História Relações Perigosas - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Prepon, Orange Is the New Black, Taylor Schilling
Personagens Laura Prepon, Taylor Schilling
Tags Drama, Fic, Laura Prepon, Laylor, Lesbian, Orange Is The New Black, Story, Taylor Schilling
Exibições 278
Palavras 2.529
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - Orgulho ferido


Fanfic / Fanfiction Relações Perigosas - Capítulo 38 - Orgulho ferido

(Laura POV)

O nosso dia foi simplesmente fantástico. Bebemos, conversamos e aproveitamos muito a piscina. Nós decidimos voltar pra casa só amanhã bem cedo, ai eu aproveito e vou direto para o set gravar as últimas cenas desse ano. Enquanto a Jodi, a Becky e Lexa foram tomar um banho eu e a Terasa ficamos na cozinha preparando o jantar e enquanto cozinhávamos conversávamos sobre a Lexa.

- Lau, você tem certeza do que você tá fazendo em relação à Lexa?

- Como assim certeza Tê?

- Ah não sei. Afinal o que tá rolando entre vocês? Hoje vocês ficaram bem agarradas, não sei se é porque vocês passaram a noite juntas, mas tá tudo diferente, vocês não estão agindo mais como duas amigas.

- A Lexa sempre foi muito especial pra mim, só que eu não sei como te responder Tê. Eu não estou apaixonada e muito menos tenho essa intenção até porque a única mulher que eu amo e sempre vou amar é a Taylor e a Lexa sabe disso, então eu vou deixar rolar, mas se eu ver que ela está se envolvendo ou exigindo alguma coisa de mim eu vou ter que parar pra não machucá-la.

- É amiga você vai ter que tomar muito cuidado viu, porque é aquilo que eu já disse, vocês hoje estão um grude e você inclusive está fazendo todas as vontades dela e não é justo você fazer ela sofrer. Sem brincadeira Lau, eu vi na minha frente aquelas duas adolescentes na época de escola.

- Para Tê. A Lexa sabe que eu amo a Taylor, fica tranquila e outra a gente só passou a noite juntas relaxa.

- Ok, mas olha faz o favor de não acabar com a nossa amizade, eu não quero que nós nos distanciamos outra vez. Eu quero que nós cinco continuemos unidas como sempre fomos.

- Deixa comigo. Nada vai mudar!

- Acho bom mesmo!

A primeira pessoa a descer foi a Lexa. Ela veio até a cozinha e nós mudamos de assunto. A Terasa saiu para arrumar a mesa e eu a agarrei e a beijei.

- O que vocês tanto falavam? – Disse ela com os braços envolta do meu pescoço

- Nada!

- Lau, não mente. Eu tive a impressão que vocês falavam de mim.

- Impressão sua!

- Lau!

- Ok, estávamos falando de você.

- Posso saber o que?

- Ela tá com medo da gente se envolver e a amizade de todas nós acabar e eu te machucar.

- Ai que besteira!

- Foi o que eu falei.

- Primeiro que a amizade da gente não vai acabar e segundo que eu sei que você ama a Taylor, eu não sou burra, se eu sentir que eu tiver me envolvendo eu vou pular fora, eu já sofri uma vez por você e você por mim, não vai acontecer outra vez.

- Isso mesmo. Então vamos nos curtir, se rolar rolou se não rolar não rolou. Pode ser?

- Eu topo. Só assim ninguém se machuca!

- É verdade!

Eu agarrei e a beijei e a Jodi interrompeu, nos assustou e mandou a gente ir comer e nós fomos.

(Taylor POV)

Eu passei o dia com o Rob, pois não tive coragem de dispensar ele. À noite o clima entre a gente esquentou e nós acabámos subindo para o meu quarto, só que hoje eu vou até o fim. Antes de deitarmos na minha cama ele me virou, afastou o meu cabelo e começou a beijar a minha nunca segurando a minha cintura, trazendo meu corpo pra perto do dele. Eu já sentia que ela estava totalmente excitado, então eu me virei sentei na ponta da cama abri seu cinto, desabotoei sua calça e abaixei ela junto com a cueca e comecei a chupá-lo. Ele fechou os olhos e ficou segurando a minha cabeça acompanhando meus movimentos de vai e vem. Pouco tempo depois ele tirou a camisa e o restante da roupa dele e eu comecei a tirar a minha e ele acabou me ajudando, eu subi um pouco pra trás na cama e ele colocou o preservativo que estava no bolso da calça e veio e colocou o sexo dele em mim. Eu fechei meus olhos e soltei um leve gemido ao o sentir entrando, depois de um tempo eu inverti a posição com ele e fui por cima dele e comecei a me mexer e ele acelerou meu ritmo cada vez mais, quando eu me inclinei e comecei a beijá-lo ele apertou um pouco mais a minha bunda e acabou gozando. Eu disfarcei o meu descontentamento e fui desacelerando o ritmo ainda beijando ele. Eu sai de cima dele e ele foi até o banheiro e eu fiquei deitada pensando que ele talvez estivesse apenas empolgado, mas pensando por outro lado talvez ele tenha ejaculação precoce, mas fazendo um resumo de tudo isso independente do que seja, fode mau pra caramba. Ele voltou um pouco sem graça pra cama e começou a tentar se explicar.

 Tay desculpa. Eu venho fazendo um tratamento pra esse problema então é imprevisível quando isso vai acontecer.

- Relaxa e pode contar com o meu apoio tá bom? Não precisa se desculpar e nem ficar sem graça.

- Estou me sentindo péssimo!

- Ei fica tranquilo. Posso deitar no seu peito pelo menos?

- Pode, claro!

Eu me deitei e ele ficou fazendo carinho na minha cabeça. Um tempo depois eu me levantei tomei um banho e coloquei um pijama, o Rob se trocou e foi embora, eu o levei até a porta e subi de volta para o meu quarto e sem muito esforço acabei pegando no sono.

(Laura POV)

O nosso jantar foi ótimo e o papo estava bom, mas já era de tentar dormir, porque amanhã eu vou acordar bem cedo pra pegar a estrada e vou direto gravar.

- Papo tá ótimo minhas coisas lindas, mas eu preciso subir e tentar dormir, senão amanhã eu não consigo me concentrar pra gravar.

- Eu também vou deitar! - Disse a Jodi

- Ah então vamos todas, porque eu também já estou com sono. - Disse a Becky levantando

- Vamos!

Enquanto as meninas levantavam eu disfarcei e comecei a falar com a Lexa.

- Você vai dormir comigo?

- Você quer que eu durma com você?

- Você que sabe!

- Não Lau, você quem sabe. Por mim eu durmo, mas você precisa decidir se você quer que eu durma com você.

- Eu não tenho o menor problema em dormir com você.

- Eu muito menos!

- Então assunto encerrado. Vamos pro quarto!

As meninas subiram na frente e eu e a Lexa fomos em seguida. Ela deitou na cama e depois que eu tranquei a porta eu fiz o mesmo, só que me deitei por cima dela e comecei a beijá-la.

- Se você realmente só quer dormir é melhor você sair de cima de mim e parar de me beijar assim.

- Tem alguém ficando excitada aqui?

- Não vou nem te responder.

- Então agora que eu vou provocar mesmo.

Eu comecei a fazer uma trilha de beijos pelo seu corpo e quando eu cheguei mais perto do seu sexo eu abri sua calça, puxei ela e afastei a sua calcinha pro lado e comecei a chupá-la. Ela começou a gemer e eu continuei por um longo período de tempo até que ela gozou. Eu voltei beijando seu corpo e dei um selinho nela e me deitei do seu lado. Nós nos trocamos e logo acabamos dormindo.

(Taylor POV)

Hoje começa tudo outra vez e apesar do cansaço eu levantei animada, pois hoje eu finalizo as cenas da Piper para a temporada seguinte e vou poder descansar um pouco, já que vou ter apenas o filme pra terminar de gravar. Eu fui para o set e comecei a gravar bem cedo. Em uma das minhas pausas eu me sentei junto com parte do elenco que estavam no refeitório da série combinando de sair pra beber hoje só pra comemorar o último dia de gravação dessa temporada e apesar de ser apenas o inicio da semana eu topei em ir sim. Enquanto estava todo mundo conversando a Laura chegou e é lógico que a atenção foi voltada toda pra ela, todo mundo começou a falar que fazia questão da presença dela e ela não confirmou, mas também não recusou. Ela saiu e eu me virei pra Tasha pra conversar.

- Acho que se ela for eu não vou.

- Ah não começa Chaylito. Deixa de ser infantil.

- Não é infantilidade Tasho, eu só não quero ficar frequentando os mesmos lugares que ela.

- Se não é infantilidade é o que? Você vai ter que se acostumar meu amor, vocês duas praticamente comandam essa série. Eu quero ver o dia que vai precisar viajar só vocês pra fazer promo e dar entrevistas como vai ser.

- Vai ser tenso!

- Então pronto. Já era pra você estar mais do que acostumada, vocês já estão quase um mês separadas.

- Eu sei né? Mas mesmo assim. Vou pedir pro Rob me fazer companhia então.

- Você fazendo isso só mostra o quanto você é insegura e que ainda a ama mais que tudo nesse mundo.

- Não viaja!

- Ai ai viu!

Eu fui até o meu trailer bem rápido e mandei mensagem pro Rob me encontrar no bar que iríamos e ele disse sim na hora e ficou até feliz por eu ter chamado ele. Pouquíssimas pessoas sabiam do meu relacionamento com a Laura e essas pouquíssimas pessoas também já sabem que nós terminamos então por isso não vai ser um estranhamento eu aparecer com ele. Assunto resolvido então é hora de voltar a gravar. Eu voltei para o set e segui gravando até a noite sem parar e apesar de estar extremamente exausta eu fui pra minha casa tomei um banho e me encontrei com o Rob que me esperava do lado de fora do bar. Chegando lá alguns atores e parte da equipe já estavam lá, pois preferiram ir direto, eu então entrei com ele, nos sentamos e começamos a aproveitar a noite.

(Laura POV)

Eu fui pra casa, e assim que cheguei subi pra tomar um banho. Quando eu sai a Lexa ligou pra mim e eu atendi.

- Eu sei que eu não deveria ligar, mas eu senti vontade e eu liguei mesmo.

- E por que não deveria ligar?

- Vai que você pense que eu estou indo longe demais.

- Claro que não. Estranho seria se você não me ligasse depois desse final de semana maravilhoso!

- Mas a gente se viu hoje de manhã, a gente acordou juntas na mesma cama.

- E dai? Eu jamais recusaria uma chamada sua. Como foi o dia?

- Foi bom, trabalhei bastante e cheguei quase agora. E o seu?

- Exatamente igual. Estou quebrada e com fome. Eu acabei de tomar um banho e me deitei.

- Eu também estou morrendo de fome. Vamos sair pra jantar?

- Se eu sair pra jantar, o pessoal da série vai me matar porque tá todo mundo num bar comemorando o último dia de gravação desse ano e eu nem apareci por lá ainda.

- Ah que saco, mas acho que ninguém ficaria sabendo que a gente saiu.

- Ah vai saber. Mas já que você me pediu de um jeito tão fofo o que acha de você me acompanhar lá no bar? Nós damos uma passada e depois vamos pra algum restaurante.

- Tem certeza que você quer que eu vá? A sua ex não vai estar lá?

- Provavelmente. Eu não sei, não perguntei pra ninguém se ela iria ou não, mas não vejo problema em você me acompanhar. Nós não estamos ficando?

- Sim, estamos. Mas eu estou preocupada por você, enfim eu topo ir com você sim. Vou me arrumar e em breve estou por ai.

- Tá bom. Estou te esperando, não demora!

- Pode deixar. Beijo!

- Outro!

Eu coloquei uma roupa e desci pra esperar a Lexa. Ela chegou estacionou o carro dela e entrou.

- Cheguei!

- Tá linda! - Disse me levantando indo em sua direção.

- Você que tá! - Disse ela me dando um selinho

- Vamos?

- Sim!

Eu e ela fomos para o meu carro e seguimos para o bar.

(Taylor POV)

Entre um papo e outro eu olhei pro lado de fora do bar e a Laura parou o carro entregou a chave para o manobrista e foi abrir a porta do passageiro e de lá saiu uma mulher bem bonita, como o bar era bem discreto ela nem se importou de entrar com a moça de mãos dadas. O choque foi quase unânime, mas todos disfarçaram bem, acho que exceto eu, pois eu acompanhei com o olhar as duas desde que entraram até a hora que sentaram e só parei de olhar quando o Rob me cutucou.

- Tay? Tay? - Disse ele batendo no meu ombro

- O que foi?

- Você está olhando fixamente pra elas desde quando elas chegaram. Algum problema?

- Não, nenhum. Por que eu haveria de ter algum problema com elas?

- Calma, perguntar não ofende. Por que você está tão irritada?

- Nada Rob. É só impressão sua tá bom?

- Tá bom!

Nesse momento a Tasha levantou pra fumar e eu me levantei junto pra ir fazer companhia pra ela e deixei o Rob conversando com as pessoas já que ele já estava familiarizado.

- Chaylito, meu amor eu devo dizer que você disfarçou muito mal. - Disse ela acendendo o cigarro

- Impressão sua, eu só achei estranho ela aparecer com alguém. Ela estava sofrendo tanto até uns dias atrás.

- Independente dela estar sofrendo ainda ou não, uma coisa é certa, a Prepon tem um bom gosto do caramba. Primeiro a Kendall que apesar de louca é bem gostosa, depois você né Chaylito? Toda barbiezinha e agora esse mulherão? Olha, ela está de parabéns.

- Ela é bem bonita realmente e fazem um belo casal. Quem será ela?

- Eu não faço ideia de quem seja.

- Espero que ela seja bem feliz! - Disse com os olhos cheios de lágrimas.

- E esses olhos brilhando? Vai chorar? Acho que não né? Porque era isso que você queria. Você deveria estar feliz, ela não estava enchendo teu saco te procurando, mandando mensagem, flores e aparecendo de surpresa? Pronto, assunto mais do que resolvido, acho que na Prepon estava faltando um pouco de amor próprio e ela conseguiu repor e em você está sobrando orgulho. Vai fazer o que pra consertar isso?

Eu não consegui responder a Tasha e acabei caindo no choro. Eu realmente tenho sido muito orgulhosa, mas foi à única maneira que eu encontrei pra tentar não sofrer tanto. Eu não posso fraquejar agora, eu tenho que continuar sendo forte, por mais que o fato dela estar com alguém tenha me destruído. Eu preciso agora mais do que nunca entender e aceitar que eu e a Laura ficamos no passado, não existe a menor possibilidade de volta.


Notas Finais


Meus amores, eu sei que estão todos sofrendo por Laylor, mas tenham paciência, tem muita coisa pra rolar ainda!

💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...