História Relações Sanguíneas - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Hanabi Hyuuga, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Borusara, Boruto, Himawari, Hinata, Itachi, Itachisara, Naruhina, Naruto, Sakura, Sarada, Sasuke, Sasusaku, Traição
Exibições 131
Palavras 1.542
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo novo pessoal, espero que gostem.

Capítulo 3 - Descobrindo as Dificuldades


Fanfic / Fanfiction Relações Sanguíneas - Capítulo 3 - Descobrindo as Dificuldades

Chegando a nova casa, Sarada abriu um enorme sorriso não acreditando que seu tio morasse em um lugar tão bonito. A casa de seu tio não era enorme assim como a de seus pais, mas era tão chamativa e aconchegante quanto.

Itachi estava feliz, por ver sua sobrinha mais a vontade do que imaginaria que ela fosse ficar, foram juntos ate a porta de entrada e entraram para o interior do aconchegante lar.

- Nossa tio, mas que casa mais linda. – comenta com os olhos brilhando.

- Obrigado, quer ver onde vai ser seu quarto agora ou depois? – pergunta, deixando as malas dela no chão da sala.

- Posso ver agora? – pergunta um pouco mais animada, dando pequenos pulos de alegria.

- Sobe a escada naquele corredor e vai ate o final do corredor de cima, vai ser a ultima porta a direita. – responde, vendo a morena correr em direção.

Olhava para a morena de costas correndo e ficava impressionado com o tanto que ela cresceu, já havia se tornado uma mulher de verdade tão sexy quanto as que encontrava pelas ruas de Tóquio, sendo tio dela teria que fazer de tudo para protegê-la.

Pegando novamente as malas dela, começou a andar em direção ao quarto, subiu as escadas e ao chegar ao corredor viu a porta do quarto aberta mais nenhum barulho. Aproximando-se olhou para dentro do quarto e viu a jovem parada no meio do quarto, estranhou a reação dela e colocou suas malas no canto da parede ao lado da porta.

- Sarada esta tudo bem? – pergunta aproximando da morena.

Encosta sua mão no ombro esquerdo dela e sente a mesma acordar do transe. Sarada o olha, erguendo um pouco de sua visão e o abraça com força.

- Obrigada Tio por me receber em sua casa. – diz, com os olhos fechados e o apertando forte.

Itachi arregala os olhos e com suas mãos um pouco travadas também abraça a morena; depois de alguns minutos os dois se separam e ficam se olhando. Sarada sorriu novamente e correu ate suas malas.

- Tio Itachi você pode me ajudar? – pergunta, chamando a atenção de seu tio para si.

Assim que se vira e olha para a morena, tem uma visão um tanto excitante. Sarada estava abaixada com a bunda para cima, sua bermuda colada fazia uma marca bem pequena nos lábios da intimidade dela e isso assustou o moreno.

- Vou ter que me acostumar com isso, ela já não é mais criança. – pensa balançando a cabeça tirando o foco do corpo dela. – no que posso lhe ajudar? – pergunta caminhando em direção a ela.

- Só me ajuda a colocar elas em cima da cama e então podemos sair. – diz, tentando levantar uma das malas, mas não conseguindo devido o peso.

Sem enrolar muito, Itachi coloca a mala na cama e vai em direção a porta, pedi para que a mesma não demorasse muito e logo em seguida deixa o quarto. Caminhando até o seu quarto, Itachi não consegue tirar da mente a visão da bunda de sua sobrinha, ela mal tinha chegado e ele já começava a perceber a dificuldade que seria tê-la ali.

[...]

Entrando no carro novamente os dois partem em direção ao centro da cidade. Sarada olhava tudo e ficava impressionada com como a cidade grande era barulhenta e cheia de energia, estava usando uma camiseta regata colada ao corpo na cor rosa e sem sutiã fazendo seus seios ficarem bem desenhados, também estava com uma saia longa que ia até o meio da coxa na cor branca, finalizando com uma sapatilha dourada.

- Tio podemos parar em uma loja de roupa, quero dar uma olhada. – comenta olhando para o moreno.

- Claro, só deixe-me achar um estacionamento. – diz em resposta, avistando uma vaga bem à frente.

Logo após estacionar, Sarada abriu a porta do passageiro e saiu ficando ao lado aguardando seu tio, Itachi também não demorou muito para sair e foram juntos até algumas lojas. Olhando todas as vitrines, se interessou por um vestido vermelho que viu, agarrou a mão do tio e puxou-o para dentro da loja.

­- Bom dia, em que posso lhe ajudar? – pergunta a atendente da loja, com um sorriso simpático no rosto.

- Bom dia, gostaria de experimentar aquele vestido vermelho da vitrine. – diz, com os olhos brilhando.

Indo com a Sarada até a vitrine, as duas começam a conversar sobre o vestido, Itachi deixou a sobrinha sozinha com a atendente e ficou sentado em um banco esperando.

Pegando o vestido, Sarada foi até um provador e se trocou, assim que estava com a roupa no corpo saiu do provador e foi até onde seu tio estava, ficou a uma pequena distancia dele e com um sorriso nos lábios girou fazendo a barra da roupa erguer um pouco.

- O que achou Tio Itachi? – pergunta, ficando de frente para ele com as duas mãos apoiadas no joelho.

Itachi sem reação olhava para a morena gostando do que via, porem estava tentando não demonstrar a forma que olhava para ela, afinal alem de tio ele também era homem e qualquer homem ficaria excitado vendo uma jovem com um corpo perfeito, mas ainda assim ele era o tio dela e não deveria ter pensamentos sujos em relação a ela.

- Você esta muito linda Sarada. – responde com uma voz tranquila.

Gostando do comentário do tio a morena decidiu levar o vestido, como Sasuke havia lhe dado uma boa quantia para começar a vida na cidade grande, poderia gastar um pouco com roupas novas, afinal as roupas que usava na fazenda não seriam muito adequadas para a cidade grande.

Voltou para dentro do provador, se trocou novamente e saiu com o vestido na mão entregando para a vendedora. As duas foram até o caixa e Sarada passou o cartão da sua conta, virou-se novamente para Itachi e foi até ele.

- Vamos. – diz sorrindo e o puxando para fora.

Caminharam por mais algumas horas na cidade e logo Itachi estava levando algumas sacolas, foram vários sapatos e roupas, alguns formais outros nem tanto.

Entrando novamente no carro, desta vez para ir comer alguma coisa, foram em direção a um restaurante, almoçariam e depois Itachi iria levá-la para o parque.

Itachi pediu o mesmo de sempre, um churrasco para dois e um pouco de saque, para Sarada ele pediu um suco de laranja.

- Tio você esta saindo com alguém? – pergunta, como se fosse qualquer outra pergunta normal.

- Não, não, sou um cara que poucas mulheres se interessam. – diz, enquanto colocava um pedaço de carne na boca.

- Essas mulheres da cidade são malucas então, se eu não fosse sua sobrinha com certeza iria estar atrás de você. – diz, sorrindo percebendo o tio ficar um pouco inquieto. – mais sou sua sobrinha então não podemos fazer nada disso. – completa mostrando a língua

- Sarada come e fica quieta. – reclama, um pouco serio comendo mais uma pouco.

- Não fica bravo, agora que estamos morando juntos vai ter que me aguentar. – diz, mostrando a língua.

Os dois continuaram comendo e rindo, já tinham uma relação bem próxima, como eram tio e sobrinha, assim facilitava mais a conversa entre eles.

Sarada querendo tirar o tio da paciência se levanta e vai até o lado dele e começa a comer do prato dele, Itachi olha aquilo e fica parado com os braços cruzados olhando para a menina.

- Se esta com fome é só pedir mais. – comenta batendo o dedo no seu cotovelo.

- Não seja chato, bobo. – murmura se levantando e voltando para o seu lugar.

- Isso vai ser complicado. – pensa o moreno suspirando.

[...]

Já de volta no carro, Itachi e Sarada começam a querer voltar para casa, já estavam cansados e um churrasco no almoço depois de tanto correrem pela cidade, os deixou com a barriga ainda mais pesada.

- Sarada amanhã vamos até a empresa onde trabalho, deixaremos um currículo seu lá e quem sabe você não consegue um emprego por lá. – diz, parando no sinal vermelho.

- Mais tio não é lá que o Boruto trabalha. Pode ser ruim se trabalharmos no mesmo lugar, sabe ele e eu estamos meio que namorando agora, se ele me tratar bem pode ser mal interpretado pelos outros e causar problemas para ele. – responde, um pouco triste com isso.

- E o que eles tem haver com sua vida amorosa? Se continuar assim ai nunca vai conseguir ficar com ele. – olha para ela e sorri de canto.

- Você tem razão, mas sabe... – é interrompida pelo moreno.

- Não quero ouvir mais lamentações, viva intensamente sem se importar com o que a sociedade pensa, ou então vai se arrepender no futuro e se lamentar ainda mais. – acelera o veículo e sai passando pelo sinal, que agora se encontrava verde.

- E você tio, você tem lamentações? – pergunta olhando para o olhar serio do moreno.

- Todo tem e você também terá lamentações, mas se poder evitar que sejam muitas é melhor não acha? – diz, olhando para a estrada.

Sarada fica pensativa e entende o que seu tio quis lhe dizer, volta sua visão para a rua e fica quieta. Itachi olha de canto para ela e sorri de canto, continuando o caminho de volta.


Notas Finais


Espero que tenham curtido o novo capítulo, ficou meio curto pq não estava com muita ideia pra escrever.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...