História Reidorn - 2jae - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Akdong Musician (AKMU), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Lee Chan-hyuk, Lee Soo-hyun, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 34
Palavras 1.075
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Lemon, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Yo. (Viram que eu postei outra 2jae?rsrsrs se chama "HQ Boy" vão ler porque tô adorando escrever ela q)

Fiz um "cronograma" para atualizar/escrever caps para minhas fanfics (depende do meu 4G). É o seguinte bbs:

Segunda-feira: Sarang Sarang.
Terça-feira: Reidorn
Quarta-feira: Sarang Sarang.
Quinta-feira: HQ Boy.
Sexta-feira: Sarang Sarang e Reidorn.

Só isso, boa leitura❤

Capítulo 4 - Hos


[...]

— Não é assim que se coloca! — Jaebum tentava convencer YoungJae pela inúmera vez antes de partir, que o mais novo estava colocando a espada de modo errado ao lado de seu corpo, YoungJae revirou os olhos.

— É assim sim, eu fui treinado desde meus 6 anos. Sei muito bem como fazer isso! — Bufou pisando forte indo até Yezi que já estava junto da porta. — Noona fala para ele — Disse cruzando os braços se pondo ao lado da mais velha olhando para Jaebum.

Yezi maneou a cabeça sorrindo, eles partiriam dois dias antes, mas tinha sido dois completos dias de temporais fortíssimos. Agora eles se conheciam há três dias e já estavam praticamente se odiando. Porque YoungJae era teimoso, e Jaebum não aceitava ver as pessoas errando em coisas simples.

— Cada um tem um jeito de fazer isso meninos, vocês precisam ir logo. — Falou tentando apatar aquela discussão, Jaebum pegou a sua mochila e a de YoungJae pronto para sair pela porta quando YoungJae o parou.

— O que acha que está fazendo? — Perguntou grosso (Como de costume) Para o moreno que o olhou confuso.

— Isso o quê?

— Está levando minha mochila. — Falou como se fosse óbvio, Jaebum decidiu nada dizer. Apenas largou a mochila do menor no chão e saiu para o portão do jardim onde Yezi havia ido abrir para eles.

Yezi cuidou de Jaebum como se fosse seu filho, nem teve infância depois daquilo... Sabia de onde toda sua fortuna vinha, sabia que era perigoso Jaebum acabar pisando em outros reinos por aí. Mas havia previsto que esse era o fim de qualquer um que habitasse aquela casa, havia visto em mais um de seus sonhos carregados de feitiço, que o reino descobriu que ela era bruxa. Mas o que poderia fazer? Tinha nascido assim, por isso foi expulsa de sua verdadeira casa, seus pais temendo que Jaebum fosse assim, o mandaram embora junto com ela.

Abraçou forte Jaebum que vinha sorridente até si, deu um beijinho no topo da cabeça do mesmo que começou a se despedir, logo atrás vinha YoungJae com dificuldades para carregar a mochila pesada sendo perseguido por um galo furioso.

Se despediu de YoungJae com um abraço carinhoso.

— Obrigado por tudo noona. — O loiro disse sincero para a citada que sorriu gentilmente afagando seus cabelinhos dourados.

— De nada, agora...Vão. — Disse empurrando os dois fraquinho até o lado de fora do enorme portão o trancando em seguida.

Os dois começaram a andar, Yezi ainda no portão os observando até os perder de vista, suspirava aliviada por conseguir salvar o irmão.

[...]

Os dois já caminhavam há mais de quatro horas sem rumo nenhum, só perambulando por aí. Jaebum chamou por YoungJae que murmurou em resposta sem lhe dirigir o olhar.

— Você não me disse nada sobre essa "missão"— Fez aspas com os dedos, agora, ganhando a atenção de YoungJae.

— Não é algo muito confidencial...Mas também não é para fazer placas e promover divulgações.— Jaebum continuou esperando que YoungJae falasse logo. Se ele não sabia do que se tratava não poderia ajudar, certo? — Aigoo, estou em busca de um assassino. um assassino de Renjue. — Quando falou do assassino sua expressão calma mudou drasticamente para uma de determinação, e raiva e no fundo, bem no fundo mesmo, Jaebum viu muita mágoa.

Jaebum estremeceu da cabeça aos pés, engoliu em seco tentando não gaguejar.

— P-por que logo o filho do rei tem que sair em busca dele? — Perguntou se sentando na beira de um riacho, pretendia beber água e se lavar. YoungJae se sentou numa pedra com o olhar meio distante antes de responder friamente.

— Porque ele matou minha mãe. — Fechou a mão num punho de raiva, sua mãe podia ser prostituta, pobre e tudo mais. Mas era uma pessoa amável e incrível, mas não teve outra opção de vida. Jaebum sabia o que havia feito.

Seu olhar tremeu em direção a YoungJae que o olhava com o cenho franzido, mas logo balançou a cabeça de um lado para o outro como se estivesse afastando pensamentos, e estava mesmo.

— E você? Não me falou nada sobre sua família. — Jaebum não ousava dizer para ninguém nem o que come no café da manhã, é muito cauteloso. foi traído muitas vezes, e se revelasse sobre sua família estaria tudo acabado, todos esse anos na tentativa de sobreviver.

— Você não precisa saber deles, minha única família é a Yezi. — Rezou para YoungJae não insistir naquilo, já havia percebido que o loiro era muito persistente.

YoungJae o olhou de relance logo direcionando seu olhar para seus braços enfaixados.

[...]

— YoungJae...— Chamou o citado num tom manhoso e o mesmo teve vontade de dar um soco bem no meio da cara do meus velho por ter conseguido ser tão fofo.

O loiro parou na sua frente revirando os olhos, já haviam parado muitas vezes por insistência do mais velho que alegava estar morrendo, não conseguindo mais andar.

— Vamos parar para dormir esta noite? — Falou apontando para um letreiro vermelho que piscava quase que incansavelmente.

YoungJae direcionou seu olhar para a porta do local -que parecia ser bem caro- e viu un senhor com uma certa idade, acompanhado de uma mulher bem mais nova. O mesmo a abraçava pela cintura e segurava um charuto na outra mão.

— Com licença Senhor... — Jaebum chamou sua atenção educadamente puxando YoungJae pelo braço. O senhor dirigiu sua atenção para os dois jovens com um pouco de nojo.

— Que tipo de estabelecimento é esse?

— Um motel. Mas não abrigamos pessoas assim... — Olhou para a mão de Jaebum que ainda segurava o pulso do menor. Jaebum entendeu, logo abaixou a cabeça murmurando um "entendo".

YoungJae ficou abismado! O confudiram com um homossexual de novo?

— Ya! Sabe quem eu sou?! — Disse ríspido peitando o senhor que soltou a cintura da mulher o encarando enquanto se aproximava. — Choi YoungJae, chefe da guarda real. Filho do rei. — Na mesma hora o charuto já gasto caiu da boca do homem que se curvou pedindo incessaveis desculpas.

O homem -que descobriram ser o dono do local- os entregou o melhor quarto, por quanto tempo eles quisessem e de graça.

Jaebum, que se encontrava esperando YoungJae voltar ao quarto (pois o mesmo estava tomando banho), comia cachos e cachos de uvas, um atrás do outro, bebendo a melhor das cervejas.

Talvez não seja tão ruim assim acompanhar esse pirralho. Pensou sorrindo. Talvez não fosse mesmo a pior coisa do mundo.


Notas Finais


Sem revisão, sorry.
GENTE KKKKKKJ
EU SÓ FUI VER AGORA Q HOJE EH QUINTA-FEIRA, VULGO DIA DE HQ BOY AKSHAKAHAJAH
SCORRO
Tô postando mesmo assim. 😎😎


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...