História Rehab (Camren) - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila, Camren, Lauren, Romance
Exibições 409
Palavras 2.150
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 29 - Run


Camila's POV

Acordei com uma forte dor de cabeça. O cansaço estava dominando cada pequena parte do meu corpo,mas mesmo assim me forcei a me movimentar. Assim que terminei de me espreguiçar percebi que algo estava errado e me sentei na cama rapidamente,chamando a atenção da Laur,que estava com os braços ao redor do meu corpo de uma maneira protetora.

-Lauren. -Lhe chamo assustada e coloco a mão na cabeça,sentindo o local latejar. -A gente...

-O que? -Ela também estava sem roupa,então comecei a entender o que estava acontecendo,começando a ficar nervosa.-Você não se lembra?

-Eu...-Percebi que ela estava ficando decepcionada,eu não poderia fazer isso com ela. -Eu estou com tanta dor...

-Eu sei,princesa. -Ela disse e fez carinho em meu rosto. -Tem alguns remédios na bolsa da Lucy,vou pegar para você.

Ela se levantou da cama ainda nua,me fazendo corar e desviar o olhar quando ela foi até o canto do quarto e pegou suas roupas. Ela pareceu perceber que eu estava sem graça e enrolou uma toalha em seu corpo,enquanto pegava o remédio na bolsa.

-Você quer água? -Ela perguntou enquanto me dava um comprimido,pela primeira vez sem se importar tanto com as cicatrizes.

-Não precisa. -Coloquei o remédio na boca e engoli rapidamente,desejando que a dor passasse rápido.

-Tudo bem. -Ela disse e se afastou. -Eu vou tomar banho,ok?

-Ok. -Ela me deu um selinho antes de sair do quarto.

Tentei com todas as minhas forças ignorar a vergonha que eu estava sentindo e resolvi vestir uma calcinha nova e um moletom que a Laur havia deixado na cabeceira da cama. Comecei a ficar enjoada então voltei a me deitar,colocando as mãos no rosto. Abri meus olhos e observei toda a decoração do quarto,tentando me lembrar de algo,mas quanto mais eu me forçava a lembrar da noite anterior,mais a minha cabeça doía. Tudo que eu me lembrava era a Laur me dizendo que eu não deveria ter comido nem bebido nada e de quando eu pedi para que ela ligasse a luz,lhe beijando logo depois.

-Você tá bem? -A Laur entrou no quarto com a toalha enrolada na cabeça.

-Estou bem,eu só...-Levantei a cabeça por um instante para lhe observar e senti algo subindo para a minha garganta. Rapidamente corri para o banheiro.

Acabei vomitando quase que no mesmo instante em que eu levantei a tampa do vaso sanitário. Escutei passos atrás de mim e em questão de segundos a Laur já estava ali,segurando meu cabelo por trás.

-Você não devia ter bebido tanto. -Ela disse com uma voz triste.

Não falei nada,apenas continuei vomitando até meu estômago decidir que não queria colocar mais nada para fora. Assim que eu terminei fiquei ali,me sentindo fraca e cansada.

-Toma banho,você vai se sentir melhor. -Ela disse. -Vou pegar roupas limpas pra você,ok?

-Ok. -Eu respondi e ela saiu do banheiro.

Fechei a porta e me despi. Poucos minutos depois a Laur bate na porta,abro uma pequena brecha e pego minhas roupas,colocando em um cabide que havia ali perto. Entro no box e deixo a água quente cair em meu corpo,tendo pequenos flash backs da noite anterior.

Flash back On

 -Lauren -Lhe chamei

-O que? -Ela respondeu com uma voz carinhosa.

-Liga a luz. -Pedi 

-Por que,amor? 

-Todas as garotas que você ficou foram com a luz apagada. -Eu disse e respirei fundo,sussurrando logo depois. -Eu quero ser diferente.

-Você é diferente. -Ela falou e me deu um selinho demorado.-Mas você tem razão,quero que seja algo novo para nós duas,algo que vamos passar juntas.

Flash back Of

Eu queria tanto me lembrar de mais coisas,mas todas as outras lembranças que eu tinha sobre a noite de ontem eram quebradas e eu não tinha certeza do que realmente aconteceu. Quando terminei de tomar banho vesti a roupa que a Laur havia me dado e o mesmo moletom que eu estava usando antes. Assim que sai do banheiro fui direto para o quarto e me deitei na cama.

-Você não está melhor? -Ela perguntou,terminando de pentear seu cabelo.

-Estou. -Falei. -Só estou cansada.

-O remédio ainda não fez efeito direito. -Ela disse e se sentou na cama. -Vou preparar um bom café da manhã para você,ai você vai se sentir melhor.

-Ok...-Falei dei um sorriso,gostando do jeito como ela estava se preocupando.

-Camz...-Ela me chamou séria,me fazendo ficar tensa. -Você não se lembra de nada?

-Ah...-Resolvi falar logo a verdade,mesmo sabendo que ela ficaria magoada. -Não me lembro de muita coisa.

Ela abaixou a cabeça e ficou calada por um instante,fazendo com que eu me arrependesse por não ter mentido. Depois de alguns segundos ela respirou fundo e voltou a me encarar.

-Foi a melhor noite que eu já tive. -Ela falou calma. -Eu nunca pensei que pudesse me sentir daquele jeito.

-Eu queria tanto lembrar de tudo. -Falei triste,sabendo que ela estava magoada.

-Tudo bem...-Ela disse e se levantou. -Vou tomar café da manhã.

Quando ela estava saindo pela porta eu me levanto e seguro seu braço,sabendo que não poderia deixar ela sair assim.

-Eu me lembro de poucos momentos...-Falei e ignorei a vergonha,encarando seus olhos tristes. -E esses poucos momentos foram o bastante para que eu considerasse a noite de ontem a melhor noite da minha vida.

-Eu sei que não tenho o direito de ficar chateada com você..-Ela disse e deu uma risada fraca,tentando disfarçar.-Isso foi só o mundo fazendo comigo o que eu fiz com os outros...Mas dói tanto quando é com a pessoa que você ama.

-Eu amo você. -Fiz carinho em sua bochecha. -Eu amo o fato de você ter confiado em mim o bastante para ligar a luz.

-Você se lembra disso? -Sua expressão mudou.

-Vem aqui. -Eu disse com um sorriso no rosto e lhe beijei.

Eu me sentia mais confortável em falar as coisas com ela,de algum jeito a noite de ontem me fez confiar na Laur de uma maneira que eu não achava que era possível,eu posso não lembrar de tudo que aconteceu,mas os sentimentos continuaram mais fortes.

-Eu também amo você. -Ela falou quando cessamos o beijo. -Agora não tenta me enrolar,nós ainda vamos tomar café da manhã.

-Ahhh,Lauren! -Fiz uma voz triste.

-Vamos! -Ela me puxou pela mão.


Lauren's POV

Admito que fiquei chateada quando a Camz disse que não lembrava da noite anterior,mas ela sabe como conseguir me deixar melhor e em questão de minutos eu já estava sorrindo ao seu lado outra vez. Assim que terminamos de tomar o café da manhã eu resolvi levar a Camz para conhecer a minha casa.

-Com que roupa eu vou? -Ela remexia seu guarda roupa desesperadamente.

-Vai com essa que você está usando. -Eu estava deitada em sua cama,observando as roupas que eram jogadas para fora de suas gavetas.

-Não,Laur. -Ela começou a ficar estressada. -Sua família não pode me ver com qualquer roupa.

-Não é qualquer roupa,você está linda assim. -Me sentei na cama para lhe observar.

-Eu não tenho a roupa certa. -Ela se sentou no chão,colocando as mãos no rosto.

Voltei a me deitar na cama,tentando conseguir paciência. Depois de alguns segundos respirando fundo eu me levantei  e fui até onde ela estava,me sentando ao seu lado.

-Por que você se importa tanto com suas roupas? -Perguntei com a voz calma.

-Porque todo mundo fica falando de mim quando eu não estou com as roupas certas. -Ela falou e secou umas pequenas lágrimas que insistiam em cair.

-Isso não é verdade. -Segurei sua mão.

-Você não percebe.

-Eu não percebo porque tudo isso está aqui. -Apontei para a sua cabeça. -Acho que isso faz parte da fobia social.

-Não faz,eu só...-Ela parou por um instante. -Não quero ninguém falando.

-Confia em mim quando eu digo que não tem problema em ir assim. -Pedi e lhe dei um beijo na testa. -Você não vai para uma festa,vai para a minha casa.

-Tem certeza que não tem problema? -Ela perguntou com uma voz doce e calma.

-Tenho sim,amor. Agora vamos! -Lhe puxei para fora do quarto.

A Camz pegou a chave do carro do seu pai e eu dirigi até a minha casa,parando o carro na frente da garagem. Olhei para a Camz e ela estava suando,olhando fixamente para a casa com os olhos assustados.

-Se você quiser nós podemos voltar. -Eu falei preocupada.

-Não p-precisa.-Ela falou rapidamente. - Eu só...

-Você só...?

-Nada. -Ela falou e secou as mãos no short,evitando me olhar.

-Fala,amor. -Insisti.

-Você vai f-ficar e-estressada. -Ela disse  e mordeu o lábio.

-Se você não me falar,eu não vou saber como fazer parar. -Eu disse lhe observando com atenção.

-Eu preciso trocar de roupa...-Ela sussurrou tão baixo que eu quase não escutei.

-Ok. Vamos voltar e você troca de roupa. -Liguei o carro.

-Obrigada. -Ela disse totalmente aliviada.

As vezes eu esquecia que coisas bestas eram muito graves para a Camz e que ela sofria com isso. Eu precisava me lembrar de pensar duas vezes antes de convence-la a fazer algo que ela não acha que consegue. Dirigi até a sua casa novamente e ela subiu para o quarto,achando uma roupa que lhe agradasse depois de trinta minutos.

-Você está linda. -Falei.

-Obrigada. -Ela disse e suas bochechas coraram,me fazendo rir.

Dirigi novamente até a minha casa e segurei a mão da Camz,batendo na porta três vezes.

-Já vai! -Escutei o voz da minha mãe.

Assim que ela abriu a porta seus olhos se arregalaram e um sorriso se formou em seu rosto. Sem pensar duas vezes ela me abraçou forte.

-Lauren,o que está fazendo aqui? -Minha mãe perguntou feliz.

-A Camz mora aqui perto. -Falei e ela percebeu a presença da Camz ali.

-Oh..Oi,Camila. -Ela abraçou a Camz rapidamente e abriu espaço para que a gente entrasse.

-Oi. -A Camz disse desconfortável.

-Lauren,como você sai da clínica assim? Sem me avisar antes? -Minha mãe perguntou séria,aumentando o tom de voz enquanto passávamos pela sala.

-Eu pedi para a Demi avisar. -Falei

-Ela avisou,mas você já tinha ido! -Ela continuou,enquanto a Camz apenas observava tudo assustada.

-Eu quis passar o aniversário da Camz com ela,amanhã nós voltamos. -Aquilo estava começando a se tornar uma pequena discussão.

-Laur...Acho que eu vou indo. -Olhei para a Camz e o suor estava descendo pela sua testa,sua blusa já estava ficando molhada.

-Oh...Não,querida. -Minha mãe percebeu que ela estava desconfortável. -Está tudo bem,eu só fiquei preocupada.

-Ah..-Ela desviou o olhar.

-Depois a gente fala disso,mãe. Agora nós vamos para o quarto. -Eu disse e puxei a Camz pela mão.

-Ok,vou preparar um lanche para vocês.

-Tá. -Gritei enquanto subia as escadas.

Assim que entrei no quarto lembrei que tinha deixado ele uma bagunça quando fui para a clínica e minha mãe não havia tocado em nada,mas a Camz não pareceu se importar.

-Ele está uma bagunça,mas quando está arrumado fica legal. -Falei enquanto tirava um violão e algumas roupas de cima da cama.

-É lindo...-Ela disse atrás de mim.

-Ah,é só...-Me virei e percebi que ela estava falando do meu painel de desenhos. -Oh...Obrigada.

Me aproximei dela e observei os desenhos que eu fazia quando estava no tédio,bem antes de ir para a clínica. Observei enquanto a Camz pegava um desenho de paisagem e olhava todos os detalhes com atenção,sorrindo logo depois.

-Você desenha muito bem. -Ela disse.

-Obrigada. -Falei.

-Eu sonhei com um desenho igual a esse. -Ela disse encantada.

-Se quiser pode ficar com ele. -Falei e abracei ela por trás. Seu corpo ficou tenso,mas ela não se afastou.

-Não precisa. -Ela disse e colocou o desenho novamente no painel.

Eu retirei do painel novamente e peguei um lápis jogado no chão,assinando meu nome no canto da folha e lhe entregando.

-Pode ficar. -Eu disse e joguei o lápis no chão novamente.

-Obrigada. -Ela falou com um sorriso no rosto e eu lhe beijei. -Esse quarto está uma bagunça,Laur.

-Até que está arrumado. -Falei rindo. -Quando eu sair de vez da clínica vou arrumar.

-Preguiçosa. -Ela disse com um sorriso fofo no rosto e eu lhe beijei.

Segurei em sua cintura e puxei ainda mais seu corpo para perto do meu,lhe fazendo pisar em um álbum de fotos que estava no chão.

-Oops. -Ela se abaixou e pegou o álbum amassado,observando a capa com atenção.


-São as fotos da minha formatura do fundamental. -Falei quando percebi que ela estava curiosa. -Quer ver?

-Sim. 

Tirei o lençol da cama e me sentei,puxando a Camz para se sentar em meu colo. Fiquei distribuindo beijos em seu pescoço que estava com alguns leves hematomas da noite anterior,enquanto ela observava cada foto com atenção. Após ela ver todas as fotos resolvi leva-la no quintal para ver a casa de pássaros que eu mesma construí e mostrar os pássaros mansos que viviam ali.

-Oh meu Deus. -Ela sussurrou enquanto olhava a mãe passarinho cuidando de seus filhotes. -Eles são lindos,Laur.

-Sim. -Eu segurava a escada para que ela não caisse. -Pode fazer carinho neles,mas vai devagar.

Ela aproximou a mão da casinha com cuidado e fez carinho na mãe passarinho. Depois de morrer de fofura com os animais e alimenta-los ela desce as escadas com uma alegria contagiante.

-Lauren,isso é muito fofo...É...

Enquanto ela falava eu vi um carro conhecido passar a pista. Ele ia virar a esquina,mas notou a minha presença ali e voltou,indo na direção da minha casa.

-Vamos embora! -Puxei a Camz para a direção do carro de seu pai.

-O que? Por que?

Olhei para trás e percebi que não dava mais para fugir. Fiz uma cara séria e segurei a mão da Camz,encarando o John sair do carro.

-Fica perto de mim,qualquer coisa corre. -Sussurrei para a Camz que apenas concordou.


Notas Finais


Hm...To me achando muito boazinha..Vou começar a ser um pouco mau com Camren haha.
Como vcs estão?
O que acharam do capítulo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...