História Regras de Sobrevivência - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Astoria Greengrass, Draco Malfoy
Visualizações 11
Palavras 1.903
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Novo Capítulo! <3
Apreciem a leitura!

Capítulo 10 - Impressions


Fanfic / Fanfiction Regras de Sobrevivência - Capítulo 10 - Impressions

Regra de Sobrevivência de Astoria Greengrass nº 10: “ Muitas vezes, suas impressões mais do que a visão, lhe mostram o que precisa ver.”

Se ela tinha achado impressionante o arranha-céus da Corporação Malfoy do lado de fora, nada se comparava ao que ela encontrara do lado de dentro, só a direcção e Presidência tinham todo um andar, os elevadores eram vigiados, Draco tivera que a identificar e dar livre acesso ao andar, ao que “Big Cobra” que era o nome do segurança, que este portava em sua jaqueta, assentira, ela olhara para este meio intimidada, mas rapidamente suavizara, sorrindo.

Tudo ali era decorado do mais alto luxo, recheado da cor prata e verde, que ela já sabia desde pequena, que os Magnatas Malfoy sempre amaram e prezavam, segundo havia ouvido sua mãe cochichar com Daphne uma vez, eles consideravam essas cores extremamente elegantes.

Tinha somente duas secretárias, que muito sabiamente ela lera por alto, uma delas era Penélope Clearwater e era secretária do sr.Malfoy e a outra era Lilá Brown, secretária de Draco que ela notara.

Ambas ergueram seus olhares ao notarem o seu, só a segunda que focara por mais tempo o olhar nela, ao notar a mão de Draco na sua cintura, guiando-a com ele para dentro do escritório e quando ele ia fechar a porta atrás de si, ouvira o cochicho desta para Penelope: “Já está galinhando de novo…e a Greengrass mais insonsa…”.

Lilá Brown, de todos os seres que podiam estar ali, tinha que ser a fofoqueira que mais contribuirá para a sua desgraça na Escola, quando algo de ruim acontecia, ou quando Draco zoava com ela, esta espalhava para a escola inteira, era por demais e mais tarde viera a descobrir que era porque ela desejava o loiro,mas este nunca lhe dera bola.

Ela fechara a cara, ao ouvir fechar a porta e determinara em sua mente, que não gostava de Lilá Brown, e que nunca iria mudar em anos.

No entanto, sua atenção fora na direcção do olhar que queimava, notara com alguma surpresa que era a expressão confusa de Draco, quando olhara para baixo, vira que tinha deixado cair o último bolinho que estivera comendo e estava amachucando o saquinho que o trazia, manchando de geleia de morango, seus sapatos baixos e finos, maldissera sua tendência ao desastre, olhando para ele contendo seu coramento.

_Está tudo bem, Astoria?

Antes que ela respondesse á questão, o olhar dele desviara-se do dela, percorrendo o seu escritório com estranheza, olhando todos os cantos e recantos, como se procurasse algo, o que a deixara meio preocupada.

_Draco?

_Sim..?

_Está tudo bem..?

_Sim, foi só impressão de que…estava algo fora do sítio, mas está tudo como deixei…ao que parece…

_Sim, deve ter sido impressão, mas…

_Mas?

_ Não sabia que a Brown era tua secretária…

Ele dissipara a sua expressão mais estranha, olhando-a com um sorriso de canto, ao que ela arrependera-se de ter falado.

_Ah, sim ela é, por um estranho motivo quis trabalhar aqui…diz que queria ganhar seu próprio sustento, sem depender dos pais…

Sim, ela sabia bem qual o estranho motivo pelo qual a ruiva tinha esses instintos nobres de trabalhar e ganhar o sustento, tinha nome e sobrenome, Draco Malfoy.

_Sei…- O tom dela era bem descrente, ao que arrancara um sorriso vaidoso de Draco que ela não entendera muito bem, arquejando a sobrancelha.

_Oras, Astoria…já enciumada de mim,  é? E só trocamos um beijo…

_Como?Ah, vá…menos, Malfoy…menos…porque me trouxe aqui?- Dissera rapidamente, recriminando o fato de ter corado e ele ter notado, intensificando o seu sorriso de canto, antes que ele tivesse mais alguma tirada brilhante.

_Vim buscar algo que está na empresa e bem…só quis que você subisse comigo…

Seu olhar era incrivelmente céptico, olhando-o como se ele fosse louco, como assim?

_Sério, podia estar comendo calmamente em casa, enquanto você vinha na empresa e você me arrasta por capricho?

Ele coçara a sua cabeça, pegando uns papéis que tinha numa pasta cinzenta, voltando a olhá-la, alongando seu sorriso.

_Não poria dessa forma, podia dizer que trouxe você, porque aprecio a sua companhia e adoro ver esse olhar furioso na minha direcção, Astoria…que eu posso fazer…?

Fora ai que perdera a sua paciência, ela tinha chegado no limite, ela estava sentindo-se sobressaltada e sem saber porque ele agia daquele jeito.

_Oras, seu …não sobressaia tanto que nem papel de parede creme, ou tinha olhos bem grandes que nem Jack Skellington?- Ela repetira imitando a voz que ele fazia no colégio, perdendo um pouco de sua cordura e paciência, com aquela sedução que ele vinha-lhe submetendo e confundindo-a. Não entendia o porque daquilo.

Ele ficara mais sério, olhando-a por longos segundos, até que soltara um suspiro bem demarcado.

_Me desculpe…eu era meio…babaca…mas…eu fazia isso…porque…- Fora ai que ele corara de leve e isso a deixara abrindo a boca, ficando pasma com que via, ele estava…vermelho? Sua pose de durona fora-se abaixo, ante o choque, nunca em todos os anos de Escola e eventos sociais que se cruzaram, ela tinha visto ele …daquele jeito.

_Porque?-Incentivara ela, ao que ele ficara, pior pigarreando e salvo pela porta que era batida e por ela, Brown aparecia, olhando de soslaio para Astoria, que retornara o seu melhor olhar frio e aristocrata, que ela só usava com quem ela não tinha nenhuma empatia, ao que Draco segurava seu riso e falara para amenizar a situação:

_Diga, Brown…

_É o Sr. McKenzie, da filial das Terras Altas, pede com urgência para falar com o senhor…

_Não podia interfonar, Brown?- Ele arquejara-lhe a sobrancelha, meio sério e profissional, a ruiva corara sob o escrutínio do patrão, pedindo desculpas e retirando, ao que Astoria olhava a cena com gosto, amando a esculachada, mas ela amara de verdade mesmo.

_Eu espero…- Apressara-se Astoria em dizer, sentando-se na poltrona luxuosa do escritório, ao que ele sorrira, sentando-se e procurando o telefone, clicando uma tecla.

_Obrigado…

_E, Draco…

_Hm?- Dissera ele com a mão no auscultador, olhando-a com um sorriso calmo, ao que ela suspirara, somente abanando que não com a cabeça, não valia a pena tocar no assunto, pelo menos por agora.

Pegara em um pequeno bloco que tinha dentro da sua bolsa e começara a escrever, tudo sobre como ele estava no seu local de trabalho, antes na Casa do Sr.Lovegood, ele ocultava muito bem o quão a morte da Luna o afectava, mas ela precisava saber mais, mas o pouco que sabia estava a preocupá-la, ele estava a evitar e isso não era bom para ele.

Passado longos minutos, ele terminara a sua chamada, olhando para ela que erguera o seu olhar, escrevendo a última linha que precisava apontar, guardando o bloco e a caneta no seu bolso.

_Vamos indo…Draco?

_Sim…e …a prova do Buffet é a que horas?- Mas ele fora interrompido pelo seu celular que tocara e ele soltara um longo suspiro de irritação, atendendo.- Sim, mãe…já estamos indo…sim, estamos…

_Ás 15 horas, temos tempo , Draquinho…- Dissera ela num tom de brincadeira, ao que ele fechara a cara, suspirando longamente.

_Você percebeu…é embaraçoso demais…

_Oh, eu achei fofinho…- Dissera ela ainda no mesmo tempo, ao que ela fechara ainda mais a cara, resmungando baixinho “ fofinho…sei…” , ao que ela não pudera evitar gargalhar, á medida que desciam no elevador, rumo ao estacionamento e caminhavam na direcção.

_Boa manhã…- Não tinha sido Draco ao seu lado, era outra voz.

Todo o corpo de Astoria tremera ao ouvir aquela voz, lentamente olhara na direcção confirmando o seu pior temor, era…Gregory Goyle, ela engolira em seco, fechando a cara, imensamente séria.

Desde aquele episódio no baile de formatura, que ela nunca mais o havia visto e desejava não ver, todo seu corpo tremia e as imagens do que havia acontecido percorriam velozmente a sua mente. O nojo que sentia em direcção dele, assolara-lhe com força, mas seus pensamentos foram interrompidos, por um toque bem possessivo na sua cintura e notara que era de Draco, ela não fizera menção de afastar, porque sentia-se por um estranho motivo, mais segura com aquele gesto.

_Goyle, não te esperava por aqui…

Gregory Goyle estava vestido no seu melhor fato italiano, com sapatos envernizados, tudo preto, tinha uma particular cicatriz no canto do olho que lhe desfigurava ligeiramente, mas não de todo, mas era uma marca bem visível, ela não lembrava de ele a ter.

_Pois, bem…seu pai tinha uns assuntos de negócios a fechar com a empresa dos meus pais…e bem, vejo que estás bem acompanhado…olá, Greengrass…

Ela não encontrava a sua voz, só limitara-se a assentir como reconhecendo que o ouvira, mas não conseguia ter reacção, estava paralisada ao olhar para ele e ver em seus olhos, um sorriso meio presunçoso, ela queria correr dali, mas o agarre firme de Draco a impedia de sair e num instinto, tocara o antebraço deste, que apertara-a ainda mais como apoiando.

_Bem, nós estamos de saída, Goyle…- Ele dissera no seu tom mais frio, do que empregue anteriormente, o que surpreendera Astoria que segundo sabia, eles eram amigos no colégio.

_Sim, até mais ver…

_Até…

Astoria ficara vendo Gregory passar e sair , sumindo dentro do arranha-Céus dos Malfoy, ao que ela voltara seu olhar para o loiro que ainda a segurava e com um só olhar no rosto dela, finalmente ela percebera a verdade, ele sabia o que havia acontecido, mas como?

_Felizmente, a marca não lhe sumiu do rosto, devia de ter feito pior…- Sussurrara , para a porta rolante do seu arranha-céus, vendo o movimento das pessoas.

 Astoria contivera seu fôlego, vendo no fundo dos olhos dele quando ele voltara a olhar para ela, recordara-se da sua corrida assustada e com as vestes rasgadas, lembrara-se de ter visto uma cabeleira loira e sua mente era um redemoinho, buscando aquelas memórias e as  palavras do seu pai, a anos atrás quando ela tivera indo embora, ressoara na sua mente.

“ Ele teve o que merece…”

A morena levara á sua mão direita á boca, sentindo os olhos marejarem com a emoção.

_Foste tu?

Ele limitara-se a assentir, ao que ela contivera as lágrimas que queriam sair, soltando-se rapidamente das mãos de Draco, entrando no seu conversível, ao que ele entrara no banco do motorista, dando a partida no carro, em silêncio, esperando que ela acalmasse.

Até que tivera um ligeiro sobressalto, quando ela pousara a sua mão sob a que ele tinha no volante, ele olhara de leve para ela por uns segundos e palavras não precisaram ser ditas.

Era o olhar mais puro de gratidão que ele conhecera e isso fizera-o sorrir sem jeito, voltando a prestar atenção no caminho, quase chegando na Mansão Malfoy.

Mal chegaram, viram Narcisa Malfoy vir na sua direcção, toda entusiasmada, com a sua funcionária atrás, parecia que estava afobada e cansada, Draco arquejara a sobrancelha, olhando a mãe, esta fizera a sua expressão mais inocente que não convencera o filho no mais mínimo.

Astoria encontrava-se olhando também a funcionária, ao olhar os dois Malfoy’s ficava meio apreensiva, que será que lhe esperava. Draco ficara subitamente mais sério, encaminhando-a para dentro da Mansão. Que sua mãe teria preparado para aquele almoço? 

Mas aos olhos da morena, a sua percepção e impressão estava mudando, relativamente a Draco e ela não se sentia bem com isso, ela queria voar rapidamente para a Escócia para assim sentir-se a salvo. Por Deus, que estava acontecendo com ela? Que sensação aflitiva estava-lhe assomando o peito?


Notas Finais


Joshua Hersham como Gregory Goyle
<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...