História Relações Perigosas - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Prepon, Orange Is the New Black, Taylor Schilling
Personagens Laura Prepon, Taylor Schilling
Tags Drama, Fic, Laura Prepon, Laylor, Lesbian, Orange Is The New Black, Story, Taylor Schilling
Exibições 260
Palavras 2.524
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 43 - De partida


Fanfic / Fanfiction Relações Perigosas - Capítulo 43 - De partida

(Taylor POV)

Eu me acalmei um pouco mais e subi. Assim que eu entrei a Tasha veio atrás de mim e me puxou pra conversar na cozinha.

- E ai, falou com a Prepon?

- Ela saiu muito brava, não consegui impedir que ela fosse embora.

- Meu medo é ela fazer alguma besteira, querendo ou não ela bebeu.

- Eu sei Tasha, não precisa me deixar pior do que eu já estou.

- Vocês duas são um caso sério gente. Que loucura!

- Já não tem mais clima pra ficar aqui. Eu vou chamar o Rob e vou embora.

- Não Tay. Fica mais um pouco!

- Não. É melhor eu ir.

- Você quem sabe.

Eu fui até o Rob que conversava com a Yael e chamei-o pra ir embora e aproveitei e já fui logo me despedindo dela. Nós descemos e fomos o caminho inteiro em silêncio e quando chegamos à minha casa eu não tive coragem de deixá-lo ir então ele acabou entrando e subindo comigo. Assim que entramos no quarto ele começou a tentar alguma coisa, mas eu interrompi.

- Rob, estou com a cabeça explodindo, acho que é cansaço.

- Tá bom meu amor. Fica tranquila. Você prefere que eu vá embora?

- Você que sabe meu amor.

- Eu vou embora então pra não te atrapalhar, amanhã eu volto tá bom?

- Tá bom. Então até amanhã!

- Até meu amor!

Ele me deu um selinho e foi embora. Eu coloquei um pijama e me deitei. Eu peguei meu celular e tentei ligar pra Laura que não me atendeu. Eu estou me sentindo muito mal por ter deixado ela daquele jeito. Pouco tempo depois de muito insistir eu acabei dormindo.

(Laura POV)

A Lexa terminou de falar no celular e se aproximou de mim.

- Quem era no seu celular?

- A Taylor, mas eu não atendi.

- Fez bem!

- Fala logo o que você ia falar.

- Vamos lá. Eu vou começar a trabalhar em um filme e além de estar encarregada pelo casting e eu vou trabalhar na direção dele também. Nesse filme eu deixei uma personagem reservada e depois de muito pensar eu decidi que o papel é seu. É uma participação pequena, mas vai ser ótimo pra você, porque as gravações vão ser em LA, então você volta pra casa que você tem lá, grava e continua morando lá até as gravações da série aqui voltar.

- Tá até a parte de participar do filme tudo bem. É lógico que eu jamais recusaria um convite seu, só que eu não quero voltar a morar em LA. Eu gosto de morar aqui, eu amo a minha casa, eu amo viver aqui NYC.

- Mas não tem amor próprio então à senhora vai pra LA sim e vai ficar um tempo por lá e não é só isso. Quer saber o restante?

- Sim.

- Você vai assumir um relacionamento comigo e vai esquecer a Taylor de uma vez por todas!

- Você está falando sério?

- Seríssimo. Vai ser ótimo você entrar em um relacionamento pra tentar esquecê-la. Eu não estou preocupada que você me ame e que me prometa o céu e as estrelas, nada disso, eu apenas quero que você tente esquecer ela, vocês estão se machucando demais, não dá mais Lau.

Eu abaixe a cabeça, fiquei em silêncio por um tempo e depois olhei pra Lexa.

- Você tá certa, não dá pra continuar assim. Eu vou fazer tudo o que você falou. Eu vou pra LA com você e vou assumir nosso relacionamento.

- Vai ser ótimo pra você. Você vai ver!

- Eu sei que vai. Tenho certeza que eu vou conseguir esquecê-la. Quando eu tenho que ir pra LA?

- Amanhã se você quiser. Não há nada que te prende aqui em NYC. As gravações começam semana que vem. Eu vou só daqui a alguns dias, pois ainda vou ter que ver aonde irei me hospedar ou até mesmo alugar uma casa, já que a minha está alugada.

- Você vai morar comigo esses meses que eu vou estar lá e não adianta dizer que não. Se vamos ter um relacionamento, então vamos fazer isso direito.

- Tem certeza?

- Absoluta!

- Então tá bom. Amanhã voamos pra LA então?

- Sim. Até amanhã à noite estaremos por lá sem falta. Cuide você de reservar as passagens porque eu detesto burocracia.

- Ok, deixa comigo.

A Lexa deitou na cama e eu deitei no peito dela e ela ficou fazendo carinho em mim.

- Eu acho que você realmente voltou pra minha vida na hora certa Lê.

- Eu estou começando a achar o mesmo mocinha. Mas tudo vai mudar, eu posso não ser o amor da sua vida, mas eu vou tentar te fazer bem feliz.

- Eu sei que vai, eu confio em você!

- Pode confiar!

Eu levantei a minha cabeça e a beijei bem lentamente.

- Vamos dormir? - Disse ela finalizando o beijo com um selinho

- Vamos!

Eu tirei minha calça e ela fez o mesmo e dormimos abraçadas.

(Taylor POV)

Eu acordei e fui direto para o banho e quando sai eu peguei meu celular e tinha uma mensagem do Rob dizendo que estava em frente a minha casa e eu gritei da escada pedindo pra minha empregada abrir a porta e mandar ele subir. Eu o atendi de toalha mesmo.

- Dormiu bem linda? - Disse ele me dando um selinho

- Eu dormi sim. - Disse fazendo um coque no cabelo

- Taylor, que chupão é esse no seu pescoço? Quem passou a noite aqui com você?

Eu abaixei a cabeça passei a mão no olho e fiquei sem saber o que dizer pra ele. Que distração a minha de ter prendido o cabelo na frente dele.

- Rob... Eu não sei nem o que te dizer.

- Então eu vou te ajudar. Quem fez isso em você? Com quem você passou a noite? Esse chupão é recente, dá pra ver. Eu não me lembro de ter visto você com ele ontem.

- Não foi ontem. - Disse olhando pra ele fixamente

- Tudo bem. Então se não foi ontem, foi lá na Suécia. E eu acho meio improvável você conhecer alguém de lá e se você foi pra uma promo da série só pode ter sido algum...

- Algum executivo? Está achando que eu sou puta? Que ando saindo por ai com algum engravatado? Você sabia que nem satisfação eu deveria te dar? Eu realmente transei com alguém lá na Suécia, mas até onde eu me lembro eu não tinha nada oficializado com você e quer saber? Eu ainda não tenho. Eu não sinto nada por você.

- Quem foi essa pessoa Taylor? Me fala pelo menos.

- Foi a Laura. A mesma Laura que se fez de amiga sua, a mesma Laura que quis comemorar ontem, a mesma Laura que foi simpática com você como você mesmo disse. Ela é a pessoa que eu namorava e terminei por razões que não te dizem respeito.

- Que absurdo cara, você não presta. Bem que dizem que todo artista é um lixo.

- Lixo? Lixo é você que é ruim de cama e não teve a capacidade que essa mulher tem de me fazer gozar mais de uma vez. Agora vai embora seu infantil e leve esse seu anelzinho de chiclete que eu tirei do dedo assim que eu cheguei em casa ontem.

Ele pegou o anel que estava jogado no criado mudo e foi embora. Eu deitei na cama e fiquei pensando nas grosserias que eu acabei falando pra ele e cheguei à conclusão de que eu peguei um pouco pesado, mas pouco importa, foi bom essa palhaçada que eu mesma inventei ter acabado. A única coisa que mais me preocupa agora é o ódio que a Laura está sentindo de mim, vai ser sem dúvida bem difícil tentar falar com ela depois do que aconteceu ontem.

(Laura POV)

Eu acordei e notei que a Lexa não estava na cama e quando me virei para o outro lado percebi que a minha mala já estava feita. Então eu me levantei, desci e fui até a cozinha e chegando lá havia café da manhã pra mim e um bilhete que dizia que ela já havia feito a minha mala e que ela tinha pegado meu carro pra ir até a casa dela fazer a mala dela e que em breve voltaria com a Terasa. Eu comi bem tranquila, depois subi, tomei um banho e desci novamente e fiquei em frente a minha piscina sentada no chão esperando elas chegarem e enquanto eu mexia no celular e apagava calmamente algumas fotos com a Taylor, elas chegaram.

- Voltei. - Disse a Lexa se encurvando e dando um selinho em mim

- Oi princesa. Oi Tê!

- Mais calma Laura Prepon? Será que agora podemos saber o que aconteceu ontem?

- Podem, sentem aqui do meu lado.

- Ok – Disse a Terasa se sentando com a Lexa

- Eu passei a noite com a Taylor na Suécia e querendo ou não eu acabei criando uma expectativa entre a gente, mas foi em vão, porque assim que desembarcamos aqui aquele cara estava esperando ela, mas até ai tudo bem. À noite a Tasha me chamou pra ir até o apartamento dela porque era aniversário da namorada dela e eu fui, só que a Taylor foi acompanhada do moleque e entre um papo e outro o cara sacou do bolso um anel de compromisso e pediu ela em namoro na frente de todo mundo e ela aceitou pra me provocar e eu fiquei muito brava e desci pra ir embora, mas antes de ir embora ela veio atrás de mim e nós discutimos e eu peguei o carro e sai que nem louca.

- Ai num ataque desses você se mata e a gente fica como Laura? Você tem noção da gravidade do que você fez sem perceber por conta desse relacionamento conturbado? Minha amiga vá se benzer porque você está precisando. Primeiro você tinha a Kendall que era um atraso na sua vida e agora a Taylor que está fazendo você ficar maluca com esse orgulho dela. É hora de parar e repensar os seus conceitos. Você não acha?

- Eu acho Tê. Por isso eu estou decidida a voltar pra LA com a Lexa e esquecer ela de uma vez por todas agora.

- Faz bem. Eu acredito que vocês vão ser bem felizes, vou torcer por vocês daqui de NYC e, por favor, Lê cuida bem dela, ela está precisando.

- Deixa comigo. Eu prometo trazer de volta pra NYC uma outra Laura.

- Muito bom! - Disse a Terasa sorrindo pra nós

Eu me levantei sorrindo e elas fizeram o mesmo. Não há dúvida que essa mulher vai me fazer bem feliz, estou completamente entregue a ela.
Nós entramos e eu decidi fazer um almoço pra gente e quando estava tudo pronto nos sentamos a mesa e começamos a comer e eu aproveitei pra perguntar pra Lexa se ela já havia comprado o voo.

- E ai Lê, qual o horário do voo?

- Fim de tarde sairemos daqui Lau. O voo está marcado para o inicio da noite e chegando lá teremos um uber para nos levar pra sua casa.

- Ótimo!

Nós terminamos de almoçar e subimos as três para o meu quarto e por lá ficamos papeando até a hora de ir embora.

(Taylor POV)

Depois de passar uma tarde completamente entediante eu resolvi fazer o que eu não fazia há muito tempo, correr. Eu coloquei uma blusa e um shorts confortável e comecei a correr pelo condomínio e depois de um tempo de corrida, quando eu estava me aproximando da casa da Laura eu a vi saindo abraçada aos beijos com a namorada indo em direção ao carro da amiga dela Terasa. O que eu achei esquisito é que enquanto elas se beijavam a Terasa guardava algumas malas no carro e não eram malas tão pequenas. Naquele momento eu me senti sem chão a ponto de perder até a vontade de continuar correndo. Eu voltei pra minha casa, peguei meu celular e liguei pra Tasha.

- Tasho?

- Oi Tay!

- O que você está fazendo?

- Nadinha. Por quê?

- Dá um pulo aqui em casa? Queria conversar.

- Quando você fala assim é porque está precisando mesmo. Daqui a pouco estou ai Chaylito.

- Tá bom. Estou te esperando.

- Ok.

Eu subi para tomar um banho e sai rapidinho e me troquei. Pouco tempo depois a Tasha chegou e eu a recebi no meu quarto.

- O que aconteceu Chaylito? Notei a sua voz tão esquisitinha no celular. - Disse ela ao me cumprimentar

- Vem cá, senta aqui. Eu vi a Laura saindo com a namorada e a amiga dela com algumas malas agora pouco. - Disse sentando com ela na cama

- E por que isso te deixou tão mal?

- Porque eu senti naquele momento que talvez eu não verei ela mais tão cedo. Eu a amo e quero ela de volta.

- Tay, vamos por partes. Primeiro vocês duas você passam a noite juntas e eu suponho que tenha sido maravilhoso. Ontem você aceita namorar realmente com aquele cara e hoje está me dizendo que está querendo ela de volta. O que está acontecendo? Eu estou confusa.

- Eu amo a Laura e quero ela de volta. Cansei Tasha, cansei de me fazer de forte, de fingir que não me importo, que não quero saber dela. Eu fui longe demais com esse orgulho, eu assumo.

- E por que você esta falando isso pra mim e não pra ela?

- Por falta de coragem.

- Ok. Você disse que ela estava saindo de malas e tudo né? Eu vou ligar pra ela pra saber pra onde ela vai e dependendo do que ela disser, nós iremos atrás e você vai falar tudo o que você me disse pra ela ok?

- Ok!

A Tasha pegou o celular dela e ligou pra ela só que ela atendeu e rapidamente desligou.

- Tay ela está embarcando e desligou o celular e disse que depois me retornaria.

- Eu tenho certeza que ela não está indo pra tão perto.

- O jeito é ter paciência. Agora quanto ao Rob o que você está pensando em fazer?

- Eu já fiz hoje cedo. Ele acabou vendo a marca no meu pescoço e eu admiti que foi a Laura e ai acabamos discutindo e eu disse umas grosserias pra ele.

- Faz parte. Pelo menos essa patifaria acabou.

- Sim. Será que ela vai querer voltar pra mim?

- Vamos ver.

Eu e a Tasha ficamos no meu quarto e tentamos ligar por várias vezes pra Laura, porem só dava desligado, provavelmente ela estava no avião ainda então seria inútil continuar tentando hoje. A Tasha ficou um pouco mais comigo e depois foi embora, assim que ela saiu, eu me deitei e derrubei algumas lágrimas e acabei pegando no sono sem perceber.


Notas Finais


💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...