História Religious - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Drama, Larry, Stylinson
Visualizações 11
Palavras 765
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo 1


-Hazz me diga...o que você sempre faz depois do culto? - Gemma levanta as sobrancelhas para o irmão.


-E-eu dou uma volta...para pensar sobre o que o padre nos falou no dia. -Se xingou mentalmente por estar mentindo...que Deus o perdoe, mas era necessário. Gemma não podia nem sonhar que ele se encontrava com Louis.

-Uhm...sei. - murmurou desconfiada e mordeu um pedaço da torrada.

Harry respirou aliviado por sua irmã não insistir mais no assunto, voltou a comer se perdendo em seus pensamentos.

-Estão prontos? Temos que sair já! -Anne entrou na cozinha amarrando o cabelo e colocando a bolsa no ombro.

Harry e Gemma se levantaram e se dirigiram até a sala, quando estavam indo para o carro, Harry se lembrou de que não havia passado perfume...por mais que não quisesse admitir...queria estar cheiroso para Louis.

-Erm...mãe eu preciso ir ao banheiro... já volto. - disse e correu para dentro de casa.

-Ok só não demore.

Alguns minutos depois Harry voltou e entrou no carro.

...

-Agora, eu gostaria de convidar Harry, para cantar No Silêncio para nós hoje. - o padre disse sorrindo e o garoto se levantou e foi até o palco.

Harry pegou o microfone e sorriu para a mãe a irmã que o olhavam orgulhosa. A melodia começou a tocar e ele fechou os olhos.

"Como é incrível não consigo explicar,
Como você consegue, no meio ao silêncio ao meu coração falar,
Eu não preciso de palavras,
Nem de grandes demonstrações,
Apenas no seu olhar, eu consigo ouvir que você me ama."

Todos estavam atentos a letra, e alguns até cantavam junto, até que a porta da igreja foi aberta e todos olharam para o garoto que entrava. Harry abriu os olhos e sentiu seu coração parar ao vê-lo ali. Louis.

-O QUE ESTÁ FAZENDO AQUI GAROTO? - o padre gritou.

-Oh me perdoe. - Louis disse com deboche. - Eu interrompi algo não é? Vou me sentar e podem continuar.

-VOCÊ SABE MUITO BEM QUE NÃO É BEM VINDO NA CASA DO SENHOR.

-Olhe para minha cara e veja se eu me importo. - apontou para o rosto e riu.-É pois é...não mesmo. - começou a caminhar entre os acentos a procura de um vazio, não se importando com os olhares de nojo que lhe eram direcionados.

-Eu quero que você saia daqui agora Louis. - o padre disse irritado.

-Ah qual é...sei que só esta com medo de que eu corrompa alguns dos seus fiéis...mas relaxa, se isso acontecer será por vontade deles. - sorriu e piscou para Harry, o mesmo estava parado de cabeça baixa e mexendo no microfone para tentar disfarçar o rubor em suas bochechas. Mas o ato de Louis não passou despercebido por ninguem, muito menos por Anne.

-Podem continuar o que estavam fazendo. - se sentou em um banco que estava totalmente vazio no fundo do lugar.

-Harry pode continuar por favor.

O garoto assentiu e voltou a fechar os olhos.

"Acalma a tempestade no meu interior,
Minha alma agitada que quer sempre atenção,
E as sombras de duvidas que vem como um turbilhão,
Na quebra das ondas de encontro aos rochedos do meu coração"

Harry respirou fundo se preparando para a última parte da música.


"E a rebentação querem me assustar
No silêncio venha comigo falar
No silêncio venha me amar
É no silêncio que eu posso declarar
Que o meu coração é seu e para sempre vou te amar"


Assim que terminou abriu os olhos e todos o aplaudiram, inclusive Louis que sorria torto em sua direção, o garoto agradeceu e voltou ao seu lugar.


...


-Ora ora, olha quem resolveu aparecer, achei que não viria hoje. -Louis disse sorrindo ao ver o cacheado caminhando até a arvore que estava encostado.


-Não foi fácil despistar minha irmã...ela esta desconfiada.


-Uhm... - fez pouco caso. - Mas então...eu amei sua apresentação, você tem uma voz maravilhosa delicioso Harry...sera ainda mais quando estiver gemendo meu nome, enquanto eu quico com força no seu pau .-sorriu malicioso.


Louis se desencostou da árvore, se aproximou de Harry pegando a mão dele e a levando até seu membro.


-Pode tocar...eu sei que você quer.


-Para com isso Louis. - afastou a mão.


-Parar por que? Eu sei que você gosta.


Se aproximou ainda mais do mais alto e se colocou nas pontas do pé para sussurrar.


-Eu sei que você me deseja Harry, que pensa em mim...só não quer admitir para si mesmo que está apaixonado por mim... ninguém resiste ao Louis.-mordeu o lóbulo da orelha de Harry e riu ao vê-lo suspirar e estremecer.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...