História Relações Perigosas - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Prepon, Orange Is the New Black, Taylor Schilling
Personagens Laura Prepon, Taylor Schilling
Tags Drama, Fic, Laura Prepon, Laylor, Lesbian, Orange Is The New Black, Story, Taylor Schilling
Exibições 530
Palavras 2.277
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Adrenalina


Fanfic / Fanfiction Relações Perigosas - Capítulo 8 - Adrenalina

(Taylor POV)

Enfim o final de semana se aproxima. Eu consegui acordar até de bom humor para ir gravar hoje, tomei meu banho tranquilamente, me troquei e fui para o set. Assim que eu cheguei eu passei pelo set primeiro pra ver se eu via a Laura, quero conversar com ela pra saber se ela está bem. Em um dos corredores que eu passei eu ouvi um choro e a voz dela de longe, provavelmente a Kendall deve estar implorando pra ela voltar, então eu voltei um pouco pra trás e quando me virei me encontrei com a Tasha.

- Chaylito!

- Oi Tasho! - Disse em voz baixa

- Por que você tá sussurrando? - Disse ela me imitando.

- A Lau e a Kendall estão discutindo, ela não para de chorar.

- Quem tá chorando?

- A mimada da Ex-noiva!

- Ex? Elas terminaram?

- Sim, ontem. Ela deve tá lá implorando pra voltar.

- Espero que a Prepon não volte pra aquela estranha, vou tratar logo de apresentar uma amiga pra ela.

- Amiga? Como assim?

- É Tay, ela tá merecendo coitada!

- Ela deve tá querendo descansar a mente isso sim.

- Com certeza, mais uns beijinhos sem compromisso faz bem. Já tive até uma ideia aqui, amanhã vou fazer uma festinha, vou ver se ela se anima.

- Só você mesmo Tasha!

Depois que falei com a Tasha segui para o meu trailer, me arrumei e depois voltei para o set. Hoje eu começo gravando uma cena no dormitório com a Lau, eu esperei ela chegar e antes de começar a gravar nós conversamos um pouco.

- E ai, como você está?

- Bem Tay, já passei por isso outras vezes.

- Mas e ela? Aceitou de boa?

- Não, já começou a infernizar minha vida.

- Sério Lau?

Quando ela ia nos responder a Jenji nos interrompeu e disse que começaríamos a gravar. A Lau então me chamou para almoçar pra podermos terminar de conversar e eu topei.

(Laura POV)

Eu já discuti com a Kendall logo quando cheguei, ela não parava de chorar e me implorava pra voltar pra ela. Entre as pausas que eu fazia nas gravações ela vinha até mim e continuava insistindo, ela conseguiu me tirar do sério, em um certo momento eu acabei perdendo a paciência e peguei ela pelo braço e a levei disfarçadamente para o meu trailer.

- Chega Kendall, chega! - Disse gritando com ela.

- Volta pra mim, por favor!

- Para de infantilidade, acabou Kendall, para de infernizar a minha vida, eu não vou voltar pra você. Você quer que eu te traia novamente? É isso que você quer?

- Não, eu só quero você de volta pra mim, eu juro que vou mudar o meu jeito.

- Não, você não vai mudar você vai continuar sendo a mesma neurótica de sempre. Kendall eu não amo você, não faz o menor sentindo continuar com esse relacionamento de aparência com você.

Ela continuou chorando por um bom tempo e só parou quando eu disse que chamaria a mãe dela. Ela se acalmou e eu dei um copo de água pra ela tomar.

- Tá mais calma?

- Posso só te perguntar uma coisa?

- Pode Ken!

- Você está ficando com alguém?

- Não, eu não estou ficando com ninguém, o que eu menos quero nesse momento é ter alguém me controlando.

- Não descarta a possibilidade de um dia voltar pra mim.

- OK Ken, eu não vou descartar, mas por enquanto me deixa viver e viva sua vida também.

- Eu juro que vou tentar.

Depois de conversar tranquilamente a Kendall se acalmou um pouco e voltou para o set. Eu esperei ela sair primeiro e fui depois.

(Taylor POV)

Eu parei de gravar e fui para o meu trailer me trocar, eu esperei um tempinho e a Lau chegou já trocada. Nós seguimos até o estacionamento e entramos no carro dela.

- Se a Kendall nos ver aqui, eu acho que ela te mata.

- Ai Tay nem fala, que sufoco foi acalmar essa mulher hoje.

- Você deve tá esgotada né?

- Muito, mas eu já estou acostumada, só que dessa vez vai ser diferente. Vamos?

- Vamos.

A Lau deu partida no carro e fomos para o restaurante, ela escolheu um restaurante mais reservado e distante do set. Nós subimos e nos sentamos, pedimos uma entrada e um vinho.

- Desse jeito nem eu e nem você vamos conseguir voltar a gravar.

- Não tem problema, hoje é sexta Tay!

- Não é bem assim né Lau? Mas me conta tudo agora, eu quero saber como você está.

- Ah Tay, eu estou bem, eu sinto que fiz o certo, não dava mais, não só pelas crises patéticas de ciúmes, mas também porque eu não a amava mais.

- Você fez o certo, agora basta seguir firme na sua decisão, não volte atrás da Lau, essa mulher não merece você. - Disse pegando disfarçadamente na mão dela.

- Eu não vou voltar atrás Tay, eu nunca estive tão decidida em toda a minha vida.

- Isso é muito bom!

Continuamos o papo por um tempo e depois voltamos para o set, eu e ela fomos juntas em direção ao trailer e quando eu ia entrar no meu ela pediu que eu a acompanhasse até o dela que ela queria me mostrar algo e eu fui com um pouco de receio já que alguém poderia nos ver. Ela entrou primeiro e eu fui em seguida, ela fechou a porta e se aproximou de mim.

- O que você quer me mostrar?

- Fecha os olhos!

- Laura, Laura! - Disse fechando os olhos.

- Me perdoa Tay, mas eu tenho que fazer isso!

Antes que eu pudesse responder ela pegou meu rosto com as duas mãos e começou a me beijar bem lentamente, eu passei meus braços pelo pescoço dela e retribui o beijo, ela desceu as mãos para a minha cintura e me encostou na parede e me olhou por um tempo, eu coloquei minhas mãos no rosto dela e a beijei novamente, ficamos nos beijando por um bom tempo e até esquecemos que tínhamos que voltar a gravar e só nos lembramos quando a Tasha começou a me ligar, eu parei rapidamente e peguei meu celular.

- Oi Tasha.

- Cadê você? Foi almoçar e sumiu.

- Estou chegando.

- Anda logo a Jenji está louca atrás de você pra começar a gravar.

- Estou indo!

Eu desliguei meu celular e a Lau sorriu pra mim.

- Temos que ir!

- Pois é. Então vamos?

- Vamos!

A Lau saiu na frente pra ver se não tinha ninguém e eu sai em seguida. Eu fui para o meu trailer, me troquei e corri pra voltar a gravar.

(Laura POV)

Essa mulher é simplesmente irresistível, ela é linda, doce e cheirosa, difícil mesmo vai ser não me apaixonar por ela, ainda mais agora que estou solteira. Depois que a Tay saiu eu entrei bem rápido, me troquei e voltei para o set também. Gravei a tarde inteira, quando fiz uma pausa a Tasha se aproximou de mim para conversar.

- Vamos fazer uma festinha amanhã à noite?

- Estou precisando mesmo, eu topo!

- Isso ai, é assim que se fala!

- O que acha de fazermos na minha casa?

- Acho ótimo!

- Então pode chamar quem você quiser que amanhã eu quero beber e comemorar a minha "carta de alforria".

Demos risada e fomos terminar de gravar. Hoje as gravações foram até bem tarde e eu estou completamente exausta, preciso ir pra casa. Quando eu estava indo pro meu trailer eu encontrei com a Tay no caminho, ela me chamou na frente do trailer dela e eu fui.

- O que você vai fazer agora noite?

- Isso é um convite pra fazer alguma coisa?

- Não deveria, mas o que acha de jantarmos em algum lugar bacana? Já almoçamos mesmo hoje, podemos aproveitar e jantar também.

- Eu acho ótimo. Eu não queria perguntar, mas eu vou, e a sua namorada?

- Hoje ela tem show!

- OK, então eu vou pra minha casa me arrumar e te pego na sua pode ser?

- Sim, então até mais tarde!

- Até!

Me troquei e fui rapidamente embora, assim que cheguei em casa eu tomei um banho e coloquei uma roupa, mandei uma mensagem pra Tay avisando que já estava pronta e ela disse que eu já podia ir indo para casa dela que ela deixou a porta aberta. Peguei meu carro e fui, assim que cheguei eu entrei e esperei-a na sala. A Tay não demorou muito e desceu com um salto, calça jeans e jaqueta, nem preciso dizer que meu coração quase saiu pela boca quando eu vi aquela mulher descendo, ela veio na minha direção e eu dei um beijo no rosto dela.

- Que mulher linda e cheirosa!

- Só se for você né Lau? Eu me arrumei bem rápido e coloquei qualquer roupa.

- Se isso é vestir qualquer roupa eu imagino como é se vestir bem, mas enfim, vamos?

- Vamos!

Eu até tentei resistir, mas não consegui e quando ela estava saindo eu a puxei e dei um beijo nela que me retribuiu da mesma maneira.

(Taylor POV)

Que loucura que eu estou fazendo, eu não consigo evitar a Laura, só que ela ainda tem a vantagem de estar solteira, eu não, enfim não vou pensar nisso agora, eu quero aproveitar o meu jantar com ela. A Lau abriu a porta do carro pra mim e eu entrei em seguida ela entrou e nós seguimos até o restaurante. Chegando lá nós sentamos e começamos a tomar um vinho igual no almoço, um tempo depois pedimos algo pra comer e ficamos conversando.

- A "falecida" deu sinal de vida?

- Ainda não Tay, ainda bem!

- Ainda bem mesmo!

- Estou livre Tay, nunca me senti tão bem em toda minha vida.

- Você merece meu amor!

- Não fala assim que eu me apaixono!

- Será?

- Não é difícil se apaixonar por você!

- Por quê?

- Porque você é uma pessoa incrível além de linda.

- Você que é uma pessoa incrível, eu gosto bastante de você!

- Eu também Tay!

Eu e a Lau tivemos um jantar incrível, comemos bem e conversamos bastante, quando nosso vinho estava quase no final eu notei que tinha uma pessoa um tanto suspeita na mesa ao lado com um celular, eu disfarcei e avisei a Lau, ela olhou pra trás e percebeu. Nem em sonho pode sair fotos minhas jantando com a Lau, eu não saberia explicar para a Carrie, então para evitar que essa situação aconteça eu tive a ideia de chamar a Tasha pra vir até aqui e nos tirar daqui, a Lau disse que seria uma boa ideia então eu resolvi ligar.

- Tasha! - Disse em voz baixa.

- Oi Chaylito, fala mais alto!

- Não dá Tasha, faz um mega favor pra mim?

- Fala!

- Eu estou num restaurante com a Laura só que a gente percebeu que tem um paparazzi aqui e eu não quero que saia fotos minhas com ela.

- Cara eu juro que vou matar vocês, mas ok passa o endereço por mensagem que eu vou encontrar vocês.

- Tá bom Tasho, obrigada!

Eu passei o endereço por mensagem e em questão de minutos a Tasha veio e nos encontrou, sentou com a gente e ficou um tempo, pedimos até mais um vinho pra disfarçar. Depois de um tempo saímos as três e a Tasha começou a falar na nossa cabeça disfarçadamente.

- Vocês não acham que estão se arriscando demais? Principalmente você Tay, por que não termina logo com ela?

- Tasha não tá rolando nada, estamos aqui como amigas apenas!

- Prepon tá na cara de vocês duas o que tá acontecendo, eu sei que eu não tenho nada a ver com isso, mas a Carrie é minha amiga assim como vocês e eu não acho legal vocês fazerem isso pelas costas dela.

Eu e a Lau ficamos em silencio e o carro chegou, a Tasha foi para o carro dela e eu e a Lau fomos embora, ela me deixou na minha casa e eu pedi pra ela entrar um pouco e ela veio.

- Por um lado a Tasha tem razão Tay.

- Não vamos pensar nisso agora OK? Deixa comigo que eu resolvo essa situação, por enquanto deixaremos tudo como esta, ainda é cedo pra decidir alguma coisa.

- OK Tay!

Eu peguei a Lau pela mão e fiz ela sentar no sofá e me sentei no colo dela e comecei a beijá-la, ela passou a mão por dentro da minha blusa e colocou na minha cintura, o clima aos poucos foi esquentando, ela começou a beijar meu pescoço e colocou as mãos na minha bunda, eu abaixei o zíper dela e quando ia voltar a beijá-la meu celular tocou e era a Carrie, eu e ela paramos e eu mostrei pra ela o celular, eu sai de cima dela e ela fechou o zíper e se levantou.

- Me desculpa?

- Relaxa meu amor, vou pra casa. Obrigada pela noite maravilhosa!

- Eu que agradeço, essa será a primeira de muitas se você deixar.

- Vou deixar com toda a certeza!

Dei um beijo nela e ela foi embora, eu subi tomei um banho e deitei. Eu custei a dormir, estou completamente apaixonada pela Laura e isso não deveria estar acontecendo comigo. Depois de um tempo de tanto pensar nela acabei dormindo.


Notas Finais


💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...