História Relatos de Adolescência 2 - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 3
Palavras 943
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eba!!! Voltei nessa parada!
Kkkkk
Não estou muito inspirado em fazer um resumo do que se segue, mas acredito ser muito legal de ler.
A fic será bem curtinha... Então recomendo não perder momento algum.

Capítulo 1 - Diário da A.legria


Caramba. Nem tô acreditando nisso. Meu...

Eu estou indo com minha namorada pra minha casa. E mais... Meus pais tavam viajando e ainda vão passar dez dias fora.

DEZ DIAS! Só eu e Stephanie.

Dormindo e acordando juntinhos. Tendo que se virar pra fazer o almoço. Tendo passeios muito maneiros. Tudo juntos.

Uma simulação de casados. Nunca tinha passado por isso. Nunca nem tinha imaginado viver isso.

Claro que sempre sonhei com uma gatinha, mas nunca tive isso em mente. Sei lá, era muita viagem pensar essas doideiras todas. Tava só a fim de curtir mó desligadão. Mas tá pra ser.

Estou agoniado. Tenso, nervoso. Mas feliz. Cara, que rebuliço no corpo. Estômago, coração. Tudo tava diferente.

Não é que eu esteja passando mal, nem nada do tipo...

É difícil. É novo. É estranho. É animador...

***

A gente levou uns dois dias de preparação no colégio. Decidindo entre o que levar. Que roupa era melhor, necessária... Pra vestir bem.

Alguns dos livros que devíamos pegar, já que tava brabo o tanto de material que recebemos antes mermo de voltar às aulas. Não era pra ter folga desses conteúdos loucos... Oh coisa tediosa.

Enfim. Algo que faria falta... Não sei. Todas as nossas coisas seria mó exagero. Por isso era só levar o que valia a pena levar.

O resto que fique aqui nos dormitórios. Vamos voltar até o final do mês, mesmo...

Com duas pequenas mochilas de costas, boas provisões pra todo o percurso da viagem e uma agradável companhia.

Assim, eu tava voltando pra casa.

***

Aproveitei pra ligar pros meus pais. Já tava com um bocado de meses sem falar com eles.

Tava avisando que chegaria em casa pra passar as férias por pouco mais de duas semanas.

Eles me alertaram, falando que tavam hospedados bem longe em uma viagem de negócios. Ficaram preocupados por eu ir pra casa e não ter ninguém.

Eu me apressei e disse que tava tudo numa boa e que nem deviam encucar. Não ia ser boa ideia eles cancelarem a viagem e prejudicar as paradas. Eu ia ficar de boas e tava com uma importante companhia.

Hospedar ela em casa até terminar o tempo de férias e tals. Já que íamos viajar juntos, então o ‘perigo’ era menor.

Eles ficaram desconfiados com um estranho em casa e eles bem longão. Não tavam botando confiança que era seguro e a pessoa confiável...

Mas garanti que confiava bastante nessa pessoa.

Falei que ia hospedar essa pessoa em casa, mermo. Tavam relutantes, mas concordaram. Já que não dava pra fazer nada.

Disseram que as reservas do hotel durariam quase duas semanas.

Fiz os cálculos e eles iam me pegar em casa com dois dias pra me mandar de lá.

Quase não dava pra vê-los, mas já era. Pelo menos não seria um negócio tão tenso...

Fiquei animadaço em saber que a casa seria ‘só minha’ nesses dias.

Era óbvio que não disse minhas intenções.

Mas nem tava com ideias de fazer nada errado também. Só tava na minha mente ficar a vontz com minha namorada.

Quando terminei de falar com eles, fui avisar Stephanie. Perguntei se tava tudo de boas pra ela a situação. E pra minha ‘tranquilização’, ela ficou bem contente de ter dado tudo certo. Tava uma mina sapeca. Eita... Que vontade de gritar de alegria!

***

Levou algumas horas até a gente chegar a minha casa. A viagem de ônibus foi bem relaxante.

Chegamos umas seis da manhã.

A rua tava bem silenciosa até. Mas nem tinha mudado nesse ano ausente. Era tudo bem do jeitinho que me lembrava.

***

- Caraca, faz tanto tempo que não chego em minha casinha. Nem lembrava que a geladeira tava desse lado. Olha pra isso? Que falta essa tv tava me fazendo.

A primeira coisa que fiz ao entrar foi pular na direção do sofá, me arremessando nele e me acomodar muito bem nele.

Aproveitei a mesinha de centro como apoio dos pés.

- Que maravilha. Eita sofázim bom. Vem cá, Stephanie. Bora relaxar uns segundinhos e já te apresento a casa melhor.

- Mas tu é muito espaçoso. Como já vai se jogando assim no móvel... Podia ter estragado todo o sofá. Seus pais nem devem saber que faz isso, né? Parece coisa tão de criança.

- Puxa. Não corta o meu barato. Já tá com uma porrada de mês que não ponho meus pés nessa residência e nem curtir um pouquinho com minha gata eu posso?

- Bahhh... (Som de soltando o ar, em conformismo) Tá. Que seja. Mas eu vou me comportar. Não quero que digam que a culpa é minha.

- Não se preocupe. Se quebrar, eu ponho toda a culpa em você.

- Ãh? Agora é que não sento mesmo. Táloko.

- Calma, vem cá. Vai ter nada não... Eu me jogava aqui sempre e tava tudo tranquilo. Aproveita as suas novas acomodações por essas semanas. Se tá encrencada só com o sofá, imagina a minha caminha macia grandona... Tu vai é se amarrar.

- Ué, não tem quarto de hóspedes aqui não?

- Pra quê? Vai me dizer que nem quer dormir do meu ladinho? Eu prometo não roncar...

- Hu-hu-hu. Tô brincando. Vai ser uma delícia dormir numa cama TODINHA minha. Já tava cansada de uma pequena de solteiro...

- Epa... Mas é pra gente dividir. Hé-hé-hé.

...

Um momento para relaxar no sofá. Por mais que a viagem tenha sido boa e revigorante, um momento desses é incomparável.

São bobeiras para amenizar a tensão.

Não é qualquer dia que dois jovens compartilham uma casa, sozinhos, independentes... Por duas semanas.

Era um clima tenso.

Mas feliz.

.

.

.

#CONTINUA...?


Notas Finais


Continuação direta de P.A.R.A. S.E.M.P.R.E. https://spiritfanfics.com/historia/relatos-de-adolescencia-10234225
Pode ser lida separadamente, mas a recomendação é que seja vista em conjunto.
O principal propósito desta “segunda temporada” é tentar mostrar momentos românticos e “calientes”.
Já adianto logo, se não querem ler esse tipo de conteúdo mais forte, volte e leiam a primeira temporada desta obra. ^^
Mas, se desejam prosseguir, então espero que seja muito agradável para vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...