mais novo aqui, então ele fica de guarda.

-Mas -não deixei ele terminar

-Cala boca sou mais velha -eu e Nam sorrimos e ele nos olhou frustrado.

Sempre tive um espírito de líder, mas nós nunca precisamos de alguém para ser um líder, nós só ficamos trancados aqui, o bairro costumava ser muito movimentado, então na rua onde o condomínio esta nós temos de tudo, farmácia, mercados, e qualquer outra coisa que seja necessária.

Depois de um longo tempo, eu e Nam arrumamos o portão, descobrimos que aqueles zumbis idiotas estavam batendo no portão eles bateram ate um parafuso de soltar o que acabou deixando o portão mole e por consequência soltando os outros parafusos.

Entramos no carro e João dirigiu eu fui atrás para sei lá acho que estava pensando em descansar, mas não da tempo, tive que descer para abrir o outro portão que colocamos na entrada da rua onde estavam nossas "casas"

-Ah, todas as casas tem água, a água vem daquela caixa d'agua -apontei para uma grande caixa grande que havia bem longe, porem era muito grande então era visível -Ela vinha para todas as casas, mas meu pai deu um jeito de só deixar ela vir para as da nossa rua.

Chegamos e eu chamei todos, embora eu não fosse líder, é sempre bom ter alguém mais forte, e eu estava disposta a proteger todos

-Gente, hoje eu acho melhor todos ficarmos juntos em uma só casa, se eles derrubarem o portão e entrarem aqui, ficará mais fácil fugirmos todos juntos, sem nos separarmos. -todos concordaram -São 3 quartos, cabem 3 em cada quarto e 2 em um sozinho, no caso nesse sozinho, eu deixo ficarem Jimin e Jungkook -pisquei para os dois.

Sai e caminhei até um dos quartos, dei um grande suspiro, ouvi alguém bater na porta e então a abri

-S/N, quem vai dormir em cada quarto ? -Nam me perguntou

-Ah acho que seria bom, dormir você o Jin e o João em um quarto e nós 3 no outro, sabe eu tenho costume, de não dormir de uma forma -pensei em uma palavra -Não apresentável, acho que você ou Jin não iriam gostar de ver. -sorri e ele mordeu os lábios

-Acho que eu adoraria descobrir que jeito não apresentável é esse -sorriu malicioso

.......


Notas Finais


Sorry se tiver algum erro, estou muito cansada e queria postar capítulo.
Kissus e Annyeong 💚💙❤💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...