História Regaining Love - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Katy Perry, Rihanna
Personagens Katy Perry, Personagens Originais, Rihanna
Tags Ciumes, Katy Perry, Katyanna, Rihanna, Rihkaty, Romance
Exibições 66
Palavras 1.263
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo fresquinho, leiam as notas finais!!!

Boa leitura.

Capítulo 6 - Sadness


Fanfic / Fanfiction Regaining Love - Capítulo 6 - Sadness

Eu te amo, 
Mas você me deixa tão triste. 

 

NARRADOR

 

- Graças a Deus! - Maria exclamou, enquanto levantava do sofá e corria em direção a porta, Katy havia - finalmente - chegado. - Eu fiquei tão preocupada, menina. - abraçou Katy. - São 5:18 da manhã e você me deixou sem notícias! - acusou. - Você transou com alguém? Você traiu a Rihanna? - mordeu os lábios. - Ela mata você! 

 

- O quê? - Katy fez uma careta, tirando os óculos escuros que havia pegado com Orlando do rosto. - Eu não transei com ninguém. Tá louca? - rebateu. - Mas aposto que a Rihanna transou! - Mari revirou os olhos. 

 

- Não diga isso. - pediu. - Katy, vire pra mim. Deixe-me ver você. - Katheryn se virou de cabeça erguida e Maria sentiu a pressão baixar. - Meu Deus do céu! - se aproximou mais. - Você brigou na rua? Eu não acredito nisso! 

 

- Não toca!! - Katy fez uma careta quando a mão de Maria encostou em seu rosto. - Eu não briguei na rua. - O que aconteceu então? - Maria cruzou os braços, esperando uma explicação. 

 

FLASHBACK ON 

 

Já eram quase 3 da manhã, Katy e Orlando ainda estavam sentados no mesmo lugar da boate, bebendo e conversando coisas aleatórias e às vezes falavam sobre suas decepções da vida. 

 

Katy já estava mais que bêbada. 

 

- Hey, você, mas que merda! - uma mulher robusta e branquela se aproximou, já empurrando Katy que caiu da cadeira nos pés de Orlando, que a segurou pelo braço. - Meu marido está olhando demais pra você! - a mulher falou com raiva. - Você vai ter que ir embora! 

 

- Olha, se seu marido está me olhando pra mim com você do lado, talvez você devesse trocar de marido. - Katy fez piada, tirando risadas das pessoas em volta que prestavam atenção na pequena confusão. 

 

- Sua patricinha do caralho! - a mulher veio pra cima de Katy, acertando um belo soco em seu rosto, Katy caiu sentada, tonta. 

 

-Hey, hey, você não vai bater nela não! - Orlando falou, finalmente tentando intervir, mas foi cercado por 3 caras que mais pareciam armários de tão grandes. 

 

- A briga é entre elas, mano. - um deles falou, recebendo apóio dos outros. 

 

- Não precisa agredir, merda! - Katy e levantou, completamente sonsa e com a visão afetada. - Sou da paz, valeu? 

 

- Com certeza é! - a mulher gargalhou irônica. - Vestidinho caro, sapato caro. Riquinha metida! - falou com desdém. - Aposto que nunca lavou louça! 

 

- Eu já lavei sim! - Katy rebateu de cabeça erguida. Não era porque estava bêbada e a mulher era forte e alta pra caramba que ela ía se intimidar. Apanharia de qualquer jeito, então que seja com honra. - E você é uma fodida. Aposto que é corna! - as pessoas riram e a mulher veio, segurando o cabelo de Katy com força e jogando a cabeça dela contra seu joelho, algumas vezes até Katy se livrar dela e distribuir um tapa em seu rosto. 

 

- Olha, ela sabe dar tapas! - a mulher sorriu. - Eu posso ser fodida mas é você quem vai sair toda fodida daqui! - ela voltou novamente pra cima de Katy, empurrando e caindo por cima dela, distribuindo tapas e socos e quando as pessoas interviram, a tirando de cima de Katy, ela ainda chutou as costelas de Katy, que ficou no chão, até Orlando conseguir se aproximar e tirá-la de lá. 

 

FLASHBACK OFF

 

- E você deixou ela te bater desse jeito? - Maria quase gritou. 

 

- Eu estava bêbada! - Katy se defendeu. - E depois da minha primeira queda, eu só conseguia  ver vultos. - se explicou e o silêncio se instalou entre as duas, enquanto Maria observava o rosto de Katy, antes tão bonito e agora o olho esquerdo estava com uma bola roxa, o lábio inferior cortado e o nariz extremamente vermelho. 

 

- Como você se sente? 

 

- Ah, bem. - Katy sorriu. - Eu não consigo enxergar com meu olho esquerdo, eu não sinto meu lábio inferior, meu nariz sangra de 10 em 10 minutos e toda vez que eu ando, eu sinto minha costela estralar, mas fora isso, tô ótima. 

 

- Não faça piadas! - Maria advertiu. - Você deveria ter ido sido mais durona! 

 

- A mulher era tão forte e alta que por 1 segundo eu pensei que ela fosse homem! - Katy suspirou. - Mas eu achei legal. - sorriu. - É uma boa experiência. Eu nunca tinha brigado antes! 

 

- Você é maluca. 

 

- Rihanna deu notícias? - Maria negou com a cabeça. - Eu vou subir e tomar um banho, `as 6 horas eu preciso acordar a Anne, arrumá-la pra escola nova, ela está tão animada. - sorriu. - Eu vou ficar bem, Maria. Não se preocupe! 

 

- Eu vou te preparar um chá pra ressaca e um analgésico e o lanche de Anne. 

 

P. O. V RIHANNA 

 

Eu acordei com o sol de New York batendo contra o meu rosto e abri os olhos preguiçosa, olhando no relógio ao meu lado, marcava exatamente 8:15 AM. 

 

- Óla, bom dia, Rihanna. - eu ouvi a voz de Marcos, o cara que havia supervisionado a minha entrevista ontem e além disso, ele era um nome importante dentro da Forbes. 

 

- Bom dia. - sentei-me na cama, me ajeitando. 

 

- Olha, hoje nós vamos ter um almoço, o pessoal todo, sabe? - ele sorriu. - E bom, se você quiser participar. 

 

- Claro, claro, por mim tudo bem. 

 

- Tudo bem, então. A gente se vê no almoço. - ele virou as costas mas logo voltou. - Ah, hoje uma das camareiras estava limpando o salão da festa ontem e encontrou isso. - ele me mostrou algo em sua mão e eu forcei a visão tetando ver claramente. - Eu pensei que pudesse ser seu, já que ontem durante a entrevista você disse o nome Katheryn algumas vezes e está gravado com Katheryn, amor incondicional. - eu olhei para minha mão. 

 

Caramba, era a minha aliança! 

 

- Ai, meu Deus! É a minha aliança! - exclamei, levantando e pegando minha aliança. - E-eu não vou poder ficar para o almoço. - sorri nervosa. - Eu prometi ficar com a miha mulher e a minha filha hoje, obrigada pelo convite. 

 

- Tudo bem. Foi prazer trabalhar com você! - ele saiu do quarto em que eu estava hospedada e eu corri, tentando arrumar minhas coisas e falar com minha assistente para que ela pudesse marcar um vôo pra Los Angeles para mim. 

 

(....)

 

P. O. V KATY 

 

Eu agradeci aos céus por Anne não me pergunta nada sobre meu rosto quando eu a levei na escola, ela reparou porque me olhou estranho, mas não perguntou. Ela estava tão animada com a ideia da escola nova que não se preocupou com isso, ainda bem. Não gostaria de ter que explicar isso para ela. 

 

Mas no meu trabalho, todos me olharam estranho, com aquela cara de quem quer perguntar, mas tem medo de perder o emprego. 

 

É horrível se sentir o centro das atenções, pior ainda se é por um motivo ruim. 
Mas depois que eu entrei em minha sala e fechei a porta e encarei meu reflexo pelo celular, eu me dei conta. 

 

Eu estava péssima, e não era o machucado e o roxo do meu rosto, eram meus olhos, estavam tristes e opacos, que por um segundo, eu fiquei com pena de mim mesma. 


Notas Finais


Eu sei que esse capítulo não ficou muito grande, mas é porque pra deixá-lo maior, eu precisaria pegar conteúdo do outro capítulo e não ficaria bom. E os próximos capítulos vão testar a resistência de Rihkaty, as coisas vão complicar, o clima vai pesar.

Comentem, deixem a opinião de vocês aí, e até o próximo. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...