História Reinado - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção, Reign
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Livros, Novela, Romance, Serie, Suspense
Exibições 14
Palavras 2.134
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Famí­lia, Fantasia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Serena deve se juntar á rainha e as outras garotas para o chá da tarde. Ela finalmente conhecerá a rainha. Como será que a rainha da Escócia realmente é?

Capítulo 3 - A rainha


Fanfic / Fanfiction Reinado - Capítulo 3 - A rainha

Serena:

Acordei na manhã seguinte com Lita, Arunes e Saara tentando me convencer de eu ir ao chá com a rainha. Elas disseram que como ficarei no castelo até os príncipes escolherem suas noivas, devo me envolver nas atividades para não me sentir tão entediada. Depois de muita perseverança delas eu concordei. Admito que fiquei curiosa em conhecer a rainha Lanna. Todos sempre disseram que apesar de seu rosto doce ela é uma mulher implacável, determinada e está disposta a fazer de tudo por seu rei e seus filhos. Todos sempre falaram bem dela e disseram que ela é uma mulher de garra. Eu admiro mulheres assim. E além disso,provavelmente a Lauree vai estar lá para me fazer companhia já que ela deseja tanto os príncipes, em especial o príncipe Hian.

Os príncipes parecem ser tão diferentes. O príncipe Hian parece ser atencioso,gentil e cavalheiro. Quando ele me viu constrangida pelo príncipe Raonny ele veio imediatamente ver se eu estava bem e se desculpou pelo irmão mesmo sem saber o que ele me fez. Acho que ele será um excelente rei.

Já o prícipe Raonny é completamente diferente. É mulherengo, quer flertar com todas as garotas do palácio ao mesmo tempo. Não me admira se não fizer isso até com as empregadas. E ele não tem rédeas. Não sabe se comportar como um cavalheiro diante de uma dama. Fico agradecida por ele ser o mais novo e a coroa não estar disposta a ele no futuro.

Lita, Arunes e Saara me arrumam com um vestido rosa bebê comprido. Lindo porém simples. Perfeito para um chá da tarde com a rainha. Desço pelas escadas e vejo Allen. Eu olho para os lados para me certificar se havia alguém, apenas algumas servas cuidando da limpeza do castelo. São servas mas tem boca e podem falar, então me aproximo dele com cuidado, discretamente e formalmente.

Serena: “-Soldado. O que faz aqui?”                                          

Allen: “-Bem senhorita, me disseram para te acompanhar até a sala em que haverá o chá da tarde com a rainha.”

Serena: “-Pois bem, vamos.”

Assim que nos distanciamos ele sussurrou para que ninguém mais ouvisse.

Allen: “-Vou te levar para um quarto pequeno vazio onde ninguém entra. Lá você poderá ser minha por alguns instantes.”

Serena: “-Está pretendendo borrar a minha maquiagem soldado? Creio que isso não seja permitido.”

Allen: “-Pelo que eu me lembre nós nunca ligamos para regras ou tabus impostos.”

Serena: “-Não é bem disso que me recordo. Saiu do meu quarto ontem sem finalizar o trabalho.” –eu disse sabendo que ele entenderia.

Allen: “-Isso é diferente. Completamente diferente. Não quero falar sobre isso agora está bem? Não quero que fique nenhum clima estranho entre a gente.”

Ele olha pelos dois lados do corredor para verificar se não tem ninguém e abre uma porta estreita e me puxa para dentro. Fecha a porta com uma chave. Eu iria perguntar como ele conseguiu aquela chave mas logo sou tomada pelos seus beijos e carícias. Logo os seus beijos e o seu toque começam a ficar selvagens, eu tento diminuir o ritmo mas percebo que quero mais. Ele então para.

Allen: “-Precisamos voltar. Você não pode se atrasar e algo me diz que você vai ter que voltar ao seu quarto.”

Serena: “-Que? Por que?”

Allen: “-Você está corada demais, seja lá o que passou na boca para deixá-la com cor borrou e seu cabelo não está lá dos melhores.”

Serena: “-Meu Deus! Você me desarrumou!” –eu saio da sala correndo em direção aos meus aposentos enquanto ele ria da minha situação.

Mas que droga! Preciso me apressar e conseguir chegar na sala do chá antes da rainha Lanna. Chego aos meus aposentos correndo e por uma obra divina Lita, Arunes e Saara ainda estavam no meu quarto.

Serena: “-Rápido! Me ajudem! Preciso ficar arrumada de novo o mais rápido possível antes que a rainha chegue!”

Elas vêm correndo e começam a retocar minha maquiagem e o meu cabelo.

Saara:” –Por Deus senhorita! O que houve? Pelos seus lábios borrados parece que estava aos beijos com alguém.”

Eu não respondo nada mas pela minha cara de medo e constrangimento elas logo entendem a situação.

Lita: “-A senhorita estava com um dos príncipes?”

Serena: “-N-n-não.” –eu digo gaguejando.

Arunes: “-Meu Deus! Não me diga que está próxima de um dos servos ou de um soldado! Senhorita! Se descobrirem será o seu fim. Podem no mínimo acoitá-la e enforcarem o seu amante! Se não quiserem enforcá-la junto com ele por traição.”

Serena: “-Eu não sei o que fazer! Eu vim para cá obrigada pelos meus pais. Eu amo uma pessoa que jamais poderei ter porque ele é apenas um plebeu. Eu vim para cá para o castelo e ele se voluntariou para ser um dos soldados e agora ele está aqui! Eu sei o risco que estou correndo! O que farei?” –eu digo querendo chorar.

Lita: “-Calma. Não chore senão vai borrar a maquiagem e você está atrasada. Vá as pressas para o salão e assim que acabar volte ao quarto para nós conversarmos sobre isso. Até lá me prometa que ficará longe daquele soldado!”

Serena:” –Está bem. Eu prometo.” –eu digo e saio correndo em direção ao salão de chá.

Chego lá e todas já estavam sentadas. Por sorte faltava apenas a rainha e eu. Vejo que Marlee havia guardado um lugar para mim ao lado dela e então vou me sentar. Assim que sento a porta se abre novamente e a rainha entra.

Mas a rainha não tinha o olhar doce de antes como quando ela,o rei e os príncipes nos cumprimentaram. Ela agora nos olhava com um olhar selvagem. Como uma leoa escolhendo a sua presa.

Ela se senta em uma cadeira em que pudesse olhar para cada uma de nós e continua a nos olhar.

Lanna: “- Conversei com os meus filhos. Eles me disseram coisas sobre cada uma de vocês. Eu espero que vocês saibam que meus filhos veem em mim um apoio para escolherem suas futuras esposas. Eles recorrem a mim e pedem conselhos a mim. Ouvi dizer que algumas são bem reservadas, outras são bem entusiastas (ela olha para a Anne) e outras possuem um certo fervor dentro de si (ela olha para mim e eu estremeço. Algo nela me dava medo). Alguém aqui nesta sala irá tomar o meu lugar e se tornar a nova rainha da Escócia.Então quero que saibam que ser uma rainha não é uma tarefa fácil.Com o passar do tempo você tem que abrir mão de sua inocência,sua pureza e até mesmo do seu verdadeiro eu. Uma rainha tem que tomar decisões muito difíceis e dolorosas para manter a paz no reino junto com o seu rei. Uma rainha deve ser totalmente fiel ao seu rei e estar do lado dele não importa o que ele faça. A corte vai acabar com a sua dignidade e você vai se tornar uma pessoa frígida e cruel apenas para o bem de seu povo. Mais vale mil vidas do que poucas. Lembrem-se sempre disso quando uma de vocês se tornar a próxima rainha. Eu vou logo avisando que eu faço qualquer coisa pelo bem dos meus filhos. Viro uma leoa raivosa disposta a fazer de tudo quando vejo que algo pode atrapalhá-los ou que não será bom para eles. Então estejam dispostas a colocar a fera manipuladora,altruísta e protetora que tem dentro de vocês para fora se vocês quiserem se tornar rainha.”

Todas as garotas na sala pareciam congeladas e com medo olhando para a rainha. Aquela mulher que parecia ser tão doce nos enganou. Enganou a todos visto que no reino todos a achavam delicada,doce e gentil. Fico me perguntando como realmente é o rei e oro para os príncipes não serem como ela.

Lanna: “-Pois bem, acho que como meu filho Hian disse antes me sinto solitária aqui nesse castelo sem mulheres. Com vocês ao menos poderei conversar. Levem minhas palavras ditas antes a sério mas saibam que eu posso ser uma companheira para vocês, afinal, um dia uma de vocês irá dividir o castelo comigo. Aproveitem o chá meninas!”

Então as meninas voltam a conversar normalmente. A loira da Anne se vira para a rainha e começa a conversar com ela. A rainha parecia estar apenas a respondendo por educação, ela não parecia gostar muito dela. Era de se esperar...todos já sabiam que Anne dormia com o príncipe Raonny.

Eu fico conversando um pouco com a Lauree enquanto tomávamos chá mas me sinto com um pouco de dor de cabeça talvez pelo barulho de tantas mulheres falando ao mesmo tempo e vou para a janela que tem no salão tomar um pouco de ar. Logo vejo a rainha vindo atrás de mim. Congelo em saber que ela quer falar comigo.

Lanna: “-Meus filhos falaram de uma certa ruivinha que os intrigaram. Eles disseram que te acharam interessante pelo seu jeito diferente. Disseram que você tem garra. Eu gosto disso, talvez você seja mais parecida comigo do que pensa apesar de ter se assustado com as minhas palavras como as outras garotas.”

Eu não olho para ela. Ela faz qualquer um se sentir intimidado.

Serena: “-Não sei o que eles viram em mim para achar isso Majestade.”

Lanna: “- Haha..eu era exatamente assim como você antes de conviver aqui na corte. De uma coisa tenha certeza minha querida, se você for escolhida para se tornar rainha você ficará exatamente como eu.” –eu crio coragem e olho para ela. Ela parecia realmente acreditar no que dizia.

Lanna: “-Minha aposta para o meu filho Hian é você. Não se preocupe, estou do seu lado. Por enquanto. Apesar de não ser a favor da sua amizade com as servas. E sim,eu sei de tudo. Tenho pessoas que vigiam cada uma de vocês. Quero saber exatamente com quem os meus filhos estão se aproximando. Serena querida,servas são servas. Você não deve se aproximar delas. Elas estão aqui apenas para te servir. Não é o jeito como uma rainha deveria agir.”

Serena: “-Então Majestade isso só prova que somos sim diferentes. Com licença, vou me juntar a Marlee.” –eu digo ansiando desesperadamente sair dali.

“E sim,eu sei de tudo. Tenho pessoas que vigiam cada uma de vocês.” Essas palavras da rainha ficam ecoando na minha mente. O que será de mim? Eu e Allen não podemos correr nenhum risco maior do que já corremos. Estamos entre a cruz e a espada. Allen não deveria ter vindo ao castelo, agora nós dois corremos perigo. E como ela soube da amizade que tenho entre minhas servas se todas nós ficamos apenas trancadas no quarto? Será que Lita, Arunes e Saara são espiãs da rainha? Eu não deveria desconfiar delas pois juramos todas sermos amigas mas devida as circunstâncias não posso negar de pensar assim. Se elas forem espiãs da rainha eu já estou morta, contei a elas antes de vir ao salão sobre o Allen. Ela sabe que somos apaixonadas e que ele é apenas um plebeu. E o pior...elas sabem que estávamos aos beijos dentro do castelo! Agora que conheci a verdadeira face da rainha sei que se soubessem disso eu e Allen seríamos mortos, sem nenhuma hesitação. O que farei? Será que posso confiar em alguém aqui nesse castelo?

Sento novamente ao lado da Lauree e todas as garotas me olhavam com raiva pela rainha ter ido até mim.

Lauree: “O que a rainha queria? Meu Deus as garotas parecem que vão te matar com o olhar.”  

E agora? O que direi para a Lauree? Não posso dizer que a rainha aposta em mim senão eu não vou acordar viva amanhã. Algumas dessas garotas podem entrar a noite no meu quarto e me matar!

Serena: “-A rainha está incomodada com a minha amizade com as minhas servas. Ela disse que tem pessoas aqui no palácio que vigiam todas nós para ela.”

Lauree: “-Ai que susto! Pensei que a rainha tivesse tido alguma afeição por você. Eu já estava perdendo as esperanças do meu sonho.”

Serena: “-Não se preocupe Lauree, eu já disse que não estou interessada nos príncipes.”

Anne: “ –Então o que você está fazendo aqui?” –nós não notamos a loira se aproximar de nós.

Serena: “-Fui obrigada pelos meus pais.” –eu digo séria,não gostava dela.

Anne: “-Bem...uma a menos no meu caminho. E a morena sem graça ai do seu lado? Deixa..não vou nem perguntar.Ela não tem nenhuma chance mesmo. E obrigada pela informação dos vigias ruivinha. Talvez eu te deva uma.”

Serena: “-Por que? Anda fazendo algo errado loira?”

Anne: “-Todas nós fazemos.” –ela diz com um sorriso maquiavélico no rosto e vai embora.

Não sei o que ela quis dizer com isso mas sei que ela também deve esconder algo. Pelo visto,meus dias no castelo serão mais longos do que eu imaginei.

                                                         ~ continua ~

 

 

 

 

 


Notas Finais


Logo o próximo episódio. Espero que estejam gostando (:


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...