História Reis de Los Angeles - Capítulo 2


Escrita por: ~

Exibições 18
Palavras 2.042
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


comentem o que vocês acharam.


BOA LEITURA

Capítulo 2 - Desafiada, noticia inesperada


Fanfic / Fanfiction Reis de Los Angeles - Capítulo 2 - Desafiada, noticia inesperada

- Feito- disse Megan com um sorriso vitorioso no rosto.

- Dessa vez não vai ser eu que vou perder.

- Fofa você sempre pede para mim, mais agora mudando de assunto quando e onde vai ser feito essa competição.

- Porque não aqui e não agora.

- Ta bom pode começar- logo a tal de Melissa começou a dançar e dar cambalhotas ela era muito boa quero ver se a Megan é melhor. Quando ela acabou a plateia foi há loucura. Eles realmente tinham gostado.

- Consegue fazer melhor- disse melissa com um sorriso de vitoriosa no rosto.

- Claro que consigo- nisso Megan começou a requebrar dar cambalhotas, eu até me surpreendi pensei que melissa fosse boa mais Megan é melhor. Quando Megan acabou todos aplaudiram de pé então Megan pegou o microfone.

- É acho que eu venci de novo que peninha você vai ter que ir embora- Megan soltou uma risada maligna e melissa saiu batendo o pé.

 Quando esse showzinho já tinha acabado eu fui para o meu carro e encontrei Megan ao lado da BMW, me aproximei e ela me perguntou.

- Ele veio com você né?- ela estava com um olhar triste e eu sei o porquê.

- Sim Megan ele veio comigo, ele só não veio para a escola hoje porque ele tinha que arrumar o quarto dele- eu a vi ficar em choque.

- Eu não quero viver mais aquela vida Ian, você sabe que foi por isso que eu vim para cá, e ele vindo também vai tudo voltar e eu não quero- ela disse já quase chorando, eu abracei ela depois de minutos assim ela desfez o abraço e montou no seu carro e foi embora.

P.O.V. Megan Fox

Eu fiquei com tanta raiva quando a Melissa me derrubou que quase eu vou no meu armário e pego a minha arma e meto um tiro na cabeça dela. Mais aquela vadia ainda teve coragem de me desafiar frente de toda a escola, mais como eu nunca saio por baixo eu acabei com ela e assim ela vai ter que ir embora da escola.

 Eu fiquei em choque no estacionamento quando soube que o Taylor veio com o Ian, eles eram irmãos claro que ele iria vim só que eu não queria ele aqui, não agora que estava começando tudo de novo desde o zero.

 Cheguei em casa fui para o meu quarto esperar o almoço ficar pronto, tomei um banho e fui para a piscina, fico meio desconfortável com o tanto de segurança que minha casa tem mais o meu pai fala que é para o meu bem então fazer o que né.

*anoite*

Quando meu pai chegou ele mandou eu ir no escritório assim eu fiz.

- Filha eu queria te falar uma coisa muito importante- meu pai estava com cara seria então lá vem bomba- nós vamos ter que mudar para Los Angeles- meu pai disse e eu fiquei chocada.

- Não pai, não da eu tenho uma vida aqui em Nova York, não posso me desfazer de tudo.

- Sinto muito minha filha, eu vou ter que resolver alguns assuntos em Los Angeles, eu não queria mais é preciso.

- Quando nós vamos- disse um pouco sem animo.

- Semana que vem você tem uma semana para se despedir de seus amigos.

- Tá eu farei isso- sai do escritório do meu pai e fui direto para o meu quarto chegando lá eu me jogue em minha cama e peguei no sono.

Acordei com o barulho horroroso do despertador, sem animo algum fui para o banheiro e tomei banho. Me vesti (link nas notas finais), desci quando escutei a campainha tocar atendi a porta e era a Ju, logo me derramei em lacrimas e a abracei.

- Ou o que aconteceu- perguntou ela preocupada.

- Meu pai vai me obrigar a ir para Los Angeles com ele semana que vem, eu nunca mais vou voltar- disse e ela desabou em lagrimas junto comigo.

 Quando já tínhamos nos recuperado subimos e retocamos a maquiagem, pegue as chaves do meu carro uma Ferrari f430 (link nas notas finais), eu fui para a escola com a Ju, o dia foi normal rancando aparte em que todas as lideres de torcida choraram quando eu disse que iria mudar de cidade.

*1 semana depois*

 Estava tudo pronto para eu ir para o aeroporto, meu pai teve que ir na frente, ele me ligou e disse que iria me buscar no aeroporto de lá, eu aceitei só porque ele disse que meus carros já tinham chegado lá. Eu estava pronta então eu escutei a campainha tocar fui correndo atender e me deparei com quem eu ainda não tinha visto Tayler, ele não foi a semana inteira para a escola, bom ele estava com um buque de rosas brancas.

- O que você quer- perguntei rude.

- Vim me despedir e te dar isso- ele me deu o buque de rosas brancas.

- Fala logo o que você quer Tayler porque eu sei que você não veio aqui só para isso.

- Tem razão eu vim para te dizer que não vai adiantar sair da cidade ou do país porque você só vai se livrar de mim quando estiver morta ou quando eu estiver morto entendeu.

- S-sim Tayler eu entendi- disse um pouco gaguejando não posso mentir o único que me da medo é o Tayler.

 Ele foi embora e eu entrei logo escutei a campainha tocar de novo, desci porque agora eu tinha certeza de quem era, quando abri a porta me deparei com todas as lideres de torcida os meninos do futebol o Ian, que já tinha conseguido entrar para o time e a Ju, que era uma das minhas animadoras, todos me levaram até o aeroporto e quando eu cheguei lá foi uma choradeira que só Deus para ter misericórdia. Me despedi de todos e entrei no avião eu consegui subornar o segurança para que deixa-se eu levar a arma. Ele deixou e assim eu fiquei 6 horas dentro do maldito avião até que pousamos em Los Angeles por volta das 3 horas da tarde de um domingo, peguei minha mala e fui para a entrada do aeroporto não vi meu pai então pronto ele se esqueceu de vim me buscar.

- Megan- escutei e ao me virar não acreditei no que vi.

-Jonathan- falei um pouco animada- que saudade de você- felei indo dar um abraço nele.

 Mano mais eu estava com muita saudade mesmo, não queria sair nunca mais dos braços dele, me sentia tão protegida nos braços dele. Você deve estar se perguntando quem é ele, bom ele é meu irmão eu não via ele desde que a minha mãe tinha morrido, tantas coisas que eu esqueci de contar para vocês mais aos poucos eu vou contando.

- Cade ele- perguntei me referindo ao nosso pai.

- Ele me ligou e disse que teve que fazer uma viagem de ultima hora então você vai ficar comigo lá em casa tá- eu não acredito nisso ele fez eu sair de Nova York para depois quando eu chega-se em Los Angeles, ele tivesse que fazer uma viagem de ultima hora, que saco.

- Tudo bem já estou acostumada com a falta dele.

Meu irmão pegou minhas malas enquanto eu pegava minha bolça e fomos para o carro que era lindo uma lamborguini preta, quando estávamos nos afastando do aeroporto vejo no retrovisor três carros nos seguindo.

- Jonathan, aqueles carros fazem parte dos seu seguranças.

- Que carros.

- Olha pelo retrovisor, aqueles pretos.

- Droga- ouvi o meu irmão murmurar então ele aumentou a velocidade mais logo os disparos começaram.

 Fiquei assustada mais logo passou, peguei minha bolça e dela arranquei minha arama mais ela só tinha 3 balas ou seja tenho que acertar querendo ou não. Quando ranquei minha arma de dentro da minha bolça vi a cara de reprovação que meu irmão fez. Nem liguei abaixei o vidro sentei na janela e comecei a atirar acertei dois tiros um em cada carro o terceiro eu não acertei então teria que ser pelo meu lindo irmão e sua pilotagem.

- Tem outra arma carregada embaixo do seu banco- ele disse e eu logo peguei arma, sentei na janela do carro e comecei a atirar no carro acertei nos pneus da frente, e logo perdemos o carro de vista.

P.O.V. Jonathan Fox

Quando eu cheguei no aeroporto e vi aquela figura de lindos cabelos pretos e olhos azuis, tive certeza que era a minha linda irmãzinha que eu não via desde que minha mãe tinha morrido.

- Megan- gritei ela.

- Jonathan- dava para ver a sua animação- que saudade de você- falou ela vindo dar um abraço em mim.

 Aquele abraço era tão bom eu sentia que tinha que proteger ela, minha linda irmãzinha como ela cresceu ta linda mais mesmo assim qualquer marmanjo que olhar para ela eu castro.

- Cade ele- dava para ver a sua desanimação, afinal ele que disse que vinha buscar ela mais fazer o que né.

- Ele me ligou e disse que teve que fazer uma viagem de ultima hora então você vai ficar comigo lá em casa tá- ela forçou um sorriso.

- Tudo bem já estou acostumada com a falta dele.

 Peguei as malas dela e fomos para o meu carro uma lamborguine preta. Quando já estávamos um pouco mais afastados do aeroporto.

- Jonathan aqueles carros fazem parte de seus seguranças- ela perguntou e eu senti o meu corpo gelar.

- Que carros.

- Olha pelo retrovisor aqueles pretos.

- Droga- foi a única coisa que eu consegui disser.

 Acelerei o carro mais logo começaram os disparos fiquei assustado, pois a minha irmãzinha estava do meu lado e eu não queria que ela soubesse do que eu trabalho. Logo vi minha irmã pegar a mochila dela e de lá tirar uma ARMA. Fiz uma cara de reprovação mais ela nem ligo. Ela abaixou o vidro e sentou na janela e começou a atirar deu dois tiros e acertou um em cada carro só faltava um carro ela atirou só que errou. Ela sentou no banco novamente e eu entedi o regado ela não tinha mais balas.

- Tem uma arma carregada embaixo do seu banco- foi a única coisa que eu consegui disser.

 Ela pegou a arma e se sentou a janela novamente dessa vez foi dos tiros um pegou na roda e o outro na acetou, o carro não capotou mais logo ele foi se afastando. Quando cheguei e casa/mansão, minha irmã me olhou indignada, sendo que quem me surpreendeu foi ela.

- Você tinha uma arma em seu carro- foi a única coisa que ela conseguil disse. Serio mano ela tava branca.

- E você anda com uma dentro da sua bolça, quer me explicar como conseguil- de pois de falar isso ela pareceu pensar um pouco par falar.

- Nesse tempo que você ficou longe vamos falar que eu fiz amizade com pessoas erradas- ela falou como se fosse normal, mais não era normal.

- Que tipos de pessoa- falei olhando nos seus olhos.

- Eu já respondi a sua pergunta agora é minha vez de fazer perguntas não acha, começando com o que você trabalha- não posso deixar de notar se minha irmã fosse detetive ela teria sucesso porque ela sim sabe fazer as perguntas.

- Você promete não surtar- eu alei e ela assentiu- eu trabalho com um traficante bem conhecido daqui de Los Angeles- falei esperando ela começar a surtar isso não aconteceu- minha vez de fazer perguntas com quem você conseguil essa arma, e da ela aqui para mim ver.

- Com o meu ex namorado, ele tambem mexia com esse mundo de trafico. E tó minha arma para você ver- ela disse me entregando a sua arma.

 Max coisa me chamou atenção naquela arma, tinha as iniciais R.V. eu já tinha visto aquelas iniciais em algum lugar só não lembrava aonde. Do nada minha irmã toma a arma da minha mão, eu acho que ela percebeu que eu vi aquelas iniciais, mais eu não fiz pergunta alguma.

Mostrei o quarto dela e disse que ela começava as aulas segunda feira.


Notas Finais


Não sou movida a comentario mais, gostaria de saber o que vocês acharam.

Roupa da Megan. http://www.polyvore.com/megan_fox/set?id=210401920

Carro http://www.terra.com.br/economia/carro-mais-caro/img/ferrari-f430-spider-f1.jpg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...